quarta-feira, 27 de abril de 2016

Semana de clássico

Isto deveria ser uma não-questão, mas infelizmente não parece ser. Há antis em todos os clubes, e não gostar do Benfica ou do Sporting é natural face à histórica rivalidade que existe. Mas há algo que vem em primeiro lugar: o FC Porto. E depois do FC Porto, vem o FC Porto. E depois sim, então vem o... FC Porto.

O 3º lugar da liga está garantido e a luta pelo título já não diz respeito ao FC Porto. Mas é natural que alguns portistas possam ter alguma preferência final, ou porque têm um amigo benfiquista, ou porque têm um tio sportinguista, ou porque detestam mais um do que o outro. A cada um as suas razões.

Se alguém preferir que o Sporting seja o campeão está no seu direito. Agora, desejar que o Sporting seja campeão, sabendo que isso implica uma derrota do FC Porto pelo caminho, seria, como já aqui foi defendido, o maior atestado de pequenez da história do clube. Provavelmente este vídeo, onde há sportinguistas a vibrarem com o golo de Kelvin, envergonha muitos adeptos do Sporting, que não se reveem nisto. 

Portistas antes de antis
Mas naquele jogo não estava implicado o Sporting. Neste caso, para o Benfica ainda ter hipóteses de perder o título, então isso implica que o FC Porto tenha um mau resultado perante o Sporting. E não é tolerável que nenhum portista admita isso. Qualquer portista, seja um grupo de adeptos anónimos ou a maior claque do FC Porto, podem preferir que o Sporting seja o campeão; mas não podem admitir, nem incentivar a outra coisa que não seja uma vitória do FC Porto no clássico. Não é «não querem o Benfica campeão». É «querem que o FC Porto ganhe ao Sporting». Se não, declarem-se anti-benfiquistas antes de portistas. 

O clássico de 2009-10, em fim de época frente ao Benfica, também já não ia valer nada em termos pontuais ao FC Porto. Mas foi o pontapé de saída para uma grande época, pois o jogo foi uma prova viva de que o espírito de dragão estava vivo; com 10 desde os 50 minutos, o FC Porto venceu, impediu a festa do Benfica e Belluschiiiiiiii fez um jovem comentador inglês atingir o clímax durante o relato. Este clássico com o Sporting é a oportunidade de o FC Porto deixar uma afirmação de força para a próxima época. 

E em semana de clássico, vamos apimentar as coisas, começando por um pequeno exercício: Lopetegui tinha um contrato de 3,37M€ por três épocas. Quando o FC Porto eliminou o Basel na Champions, a SAD ganhou 3,9M€. Agora imaginem que Lopetegui, no final do jogo, diz isto: «Ya he pagado todo el dinero que el Oporto me va a pagar hasta el final del contrato. No necesito hacer nada más en Oporto». 

Basicamente, todos os portistas teriam mandado Lopetegui para o c***lho País Basco. Se Lopetegui dissesse, com a vitória sobre o Basel, que já tinha pago todo o dinheiro que o FC Porto lhe ia pagar nos 3 anos de contrato ficaria de imediato em fogo cruzado.

O mesmo para Paulo Fonseca, cuja equipa foi eliminada na fase de grupos. Imaginem que o treinador dizia que os 2M€ de prémios que ganhou pelos 5 pontos (em 18 possíveis) que fez «já davam para pagar todo o meu contrato com o FC Porto». Ninguém, no FC Porto ou na praça pública, toleraria tal afirmação. 

Mas foi isso que fez Jorge Jesus, ao dizer que com o apuramento para a Liga dos Campeões já pagou o seu contrato de 3 anos com o Sporting. Isto dito pelo treinador que, em toda a sua história, só passou uma vez uma fase de grupos da Champions (tanto Lopetegui como Rui Vitória já o fizeram), e que esta época falhou o apuramento contra o CSKA, lesando o Sporting em 10M€ (já lá vamos). Mas agora diz que já dá para ficar «à sombra da bananeira», pois o Sporting já garantiu os tais 12M€ da Champions (que só dão para pagar 80% do contrato de JJ, já agora).

