quinta-feira, 30 de julho de 2015

No country for enfants terribles

O perfil estava traçado: ponta-de-lança experiente, internacional, alto e forte fisicamente, tecnicamente competente, capaz de dar garantias a curto prazo enquanto os mais jovens e altamente promissores pontas-de-lança dos quadros do FC Porto evoluem. Entre os nomes que estiveram na mesa, só Mitrovic se desviava deste perfil, por ser excessivamente caro e não melhor do que Aboubakar para o curto prazo. A escolha do FC Porto recai então em Pablo Osvaldo.

O risco compensará?
Para ter uma solução para a posição 9, o FC Porto corre um grande risco. Em termos de qualidade, Osvaldo tem-la. É o típico 9 que, num contexto de futebol português e jogando numa equipa grande, garante golos. É muito forte, ótimo de cabeça, lutador, bom finalizador, pressionante, embora seja mais homem de área do que de apoio. Tecnicamente razoável. Neste momento, terá que melhorar a sua condição física para ser opção, pois está parado desde maio. Aboubakar vai começar a época como titular, Osvaldo terá que esperar. Mas a maior incógnita não é essa.

Vida de excessos fora dos relvados, agressões a colegas, problemas com treinadores e dirigentes, vasto currículo de episódios disciplinares... E podíamos ficar aqui a noite toda. Tudo um currículo rico em episódios que não se podem enquadrar no FC Porto. Nem um, quanto mais múltiplos.

Osvaldo tem 29 anos. Passou por sete clubes desde 2009, está livre há um mês e nenhum clube, nem mesmo os italianos (que gostam sempre de apostar em jogadores nacionais experientes) lhe quis pegar. Surge então o FC Porto, que lhe dá talvez a última oportunidade de atinar, ser importante num clube de Champions, fazer uma época generosa em termos de golos e quiçá poder sonhar com o Euro 2016.

É uma transferência a custo zero (haverá encargos, como é lógico, mas processa-se em regime free agent), um contrato de duração mais curta do que habitual (e o ideal é que, num caso de risco como este, o FC Porto se defenda mais com cláusulas de rendimento do que garantias salariais). O risco, por aqui, já se diminui. Mas a grande incógnita aqui não é financeira, é desportiva. A saída de Quaresma deveu-se, em grande parte, à necessidade de assegurar um bom balneário, de não manter um jogador com ego grande de mais para caber no banco. Como será com Osvaldo? Osvaldo não será o tipo de jogador que encontra conforto no banco, mas terá que se sentar lá muitas vezes. Terá percebido isso nos últimos anos de carreira?

Desportivamente, Osvaldo acrescenta valia ao plantel do FC Porto, embora tenha praticamente que começar a pré-época em agosto e vá precisar de um par de meses para estar em condições de competir. Tudo o resto, mais do que uma incógnita, é um risco. O FC Porto corre um grande risco para encontrar uma solução. Há muito a ganhar, pois Osvaldo tem o perfil de ponta-de-lança que garante golos jogando numa equipa grande num campeonato pequeno. E também há a perder. Tanto para Osvaldo como para o FC Porto.

A boa notícia, para Osvaldo, é que tem aqui a oportunidade de começar do zero. Pode fazer uma boa carreira ao serviço do FC Porto, voltar a ser um goleador, a ganhar títulos, a recuperar o seu espaço na seleção italiana. Mas para isso só pode pensar em ser futebolista, em respeitar as hierarquias, em concentrar-se meramente em ajudar o FC Porto a cumprir os seus objetivos. O FC Porto pode ser apenas mais um clube onde fez merda ou um clube onde foi importante e feliz. A escolha depende, sobretudo, de Osvaldo.

Assim que a transferência for oficializada, que comece a dar razão a Pinto da Costa, Antero Henrique e Lopetegui. Com golos e profissionalismo tudo se resolve. 

