segunda-feira, 11 de abril de 2016

#TodoesculpadeLopetegui

A avaliar pelos comentários dos leitores ao longo dos últimos meses, provavelmente era esta a maior crítica ao Tribunal do Dragão: defender, na opinião de muita gente, excessivamente Lopetegui. É um direito que assiste a qualquer adepto, de achar que um treinador é mais ou menos adequado, desde que haja uma base a sustentá-lo.

Facto: Lopetegui não ganhou nada no FC Porto. Opinião: ninguém, entre os treinadores ao alcance do FC Porto, iria fazer melhor trabalho do que ele nas últimas duas épocas. Realidade: desde a sua saída, Lopetegui já foi alvo de mil e uma culpas, mas a equipa piorou objetivamente em tudo (exceção feita às quatro vitórias de José Peseiro na Grande Lisboa - era penosa a incapacidade do FC Porto, desde 2013, ganhar jogos a sul).

Isto não é um post de defesa a Lopetegui: é comparar o antes e o depois. Quando Lopetegui foi despedido o FC Porto estava a quatro pontos do Sporting e em igualdade com o Benfica; volvidos três meses desde a sua saída, o FC Porto está a 12 pontos do Benfica (não fosse a sofrida vitória na Luz e poderiam ser impensáveis 18) e a 10 do Sporting. 


Não é só a questão dos pontos no campeonato. O FC Porto piorou em tudo. Não marca mais golos, sofre mais do dobro, remata menos, permite que os adversários rematem mais, cria menos ocasiões de golo e falha mais passes. Isto são os factos. Se calhar há quem ache, conforme foi descrito no último R&C da SAD, que a troca de treinadores resultou numa «recuperação exibicional». Estão no seu direito.

Ouviu-se que «um treinador que chega a meio da época não tem objetivos imediatos». Mas estamos a brincar? Mas alguém pode admitir que o FC Porto tenha desistido do campeonato em janeiro, na época em que preparou o seu maior orçamento de sempre, quando o título estava perfeitamente ao seu alcance e ninguém imaginaria outra coisa senão o apuramento direto para a fase de grupos da Champions?

Não tem objetivos imediatos? Se o FC Porto quis trocar de treinador em janeiro, então teria que ser para melhorar a equipa! Mas não foi isso que aconteceu. A equipa não melhorou e encontrou-se um bode expiatório para todo o insucesso dos últimos meses: Lopetegui.

Vejamos. Lopetegui (que para todos os efeitos era um treinador inexperiente, uma aposta de risco e um verdadeiro tiro no escuro - nunca pareceu haver esta compreensão por parte dos adeptos) ganhou 80,39% dos pontos na liga 2014-15. O poderoso Benfica de Jorge Jesus de 2009-10, que só conseguiu ganhar a liga ao SC Braga na última jornada, teve 84,44% de aproveitamento. Em 2013-14 o Benfica fez 82,22%. E na última época o Benfica, naquela que foi possivelmente a época com mais benefícios de arbitragem em torno de uma só equipa de que há memória, ganhou 83,33% dos pontos.

Lopetegui esteve na casa daquilo que têm sido os campeões dos últimos anos: equipas que ganhem acima de 80% dos pontos. O Benfica neste momento lidera com 83,9% dos pontos, por exemplo. Podem alegar que Lopetegui não chegou nunca a tocar nos 82 a 84%, mas é por causa de um aproveitamento de mais de 4% dos pontos que se justifica uma troca de treinadores a meio da época?

Em 2014-15 Lopetegui fez mais do que suficiente para ser campeão. Infelizmente, perpetuou-se o pensamento de que o FC Porto tinha que ganhar 34 jogos em 34 jornadas. E o facto do Benfica ter sido beneficiado em duas dezenas de pontos não era desculpa. É esse o discurso que apreciam na Segunda Circular: legitimar aquilo que foram os últimos tempos e isolar as culpas em Lopetegui. Continuem, que eles gostam.

A análise de Pinto da Costa, jornal O Jogo
Há quem diga que Lopetegui falhou nos momentos decisivos. Admita-se que falhou em alguns, sendo que o maior de todos foi a derrota em casa contra o Dynamo Kyev, já esta época. Não é por perder em Alvalade, onde poucas vezes o FC Porto tem ganho. Não é por não ganhar por dois na Luz, coisa que só Villas-Boas fez. Podem se calhar criticar os pontos deixados pelo FC Porto de Lopetegui na Madeira. Mas esses quase se tornam saudosos quando se perde em casa com Arouca e Tondela. O Tondela!

Podemos culpar Lopetegui por ter trazido fenómenos como Campaña ou Andrés Fernández. Ainda vamos comparar quem sai mais caro, se esses ou Osvaldo ou Marega. Já para não falar que foi numa época com Julen Lopetegui que o FC Porto bateu o seu recorde de mais-valias com vendas de jogadores. Se calhar Alex Sandro, Danilo e Jackson fizeram grandes épocas graças a Fernando Gomes; da mesma forma que o Casemiro evoluiu graças a Alexandre Pinto da Costa; e Rúben Neves foi uma revelação na equipa porque Caldeira avisou Lopetegui atempadamente do talento que ali estava.

Todos têm méritos, menos Lopetegui. E quase ninguém tem culpas, tirando Lopetegui. Há quem diga que o futebol do FC Porto de Lopetegui resguardava-se das suas fraquezas. Mas isso seria uma coisa má? Com uma defesa que não convencia ninguém, o FC Porto teve a melhor defesa das ligas europeias. Ganhou 20 jogos seguidos no Dragão, onde agora o FC Porto perde com Aroucas e Tondelas e borra-se para ganhar a Moreirenses e Uniões de Madeira. Se calhar, Lopetegui não jogava de outra forma por entender que era o melhor que poderia fazer com os jogadores que tinha à disposição. 

Foi para isto que trocámos o futebol enfadonho de Lopetegui, cuja média de golos (2.04) ficava acima da de Mourinho (2.00), Ivic (1.93) ou Jesualdo (1.90), pela recuperação exibicional com José Peseiro, que prometia um futebol mais ofensivo, alegre e vertiginoso?

Lopetegui tinha razão quando se queixou que houve um desinvestimento em termos de qualidade no plantel. Este plantel era, é, mais fraco do que o do ano passado. E nisto o próprio José Peseiro não tem culpa: em janeiro o plantel ficou ainda mais fraco, já para não falar da saída de Maicon em fevereiro.

Na época do maior investimento no plantel, o FC Porto vai buscar Suk, Marega e José Sá em janeiro. Suk é mais agressivo na pressão do que Aboubakar, mas não garante mais golos do que o camaronês (marca menos, até); sobre Marega, quem achou que tinha qualidade para o FC Porto que se explique, sobretudo quando estamos a falar de um jogador de 4M€ e cujas qualidades (ou falta delas) estavam aos olhos e toda a gente; e José Sá, conforme esperado, vem para jogar na equipa B - até porque a baliza tinha, na pré-época, deixado de ser um problema.

José Peseiro não teve um único reforço, no verdadeiro sentido da palavra, para a sua equipa. E disso não tem culpa. Mas se a SAD quis trocar de treinador em janeiro, então era para reforçar a apostar no título; ninguém podia desistir do título e dos objetivos do FC Porto em janeiro. Mas quem contrata José Peseiro em janeiro e não melhora um plantel limitado - pelo contrário, piora-o - desiste dos objetivos do FC Porto, na época de maior investimento de sempre. E de quem é a culpa de tudo isto? De Lopetegui, evidentemente.

A postura de alguns jogadores também dá que falar. Tempos houve, de Vítor Baía a Jorge Costa, de João Pinto a Fernando Couto, em que o FC Porto tinha um balneário que sabia da importância e influência da palavra de Pinto da Costa. Se o presidente descia ao balneário para repreender a equipa, os jogadores borravam-se todos, enchiam a cabeça de vergonha e davam a resposta no campo.

Em Paços de Ferreira não vimos jogadores em quem a última entrevista de Pinto da Costa tenha surtido efeito. O presidente é o mesmo, por isso, das duas uma: ou o discurso de Pinto da Costa perdeu força; ou os jogadores não entendem a mensagem do presidente, nem o que ela significa no historial do FC Porto. 

Podem tentar encontrar os mais diversos méritos e deméritos para Lopetegui ou José Peseiro. Mas o FC Porto trocou de treinadores em janeiro para melhorar a equipa e, desde então, atribui quase todas as responsabilidades e culpas a Lopetegui. Resultado: o FC Porto piorou em tudo desde então.

Deve haver uma justificação, claro: os estragos provocados por Lopetegui foram tão grandes que agora nem Peseiro, nem Mourinho, nem Guardiola conseguiriam reerguer o FC Porto. É a única justificação que resta, claramente. Quem assobiou Lopetegui no dia em que o FC Porto subiu pela última vez à liderança, em dezembro, só tem motivos para estar satisfeito: o espanhol já não cá está. Que bem que tem corrido. O substituto de Lopetegui tinha que ser melhor do que Lopetegui, independentemente de não ter feito uma pré-época, caso contrário não valeria a pena mudar de treinador; e se Lopetegui era um péssimo treinador, então por que é que começou sequer a segunda época ao serviço do FC Porto? E quando dizem que não faz sentido comparar os treinadores, faz sim: a entrada de José Peseiro visa melhorar a equipa e corrigir os erros cometidos com Lopetegui, senão não valeria a pena mudar de treinador.

Lopetegui não é o melhor treinador do mundo, nem sequer é dos melhores que o FC Porto já teve; mas no último ano e meio, nenhum dos treinadores ao alcance do FC Porto teria feito melhor do que ele. Estejam à vontade para desmentir, mas a primeira experiência de substituição de Lopetegui teve resultados... Bem, que os discutam quem achou que trocar Lopetegui por Peseiro, entre todas as mudanças em janeiro, foi uma boa ideia. Só esperemos que no final da próxima época ainda não estejamos a lamentar os estragos todos que Lopetegui fez no FC Porto.

PS: Toda a análise ao jogo de ontem não seria mais do que um Machado gigante. Mas em pré-época não se pode pedir muito, não é?

PS2: A má exibição do FC Porto não invalida que, uma vez mais, o wonderboy Fábio Veríssimo tenha mostrado toda a sua valia para a arbitragem nacional. E a seguir? Será que Tiago Martins já está preparado para arbitrar um clássico?