Declarações que envergonhariam qualquer treinador/clube/jogador
Jorge Jesus é um treinador especialista em desilusões europeias (pode aclamar as finais da Liga Europa quantas vezes quiser, mas 99% dos adeptos nem sabem quem foi o treinador finalista vencido da última edição da Liga Europa - simplesmente porque a história não recorda os seus nomes), mas a forma como uma vez mais sobrepõe o seu ego ao próprio plantel é irrisória. O Slimani é que andou a marcar golos, o João Mário a comandar a equipa e o Bryan Ruiz a dar pinceladas de craque: mas tudo o que eles fizeram esta época foi em vão, pois afinal este apuramento para a Liga dos Campeões serve apenas para pagar o contrato do treinador. Imaginem a cara com que os jogadores ficaram quando ouviram isto. 

E ainda há quem sonhe com Jorge Jesus, o treinador que foi tantas vezes campeão nacional como Jesualdo Ferreira (com a diferença que Jesualdo só precisou de três campeonatos para ser tricampeão; e nunca foi eliminado numa fase de grupos da Champions), no FC Porto. Não, obrigado. A não ser que os nossos jogadores aceitem jogar de graça: assim ir à Champions já dá para pagar ao treinador. Jorge Jesus é sem dúvida um bom treinador em Portugal (não na Europa, em Portugal), mas é excessivamente caro para aquilo que garante.

Na perspetiva de Jorge Jesus, é normal que tente manter sempre uma porta aberta para o FC Porto. Porque saindo do Sporting, é provavelmente a única via que lhe resta. Nenhum grande clube europeu, que lute por títulos, quis pegar em Jorge Jesus depois de 6 anos no Benfica. Daí que o FC Porto, e a conhecida admiração de Pinto da Costa por ele, sejam a sua eterna tábua de salvação; enquanto estava no Benfica, o fantasma do interesse do FC Porto foi sendo recorrentemente usado para garantir melhores condições contratuais, os jogadores que queria e afins. Agora no Sporting não será diferente.

O egocentrismo de Jorge Jesus não conhece limites, e isso foi patente através do recurso à decisão do TAS no caso Rojo, já citado pela imprensa. O Sporting explicou que a sua situação financeira deteriorou-se a partir de setembro, com o aparecimento de um défice de 10M€ nas contas. É fácil depreender que se trata do dinheiro que não entrou da Champions. 

O clube que não se apurasse diretamente para a Champions ficaria com um grande problema para resolver até 30 de junho. Nesse caso, acabou por ser o FC Porto a ficar com um défice similar ao que sobrou para o Sporting esta época, por não poder integrar os 12M€ da Champions nas contas. Mas isso não significa que o Sporting respire saúde financeira e que não esteja num momento crítico.

Senão vejamos. Bruno de Carvalho, mestre em desviar atenções e semear distrações para a sua massa adepta, diz que o Sporting tem «uma dupla almofada» para pagar à Doyen. A mesma Doyen a quem o Sporting nada iria pagar, pois o Sporting ia ganhar o caso, conforme tantas vezes Bruno de Carvalho garantiu. Mas o Sporting foi condenado, conforme esperado (ver fundos vergarem clubes nas instâncias desportivas e judiciais não é bom para o nosso futebol, de todo, mas o Sporting não tinha base nenhuma para ganhar o Caso Rojo). Mas os sportinguistas podem estar descansados, pois têm uma «almofada».

A almofada
Saúde-se a eficiência de Bruno de Carvalho. Não sabemos a que camas foi buscar a almofada (a Doyen diz que são os prémios da UEFA), mas é uma posição bem diferente daquela que foi manifestada junto do TAS. Na altura, basicamente o Sporting disse que não tinha dinheiro para pagar. «A tesouraria e o crédito do Sporting disponível a 16 de janeiro de 2016, ajustado para as aquisições e transferências de jogadores durante o mercado de inverno, ascende a cerca de 9.3 milhões de euros». Ou seja, todo o dinheiro que o Sporting tinha em caixa não daria para pagar à Doyen. 

Os 12M€ que entrarão pelo apuramento para a Champions já quase cobrem esse valor - ou então é para pagar o contrato de Jorge Jesus. Mas a situação do Sporting revela-se mais dramática do que o esperado. Apesar de terem feito uma boa reestruturação financeira, a obsessão assumida e precipitada em chegar ao título esta época comprometeu o Sporting.

Por exemplo, se o Sporting fizer mais de 8,4M€ com vendas de jogadores, 50% de tudo o que for acima desta receita vai direto à banca. Tendo em conta que o Sporting tem prejuízo operacional e tem que atingir o break-even esta época, por não ter cumprido o fair-play financeiro anteriormente, o Sporting terá que vender jogadores até 30 de junho (tal como o FC Porto, que tem que fazer mais dinheiro; a diferença é que o Sporting poucas vezes conseguiu fazer grandes vendas de jogadores). 