24 comentários:

  1. boa noite, a dias li no jornal o joga naqueles graficos que poe la com saidas, entradas, emprestimos e o plantel, ponham o bolat como vendido ao clube para onde foi, e nao emprestado, por 3 milhoes, qual é a verdade aqui? o jornal ja agora era de terça no dia da entrevista do pinto da costa acho eu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. nao me importava que tivesse sido mesmo vendido, afinal ja temos cerca de 20 emprestados e mais para emprestar, terá ele opçao de compra?

      bolat, andres, fabiano, e ainda se podem juntar kadu e ricardo nunes 5 gr emprestados é obra

      Eliminar
  2. Caro TdD
    Bom post. Óptimo sinal de confiança em Aboub e nos nossos jovens. Expectativas moderadas a rever dentro das quatro linhas :)

    ResponderEliminar
  3. Pessoalmente preferia o Mitroglou ou o Chicharito.
    Ou mto me engano ou o Osvaldo so fica ate dezembro

    ResponderEliminar
  4. Dispensou-se um jogador para previligiar um melhor balneário e contrata-se um que ainda pode ser pior? Não entendo como podem assumir este risco. Preferia que fosse contratado um PL que não fosse tão bom mas fosse trabalhador, humilde e "certinho". Com Osvaldo corre-se o risco de chegar ao fim e não ter proveito nenhum e ter um problema por resolver, caso ele decida pisar a linha. Espero sinceramente que ele nos surpreenda pela positiva e que seja aquilo que, quem o contratou, espera dele.

    ResponderEliminar
  5. Desta vez acertei. Foi neste espaço, em Junho, que opinei sobre o ponta que substituiria Jackson, na altura escrevi que, atendendo á qualidade de Gonçalo ( aqui falhei ) e á confiança dada por Abou, eu, se mandasse, contrataria um jogador experiente, com faro de golo e que se "houvesse" tremideira por parte de Abou teríamos um substituo, além claro, de ajudar a evoluir Gonçalo ( André ). Parece ter o rapaz mau feitio, vamos ter esperança num volte-face.

    ResponderEliminar
  6. Boas TdD
    Na minha opinião o FCP ao contratar este jogador esta a cometer um enorme erro.
    Sabendo do perfil de conflituoso e desestabilizador de toda uma equipa,não justifica em qualidade a sua contratação.
    O Porto em época fundamental para voltar a conquistar títulos, não devia arriscar num jogador assim.
    Fico extremamente desiludido (o que não quer dizer que no final tenha que me calar, o que era bom).

    V. Mendes

    ResponderEliminar
  7. Longe vai o tempo em que se estudava criteriosamente a personalidade dos jogadores antes de os contratar. Hoje a própria duração expectável no clube é muito menor, pelo que se aposta nas qualidades técnicas e no potencial negocial. O resto são cantigas.

    Na minha cómoda posição de adepto, não era alguém em que arriscasse. Espero estar (mais uma vez) enganado e que seja uma mais-valia.

    LAeB
    http://doportocomamor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Não gosto desta contratação (assim como não gostaria que o Teo Gutierrez viesse para o Porto pela mesma razão... indisciplina).

    O que espero, a confirmar-se, é que as clausulas contratuais sejam claras como água, acerca das tarefas do atleta no clube e acima de tudo, aos motivos directos de rescisão contratual.

    Eu sei que na contratação de um atleta que é para ser solução, essas coisas não deveriam estar assentes, mas no caso deste "cromo" é a primeira coisa que deve ser assegurada pelo clube, também para o por em sentido deste o dia da assinatura do contrato.

    A nível desportivo pode ser uma contratação interessante e até é melhor que o Abou dentro da área (Abou é mais jogador fora dela e joga mais com a equipa), mas como disses-te bem TdD... só depende do jogador passar a ser um jogador importante novamente no mundo do futebol.

    Volto a referir, não era este o nome que queria (até preferia o Japonês a este cromo), mas se for o que vier, vamos ter que conviver com ele.

    ResponderEliminar
  9. Espero mesmo que não venha, neste momento temos um bom balneário.
    Quanto ao plantel, os guarda redes dão garantias, penso que na defesa a haver mexidas só mesmo no eixo central com a contratação de um jogador habituado ao futebol europeu, nem muito jovem, nem muito experiente, para reduzir ao máximo o período de adaptação, já feito ou quase feito e com margem para obter mais valias financeiras.
    No meio campo é que residem as maiores debilidades da equipa. O FC Porto precisa urgentemente de um médio criativo, o retorno do Oliver era ouro sobre azul!
    No ataque, penso que o FC Porto devia de manter Hernâni, penso que é um jogador que pode ser útil ao Porto e ficaria bem servido nas alas com Tello, Brahimi e Varela.
    No ataque falta claramente um ponta de lança para concorrer com Aboubakar.