85 comentários:

  1. Como diz o ditado: atrás de mim virá quem de mim bom fará!
    Ou seja, PdC deveria era ter-se penitenciado de ter mandado o Lopes embora, para agradar a um povo em fúria que agora o vai crucificar... Aliás sempre que o fez - mandar um treinador embora - só adveio merda ... mas isso digo eu, que já cá ando faz muitos anos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando trocou de treinador a meio da época, por Mourinho, não houve merda. Pelo contrário.

      Eliminar
    2. pois, quando ele mandou embora o otávio veio o Mourinho

      Eliminar
    3. Houve merda houve!. Só na época seguinte é que a coisa funcionou.

      Eliminar
    4. Comparar Otavio com Lopetegui e Peseiro com Mourinho é como comparar a merda com a marmelada... E comparar o Pinto da Costa de agora com o Pinto da Costa de 2001/2002 também!

      Eliminar
    5. jnporto, quando o Mourinho entrou a meio da época não houve merda nenhuma. O porto estava praí em 6º e recuperou até ao 3º lugar garantindo a presença na taça Uefa. O Porto começou logo a apresentar um futebol de muito maior qualidade. Nada a ver com o descalabro que se está a assistir agora.

      Eliminar
  2. Este tipo análise não faz qualquer sentido e é no mínimo desonesta. Lopetegui teve duas épocas para as preparar como entendeu, com os jogadores que bem quis e com os resultados que estão à vista - 0 titulos. O resto é paisagem.

    Peseiro, que verdade seja dita não tem qualidade para treinar nenhum grande, chega a meio, pega numa casa destruida, num plantel que não é o dele, num clube que vende sem estar disposto a contratar e que assume ter atirado a toalha ao chão.

    Como podem honestamente fazer uma comparação entre estes dois cenários? Se Peseiro for o treinador do Porto para a próxima, época ai sim publiquem as comparações lá para 2017.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lopetegui trabalhou com os jogadores que quis? O Dr. anda mal informado.

      Eliminar
  3. no fundo se forem perguntar aos portistas se queriam o Lopetegui de volta, 99% vão dizer que não. e se ele tivesse continuado o mais certo era estarmos como estamos ou pior ainda. O Peseiro não teve a varinha de condão para dar um safanão na equipa e pô-la nos eixos, a mediocridade de hoje é resultado do que já vem desde junho ou mesmo da época passada.

    ResponderEliminar
  4. Eu não gostava do futebol praticado pelo Porto na era Lopetegui, se tentava ou não cobrir as fragilidades defensivas, isso também tem mão dele, pois Indi e Marcano vieram com o seu aval.
    Mas não atribuo as culpas do que se tem passado para Lopetegui, uma certa parte é dele, principalmente na contratação de jogadores fracos e outros emprestados que no fim da época iria fazer com que uma remodelação do plantel fosse obrigatória. Mas neste actual momento a culpa não é dele, mas sim do actual treinador, que não tem mão para uma equipa como o Porto, jogadores que só pensam no fim do mês e administração que continua a sacudir a água do capote.
    Eu era um que defendia a saída do Lopetegui, pois as exibições estavam demasiado pobres e ele não estava a conseguir motivar a equipa, mas apenas no fim da época, pois para trocar a meio é preciso investir, tanto em jogadores e em treinador e o Porto nem em jogadores e muito menos em treinador.
    Lopetegui teve um início atribulado e ganhou má fama desde o início devido à contratação excessiva de jogadores espanhóis e o facto de ter mostrado pouco conhecimento do futebol português, mas acima de tudo, para mim o mais grave foi ter um teimosia enorme e achar que ele estava certo e tudo o resto estava errado. Acredito que se essa teimosia fosse deixada de lado e ainda seria o treinador do Porto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo. Sobranceria, arrogância e só ele é que sabia ler e interpretar o jogo.

      Nunca mais me esqueço que entramos na frente em Munique e o iluminado coloca 4 centrais de início depois de no fim de semana anterior ter testado o Ricardo.

      Depois, entre muitos outros, tem o caso André Silva: não o lança num jogo ganho para dar moral a ele e um mimo aos adeptos, lanca-o no jogo seguinte a 20 minutos e a perder em Alvalade.

      Relembro aos mais esquecidos que quando foi demitido, o futebol praticado era muito fraco e pior a cada jogo que passava. A equipa estava desligada e o balneário já estava mais que perdido. Ele parecia que andava a provocar o despedimento.

      Se é para suspirar por alguém, suspiramos por Paulo Fonseca que certamente não teve a autonomia nem a mão de obra do espanhol. Aí sim, mudamos, investimos e ficamos na mesma.

      Eliminar
  5. Alguém pediu o Peseiro?! não me parece.
    Lembro-me bem da época Otávio/Mourinho e como depressa se percebeu que já se estava a trabalhar numa melhoria substancial no ano seguinte.
    Claramente aqui não é o caso.
    É estar a comparar alguém que nada ganhou com outro que ganhou nada, com o facto do último não saber treinar para defender e apanhar uma equipa com uma defesa de m####...

    Só espero que o tiro no outro pé não seja manter o Peseiro para o ano.

    ResponderEliminar
  6. De facto, a gestão de Peseiro deixa muito a desejar. A situação de Ruben Neves no jogo com o Paços então é gritante. Então um jogador aquece, tem as devidas indicações e quando está quase a entrar em campo volta para o banco. Se tivesse havido um golo ou uma expulsão, ainda compreendia que exigisse alterações de recurso, mas com o jogo a decorrer com normalidade não se compreende isto sem ser pelo desnorte da equipa técnica. Mas como Peseiro disse contra o Tondela que não sabia o que se tinha passado e que ia reflectir, se calhar o processo de reflexão ainda está em curso.
    Numa outra linha, gostaria de questionar o Tribunal do Dragão sobre os lesionados da equipa. É que tirando Bueno que foi recentemente operado, Marcado e principalmente André André e Evandro estão num processo longuíssimo de recuperação para quadros clínicos que não são de todo graves. É que a fase final da temporada está a chegar e não vejo jeitos de os jogadores recuperarem! Será que a crise também se estende à vertente clínica do clube??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rúben Neves aqueceu enquanto o Danilo esteve à espera de saber se conseguia continuar em campo.

      Eliminar
  7. Eu acho que ainda vamos chegar à conclusão que o maior erro do Pinto da Costa não foi mandar Lopetegui embora, mas foi, isso sim, ir buscar o Peseiro...

    ResponderEliminar
  8. O mal não está no despedir o lopetegui, assim como não está no não ter renovado com o VP...foram ambas boas decisões.

    O mal foi na escolha a seguir! Escolhas que não se percebe e que já toda a gente sabia de antemão, que não têm nem nunca terão qualidade e nível para treinar um grande.

    E este é que é o problema...tem sido más escolhas atrás de más escolhas.

    E esta admnistração já não acerta uma ha muito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto está errado, Paulo Fonseca com a estabalidade necessária levavanos à glória, assim como Lopetegui, mas agora a tendência é adeptos como você dizer que nenhum serve, os mesmos que diziam que qualquer um era campeão no Porto.

      Eliminar
  9. Este artigo peca por desonestidade.
    Nota-se que o Tribunal do Dragão é grande admirador, da nulidade chamada Lopetegui, pois faz uma comparação desonesta entre duas nulidades.
    Só que a primeira, treinou o Porto durante época e meia, comprando os jogadores que pediu e o segundo limitou-se a herdar uma equipa desequilibrada e com maus jogadores.
    Para mim, a culpa não é dos treinadores, mas sim de quem os contratou e comprou jogadores de tão baixo nível, ou seja a culpa é da SAD e de Pinto da Costa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que não entendeste bem o artigo.
      Não só dá para perceber bem no texto como o TdD refere isso mais que uma vez: não se está a culpar um ou outro. Está-se a culpar a gestão, quem achou que trocar de treinador em Janeiro, contratar Suk, Marega, José Sá depois das saídas de jogadores como Maicon e Tello era solução para continuarmos a lutar pelo título até ao fim da época, quando está à vista de todos que o Porto está claramente pior em tudo. E depois vem o nosso Presidente dizer que "um treinador que pega numa equipa a meio da época não tem objetivos imediatos".

      Então trocamos de treinador para quê? Para não correr o risco de ver Lopetegui a fazer pior que Peseiro? Ou para termos vantagem em relação aos rivais e começarmos a preparar a pré-época mais cedo?

      A ideia fulcral aqui é que o problema do Porto vai muito além do treinador, e no entanto Lopetegui era, e continua a ser para muitos, o culpado de tudo. Quem peca por desonestidade são essas pessoas.

      Eliminar
    2. Era bom que aqueles que acusam o TdD de desonestidade intelectual olhassem para eles próprios quando escrevem que Lopetegui teve todos os jogadores que quis o que é uma clara inverdade. Desde Ayoze Perez a Darder, passando por Clasie, claramente que não teve.

      E isto tem tudo e nada a ver com Lopetegui, a SAD, PdC, Doyen, etc. Tem sim a ver com o mercado onde hoje em dia clubes campeões como o Porto ou Ajax tem de competir com os Stokes, Swanseas e Leicesters da vida.

      Lopetegui (+ a SAD) contratou quem conseguiu contratar e formou uma boa equipa que apenas não foi campeã porque lhe faltou o estofo que têm as equipas que jogam juntas durante várias épocas (mais a questão do #colinho).

      E se Lopetegui contratou quem pôde contratar (não tudo o que quis como dizem os 'honestos') foi porque a SAD lho pediu. Só assim o Porto teve acesso a Casemiro, Casillas (Real), Oliver (Atlético) e Tello (Barcelona) para mencionar os 4 mais sonantes.

      Destes 4 mantivemos apenas o que teoricamente nos faz menos falta (mas que nos dá mais visibilidade em termos de marketing global) e perdemos todos os outros, acrescentando-lhes as saídas de Jackson, Danilo e Alex Sandro. Se isto não é desinvestimento na equipa - desculpa usada por Lopetegui - então eu ando a seguir o desporto errado.

      Lopetegui nunca foi Mourinho nem Guardiola. Mas também não é Machado nem Quinito.

      O FC Porto que ganhou ao Bayern no Dragão e subiu ao céu numa noite de sonho foi logo violentamente atirado ao chão numa fraquíssima exibição em Munique e desde então que perdeu a réstia de confiança que tinha em si próprio enquanto equipa de futebol.

