sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O quadro de NES e o quadro de AVB


Este era o quadro de André Villas-Boas. Os portistas não souberam que ele existiu até à altura em que foi, orgulhosamente, exposto no Museu do clube. 

André Villas-Boas podia ter puxado deste quadro a qualquer altura da época. Depois dos 5x0 no Dragão, a festa bem regada e às escuras na Luz, a reviravolta na Taça de Portugal. Podia tê-lo feito quando o FC Porto se apurou para Dublin, quando de lá chegou, ou quando foi ao Jamor bater uma chapa 6. Nunca o fez.

Villas-Boas tinha o seu quadro. E só tinha interesse em mostrá-lo a um determinado grupo de pessoas: os seus jogadores. Eles é que tinham que perceber o seus objetivos. Villas-Boas não estava preocupado se os adeptos ou a imprensa percebiam o que ele idealizada. Preocupava-se com o essencial: os jogadores.

O quadro de Villas-Boas não vem saído de um manual de auto-ajuda, de um livro de teoria de futebol ou de uma palestra de Luís Campos. O quadro de Villas-Boas é algo que podia ter sido escrito por Pedroto. Objetivos traçados de forma simples e objetiva.

Uma frase do rival, neste caso de Coentrão, a provocar; lembrar a revolta das injustiças sofridas por Hulk e Sapunaru; «envergonhar quem nos fode todos os dias». Uma oportunidade histórica, ser campeão na Luz, bater recordes, e um compromisso mais forte do que nunca. Isto, meus senhores, é algo para ser exposto com orgulho, pois espelha o compromisso entre Villas-Boas e os jogadores nunca época dourada.

Depois temos o quadro de Nuno Espírito Santo. Villas-Boas nunca se sentiu inseguro. Nunca precisou de tentar explicar à imprensa o que ele queria. Não, pois a mensagem passava para os jogadores, e era o suficiente. Villas-Boas não se preocupou em debitar teorias, em inventar regras de três C's, em desenhar árvorezinhas. Foi cru. Em suma, vamos foder o Benfica. E fodemos.

Passámos de um quadro que lançava o mote para envergonhar o Benfica para um quadro que envergonha os adeptos do FC Porto. Nuno Espírito Santo ainda não percebeu o lugar que ocupa. Ao contrário de Villas-Boas, que manteve o seu quadro entre os jogadores e o treinador, NES mostra-o orgulhosamente. E parece mais preocupado em explicar teorias à imprensa e aos adeptos do que em meter a sua equipa a jogar futebol.

É verdadeiramente absurdo. NES não devia precisar do selo de aprovação da imprensa ou dos adeptos para aplicar os seus princípios. Um bom treinador, um verdadeiro líder, confia nas suas ideias, não sente necessidade de as explicar. Só precisa de as transmitir aos jogadores, e é o suficiente. Devia assumir que por alguma razão ele é que é o treinador do FC Porto, enquanto que outros são treinadores de bancada. A não ser que admita que chegou ao FC Porto pelas mesmas razões que chegou ao Rio Ave. Outros rosários.

Estas apresentações de NES revelam, acima de tudo, a insegurança do treinador no cargo que ocupa. NES sente-se incompreendido e inseguro. Daí que seja, provavelmente, o único treinador da atualidade que se espalha no ridículo de explicar, publicamente, os princípios táticos que quer implementar na sua equipa.

Benfica, Sporting e demais adversários podem poupar o trabalho de enviar olheiros: NES explica-vos tudo o que precisam de saber. Nuno Espírito Santo está a explicar aos adversários como é que o FC Porto joga, ou como é que pretende que jogue. Em parte nenhuma do planeta encontram um treinador que explica aos adversários como é que ele vai jogar. Ah, esperem, Sá Pinto fez isso uma vez. No Sporting. De Godinho Lopes. Que bem correu. 

NES parece estar mais preocupado em fazer prevalecer a sua imagem de tipo sereno, politicamente correto, afável e que reúna simpatia por parte de imprensa e adversários do que em efetivamente vencer pelo FC Porto. Uma dica: nunca nenhum treinador do FC Porto teve sucesso a ser simpático e politicamente correto. Nem com teorias acima da competência prática. Não serás o primeiro, Nuno.

Sábado, 20h30, Estádio do Dragão. Deixa o quadro no balneário e mete a prática no relvado. Sentes-te inseguro? Ganha ao Braga. A confiança ganha-se com vitórias e resultados, não com teorias ou com quadros. As únicas aulas que tens que dar não é à imprensa, nem aos adeptos, mas sim aos jogadores. Se de facto tiveres algo para lhes ensinar.