Isto é o clichê do costume, de afirmar que não é preciso vender jogadores, quando as contas facilmente denunciam o contrário. Bruno de Carvalho usou-o como tantos outros dirigentes do nosso futebol. Há muita gente sem perceber que estamos em 2016, onde qualquer adepto pode olhar para um Relatório e Contas e perceber facilmente as necessidades e obrigações do seu clube. Mas o próprio recurso do Sporting diz o seguinte: «O Sporting poderia financiar o pagamento da sentença através da venda de jogadores». Assim sendo, o Sporting especifica que seria necessário fazer 25,5M€ em vendas de jogadores até ao fim de junho (na medida em que não era possível vender jogadores com o mercado de inverno fechado), de modo a ter dinheiro para pagar. E ainda houve espaço para a melhor justificação que o TAS já ouviu: «Tendo em vista a solidez financeira da Doyen, a Doyen não será exposta a nenhuma dificuldade financeira se o montante que lhe foi destinado pelo TAS não for depositado imediatamente». 

Ou seja, é esta a solução para o futuro do FC Porto: comprar jogadores ao Barcelona, ao Real Madrid, ao PSG e a todos os clubes sem dificuldades de tesouraria; depois é só mandá-los esperar, pois eles não precisam do dinheiro do FC Porto para subsistirem. Não é preciso negociar com mais fundos, nem procurar fontes alternativas de receita: é ficar a dever e mandá-los esperar até aparecer uma almofada. B de Bruno, B de Brilhante.

Sábado a rivalidade passa para o relvado. De um lado o FC Porto, do outro o Sporting de Jorge Jesus e Bruno de Carvalho. Quem estiver preocupado com o Benfica que fique à porta. 

17 comentários:

  1. Eu quero que o FC Porto ganhe, como sempre quero. Pouco me interessa se ganha um ou outro, se dependesse de mim não ganhava nenhum. Mas o benfica vai ser campeão, tem jogos mais fáceis, o sporting vem cá ao Dragão e ainda tem de ir a braga e ainda há o facto do benfica ter o colinho todo e tudo preparado como na época passada. vão ganhar estes ultimos tres jogos a bem ou a mal.

    ResponderEliminar
  2. Bem esgalhado tdd. bem sei que muitos ouristas dirao que face o que se passa no nosso clube isto nao interessa nada, no entanto, termos alguns argumentos para esgrimir nas conversas de cafe, na defesa da nossa honra, nao e algo que se deva notar. Gostava ainda de mais alguns destes, relacionado com o outro clube do colinho, pois essa malta é a que chateia mais.

    Vales e azevedos, brunos de carvalhos, etc é o que eu mais desejo la para baixo.

    ResponderEliminar
  3. As vezes é necessário perder uma batalha para ganhar uma guerra. E a guerra é sermos o melhor e mais titulado clube em Portugal. Com a vitoria no sábado ganharemos orgulho dos 3 pontos e perdermos orgulho no fosso que aumenta para o clube com mais campeonatos. Parabéns pelas suas analises, dedicação e portismo.

    ResponderEliminar
  4. Não se deixem ir na cantiga: nenhum verdadeiro portista, sequer nos piores pesadelos, pensa em perder com o Zbording !
    Essa treta, é conversa de vermelhuscos !

    Finalmente a equipe parece que está com todos disponíveis - fora Marcano - e os jogadores vão-se esfarrapar!

    ResponderEliminar
  5. Ao que parece, também vai a jogo o "nosso" orgulho...
    Porque é que há portistas assim.

    Bem esclarecido TdD. Como sempre.

    ResponderEliminar
  6. Esta semana tive o dia estragado quando li a newsletter oficial do FCP, então não é que ainda nao tinha visto o episodio 1 de "Game of Thrones" e eles lembraram-se de fazer spoiler?? Affff fiquei nas horas...... de qq modo, falando agora de futebol, estamos fora do titulo, mas dava um gosto especial que os vermelhos empatassem e depois o FCP derrota-se Jesus.... quem saiba com um pouco de sorte vai fazer o gosto aos joelhos :P

    ResponderEliminar
  7. TdD, sei que o tempo é pouco, mas, e porque se tem intensificado alguns rumores no Porto (treinador? Maicon de volta? saídas? que posições a reforçar e que tipo de reforços) no final da época vão fazer um post sobre uma antevisão da próxima época?