      Hoje é preciso um 'salvador da pátria', alguém que esteja disposto a fazer o trabalho de base que falta ao Porto de modo a lançar alicerces para os próximos 3-5 anos, e alguém a quem a SAD e os adeptos exijam competência, competitividade e carisma para levantar um Dragão amorfo, sem chama, sem vontade de voar.

      Eliminar
  10. Caro Tribunal,

    Sou comentador ocasional neste espaço, bem como no Reflexão Portista, no Portal dos Dragões, além de que tenho um espaço de comentário próprio no BiBoPorto. Da minha experiência na bluegosfera, tentar desmistificar o facto de que Lopetegui está muito, muito longe, de ter sido o problema do FCP, ou sequer um mau treinador, é o mesmo que encarnar um daqueles personagens dos filmes de porrada, em que um gajo só tem que lutar contra um exército inteiro.

    É um dogma.

    E sobre dogmas não há muito a dizer. O Tribunal não vai a lado nenhum por muitos argumentos válidos que coloque. É a mesma coisa que pedir a fundamentalistas islâmicos para substituírem o Alcorão pela Playboy.

    A pergunta dos 100 milhões, é porque Lopetegui foi mantido no defeso de 2015/2016 se era assim tão mau, e o culpado de todos os problemas do FC Porto?
    E para o jackpot de 200 milhões, gostava de saber o porquê, de na época de 2014/15, ninguém da SAD, ou Pinto da Costa em pessoa, ter os toma... vontade... de colocar-se ao lado de Lopetegui nas criticas ao colinho vergonhoso aos mouros? Ou também seria Lopetegui que pediu expressamente a Pinto da Costa e SAD para não falar? Para não defender o clube?

    Essa cobardia custou-nos 1 título.

    Mas a culpa é só de Lopetegui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As perguntas que colocas sao absolutamente certeiras. No entanto, ainda ha gente que ouve as palavras de Pinto da Costa e parece acreditar realmente que o seu unico erro foi ter dado "demasiado poder" a Lopetegui. De facto, parece ter-lhe tanto poder que Lopetegui ate foi responsavel e unico funcionario do departamento de comunicacao do clube, sobretudo da sua defesa perante o "colinho". Tao poderoso que era que a SAD achou que nao era preciso mais ninguem. Sao normalmente os mesmos que acreditam que Imbula foi pedido de Lopetegui...

      A equipa estava num pessimo momento quando Lopetegui saiu e dava sinais que nao ia recuperar a ponto de lutar pelo titulo. Impunha-se, mais que trocar treinador para alguem de qualidade mais que duvidosa, limpar o plantel da maneira que se entendesse (a saida de Imbula foi uma boa medida de por onde der), mas reforca-lo verdadeiramente, so assim poderiamos ainda recuperar alguma coisa da epoca. Acharam por bem ir buscar Marega, Suk e Jose Sa, parabens.

      Pinto da Costa anda ha varios anos a sacudir agua do capote, enquanto continua amordacado perante o que se passa na arbitragem. Mas isso, que nos tirou o titulo na epoca passada, nao pode ser referido nas entrevistas brandas e encomendadas do Porto Canal. Era Villas Boas que foi embora porque temia as comparacoes com Mourinho (ate pode ser verdade, mas nao deixou de ser deselegante queimar o homem desta maneira, sobretudo se o clube recebeu 15 milhoes pela clausula), era Vitor Pereira ir embora porque os adeptos queriam um futebol mais ofensivo, agora e' Lopetegui o culpado depois de ter sido tantas vezes elogiado por Pinto da Costa, quer pelos resultados quer pelas mais-valias geradas no ultimo defeso, daqui a uns temos sera outro qualquer, e, claro, ainda sobra para os jogadores, esses mercenarios cujo grande crime, na sua maioria, e' nao terem qualidade para jogarem no Porto, mas disso nao tem culpa. Talvez ainda percebamos que a culpa e' do Campana por ter tapado o lugar ao Marega na epoca passada, nao sei.

      Eliminar
    2. A cobardia que nos custou um título foi ter ido jogar à Luz para empatar 0-0, porque o cobarde sentado no banco sabia que se perdesse esse jogo também perdia o tacho. Assim, preferiu salvar o emprego e perder o título, que arriscar ganhá-lo e arriscar perder o emprego. É que agora não aparece outro emprego tão cedo, que ninguém é comido por lorpa tão facilmente como a nossa SAD.

      Eliminar
    3. Totalmente de acordo com os dois. ..
      A xenofobia contra o lopetegui e uns adeptos que exigem que os seus ganhem de goleada 34 jogos, mas depois não são sequer capazes de assobiar os ladrões que vão ao dragao gozar connosco da mesma maneira q assobiam os nossos, contribuíram em larga escala para o nosso buraco.
      Aqui por Lisboa rebolam-se com tudo isto. ..

      Eliminar
    4. O amigo Zero esquece-se que a equipa vinha duma derrota pesada contra o Bayern que destruiu completamente a moral de muitos jogadores. Empatar na Luz com o Benfica de JJ foi um resultado absolutamente razoável. Já menos razoável foram os jogos com a Académica e o Nacional onde nunca deveriamos ter perdido pontos.

      Eliminar
  11. Caro Hugo Mota concordo plenamente com tudo o que dizes. O pessoal embirrou ou emprenhou pelos ouvidos com o Lopetegui e agora não adianta convencer do contrário. Espero que venha algum treinador competente e que caia no goto dos adeptos a ver se é suficiente para compensar a desorientação diretiva que temos... Papatacas

    ResponderEliminar
  12. Viva,

    Segundo eu percebi da entrevista do Pinto da Costa, não foi referido que o treinador a meio da epoca não luta por objectivos...

    O que foi referido foi que mudar de treinador a meio da época, tendo este objectivos imediatos, não era possível melhorar a performance da equipa.(o que altera completamente o sentido da resposta)

    Já num outro post sobre a referida entravista foi, a meu ver, mal referenciado o que Pinto da Costa disse. Caso seja eu que esteja equivocado, desde já peço desculpa.

    ResponderEliminar
  13. Cedo se percebeu que Lopetegui não aprendeu com os erros do ano passado e que está época ia, inevitavelmente, acabar como a anterior, por isso a demissão pecou apenas por tardia. Está a correr mal mas isso não faz a saída do espanhol errada, quanto muito poder-se-á argumentar que a contratação de Peseiro foi um erro.

    ResponderEliminar
  14. caro TD lotopegui faz parte de um triste passado proximo, na minha opiniaoi opinioes sobre lotopegui sao a desproposito na altura, realidade dos fatos, nunca ganhou nada, andou pelas equipas jovens de espanha isso ate carlos queiroz por ca, tinha um futebol doentio, nao potenciou nenhum jogador, LOTOPEGIY E FRANCAMENTE PASSADO E PESEIRO HERDOU JOGADORES DE NIVEL DE PAÇOS E FERREIRA SEM NENHUMA EXCEÇAO.

    ResponderEliminar
  15. Quase dois anos passados e continua a lavagem da imagem do defunto, vulgo Lopetegui. A um nível tal aliás que só chega a ser compreensível por algo mais que não se esgota na defesa do clube FC Porto. Acontece o mesmo com o amigo jornalista de Lopetegui no "As", a quem esse paladino do respeito e do profissionalismo foi fazer queixinhas mal foi despedido (lembro-me por exemplo da "ninguém percebeu o meu despedimento", mas o único portista que não percebeu o seu despedimento chama-se Tribunal do Dragão). De qualquer forma, essa lavagem de imagem em particular não resultou. Nennhuma equipa caiu na esparrela de contratar tamanho incompetente, e arrisco dizer que nenhuma o fará tão-pouco na próxima época. Altura de voltar ao comentário televisivo?

    Este longo artigo, como já foi aqui referido, é altamente desonesto em vários pontos. Desde logo, obviamente, porque compara maçãs e laranjas. De um lado, dois plantéis proibitivamente caros, construídos com o dedinho do homem, planeados ao longo de meses, com equipas técnicas completas, pré-épocas completas, e um subaproveitamento obsceno de jogadores que, noutros clubes e com treinadores a sério, eram ou se revelam/revelarão bons jogadores (Indi, Adrián Lopez, Imbula, Bueno, Quaresma, Brahimi, Aboubakar, Corona etc etc); do outro lado, uma equipa em cacos, destruída física, táctica e psicologicamente por ano e meio de arrogância incompetente, e ainda desfalcada de Imbula, Tello e Osvaldo, mais Maicon, André André e o mesmo Bueno, obrigada a jogar com um central júnior e adaptado, mais um Sérgio Oliveira que nunca contou antes. Uma equipa obrigada a meio da época a reaprender tudo, abandonar o futebol cobarde que não serve para um clube grande, e passar a tentar construir, atacar e rematar. Não resulta com um estalar de dedos? Que surpresa.

    Depois há a desonestidade da comparação sucessiva como se as únicas opções possíveis fossem aguentar Lopetegui ou contratar Peseiro. Por essa mesma lógica enviezada, não valia a pena ter despedido Paulo Fonseca; a equipa não melhorou logo, e ele com Josués e Lordes Licás até conseguiu ganhar uma taça, enquanto Lopetegui nicles.

    Mas a desonestidade maior está nos números, que são como sabemos passíveis de ser manipulados para provar qualquer teoria. A série de jogos sob o comando de Peseiro não é estatisticamente relevante, ainda. Além de serem poucos, os jogos podem ter sido mais difíceis (relembro que o Arouca é 5.º, por exemplo). E as percentagens de pontos ao longo de uma época, os tais "4% de diferença" (outra incorrecção, já que deveria ter dito 4 pontos percentuais) não são comparáveis de época para época, já que todos sabemos que os três grandes, fruto das diferenças cada vez maiores de orçamento em relação aos outros e dos campos cada vez mais inclinados, perdem cada vez menos pontos. Não será de espantar que em breve, numa época em que todos os grandes tenham um bom treinador, os três se consigam aproximar dos 90% de aproveitamento e quase só percam pontos entre si. Logo, "80 e tais %" de pontos obtidos simplesmente não chega, porque pode haver um ou dois que façam melhor. Importa mesmo é ter mais pontos que os outros. E assim chegamos ao único número que realmente importa do consulado de Lopetegui: ZERO TITOLI!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Zero,

      Numa argumentação que inclui esta pérola:

      "...A série de jogos sob o comando de Peseiro não é estatisticamente relevante, ainda. Além de serem poucos, os jogos podem ter sido mais difíceis (relembro que o Arouca é 5.º, por exemplo)...."

      Está tudo dito.