37 comentários:

  1. Tudo isto seria ridiculo se nao fosse muito triste... Ele que nao ganhe amanha e vera o que lhe adianta andar a fazer desenhos para a imprensa. Tem sido sempre a descer, mas parece que o fundo do Nuno ainda esta por se descobrir... Para nao falar do Villas-Boas, que saudades de treinadores com ma imprensa por falarem grosso quando era preciso e que tinham de facto capacidade para por a equipa a jogar segundo um modelo. Adequado ou nao, brilhante ou nao, havia um. Agora ha desenhos.

    ResponderEliminar
  2. Mais uma vez, nada a acrescentar. O NES podia ler alguns destes artigos para saber, efetivamente, o que é "ser Porto"!

    ResponderEliminar
  3. Tudo isto é muito triste, é tudo o que tenho a dizer

    ResponderEliminar
  4. Plenamente de acordo com este texto. Estou farto deste comportamento politicamente correcto...

    ResponderEliminar
  5. Isto é só triste. Temos uma equipa jovem e ambiciosa que quer mais, mas algo ou alguém não permite/deixa/potencia......

    ResponderEliminar
  6. O NES é Politicamente Correcto, e Nós somos Politicamente Lixados!

    ResponderEliminar
  7. Para mim já se torna um vício ver, ler e analisar os vossos comentários, os meus parabéns.
    Já me sinto envergonhado pelos resultados, já me sinto envergonhado por estar três anos sem ganhar nada, já me sinto envergonhado da passividade da nossa administração em corrigir os erros graves que causaram no nosso FC Porto. Não vamos andar olhar para o sucesso do passado para servir de desculpa para a vergonha do presente, isso nunca.
    Sobre o novo professor NES não há ninguém que o faça parar? Não há ninguém que o ensine a treinar e deixar os desenhos? Mas onde é que estamos com esta palhaçada? Mas o que é que se esta a passar? Todos andam a rir as nossas custas? Passa a imagem que os treinos deve ser desenhinhos e os jogadores andam baralhados.

    ResponderEliminar
  8. Sinceramente, nem sei o que dizer.
    Sei que o que tentou explicar não bate certo com o que vimos quando a equipa joga.
    Só isso

    ResponderEliminar
  9. Completamente de acordo! Estes quadros são um tiro nos pés para o NES, um motivo de chacota pública e dá aos adversários todo o que precisam para conhecer o FCP. Continuo sem compreender o que leva um treinador a fazer isto uma vez que seja, menos ainda quando se repete.. Isto não ajuda os jogadores, não ajuda a ganhar jogos, não ajuda a marcar golos, não ajuda a blindar a equipa que é algo que deve ser imperial para qq treinador. Por favor NESA, pára de envergonhar a nação portista! Como se não bastasse o pobre futebol que temos que ver semana após semana, ainda temos que levar com estas manifestações pateticas.

    ResponderEliminar
  10. "O quadro de Villas-Boas não vem saído de um manual de auto-ajuda, de um livro de teoria de futebol ou de uma palestra de Luís Campos. O quadro de Villas-Boas é algo que podia ter sido escrito por Pedroto."

    Este parágrafo +e que devia ser escrito num quadro, emoldurado e pendurado no Museu. Resume na perfeição aquilo que éramos e aquilo em que nos tornámos.

    De um Mestre Pedroto a um NES; do maior presidente da história do futebol a uma sombra decrépita daquilo que já foi; de uma diretores que trabalhavam por amor à camisola mas que escolhiam jogadores unicamente olhando ao seu perfil como Homem e à qualidade futebolística a administradores de $AD com ordenados milionários que escolhem jogadores olhando a agendas obscuras e tendo apenas em conta quanto poderão aumentar ainda mais as já recheadas contas bancárias; de capitães como João Pinto, André, Gomes, Frasco e Jorge Costa a Indis, Herreras e Marcanos; de jogadores jovens da casa ao preço da chuva como Jorge Costa, Domingos, Ricardo Carvalho e Vitor Baía a estrangeiros caríssimos vindos sabe-se lá de onde como Quiñones, Quinteros, Caballeros e outros que tal; de clube que sabia reconhecer e honrar os seus maiores símbolos a clube que os menospreza e ataca; de clube que dava o murro na mesa quando necessário a clube que assobia para o lado quando somos descaradamente prejudicados e os outros descaradamente beneficiados; de clube que lutava contra a comunicação social centralista a clube que convida os mesmos para as Galas dos Dragões de Ouro; de umas Antas temíveis e infernais a um Dragão burguês cheio de pipocas e selfies; de Super Dragões a $uper Dragõe$; de jogos em casa onde árbitros e adversários se borravam todos com o ambiente a jogos em casa onde árbitros se riem enquanto nos roubam, treinadores adversários fazem gestos para a bancada e jogadores adversários perdem tempo e simulam lesões descaradamente desde o início do jogo sem que ninguém os pressione; de uma mentalidade humilde mas guerrilheira e lutadora a uma mentalidade burguesa e acomodada; enfim, de algo que orgulhava qualquer Portista a algo que envergonharia o Mestre Pedroto e o verdadeiro Jorge Nuno Pinto da Costa, os grandes obreiros do Grande Porto que fomos durante muitos anos.

