quarta-feira, 7 de junho de 2017

O árbitro vermelho

Adão Mendes é mais conhecido pelas funções que desempenhou na União de Sindicatos de Braga do que propriamente pela sua carreira como árbitro de futebol. No entanto, no meio tinha uma alcunha particularmente curiosa. Assim o recorda o Correio do Minho.

«No mundo da arbitragem era apelidado de 'árbitro vermelho' tendo em conta a sua filiação partidária», assim o recordam. Mas afinal, parece que a alcunha de «árbitro vermelho» se justificava por algo mais do que a sua filiação partidária.

O FC Porto não usou cartilhas, indiretas ou suspeitas: apresentou provas, factos, que atestam a forma como o Benfica controla a arbitragem. Este «esquema de corrupção para favorecer o Benfica» remonta à época 2013-14, precisamente a primeira do ciclo do tetra do Benfica e logo após o último título do FC Porto. Coincidência? Cabe ao Ministério Público apurar. 

É impossível ignorar, tanto quanto ver um golo marcado com a mão através do vídeo-árbitro. Os e-mails estão aqui como estiveram as escutas do Apito Dourado (processo de existência de corrupção no futebol português que apanhou, entre outros, Luís Filipe Vieira em escutas) no Youtube. O FC Porto foi julgado nas (in)devidas instâncias, mesmo pagando o preço de Portugal terminar em Leiria, e conseguiram associar uma imagem de 30 anos de corrupção ao FC Porto por culpa de dois jogos contra dois clubes simpáticos - Beira-Mar e Estrela de Amadora -, que já nem se encontram no mapa de futebol profissional em Portugal. E, diga-se, dois jogos dos quais o FC Porto nem precisava para ser campeão em 2003-04. Só conseguiram encontrar isso? A sério?

Agora, investiguem, enquanto se aplaude a posição do FC Porto, pela voz de Francisco J. Marques, de expor a teia de corrupção com factos e voz viva. Quando os interesses comungam na defesa do FC Porto e no combate aos adversários, não pode haver outra posição possível.

É de recordar, curiosamente, a posição do então diretor de comunicação do Benfica, João Gabriel, quando Marco Ferreira deu uma entrevista ao As em que falou da forma como Vítor Pereira protegia o clube da Luz. «Um frete do As ao amigo basco», chamou-lhe João Gabriel.

Então e agora? Será que esta também é um frete ao amigo basco? Não. É apenas a forma como o tetracampeonato do Benfica está a ser visto lá fora. Sujinho, sujinho, sujinho. 

9 comentários:

  1. "Se o FC Porto vai ter de vender jogadores? É evidente que sim. Qualquer dos grandes tem de fazer mais-valias em transação de jogadores. Nenhum dos orçamentos dos grandes será equilibrado sem mais-valias. As finanças não são preocupantes, mas obrigam a ter bom senso e a não repetir algumas operações. Basta ver as contas, houve um prejuízo considerável", afirmou Fernando Gomes.

    "O treinador não quis vender os que podiam ser vendidos, como Danilo, Herrera e André Silva, o que conduziu a problemas financeiros", acrescentou, referindo-se a Nuno Espírito Santo. Caso tivesse sido vendido algum destes jogadores ou outro, a rubrica seria incluída ainda no orçamento da época 2015/16.

    --> Este gajo só pode estar com os copos. Agora a culpa é do NES que nao quis vender o André Silva (antes de ser internacional) e o Danilo? Se os tivessemos vendido, nem à Liga Europa teriamos ido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 100% acordo. Isso é atirar areia para os olhos. O Danilo e o AS não valiam o que valem hoje no início da última época. O André quase ainda nem tinha jogado a titular, era apenas uma promessa, o Danilo andava a afirmar-se ainda. Isto é atirar areia por não terem conseguido vender o Herrera, Brahimi (lembro que estava encostado), Adrian Lopez, Aboubakar. A venda destes 4 jogadores teria trazido pelo menos 50M.

      Quanto à notícia em si, mas há alguma surpresa nisto? O Benfica está a fazer tudo para ser campeão, custe o que custar e com todas as artimanhas que conseguir. Dizer que o FCP não fez o mesmo no passado é não ser coerente, que ninguem duvide que as mesmas coisas foram feitas, não são nenhuns santos. Mas agora que o tema se passa do lado de lá, vamos ver se alguma coisa é feita pela justiça.
      Por mim falo, gostava era de ver um campeonato justo e limpo e que ganhasse o melhor, mas há demasiado €€€ em jogo para isso acontecer.

      Eliminar
    2. Infelizmente são "dirigentes" como este senhor que hoje estão à frente dos destinos do nosso FC Porto, o que só ajuda a compreender a terrível situação a que se chegou, não só desportiva como económico-financeira, mas que o "dirigente" desvaloriza e para cúmulo diz que as finanças não são preocupantes; isto logo após a FCP Sad lançar mais um empréstimo obrigacionista em que grande parte serve para resolver problemas gravíssimos de tesouraria com foi reconhecido pelos próprios "dirigentes" no prospecto de subscrição.

      Então este "dirigente" não sabe quem dirige o clube é o Presidente e respectivos "dirigentes" e não o treinador. Será que este "dirigente" também pensa como o nosso mais recente aliado que os adeptos do clube são uma carneirada de estúpidos?