      Como disse anteriormente, dogmas são dogmas. E o Zero não gosta de Lopetegui porque não gosta. Está no seu direito.
      Não pode é inventar argumentações para sustentarem a sua embirração. Lopetegui num ano e meio, perdeu com slb, sporting, bayern, chelsea, dinamo kiev e maritimo. Peseiro em 3 meses perdeu com famalicão, tondela, arouca, braga, borrussia dortmund e paços de ferreira. Não lhe parece existir aqui uma tendência estranha? Lopetegui pode ter dificuldades com clubes médios e grandes. Peseiro tem dificuldades com EQUIPAS RASCAS. Aceitando como "normal" a derrota com o Borrussia, nas circunstâncias em que jogamos com eles, todas as outras são inadmissíveis.

      Não quero com isto estar a bater no ceguinho. Peseiro foi corajoso em vir para o Porto e dar a cara. Respeito isso e respeito-o como nosso treinador. Espero sinceramente que o apoiem e o deixem acabar a época com a vitória que todos queremos. Mas Peseiro é, e será sempre, inferior a Lopetegui. Assim como, na minha opinião, Lopetegui é inferior a AVB, Mourinho ou Marco Silva.

      Eliminar
  16. O problema não foi ter-se substituído o Lopetegui... mas sim foi QUEM o foi substituir. Toda a gente sabia na altura, que Peseiro era um treinador falhado por onde quer que passava, mas mesmo assim, conseguiram ver no homem instintos de salvador de um clube que passa pela situação mais delicada em décadas? Não é treinador para o Porto e se lá continua para o ano, provavelmente a casa vai abaixo. Outra preocupação que deve ser partilhada por todos os portistas deve ser a qualidade do plantel. É magro e é fraco, ponto. Estar a precisar de marcar, olhar para o banco e ver juniores, Angel e Marega é ao mesmo tempo desesperante e assustador. O papel da formação também deve ser revisto. Ser bom e competente na 2ª Liga não é garantia de sucesso numa equipa que quer ser campeã. Basta pegar nas equipas que sobem num ano e descem no ano seguinte para ficar esclarecidos sobre isso. Estamos a atirar os jovens às feras muito cedo sem os deixar evoluir nem ganhar maturidade e muitos provavelmente pensarão que se não tiveram lugar neste Porto nunca mais o vão ter. Temos de ser adeptos de qualidade, de valores e de competências e não de idades nem de nacionalidades. Lembrem-se dum clube da capital que durante anos só quis saber de Portugueses e de novinhos e que durante essa altura ganhou 0.

    ResponderEliminar
  17. Vou repetir-me, mas relativamente ás culpas que o Presidente descobriu agora em Lopetegui - cuja continuidade sempre defendi, embora com guia de marcha no final da época - terão a ver com uma estrategia, consertada na Sad, para provocar no ex-treinador uma reacção conflituosa tendente á rescisão, com justa causa, do contrato que ainda une as partes.
    Quanto ao teor do post, só servirá para dividir ainda mais a Nação Portista. Peço desculpa ao autor mas penso assim.

    ResponderEliminar
  18. Ai, Lopetegui, Lopetegui... Dos piores posts que já li aqui no TdD. Realmente, o Lopetegui é a exceção que confirma a regra neste blog.

    Obviamente, o que está aqui em causa não é a defesa do Peseiro (que não é treinador para o Porto), o que está em causa é a defesa do Lopetegui.

    1. «Opinião: ninguém, entre os treinadores ao alcance do FC Porto, iria fazer melhor trabalho do que ele nas últimas duas épocas.»

    Aqui só dá vontade de rir. Qualquer treinador promissor português de primeira liga, faria melhor que ele com os plantéis que teve à sua disposição. Também é a minha opinião, obviamente.

    2. «Quando Lopetegui foi despedido o FC Porto estava a quatro pontos do Sporting e em igualdade com o Benfica»

    Certo, mas falta dizer que quando o Peseiro chegou o Porto tinha menos 3 pontos, resultantes da derrota em Guimarães, e aqui a crítica vai direita para a direção pelo arrastar da situação, ainda que mesmo eu não sendo Lopeteguiano, sempre disse que ele devia terminar esta época. Mas pelos vistos ele «atirou a toalha ao chão»...

    3. «...é por causa de um aproveitamento de mais de 4% dos pontos que se justifica uma troca de treinadores a meio da época?»

    Não. Segundo PdC ele atirou a toalha ao chão, algo que o Lopetegui ainda não desmentiu. O PdC tem por hábito manter os treinadores até à última, se despediu Lopetegui a 4 pontos do primeiro, algo se terá passado.

    4. «Em 2014-15 Lopetegui fez mais do que suficiente para ser campeão.»

    Não, não fez. Não ganhou uma única vez ao rival direto. O Benfica, este ano, quanto teve de arregaçar as mangas e vencer ao Sporting em Alvalade, fê-lo e assumiu o primeiro lugar. O Porto do Lopetegui não, não venceu nem por 2, nem por 1: não venceu, ponto. Se o Benfica, este ano, tivesse empatado em Alvalade, estaria agora no 1º lugar?

    5. «Se calhar Alex Sandro, Danilo e Jackson fizeram grandes épocas graças a Fernando Gomes; da mesma forma que o Casemiro evoluiu graças a Alexandre Pinto da Costa; e Rúben Neves foi uma revelação na equipa porque Caldeira avisou Lopetegui atempadamente do talento que ali estava.»

    Ahahah... Isso já é ser fanboy do Lopetegui! Os 3 primeiros jogadores já estavam altamente valorizados antes de ele chegar. O Casemiro... que eu saiba não foi o Lopetegui que negociou o contrato de recompra do Real Madrid. Foi o Lopetegui que o valorizou? Não, simplesmente no Porto teve espaço para jogar, coisa que não acontecia no Real Madrid. Vejamos o Danilo este ano: numa época péssima do clube, não foi por isso que o jogador deixou de se valorizar em grande escala! Até o «Imbulastro» foi vendido pelo valor de compra quase sem dar «uma para a caixa»! Quanto ao Rúben Neves, já tinha treinado com a equipa principal antes do Lopetegui chegar, já estava referenciado até no Liverpool...mas pelos vistos, «todo es culpa de Lopetegui», mesmo.

    6. «Lopetegui tinha razão quando se queixou que houve um desinvestimento em termos de qualidade no plantel.»

    Portanto, o que queremos para o nosso clube, é um treinador mimado que se recusa a trabalhar com aquilo que pode ter. É ridículo e irónico que o treinador que mais poder de decisão teve no Porto, se acabe a queixar da qualidade do seu plantel, do plantel que ele definiu. Quanto custaram os plantéis ultra-vitoriosos do Mourinho? Fica aqui a pergunta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Não, não fez. Não ganhou uma única vez ao rival direto. O Benfica, este ano, quanto teve de arregaçar as mangas e vencer ao Sporting em Alvalade, fê-lo e assumiu o primeiro lugar. O Porto do Lopetegui não, não venceu nem por 2, nem por 1: não venceu, ponto. Se o Benfica, este ano, tivesse empatado em Alvalade, estaria agora no 1º lugar?"


      Concordo que o argumento das arbitragens relativamente ao ano passado perde força a partir do momento em que o Porto não consegue sequer criar perigo quanto mais ganhar ao Benfica.

      Mas fica só uma ideia no ar: este ano o Benfica está em primeiro, nos QF da Champions e no entanto perdeu no Dragão e na Luz contra o Porto. E num dos jogos o treinador era o Peseiro.

      Eliminar
    2. Pois , percebo. No entanto, o Lopetegui venceu ao Benfica quando este ainda não tinha encetado a recuperação, porque na hora da verdade, em Alvalade, mais uma vez, ele falhou. E desta vez não era preciso ganhar por 2, bastava empatar a zero e segurar o primeiro lugar.

      O segundo jogo, o do Peseiro, foi novamente com o Benfica no segundo lugar, e tudo passava por continuar na corrida ou dizer adeus ao titulo. Depois o Sporting fraquejou e o Benfica na hora da verdade disse "presente". É a diferença entre os que querem realmente ser campeões e fazem por isso.

      Eliminar
  19. CONTINUAÇÃO:

    7. E por fim, queria chamar aqui a atenção para o seguinte: quando eu faço a crítica ao Lopetegui, faço antes de tudo a crítica a PdC, porque foi o presidente quem apostou nessa barata tonta para treinar o nosso clube e lhe deu todo o poder para escolher e gerir o plantel, dentro das possibilidades e limitações do clube. Numa palavra, foi PdC que entregou o clube nas mãos desse espanhol que não sabia nada do Porto ou do futebol português. No sentido inverso, aos elogios endereçados a Lopetegui pelo TdD nunca estão associados a direção do clube e o presidente, por terem tido a visão de contratar e manter por mais uma época esse treinador tão promissor que não nos deu um único título, como se ele tivesse vindo cá parar por mote próprio (e tendo em conta a subserviência de todos à sua volta e o poder de decisão que ele teve, nem me espantaria nada que isso mesmo tivesse acontecido). Bem pelo contrário, ainda responsabiliza e culpabiliza a direção pelo insucesso do treinador - ou porque não lhe deram os jogadores suficientes, ou porque não combateram devidamente o colinho - como se fosse do interesse da direção que o treinador em quem apostaram, fracassasse. Esquece-se também, que após a chegada do Porto ao 1º lugar do campeonato (finalmente!), o PdC veio fazer figura de urso ao contestar os sócios e defender o treinador. Quem é que contratou afinal o Lopetegui, TdD? Quem foi responsável por esse belíssimo ato de gestão?