    Que saibamos recuperar o que de bom perdemos e que para bem longe atiremos aquilo de mau em que nos tornámos...

    ResponderEliminar
  11. Quadro à parte, NES disse algumas verdades que tinham sido filtradas e passado à parte caso não fosse... o quadro. Assim toda a gente vê o vídeo, mais não seja para gozar, e a mensagem chega a todos.

    ResponderEliminar
  12. Concordo com a critica ao NES.
    Mas é triste a mensagem do AVB da mesma maneira que quando o FCP joga no Dragão é triste ouvir o nome do rival a ser cantado, ainda que esteja a ser insultado. O Porto não é um anti-benfica. O Porto é maior do que isso. O ojectivo do Porto não é 'foder o Benfica'. O Porto é ser campeão!
    Perdi o respeito que tinha por AVB e começo a responsabiliza-lo pelo inicio da decadência que o Porto tem vindo a sofrer. Se a mentalidade passa por envergonhar o rival, então o futebol vai sofrer com isso. Concentrem-se no que interessa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O QUÊ??SE QUERES RESPONSABIZAR ALGUÉM,ESSE ALGUÉM É AQUELE VITOR PEREIRA...

      SE PERDES O RESPEITO POR ANDRE VILAS BOAS,PERDES O RESPEITO POR MOURINHO E MESTRE PEDROTO...COISA QUE EU AGRADEÇO A ELES POR FAZEREM DO PORTO AQUILO QUE FOI NESTES 30 ANOS...A ELES E A BOBBY ROBSON TAMBÉM...

      Eliminar
    2. a ideia do AVB com o "foder o Benfica" tinha muito a haver com a época anterior. O caso do tunel, a revolta do Hulk e do Sapunaro. Nesse ano, havia mais do que rivalidade para com o Benfica, era uma questão de ajustar contas pela injustiça que tinhamos sofrido no ano anterior. AVB simplesmente pegou nessa revolta como mote para os jogadores se matarem em campo pelo Porto, mais nada :)

      Eliminar
    3. Aquele quadro foi num jogo contra o benfica, é natural que esteja dirigido para o benfica. Ou o meu caro anónimo vai dizer que não gostou de festejar na luz às escuras? é que o quadro é precisamente desse jogo, onde poderiamos ser campeões na casa do rival que tanto nos tinha roubado na época anterior.

      Eliminar
    4. o AVB simplesmente usou o Benfica como carga emocional para motivar os jogadores. Ele fez com que os jogadores tivessem raça, e lutassem até ao fim, sem dizer que tinham que ser jogadores à porto. Podia ser envergonhar o benfica, como podia ter sido outra coisa qualquer. ele simplesmente encontrou uma forma de por os jogadores a darem tudo em campo, e os resultados foram o que foram, uma época sem igual, em que o porto ganhou tudo que havia para ganhar. Se perdeste o respeito por um treinador que fez o que poucos ou nenhum fizeram...

      Eliminar
    5. não mereces ter no palmarés 7 conquistas Internacionais. Só dá mansos.

      Eliminar
    6. Estamos no norte ! No Porto ! Aqui não ha papas na lingua ! O objectivo era envergonhar e foder o Benfica ! Mau era o treinador nao dizer exatamente isso aos seus jogadores

      Eliminar
  13. Concordo com o post. NES está muito preocupado em justificar-se perante a imprenssa. Da primeira vez achei algo insolito e nao pensei que voltasse a acontecer.Da a ideia de um treinador fraco e se nos adeptos pensamos isso o que pensarao os jogadores. "Uma dica: nunca nenhum treinador do FC Porto teve sucesso a ser simpático e politicamente correto" é isso mesmo treinador do porto tem de ser capaz de mandar umas "caralhadas" em conferencias de imprensa se for preciso, o NES prefere justificar-se e passar por fraco.Isto nao vai acabar bem

    v99

    ResponderEliminar
  14. "Se de facto tiveres algo para lhes ensinar."