    ResponderEliminar
  8. O Porto ganha sábado. E o benfica ganha os 3 jogos, num misto de bom futebol/sorte/ajuda dos árbitros.

    Mas se eu soubesse que a derrota sabado tirava o título ao maior rival do meu clube, nao me importava, primeiro na classificação não se joga nada para o Porto, depois entre uns rivais que são bi campeões e outros que contam os titulos pelos dedos das mãos acho que é fácil de escolher para quem se perde.
    Deixar os de carnide serem tricampeões coisa que grande parte deles nunca viu, deixa los ganhar prestígio e estabilidade, ganharem dinheiro, e deixar ter a hipótese de conseguirem algo que nunca conseguiram(tetra), isto à custa de 3 pontos que neste momento não valem nada, não e ter orgulho pelo clube é ser hipócrita.

    Eu gostava de ver este Portismo e orgulho durante a época, e em certos assuntos que aqui são debatidos.

    Mas como o meu comentário começou com ses e qualquer que seja o resultado sábado não tira o titulo aos do regime vamos pra dentro do campo mostrar a nossa raça, aliás estou mesmo convicto que ganhamos com boa exibição.

    Ultimo pormenor, comparar a hipotética situação de sábado com o jogo no dragão em que o Benfica podia ser campeão não tem nada a ver.

    ResponderEliminar
  9. De um ponto de vista jurídico o "caso Rojo" estava perdido à partida pelo sporting. Mas foi a maneira de o Sporting arranjar liquidez imediata e de, provavelmente, conseguir o empréstimo que nenhum banco estava disposto a dar.

    Ora vejamos: O sporting vende o jogador a troco de 20M, considera nula a "partilha" do passe do jogador, pelo que o dinheiro entra nos cofres de Alvalade na sua totalidade. Depois vem aquela campanha ridicula contra os fundos, que nao mais é, que atirar areia para os olhos dos sócios e da opiniao pública. Como o Sporting se recusa pagar à Doyen, é esta que é obrigada a procurar a condenacao do Sporting junto dos tribunais. O sporting (devedor) vai queimando (ganhando) tempo, de recurso em recurso, até que seja condenado em última instancia. Aí terá que pagar a quantia que deve, acrescida dos juros legais, que provavelmente serao mais baixos que se fosse pedir 10M a um banco. Uma manobra deveras parola, que apenas serve para ganhar liquidez a curto prazo e tentar adiar o pagamento para o final da época quando haja mais dinheiro - através da champins e da venda de jogadores.

    Quem for ver as pecas processuais ao football leaks pode constatar que as mesmas sao tao, mas tao más, que o Sporting nunca acreditou poder ganhar o caso. É só mesmo para ganhar tempo.

    O que mais me choca no meio disto tudo, é a comunicacao social que de tao má e pouco qualificada, alinha no diapasao do Bruno de Carvalho e tematiza a alegada saga do Sporting contra os fundos. Aposto com qualquer um que, quando o Sporting for condenado a pagar e nao tiver mais mecanismos dilatórios a seu dispor, que o tema "interferencia dos fundos junto dos clubes" desaparecerá num abrir e fechar de olhos.

    Tirando este detalhe:

    Existe todavia uma questao que nunca ninguém me soube responder e que eu, nao tendo conhecimentos de economia e contabilidade gostaria de ver respondida/ esclarecida:

    De que forma é que os passes dos jogadores sao avaliados como ativos dentro da contabilidade de um clube? É pela clásusla de rescisao? Tenho visto tanta cláusula ridicula e desproporcinada, que realmente me levam a crer que possivelmente tal só acontece para efeitos de equilibrio fictício das contas de um clube. O caso mais recente é o da renovacao do miúdo Djim, que agora tem uma clásusla de 30M.

    Cumprimentos
    Daniel

    ResponderEliminar
  10. Se o Sporting não cumprir os critérios de fair-play financeiro, até 30 de Junho, é impedido de participar nas competições da UEFA?

    ResponderEliminar
  11. Não vou ser hipócrita ao afirmar-me indiferente à conquista do título pelo slb. É algo que abomino. Se com dois títulos (um deles patrocinado pelo Sr. Vitor Pereira) acham-se os melhores do planeta, com 3, o universo vai ser pequeno para conter aquela arrogância toda.

    Contudo, por muito que odeie o slb, AMO o FCP.

    A feijões, jogos de caridade, pre-época, taça da liga, supertaça, taça, campeonato, liga europa ou champions quero SEMPRE que o FC Porto ganhe.