    ResponderEliminar
  20. o peseiro ja teve tempo suficiente para trabalhar determinados detalhes, como lances de bola parada por exemplo.
    algumas das suas decisões não fazem sentido, como colocar o layun a central, ou insistir no marega.
    com os poucos recursos que tem, consegue a proeza de duas derrotas em casa com Arouca e tondela, e continua a somar.
    lamento, mas não tem estaleca, e a mim não me convencem com a retórica do "chegou a meio e o plantel é fraco"
    fraco será o plantel do tondela ou Arouca..

    os jogadores não são nenhuns santinhos, e a meu ver têm a maior cota parte de culpa, são pagos a peso de ouro e deveriam ter mais empenho, com mais ou menos qualidade.
    cansa ver a apatia do casillas, a tremedeira do indi, a inconstância do herrera, a apatia de corona, falta de motivação do brahimi, etc, etc

    a direção é culpada pela contratação de 3 medíocres treinadores, e piores jogadores. no entanto quero pensar que seguindo o raciocínio de moda das comissões e tal, ninguém mais que eles querem um porto vencedor, na medida em que cotizam mais os jogadores e os trocos das vendas serão maiores.

    esta época está a ser positiva apenas num sentido, baixar à terra o nível de aburguesismo parolo que se apoderou do clube, desde a cúpula até aos sócios e simpatizantes.

    vamos esperar por melhores dias, e desejar pelo menos ganhar a taça, que os papagaios não ganhem o tri, e sejam escorraçados pelo bayern amanhã (7)


    ResponderEliminar
  21. Sou um seguidor atento deste blog, de grande qualidade, aliás...
    Decidi hoje, pela primeira vez, opinar neste espaço, nomeadamente após tamanho descalabro que grassa no nosso clube. E não só no futebol, equipa, mas também SAD, nasci panorama noutras modalidades e igualmente desolador. Um vírus parece ter atacado o nosso clube.
    Bom, as últimas afirmações do nosso Presidente, em entrevista sem contraditório - o "contraditório" que o Juca Magalhaes nunca poderia ser por razões óbvias - pareceram-me muito mais um varrer de lixo para de baixo do tapete. Em primeiro lugar porque jamais "tocou" mis vícios da estrutura. Em segundo, porque a afirmação de só ficarem no plantel da próxima época jogadores "com carácter e que joguem a Porto" é mais um tiro no pé. Foram muitos os erros de casting nas contratações das últimas épocas e não me consta que os jogadores tenham obrigado o Porto a contratá-los. Quem conhece bem JNPC sabe que nada no clube e SAD se faz sem o seu conhecimento e... Consentimento. Pouco adianta atribuir a Lopetegui as responsabilidades desses erros, especialmente da maioria. A SAD e a sede de satisfação de clientelas é a responsável primeira e ultima.
    Finalmente a tal frase. Ja pensaram que a qualquer dos jogadores do actual plantel com um mínimo de mercado basta, até final do campeonato, não mostrar "carácter" e teremos um activo desvalorizado porque temos de o vender para não inflacionária o plantel da próxima época. Desvalorizado por quem? Pela SAD, obviamente.
    A terminar, o anúncio de Rafa, Otávio e Josué no próximo plantel e mais uma manobra de diversão. Não há dinheiro para grandes contratações e aproxima-se o inevitável apertar do cinto, que o descalabro financeiro está ao virar da primeira esquina.
    Infelizmente para nós, Portistas, antevejo que Pinto da Costa não vai terminar o mandato. E, seja qual for a forma como saia, até nisso seremos motivo de chacota dos nossos adversários.
    O nosso PRESIDENTE, por tudo quanto deu ao clube merecia uma REFORMA gloriosa. Nunca me esqueço do seu amigo Jesus Gil y Gil.

    ResponderEliminar
  22. O ano passado foi o primeiro de um treinador inexperiente e a época foi muito boa, esquecendo a campanha nas taças nacionais. Até aqui concordamos.

    Mas este ano não há como desculpar o treinador. A equipa jogava bem pior, continuou sem alternativa, sem plano B, quando nos encontrámos a perder, foi eliminado da Champions de forma ridícula, praticamente todos os jogadores que já cá estavam pioraram e desvalorizaram.. Enfim, foi um fartote.

    Não é pelo Peseiro estar a fazer um mau trabalho que podemos desculpar o antecessor.

    PS: Está sempre a criticar Marega. Mas eu continuo a defender que o jogador nunca teve oportunidade de jogar na sua posição no nosso clube. Ele é avançado, não é extremo. Se tivessem posto o Marc Janko a extremo iria ter o mesmo (in)sucesso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saiu Jackson, saiu Danilo, saiu Alex Sandro, saiu Oliver, saiu Casemiro. Entrou Aboubakar, Maxi, Layun, André, Danilo. Nem me vou dar ao trabalho de comparar os jogadores um-a-um, a diferença é abismal.

      Eliminar
  23. Gostava de dizer que o próximo Dragão de Ouro devia ser para o Tribunal do Dragão!
    Vivemos um período delicado na história do nosso clube e fazem falta opiniões suficientemente distanciadas como esta para ver se as pessoas começam a abrir os olhos.
    A mim ninguém me tira a ideia que Lopetegui saiu porque se incompatibilizou com alguém da estrutura (olá Sr. Antero Henrique). Aposto que havia um trato desde o início da época em que Lopetegui se comprometeu a chegar a Janeiro a competir para depois receber os reforços que necessitava. Roeram a corda e começaram a falar em Suks e Maregas e outros. O homem é basco e perdeu a cabeça. Desejo profundamente que tenha chegado a vias de facto com quem nada mais merece do que levar uns tabefes (olá outra vez Sr. Antero Henrique). Só isto explica a forma como saiu Lopetegui, sem lhe terem sequer dado hipótese de se despedir dos jogadores.
    Desde sempre disse que nenhum dos treinadores com possibilidade de treinar o Porto faria melhor do que fez o Lopetegui. Fico contente que o TdD se tenha dado ao trabalho de compilar informação que prova isto de forma clara.
    Até vou mais longe: nos últimos anos, Lopetegui foi a pessoa mais esclarecida e com o pensamento mais lúcido ao serviço do FCP.
    Finalmente, os portistas acham normal que o Sr. Antero Henrique, supostamente com responsabilidades ao nível da construção do plantel, não apareça em público a justificar as opções que teve? Aliás, não sei se este Sr. fala grosso ou fino porque, apesar das funções que tem desempenado no FCP nunca o ouvi falar.
    Caros portistas, mentalizem-se de uma coisa: o FCP não andou para trás... foi é completamente ultrapassado pelo 5LB e está em vias de o ser pelos viscondes. Temos pessoas totalmente impreparadas para desempenharem as funções que ocupam (dava para o gasto quando a concorrência era perto de zero). E se não tivesse havido um homem com o carácter do Vitor Pereira em 2011-12 e em 2012-13, esta seca já durava há 5 anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. subscrevo totalmente este comentário (e o post em si, claro). mas em muitas das reações infelizmente vê-se bem que uma grande parte dos adeptos portistas continuam a preferir comer qualquer merda que se cozinha em redações e estúdios televisivos lisboetas do que abrir os olhos de ver (...o futebol apresentado por ele nunca teve qualidade... planteis escolhidos a dedo... etc etc). é muito preocupante que o presidente esteja a pactuar com isto.

      --tom.

      Eliminar
    2. Totalmente de acordo. Não é apenas o TdD que dá valor ao trabalho de Lopetegui, que mesmo com as condicionantes que teve na sua segunda época no clube ainda manteve a equipa competitiva.

      Eliminar
  24. Eu comento ocasionalmente no Portal dos Dragões e na altura em que ele saiu manifestei logo alguma discordância.Na minha opinião já que começou esta época deveria leva-la até ao fim. Também concordo que Lopetegui não é propriamente o melhor do mundo, tem algumas limitações mas como estou farto de dizer com este plantel nem com Mourinho ou Guardiola. O plantel é muito limitado, já venho dizendo isto praticamente desde Outubro. Todos os sectores tem um deficit de qualidade enorme. Para o ano se este plantel não levar um upgrade de qualidade o Porto vai continuar a lutar pelo 3 lugar.
    O problema também passa muito pela menor entendimento que muitos adeptos do Porto tem do jogo e claro nesses casos o treinador é sempre o culpado nº1. Esses adeptos não percebem que para se fazer boas omeletes tem se ter bons ovos.

    ResponderEliminar
  25. Lopetegui não era um excelente treinador, tinha limitações, mas era muito superior e Peseiro. Nunca vi Lopetegui dar o meio campo ao adversário como Peseiro ontem. Arriscou, mas podia ter trocado o Rúben por o Varela e assim ajudar sergio e Herrera no meio campo.

    Mas de qualquer maneira também acho que Peseiro não deva ser demasiado criticado. Não nos podemos esquecer que nos veio fazer um favor pois iríamos ficar 4 meses sem treinador.

    No fundo, os grandes culpados são os senhores da SAD. E enquanto o pessoal anda aqui a discutir se a culpa é de Peseiro ou Lopetegui eles lá continuam na deles, caladinhos a fingir que fazem um bom trabalho.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E diga-se que o presidente fez um excelente trabalho a direcionar a crítica do mau estado da equipa, sad e clube. Sacudiu e bem a água do capote pelo que se lê nesta caixa de comentários.

      Eliminar
  26. "Clérigo iraniano diz que sismos são causados pela promiscuidade das mulheres" ; "Os membros da Sociedade Terra Plana (STP) alegam acreditar que a Terra é plana." , ETC. há as teorias completamente parvas e depois há as que só são meias parvas, mas absolutamente tendenciosas, como é o caso da do Tribunal do Dragão (TD) . Não foi a teimosia que despediu Lopetegui. Mas foi a teimosia que manteve um treinador que não ganhou um único titulo com o muito bom plantel que teve á sua disposição em 2014/2015. O que despediu Lopetegui foi a sua evidente incompetência. O que despediu Lopetegui foi ele próprio ter destruído em pouco mais de um mês a estatística que vemos no estudo faccioso do TD, senão vejamos: as primeiras nove jornadas, ou melhor até à 10ª jornada e tendo em conta que o UniãoxPorto só foi disputado em 2/dez:, pelo que, este jogo contará já para o período que quero destacar, mas até meio de Novembro o Porto tinha 9 jogos para o campeonato e destes 6 V e 3 E, média de 2,3 pontos por jogo. Se somarmos a estes os jogos da Liga dos Campeões, 3 V 1 E, média 2,5, temos então os tais 2,4 de média do “ imparcial” estudo do TD. O problema é a partir de 24 de Nov. até Lopetegui ir embora. Vejámos: 7 jogos campeonato (incluindo o União de 2 de Dez.) 5V 1E 1D, média 2,2. Se somarmos a Liga dos Campeões 2D, a média cai para 1, 7 e se a isto somarmos a derrota com a Marítimo em casa para a taça da liga, temos de média 1,6, abaixo do vergonhoso 1,9 do tempo de Peseiro. A isto acresce que as 5V para o campeonato deste período (28 de Nov. a 6 de Jan., pouco mais de 1 mês, portanto) foram Tondela 0 Porto 1; Porto 2 Paços Ferreira 1; Nac.1 Porto 2 (que suplício) e Porto 3 Académica 1 e por absoluta exceção (talvez por estar deslocado no tempo) o União 0 Porto 4, portanto, tudo equipas de topo do nosso campeonato e até do futebol europeu. Enfim, não só as 4 derrotas e o empate (Rio Ave, outro colosso do Futebol), mas até as vitórias, que me envergonharam enquanto Portista, são mais que justificação plausível para mandar o “Basco” “plantar batatas”. E por falar em colossos do Futebol, acham que os jogos da Taça de Portugal, que eu omiti propositadamente, (Angrense e Feirense, ainda que fora de casa) mudam alguma coisa? Para terminar, este Sr. Lopetegui é tão mau que conseguiu em menos de 2 anos por de rastos a enorme reputação que o meu querido Porto gozava a nível nacional e internacional e pelo qual tanto lutou nos últimos 38 anos. Ò LOPETEGUI VAI-TE CATAR.