    Esse é que é o problema. NES deve ser bom a treinar guarda-redes, treinar uma equipa completa não é para ele.

    ResponderEliminar
  15. os lampioes perderam logo temos mesmo de ganhar e ficamos a 4 pontos o que e perfeitamente acessivel. O benfica joga pouco e quando defronta equipas que jogam a homem tremem e quando o arbitro e isento tremem ainda mais.

    ResponderEliminar
  16. ESTE NUNO PARECE AQUELE PROFESSOR QUE VAI PARA A AULA,NÃO DIZ NADA COM NADA,E FORA DA SALA DE AULA PARECE 1 FILOSOFO DE 1º CATEGORIA...

    ResponderEliminar
  17. Concordo com todo o post, estou inteiramente de acordo... e os meus parabéns igualmente ao post do Pedro Gabriel, sem dúvida espelha o sentimento do adepto portista. Mas até AVB teve um preço...

    ResponderEliminar
  18. Parabéns. Sem tirar nem pôr uma palavra que seja.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  19. Finalmente. Desde início que venho a dizer que este senhor não foi, é e será treinador na vida. Muito menos para o Porto. Mas continuo a dizer que a culpa não é só e apenas dele. É de quem o contratou e foi na conversa do empresário. Mas ainda vamos a tempo de o mandar embora e contratar um treinador digno desse nome. Se hoje o Porto ganhar nada está perdido ainda. Mas não pode continuar com este treinador

    ResponderEliminar
  20. Pois, mas também é verdade que AVB estava a ganhar, logo, não precisava de mais nada.
    E o Portismo é algo que se pratica, não que se apregoa, e esse mesmo que fez um quadro à Pedroto, foi o primeiro a abandonar o clube mentindo a todos os portistas.
    E depois disso tem ganho bastante (dinheiro).

    ResponderEliminar
  21. o NES parece aquele aluno que todos tivemos na escola e que passa sempre à rasquinha que mal sai de um teste se vêm gabar dos copianços que levou e como copiou, mesmo que metade da informação que tenha copiado esteja incorrecta ou incompleta, tudo isto com a professora ao lado a ouvir este "auto promover" do aluno.
    Enfim, nunca caso como no outro, deveria dar no mínimo nota negativa e repetição de ano... noutro lado.

    ResponderEliminar
  22. Sendo tudo menos defensor das qualidade de NES como treinador, acho que não se está a ser justo com ele.
    Ele faz os bonequinhos e mostra os quadros nas conferencias de imprensa não para os repórteres mas para os adeptos, porque sente (e não está enganado) que a confiança dos adeptos lhe escapa, e isso prejudica o trabalho dele e da equipa. Como toda a gente sabe, com a total desaprovação das bancadas não há treinador que aguente...
    Se AVB nunca mostrou quadros ou deu explicações foi porque nunca precisou! Quando é que ele foi contestado? Felizmente teve sucesso desde o momento em que entrou no balneário até dia em que saiu. Antes fosse sempre assim, mas não é.

    ResponderEliminar
  23. O NES tem um grande defeito, não consegue fechar o grupo, deixar que nada nem ninguem interfere com o balneário. Não consigo entender qual é o objetivo do treinador ao dar palestras para o exterior quando o deve fazer para o grupo. O mesmo acontece com a falta de eficácia, todos sabem que é uma lacuna do FCPorto e ainda assim o nosso treinador continua todas as santas conferências a dar bola a essa assunto quando são assuntos que devem ser discutidos com a equipa. Quando o FCPorto era imbatível para além de termos super equipas tinhamos um balneário de tal forma fechado que nada saía de lá nem entrava, algo que nestes ultimos anos não acontece.

    ResponderEliminar
  24. Concordo plenamente com mais este excelente post. Intervalo do Porto x Braga, como o nosso Dragão está com muitas cadeiras vazias. Isto mostra o descredito que se tem na equipa. So espero que isto acabe melhor do que a primeira parte. Abraço Portistas e vamos para cima de Braga. Jorge, Cabo Verde

    ResponderEliminar
  25. Por uma vez não concordo em nada com o escritor deste blog.

    NES tem feito figuras ridículas com os seus esquemas, desenhos e afins, mas façamos um exercício de memória com uma viagem ao passado recente, facilmente percebemos que os últimos treinadores foram enterrados por resultados, os adeptos (genericamente) deitaram a sua porção.

    As comunicações são desde o primeiro momento uma tentativa de mobilizar a massa adepta e associada, algo para o qual parece cada vez mais ser necessário fazer um desenho, espero que tenham percebido.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.