    Se existem jogos em que a vitória tem um sabor mais especial, é precisamente contra os nossos rivais lisboetas, sejam eles quais forem. Estejamos nós em que posição classificativa estivermos.

    Que saiba, em ponto algum, o Sporting é nosso "amigo". Sportinguistas ou benfiquistas, têm a mesma forma de desvalorizar e insultar as nossas conquistas. A única diferença entre eles, é que os verdes são tão pobrezinhos em títulos que acabam por ter que se calar perante o palmarés dos rivais. Num dia em que o Sporting comece a ganhar, acreditem que não conseguirão descortinar a diferença entre lagartos e mouros.

    Lembrem-se que daqui a 1, 2, 3, 4... 10, 20 anos vão estar a fazer estatísticas de confrontos directos. Não queremos que o próximo sábado seja uma mancha no nosso currículo. Pois não?

    ResponderEliminar
  12. boa tarde a todos.

    sobre esta questão a minha resposta é simples: Vitória do FcPorto sempre

    não adianta pensarem que se o Sporting vencesse no Dragão iria ser campeão.Eles perderam o campeonato quando perderam em casa com o Benfica onde Ruiz será sempre lembrado pelo aquele falhanço escandaloso.Na época anterior para mal dos nossos pecados eles também sobreviveram nos últimos minutos quando conseguiram o empate.A tal estrelinha que os tem ajudado em alguns jogos desta fase final do campeonato.

    o Benfica jamais vai perder com o V.Guimarães, pois os empréstimos que fizeram ao vitória tem os seus custos e um tal Bruno Gaspar nem vai ir a jogo.Ainda premeiam Bruno Paixão para o caso de...

    Na Madeira contra o Marítimo também não vão perder pontos, pois Xistra tem 6 jogadores do Marítimo em risco amarelo para os premiar. Não fosse só isso ainda lhe oferecem a possibilidade de jogar a final da Taça da Liga em casa deles.Que lata!!! isto vale tudo. Na última jornada fazem a festa Nacional

    portanto o FCPorto e José Peseiro ou vencem este jogo e mostram a nossa raça, ou então nenhum adepto vai querer ver este treinador a treinar o FcPorto na próxima época.´

    É o tudo ou nada para José Peseiro e este jogo vale mais que a conquista da Taça de Portugal

    ResponderEliminar
  13. Para mim tanto faz que seja um, ou seja o outro, Campeão. E se calhar, pensando melhor, talvez não, dois é muito, três é demais...E queria-me rir ver o Benfica ganhar ou perder a Taça da Liga!...
    Por outro lado, quero que o Porto ganhe sempre e se tirar o Campeonato ao Sporting, pode atirar com o Jesus borda fora, pois assim não ganhará nada nesta época!...Desse modo o Jesus pode ter de procurar emprego noutro lado...

    ResponderEliminar
  14. Ainda a propósito do JJ não entendo como ninguém lhe disse que o raciocinio dele seria até razoável se ele tivesse apurado a equipa para a Champions no início da época em vez de ter ido parar à Liga Europa. Agora não fez mais do que cumprir os objectivos minimos para quem ganha 6M por ano.
    Quanto ao resto, o Porto tem que ganhar e ponto final. O que acontece depois com os clubes de Lisboa é irrelevante.

    ResponderEliminar
  15. Aconteceu aquilo que eu acima supus poder acontecer, o Porto perdeu e o Benfica não pôde festejar o título este fim-de-semana. Mas o que ficou foi uma imagem de triste ingenuidade táctica constante. Para além disso o Porto foi infeliz, perdeu golos cantados e foi vítima de erros de arbitragem. E vi três penalties a favor do Porto não marcados, para além do que foi marcado a muito custo por Soares Dias...Na primeira parte num cruzamento de Corona a bola toca dentro da área, no braço de um defesa Sportinguista -parece que ninguém viu, mas eu vi-, e na segunda parte dois lances, um sobre o Corona e outro sobre o Aboubakar.

    ResponderEliminar
  16. O lance da primeira parte que refiro, aconteceu aos 25 minutos e 43 segundos dentro da área do Sporting. Vão à gravação do jogo e vejam. Tentativa de cruzamento de Corona já dentro da área e a bola a bater no braço/mão do defesa mais próximo. Posso estar errado mas pareceu-me claramente que a bola tabela no braço do defesa Sportinguista. Há uma repetição do lance -26,07 minutos- que me deixa mais dúvidas...

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.