    ResponderEliminar
  27. Acho as questões suscitadas no artigo bastante assertivas e pertinentes. Só é perigoso quando se entra em comparações, ainda que sustentadas em estatísticas, por um lado, porque não há maneira de saber se Lopetegui não se afundaria mais ao longo da época e, por outro lado, este e Peseiro defrontaram adversários diferentes.

    ResponderEliminar
  28. Eu não gostava do Lopetegui, mas não achava que tudo era culpa dele, o ano passado o regime lá ganhou com a ajuda dos amigos e a direção deixou o treinador a falar sozinho disso, deviam ter intervido, aí os adeptos iriam virar a ira para os arbitros em vez de para a equipa.
    É verdade que lopetegui nunca teve bom futebol nem nunca entusiasmou, talvez o segundo erro fosse a continuidade, depois de se advinhar que esta epoca não ia ter muito afeto dos adeptos.

    Para mim os treinadores são os menores culpados as vezes precisam de sorte para que a equipa marque num lance de sorte precisam de cair nas boas graças, são precisos muitos fatores para que as coisas corram bem, estabilidade a volta da equipa e importantíssimo, coisa que estas ultimas epocas não tem existido.

    Faço aqui um apelo, não disparem em todas as direções, ninguém ganha sempre mas só os melhores se levantam, vamos mobilizar os adeptos para a final da taça e fazer ad pazes com a equipa para na proxima epoca,mesmo que não haja titulo seja mais calma e com harmonia entre adeptos e equipa. Lembrem se, assobiar aos 5 min não e solução.

    ResponderEliminar
  29. Defendi a saída de Lopetegui no final da época passada, tal como defendi a sua continuidade até ao final desta temporada. Nenhum dos meus "pedidos" foi atendido e os resultados estão à vista. De acordo, portanto, quanto à comparação Lope x Peseiro.

    Mas desacordo total em relação à opinião "ninguém, entre os treinadores ao alcance do FC Porto, iria fazer melhor trabalho do que ele nas últimas duas épocas". Foi um erro tremendo, sem precedentes, um tiro completamente no escuro num treinador sem experiência de futebol sénior. Além de que saiu uma personalidade obtusa. Dificilmente se podia ter escolhido pior.

    Obviamente não me esqueço de quem tem a responsabilidade por o ter escolhido e mantido e que, mesmo sendo tão mau, teria sido campeão não fosse pelo descarado #colinho.

    Abraço portista,

    LAeB : Do Porto com Amor

    ResponderEliminar
  30. Jogámos mal? Jogámos.
    Mas a arbitragem mais uma vez voltou a decidir um jogo, quem sabe até 2 (Brahimi vai ser suspenso por levar com a bola nas costas).
    Enquanto o nosso rival ganhou com um pénalti inventado nós tivemos um jogador a ser agarrado à frente do árbitro e nada foi assinalado. Se isto não decide campeonatos o que é que decide?
    ---
    É isso.

    ResponderEliminar
  31. Jogámos mal? Jogámos.
    Mas a arbitragem mais uma vez voltou a decidir um jogo, quem sabe até 2 (Brahimi vai ser suspenso por levar com a bola nas costas).
    Enquanto o nosso rival ganhou com um pénalti inventado nós tivemos um jogador a ser agarrado à frente do árbitro e nada foi assinalado. Se isto não decide campeonatos o que é que decide?
    ---
    É isso.

    ResponderEliminar
  32. O Mourinho quando chegou fez muito melhor que Otavio ? Não.

    Alias até me lembro de perdeu em Belem e em casa Contra o Beira Mar por 3!!!

    O que nasce torto...

    Tello, Maicon, AndreAndre, Evandro foram desfalques e o plantel ficou bem mais fraco, uma das justificações e há outras de varia ordem desde taticas a motivacionais.

    ResponderEliminar
  33. TRIBUNAL, ainda a história da melhor defesa? Epa Eu concordo q anda meio mundo a escudar-se com Lopetegui...é verdade e é uma injustiça, concordo MAS a hitoria da grande defesa...sim de facto montou um esquema q procurava incomodar o menos possível a defesa MAS quando foi necessário segurar vantagens onde esteve a defesa?
    . Ida a Nacional depois do Benfica perder com Rio Ave, a ganharmos e a defesa sofreu
    . Ida ao Restelo com o Benfica a empatar em Guimaraes nos a ganharmos e a defesa sofreu
    . Taça da Liga nl Maritimo, a ganharmos...a defesa sofre dois
    . Vale a pena falar de Munique???
    Peseiro nao tem nível para o nosso clube na minha opinião mas não se romantize agora em demasia o trabalho haja memória...e nem mencionei o jogo do ano passado em casa com o Benfica ou para a Taça com o Sporting...
    Lopetegui não merece o foco q o Presidente lge pis em cima, nao ficamos melhor com Peseiro...mas a nao continuação estava consumada, o clube nunca o defendeu, ele nunca mostrou grande capacidade e depois reparem...Tello e Imbula são melhores q Marega ou Suk...no entanto já nao havia animicamente possibilidade deles continuarem. O mesmo com Lopetegui.
    Miguel Alexandre.

    ResponderEliminar
  34. Basta ver que os ataques ao treinador do FCP pararam com a saida do Lopetegui.

    O seu sucessor é totalmente consensual entre os media. Isso diz tudo.

    PS. Se a SAD não tivesse desistido em janeiro, quando o despediu, não tinhamos estado 15 dias com o Rui Barros...

    Mas fico contente por ver tantos portistas felizes por terem razão quando diziam que o Espanhol não valia nada.
    E ja diziam o mesmo do Vitor Pereira.
    Somos um clube de ILUMINADOS.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo! Subscrevo inteiramente!
      Fiquei esclarecido quando ouvi o Manel Queirósinho, tão afadigado a defender o JP, ele que, com o asqueroso basco, era só destilar veneno..

      Eliminar
  35. Estou de acordo no fundamental...até porque muita gente parece esquecer-se da época anterior que o FCP fez na liga dos campeões..até à derrota com o Bayern , mas onde lhe faltaram os laterais ....vamos a ver se o Benfas não perde em casa com o Bayern....coisa de que duvido muito ....a equipa desta época é mais fraca que a anterior coisa de que Lopetegui se queixou , mas não foi ele que escolheu os jogadores ? pela entrevista que li dele , parece que não.....aí para mim está uma grande dúvida....mas acima de tudo a principal culpa de tudo o que está a acontecer tem um nome : Pinto da Costa , mas este atira as culpas para o Lopes como se ele é que fosse o chefe.. e esquece , ou quer esquecer que o FCP teria sido campeão na época passada se não fossem as ajudas dadas ao Benfas.

    ResponderEliminar
  36. Por várias vezes o TDD habituou-me com artigos de grande excelência este não é o caso!

    TDD percebo que admire Lopetegui mas já estavamos à deriva quando Peseiro chegou e só por ele ter aceite pegar num barco sem rumo já tem o meu agradecimento.

    Agora não me esqueço de uma época e meia de mau futebol e enfadonho,
    não me esqueço que foi com Lopetegui que os jogadores do FCP ficaram moles sem garra sem espírito à FCP, não me esqueço que o Futebol de Lopetegui era tão previsivel que todos os adversários saberiam como travar, não me esqueço que nos momentos decisivos falhamos, não me esqueço que a precisar de ir ganhar à Luz para sermos campeões nem sequer jogamos ao ataque, não me esqueço que a unica maneira de jogar era para tras e para os lados, não me esqueço que quando comecavamos a perder por 1-0 era muito raro conseguir dar a volta.

    Tambem não me esqueço que quem planeou a época foi SAD e Lopetegui, a época passada teve os jogadores que quis e nada fez e esta época não teve todos pois como sempre só queria jogadores caros e espanhois em vez de olhar para jogadores menos caros e com qualidade. Excepção seja feita a Andre Andre mas algo me diz que terá sido a SAD a insistir com Lopetegui para trazer o jogador.

    Angel, Marcano, Indi, Tello, Osvaldo, Campana foram grandes contratações? O próprio Casillas que não acrescentou nada à equipa! Mais de meia equipa?!!!

    Quem desmotivou totalmente os jogadores com a forma de jogar que pura e simplesmente não nos levou a lado algum?

    Até a preparação fisica dos jogadores com Lopetegui era precária.

    Enfim mau de mais.

    E realmente alguém no seu perfeito juizo acredita que ainda estariamos na luta pelo titulo com Lopetegui?!!!

    Existem demasiadas variaveis para fazer este tipo de comparação que quanto a mim parece-me demasiado injusta e tendenciosa.

    E olhando para a história nem Mourinho fez melhor que Octávio quando chegou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Análise incorreta... Vá lá, seja justo e contabilize o que de positivo ele fez... E depois diga se havia motivo para o ter mandado embora a meio da época...
      Era uma aposta de risco? Claro que sim! Por isso mesmo é que devia ter sido defendido desde a primeira hora, porque foi desde o primeiro momento que começou a ser alvo de uma campanha difamatória... Coroada de sucesso, aliás, porque emprenhámos pelos ouvidos como gente grande..
      Com adeptos como o senhor, é seguro que não vamos a lado nenhum...

      Eliminar
    2. Análise incorrecta? Diga-me por favor onde errei inumerando todos os pontos.

      Sucesso? Qual sucesso?

      Enfim com adeptos como você é que realmente não se vai a lado algum.