      Que se saiba o NES não apontou uma arma há cabeça de Pinto da Costa e exigiu que fosse o treinador do FC Porto; foi convidado assinar.

      Como se sabe os maus resultados económico-financeiros da FCP Sad e clube já vêm de há muito, ainda NES treinava o Rio Ave.

      Este "dirigente" não está com os copos, está até bem sóbrio da merd@ que tem sido o trabalho realizado por esta direcção e vai dai procura arranjar um bode expiatório para justificar o estado caótico a que o FC Porto chegou. Só que ele não está a falar para a tal massa adepta de carneirada estúpida, está a falar para todos nós portistas.

      João Santos

      Eliminar
    3. Concordo, não gostei nada de ouvir isso, então a culpa de precisarmos de vender 100M é do treinador, esse senhor é que tem sido incompetente e levado o clube a uma situação financeira miserável.

      Eliminar
  2. Daniel Barros não vale a pena especular do que teria acontecido, mas a verdade é que se vendessem alguém teriam vindo outros. No caso da André Silva fizeram muito bem em não vender porque vale muito mais. Apesar de reconhecer que o Danilo um grande jogador e muito importante no Porto, se calhar o Rúben Neves daria conta do recado ou faria melhores prestações no Porto.

    Contudo digo, o passado já lá vai por isso não vale a pena traçar cenários hipotéticos.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente parece-me que esta história do "apito amolgado" foi mais um tiro que esta direcção deu no próprio pé e que só espero que não venha o FC Porto a sofrer as consequências de tal acto. É que se o FC Porto não conseguir provar nos tribunais civis e desportivos as graves denúncias de corrupção e conclusivas afirmações que imputou ao Benfica, seus dirigentes e árbitros; o FC Porto e quem denunciou, pode efectivamente ficar em muitos maus lençóis perante a justiça e opinião pública.

    E tudo isto porquê? Para quem tem um melhor conhecimento de leis e como funciona a justiça, ou mesmo quem esteve mais atento ao processo "Apito Dourado" sabe bem que até pode haver crime, mas este perante a lei só o é se for legalmente provado. Por isso é que os arguidos do processo "Apito Dourado" nunca colocaram em dúvida o que foi escutado nas escutas, nem a legalidade das mesmas, mas sim que estas não eram admissíveis como prova tendo em contra o enquadramento legal dos crimes pelo estavam acusados; caso semelhante está acontecer com o actual processo bem mediático por sinal e ainda mais gravoso em termos de crime, como é o caso da "Máfia de Braga". Em conclusão por aquilo que já veios a público é bom que as provas que possam sustentar a denúncia e as afirmações proferidas pelo nosso director de comunicação, não se resumam aos ditos e-mails mesmo que estes sejam de facto verdadeiros, em primeiro lugar por muito que se possa ler nas entrelinhas, nenhum deles consegue fazer prova do que quer que seja, para mais quando não foram "apanhados" através de ordem judicial.

    Sinceramente há algo nesta história toda que para mim não bate certo, isto julgando que os nossos "dirigentes" sabem bem o que estão a fazer e por aquilo que temos constatado nestes últimos anos, não é mesmo nada certo.

    Então em vez de denunciarem tudo o que sabiam no segredo da justiça com o intuito de apanhar os criminosos completamente desprevenidos de forma a evitar que eles conseguissem eliminar provas e concertar a sua defesa; não primeiro tocam os trompetes e depois é que atacam? A juntar a este PRO-MAIOR, eu pessoalmente também não consigo desligar o Timing escolhido para se fazer a dita denúncia... PÚBLICA (ao contrário daquilo que defendo e já justifiquei o porquê)... foi logo coincidir com o arrebatamento da bomba por parte do "nosso" aliado e que feriu inúmeros "carneiros estúpidos" colocando-o no olho do furacão... já para não falar das acusações ridículas e infames do nosso "dirigente" ao NES e iminente apresentação do treinador que todos todos nós suspiramos há anos para dirigir a nossa equipa de futebol, Sérgio Conceição.

    João Santos

    ResponderEliminar
  4. Eu colocava a isto, o nome de Apito Dourado. É só roubalheira. E coloca-los sob escuta? Isso é que era. Ficam aqui as minhas propostas.

    ResponderEliminar
  5. Até o parolo execrável do Gabriel se cala. Falta de argumentário? Pelos vistos, vamos ter mesmo o "Apito Sagrado". O desnorte chega ao ponto da PGR não cumprir com a lei. À falta de melhor solução, parece que já foram à procura da corda de Saddam para tratar do craque do Damaiense.

    ResponderEliminar
  6. A quem está preocupado com as repercussões que isto pode ter para o Porto, durmam em paz.

    Sinceramente a esta altura do campeonato deviam andar mais atentos....o director de comunicação denunciou o esquema através de documentos que lhe chegaram de forma anónima e o ministério público abriu um inquérito devido, mais uma vez a uma denúncia anónima.

    Isto é verdade? Claro que não, obviamente fomos nós que arranjamos os documentos, mas legalmente, não temos nada a ver com isso nem nada nos pode ser imputado.

    O timming é que realmente não lembra a ninguém, fosse isto lançado em Janeiro/Fevereiro e provavelmente estaríamos a lutar pelo bi para o ano. (digo isto pois acredito que faz algum tempo que estão em posse do que foi mostrado e de muito mais)

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.