      Eliminar
  37. Falemos de factos: da primeira para a segunda época Lopetegui perdeu Oliver, um predestinado, ganhou André. Saiu a perder. Perdeu Jackson ganhou Aboubakar e Suk, os dois juntos devem ter metade dos golos de Jackson na época passada. Saiu a perder. Perdeu Alex Sandro e Danilo, para Juventus e Real Madrid, ganhou Maxi Pereira e Layun. Digam o que disserem saiu a perder. Perdeu Casemiro, ganhou Danilo. Voltou a sair a perder.
    Com este decréscimo de qualidade de uma época para a outra não há milagres. Podem dizer que é este o modelo de negócio do Fc Porto, verdade, mas não se retira 6 peças à equipa titular de um ano para o outro e espera-se rendimento igual, semelhante ou melhor. A menos que a matéria-prima seja de melhor qualidade, o que não é o caso. Para além disto, podemos ainda tentar perceber se o Lopetegui quis mais o Imbula ou Darder, ou se não quis o primeiro e quis o segundo. Só ele saberá.
    Em resumo, Lopetegui teve maior liberdade para fazer contratações do que tiveram outros treinadores em passados muito recentes (Vitor Pereira e Paulo Fonseca à cabeç). Mas é totalmente falso que tenha tido todos os jogadores que quis ou que a SAD não tenha tido intervenção em muitos dos negócios que se vieram a concretizar.
    Dito isto, Lopetegui tinha as suas virtudes e era melhor treinador do que Peseiro, opinião pessoal.

    ResponderEliminar
  38. Sou um do portistas que defendeu desde muito cedo a saída do Lopetegui. Mas, nunca me passou pela cabeça que a primeira escolha após a sua saída seria José Peseiro. Toda a gente se lembra dos problemas que teve no SCP, RM ou Braga. Também penso que ninguém esperaria que à substituição do treinador se sucedesse saída de Tello, Imbula, Maicon... Ou que na segunda volta não teríamos Bueno, Marcano, André André, Evandro... E que ainda teríamos de levar com o Sr.4M Marega...

    ResponderEliminar
  39. o que o TdD tem a dizer sobre aquele garotito, o José Fontelas Gomes? É bom moço não é? Faz o que lhe mandam e tal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://otribunaldodragao.blogspot.pt/2016/02/cuidem-da-dieta-dos-delegados.html

      Eliminar
  40. Também sou dos que defendia Lopetegui (um razoável treinador) e a não mudança de treinador a meio da época.
    Quanto a 2001/02, sugiro que vão ao zerozero.pt consultar o plantel e os resultados. Com Mourinho (e com Benny Mc Carthy!) a equipa melhorou, mas ao fim de 2 meses levámos 3-0 no restelo. Foi qd Mourinho disse não saber com quem poderia contar no ano seguinte. Resultado: empatou os 2 jogos seguintes e só depois embalou para as vitórias. Demorou, mesmo com um plantel que tinha VBaia, JCosta,JAndrade,RicCarv, Secretário, Paulinho Santos, Costinha, Paredes, Deco, Alenitchev, Capucho. Muitas faltas de referência e de qualidade, claro ;)

    ResponderEliminar
  41. Por mais que a tentação seja enorme, comparar Lopetegui com Peseiro é e sempre será um erro. Por todas as razões e mais alguma. Um dispôs de todas as ferramentas, recursos e tempo ao seu dispôr, e falhou redondamente. O outro foi uma opção transitória, que não teve tempo, encontrou um grupo emocionalmente de rastos e ainda viu os desiquilibrios no plantel adensar-se no mercado de inverno.

    Nenhum serve para o Porto, mas apenas a um pode ser apontado o dedo. E ainda vamos falar dele durante muito tempo, pois as consequências do seu trabalho (ou falta dele) vão ser colocadas a nu durante muito mais tempo.

    ResponderEliminar
  42. O futebol não é nenhuma ciência aeroespacial. A época foi mal planeada, e quando houve um momento de corrigir, fez-se mudanças para pior.Saiu Jackson entrou Osvaldo, figura que não deixou saudades. Substitui-se a meio da época por Suk jogador que não tem valor para o Porto e o auge do ridiculo é alguém acreditár que PC contrataria um jogador a pedido de um treinador que vai dimitir em seguida. Saiu Oliver e não entrou ninguém. Desde a saída de Otamendi que não tivemos a capacidade de contratar um central com nivel, nem coloco o Mangala mas mesmo esse é bem melhor do que qualquer um dos que iniciaram a temporada. A gestão desta posição no mercado de Inverno é desastrosa, absolutamente inaceitável num clube como o FcPorto. Saiu Imbula e ainda se permitiu que um competidor directo recebesse um jogador do clube o Josué que pode jogar a 8 ou a 10 e seria a custo 0. Saiu o Tello porque o empréstimo saía caro e gasta-se milhões em Marega. Mantêm-se jogadores como Jose Angel e empresta-se o Rafa. Emprestam Lichnovsky e o Reyes (nenhum é titular pelo que nem montra nem evolução desportiva) e jogamos com centrais dos juniores ou com laterais de central, Varela que quis sair do clube é resgatado sem que as suas qualidades como jogador o justificassem. Tivessem metade das oportunidades outros que sonham jogar com a camisola do FcPorto como Ivo Rodrigues e talvez tivessemos outra esperança do futebol português. Marega custa dinheiro, Ivo e Hernâni custo 0. A solução treinador foi a possivel, duvido que continue, mas quem vier se recebe este desastre de estrutura então o futuro não será diferente do presente. O Fc Porto necessita dois centrais de qualidade, um médio creativo e um ponta-de-lança de alto nivel e de preferencia movel para permitir a entrada de dois esquemas tacticos onde Bueno e A. Silva possam entrar gradualmente. Varela, Marega, Marcano, Jose Angel, Suk, Maicon, não têm qualidade suficiente para jogar num clube como o Porto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era bom que tanto os apologistas como os detractores de Lopetegui parassem para pensar quanta responsabilidade teve o treinador basco neste processo. É que á muita gente a achar que foi de Lopetegui toda a responsabilidade das contratações e planeamento do plantel.

      Eu acho que ele teve alguma responsabilidade, mas nunca deve ter imaginado que iria perder mais de metade da sua equipa titular.

      Eliminar
  43. Tudo digo... Nem mais nem menos TdD.

    TdD leitura obrigatória para qualquer portista.

    ResponderEliminar
  44. Caro Tribunal do dragão, sou frequentador assíduo deste espaço mas esta comparação não faz sentido na minha opinião. Estamos a comparar basicamente um treinador limitado e arrogante (Lopetegui), com um treinador fraco mas simpático (Peseiro). Mas o cerne da questão é que nenhum é bom suficiente para ser treinador do Porto. É o mesmo que comparar um Renault com o Peugeot e acharmos que um é melhor que outro porque um tem uma ligeira superioridade ao nível rendimento e performance mas que nenhum é nem nunca será um BMW. A fazer comparações, compare-se as performances de ambos contra os resultados do Vítor Pereira ou com André villas Boas ou até mesmo com Rui Vitoria e Jorge Jesus. Comparar mau com fraco não vale a pena.
    Deveríamos analisar é como é que pode ser que Peseiro seja o substituto de Lopetegui? Faz lembrar a contratação do Couceiro para substituir o também Espanhol Victor Fernandez em 2004/2005 (parece um déjà-vu e Peseiro até rima com Couceiro vejam lá).

    ResponderEliminar
  45. O erro neste momento será manter o Peseiro na equipa para o ano. E não, não quero nem gosto que o meu Porto seja um cemitério de treinadores, mas manter o Peseiro é prolongar este marasmo um ano mais, e chegar a dezembro e ter a mesma situação deste e despedi-lo nesse momento. E já que se fala que não existe nenhum treinador capaz de reabilitar o Porto eu digo um…. Jorge Jesus…….. que sistematicamente hesitamos em pagar 5 milhoes por ano ao homem mas esquecemo-nos que Lopetegui ganhava 3 milhoes anuais. 3 milhoes por um dos treinadores mais fracos que tivemos. E associar Lopetegui ao melhor ano a nível de mais valias é bastante forçado porque nem Danilo, nem Alex Sandro nem Jackson foram contratados no seu período nem por sua indicação, foram indicados por Vitor Pereira quando já eram os melhores no seu campeonato e o Alex Sandro fez a sua melhor época com o VP e o Jackson manteve o que fazia em anos anteriores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o problema é que JJ tem contrato e o porto teria que pagar uma fortna o scp. marco silva seria boa aposta. Infelizmente o problem aé muito maior que apenas a escolha do treinador

      Eliminar
  46. O PORTO está mesmo refém do Antero!
    Presidente não pode fazer aquilo que era preciso:
    Injectar sangue novo no futebol, mudar processos internos, acabar com vicios que se criam em anos e anos da mesma estrutura, e já não falando em seriedade ou falta dela, no mínimo há "premiscuidade" e acomodação dentro dessa estrutura chefiada por Antero.
    O Porto está refém de Antero? SIM, claramente SIM!
    E porquê? Eu dou-lhe a resposta:
    Ao demitir Antero, de nada adianta ou vale, poos a estrutura está "minada" por amigos e familiares do Antero. Quer casos concretos?
    - Daniela, mulher de Antero lodera recursos humanos, está nos "partilhados" e Tudo passa por ela.
    - João Afonso, nr 1 do Scouting ( lidera grandes nomes como Fernando Gomes, João Pinto, Lima Pereira) é amigo pessoal de Antero , nascido em ... Vinhais tal como Antero
    - Dr. Raul , advogado nr1 ligado diretamente ao futebol, tomou o cargo do muito mais prestigiado Dr Daniel Lorenz, Dr Raul é não só o meljor amigo de Antero como compadre de Antero ao ser padrinho de batismo da sua filha mais nova!
    - Acacio nr.2 de Antero, é amigo pessoal de Antero e o seu "cão de fila" dentro do clube
    - Rui Cerqueira, outro caso da premiscuidade dentro da estrutura do Porto, além de ser o "homem de mão" para Antero na area da comunicação e estranha comunicação de "mudez" Rui Cerqueira vive com Miriam das relações publicas que é quem acompanha o Porto nas deslocações em Portugal e lá fora. Contacta direto com Presidente e sua mulher.
    -etc... Etcc...
    Estaria aqui até amanhã a escrever nomes da teia montada pelo Sr Antero estes anos todos em que colocou familiares e amigos dentro do nosso FC Porto.
    Por isso Pinto da Costa NUNCA pode mandar embora Antero, pois se fosse embora a teia por si montada teria que ir também, e isso é impossível!
    Porto e Pinto da Costa estão MESMO reféns de Antero.
    E não entrando em questões de "seriedade", sei muito mais do que possa imaginar, mas não gostaria de vir para a praça publica dizer nada para não prejudicar o nosso clube, mas falando apenas em competência, estes últimos 3 anos têm sido de ... Incompetência TOTAL. Já sei que vai dizer:" ahh e os anos anteriores em que se ganhou isto e conquistou aquilo, não contam?"
    Sim, claro que contam sim! Mas só que cada ano que passa a tal "teia" e máquina de promicuidade do Sr Antero está maior e mais bem oleada. E dai estar o Porto bem refém do Antero.
    Repare que digo isto com dados concretos e reais, mas com muita pena minha pois quem é o grande e unico prejudicado é o Fc Porto.
    Esta sim é a grande questão:
    Está o Porto refém de Antero?
    SIM está.... E não é apenas por ter montado a "teia" com famiares e amigos de Vinhais.
    Abraço a todos os verdadeiros Portistas!

    ResponderEliminar
  47. Independentemente do que diz a estatística questionem-se se havia condições para Lopetegui continuar. Recordam-se das reacções e do 'apoio' que a equipa recebia das bancadas ? é que parece que não.
    Foram os adeptos que criaram a necessidade de substituir o Lopetegui.

    E justificadamente. Nesta 2º época o futebol praticado era muito inferior à da época anterior. Tinha jogadores de menor qualidade ? provavelmente. Mas também não demonstrou conseguir tirar o melhor rendimento do que tinha à disposição.

    ResponderEliminar
  48. "O clube onde qualquer treinador se arrisca a ... tramar-se" Leram este artigo do blog Reflexao Portista ??

    ResponderEliminar
  49. E a equipa melhorou com Peseiro ?
    Aos primeiros jogos parecia que sim mas os números mostram o contrário. Mas não tem tido vida fácil. Sucessão de lesões e erros muito relevantes das equipas de arbitragem.
    Vide os dois últimos jogos. Com mais 6 pts que comentários estariam nesta caixa ?

    Mais,
    Se as estatísticas são uma boa ferramenta para comparar performance de Lope vs. Peseiro então também servem para comparar a performance da equipa em Paços Vs o que fizeram SCP e 5lb no mesmo estádio (onde venceram por 1x3).

    Pois o Porto fez o mesmo ou melhor em: remates 22; remates enquadrados 6; eficácia de passe 81%; passes p ocasião 18; cantos 14 !!; posse de bola 66%
    Só temos a pior performance ao nível das faltas cometidas (ou assinaladas ...) 20

    Estes dados não são abonatórios do trabalho do Peseiro não obstante todas as contrariedades ?

    ResponderEliminar
  50. Eu ainda gostava de saber porque culpam Peseiro?

    Herdou equipa com futebol enraizado sem objectividade, plantel desmotivado, desiquilibrado e que ficou sem defesas, sem a qualidade que se falava, para alem do desaparecimento de AndreAndre e Evandro e Tello. QUERIAM MILAGRES???!!!
    ainda para mais PREJUDICADOS em TODOS os JOGOS???!!!TENHAM JUIZO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo em absoluto. É irracional imputar responsabilidades a Peseiro que caiu de para-quédas no clube sem saber bem como e deve ficar até ao final da época.

      No entanto isso não tira mérito à ideia de que Lopetegui deveria ter continuado até ao fina da época e quiçá do seu contrato, desde que os resultados do seu trabalho fossem verificados contra os objectivos estabelecidos aquando da sua contratação.

      Tal como não será 'justa' a comparação da performance de Lopetegui e Peseiro (comparações justas precisam de analisar fenómenos idênticos) também não é justo afirmar que com Lopetegui a equipa ia afundar-se cada vez mais o que apesar de parecer ser a tendência no momento da rescisão unilateral (o Porto DESPEDIU Lopetegui) não pode ser tomado por mais do que uma conjectura que a meu ver nunca poderia ser verificada se não se mantivesse o treinador.

      Poderão dizer "então não se estava mesmo a ver que ia dar nisto"?

      Eu respondo exactamente da mesma maneira aos que advogaram a troca de treinador.

      E nem eu nem ninguém tem razão. O clube tomou a decisão que entendeu tomar mesmo contra a enorme quantidade de informação estatística que aponta para o facto de que trocas de treinadores a meio de épocas desportivas raramente surtem efeitos desportivos a longo prazo.

      Eliminar
  51. Lopetegui tem culpa do que está a acontecer, porque teve a possibilidade de construir um plantel e que por acaso até foi o mais caro de sempre. Assim sendo, continuou-se com as lacunas da época passada na defesa - poucas soluções. Fomos levar 6 a Munique porque só tínhamos 1 opção para cada lateral e nesse jogo nenhum dos dois podia jogar...foi o que se viu. Nesta época voltou-se ao mesmo, sem opções.
    Com o Lopetegui o FCP não ganhou um único jogo decisivo, um único!! E ao contrário do que se pensa, Lopetegui não teve mérito nas vendas de Danilo, Alex Sandro e Jackson. Limitou-se a colocar os jogadores nas suas posições porque quem é bom joga bem e estes 3 eram craques.

    Chega Peseiro que, apesar de ter sido dito que foi a primeira opção, quero acreditar que foi das últimas. Poucos treinadores com ambição para treinar o FCP queriam entrar no clube em Janeiro. Peseiro é conhecido por equipas que marcam muitos golos, mas também sofrem. A defesa estava uma lástima e o que se fez em Janeiro? José Sá, Suk e Marega...juntando a saída de Maicon. Se a defesa já era fraca, ficou pior. E isso é juntar 1+1...fraca defesa + fraco treinador a preparar a defesa = desgraça! É o que se vê. Quanto ao ataque...temos uma árvore chamada Aboubakar e um mexilhão sem pontaria nos pés Suk.

    PS - Se o FCP tem de vender, quem irá sair? Brahimi, Rúben, Danilo...? Brahimi não me preocupa, mas os outros dois sim.


    ResponderEliminar
  52. A comparação é algo perniciosa, embora algumas das questões levantadas sejam pertinentes. Lopetegui mostrou-se incapaz de gerir e construir uma equipa capaz de ser consistente ao ponto de vencer o campeonato. Os deslizes com equipas menores, a rotatividade injustificada e a permanente dificuldade em inverter os resultados são o reflexo de um treinador sem experiência, sem classe e sem o conhecimento necessário para orientar o porto. O plantel foi escolhido pelo próprio, com um dos maiores orçamentos de sempre, ou seja, se existem graves carências em sectores como o centro da defesa, em muito se deve ao basco. Apesar de não gostar de josé peserio, parece-me extremamente injusto criticar o tecnico, uma vez que teve de arcar com uma equipa, que nao foi construida por si, nao gozou de um periodo de pré epoca par implementar um modelo de jogo (nem sequer pode aproveitar o modelo anterior, pois ele por e simplesmente não existia, em virtude da constante rotatividade do onze inicial), perdeu três jogadores essenciais e de qualidade (maicon, tello e imbula) e nem sequer teve "voto na matéria", em termos de reforço do plantel no mercado de inverno.

    ResponderEliminar
  53. Viva,

    Não tenho qualquer competência para decidir se Lopetegui foi bom ou mau treinador. Em contapartida, sei que recuperou o prestigio internacional do Porto: vitoria por dois golos com equipa muito jovem sobre o Bayern Além disso, o Porto tinha começado a se apurar (0-1) para a fase dos grupos num ambiente de pavilhão, ja que o tecto do estadio Pierre Mauroy (Lille)foi fechado. Talvez seja um evento inédito e digno de figurar num museu - so as vendas das publicações do Louvre pagam a manutenção deste famoso museu. Talvez um museu seja mais que um rosario de trofeus ou de estatuas...

    O sucesso internacional do Porto de Lopetegui pos a nu as divisões que existem entre quem quer um Porto voltado para o exterior e quem quer um Porto voltado para o interior. Um Porto voltado para dentro, para uma formação vinda das camadas jovens, embora não se saiba muito bem donde vêm os jovens ja' que Portugal como o Japão e Coreia do Sul tem natalidade muito negativa; ou então um Porto, como o da "Brasileira" (o café ), como, no fundo, o da sua historia voltado para fora: todos os golos que deram as vitorias Portistas nas competições europeias foram marcados por estrangeiros.

    O ciclo extraodinario de vitorias na eufa do Porto de Lopetegui, aliado a um discurso que focava o futebol, destabilizou a imprensa portuguesa: como explicar as belas vitorias na Europa e as dificuldades em ganhar os jogos em Portugal? Seria o campeonato Português assim tão competitivo subitamente? O que dizer quando num Porto-benfica, o benfica faz 32 faltas?... talvez seja uma caracteristica portuguesa fazer faltas?... talvez seja uma caracteristica dos grandes campeonatos?...

    Lopetegui foi culpado de pôr a nu as debilidades do campeonato português. E' com esta leitura que entendo o crescimento da falta de apoio que teve e que começou logo desde a fase de apuramento para a liga dos Campeões. Mais tarde,até foi acusado de se expressar em Espanhol como se um Português normalmente constituido não entendesse o Espanhol...

    Posso estar enganado, mas creio que so' um FC Porto voltado para o exterior pode se salvar do abafo, do estrangulamento feito por um pais imensamente centralizado onde, por exemplo, o cumulo da politica ecologica é abrir voos entre duas cidades distanciadas por 250 Km, para justificar a supressão de "destinos" no aeroporto do Porto.

    A passagem de Lopetegui no Porto talvez tenha tido o mérito de mostrar e de expressar abertamente a crise que atravessa o FC Porto e, logo, pensar racionalmente em soluções - sendo as estatisticas um factor de racionalidade que contribui para uma visão objectiva da realidade.

    Quantas equipas ligadas à Doyen aparecem nos quartos de final das duas competições da uefa? Quantas equipas com contrato com a FlyEmirates?

    Se o afastamento de Platini corresponde (é uma hipotese) à tomada de poder pelos usa da eufa o que espera o Porto para criar uma equipa feminina de futebol? - nos usa o futebol é o desporto feminino por excelência - Porque é que jornais informativos "sérios" em França, na Suissa... cobriram os quartos de final da liga dos Campeões? Quem viu o Barcelona-Psg? Vejam que equipas estão nas meias finais..

    Haveria sem duvida mais questionamentos, mas como não quero que pensem que sou demasiado imaginativo com tendências paranoicas fico-me por aqui.

    E Viva o Porto!

    Nuno PortoMaravilha

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.