    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  10. Cada vez mais me desiludo com as contratações do F.C.P. podem me criticar mas não me agrada nem Casillas, nem Maxi e MT menos a possibilidade de Osvaldo. Acho que Gonçalo Paciência seria.uma óptima segunda opção e que faria muitos golos mas quem gere o.clube lá sabe, a mim não me.entusiasma MT pelo contrario. Mas vá qd começar a.época logo se verá. Somos Porto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se o gonçalo ficasse uma epoca para jogar 300 minutos, seguramente que o ajudava....

      a desilusão antes de ver efectivamente a equipa a jogar a sério, é digaamos....
      inocua

      Eliminar
  11. Parece que o Osvaldo foi o que se pode arranjar.
    Tem tudo para correr mal, pelo menos é que quase todos pensamos que vai acontecer.
    Por outro lado, se correr bem vai ser uma bela surpresa e ficamos todos felizes e contentes.
    aguardemos...
    Mirp

    ResponderEliminar
  12. Não me agrada nada esta contratação. Qualidade tem mas jogadores conflituosos quero é longe do meu clube. Sem balneário não se ganha nada. E não estou a ver esta pseudo-vedeta a aceitar o banco, até porque abouba tem imensa qualidade e ha que valorizar. A ver vamos como corre mas ouro mesmo e necessidade absoluta era alguém como oliver ou lamela..

    Pedro pinto

    ResponderEliminar
  13. Oh TD, quase todos os seus clientes são contra esta contratação, não acreditam na regeneração humana, serão os que assobiam? os que estão contra o Lopetegui? os que não gostam do Casillas? ou os que, como MST, são contra porque sim? Balhamedeus!

    ResponderEliminar
  14. que raio de defeso... à partida seriamos o clube com maior estabilidade depois da travessia da 2ª circular do JJ, e afinal muda tudo. não que não tivesse uma certa lógica depois duma época baseada em emprestimos e jogadores-chave no fim do seu ciclo no FCP, mas parece que estamos quase a partir do 0 outra vez. se há umas semanas estava a espera dum campeonato tranquilo, estou a inclinar-me mais para uma luta com o Sporting Lisbon agora...

    penso que isto também terá que implicar a saída do Adrian (é pena que a nossa camisola lhe tenha pesado em demasia). todas estas definições no plantel tardam mais do que esperava também...

    ResponderEliminar
  15. Pablo Osvaldo tem o perfil de quem garante golos? Até que concordo, tem o aspeto de quem marca muitos golos, o problema é que ao longo da sua carreira só conseguiu marcar mais de 10 golos num clube que foi a Roma. Nos outros todos por onde passou se marcou 5 foi muito. Na teoria é um jogador que garante golos, mas estatísticas que demonstram isso nem as ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos últimos 5 anos apenas uma época marcou menos de 10 golos (quando esteve suspenso por dar um murro ao José Fonte no Southampton e emprestado á Juventus) e só esteve duas épocas na Roma. 10/11 - 26jogos 14golos; 11/12 - 26j 11g; 12/13 - 31j 17g; 13/14 - 31j 6g; 14/15 - 31j 13g.
      http://www.zerozero.pt/player.php?id=43450

      Eliminar
  16. @André Alves,
    o Jackson tinha feito duas épocas com cerca de 20 golos (19 no Jaguares e 22 no Independiente Medellin) antes de vir para o Porto. Cá, fez 31-29-32. O Falcao tinha 19 e 19 nas duas últimas épocas no River e fez 34 e 38 aqui. O Jonas não chegou aos 20 golos em nenhuma época em Valencia jogando muito mais jogos do que cá e no benfica fez 31 em 35 jogos aos 30 anos.

    O Osvaldo fez 14 numa equipa média-baixa do campeonato espanhol e 17 na Roma numa época em que ficaram em sexto lugar no campeonato. Devidamente motivado e em forma parece-me jogador para bater facilmente os 20, 25 golos numa época a jogar no Porto.

    ResponderEliminar
  17. quer dizer, os miudos vão embora porque não são experientes e não há tolerância na bancada para esse tipo de jogador e vamos buscar este arruaceiro. O homem é um saco de problemas, quem é que teve esta ideia? Acham que um jogador com 29 anos, riscado na classe média europeia alguma vez pode dar certo aqui?

    ResponderEliminar
  18. Esta contratação não me agrada, caindo por terra os pressupostos do clube relativamente aos Quaresma. Acredito que tenha sido uma solução de recurso e espero que o contrato esteja bem realizado. Já lá vai o tempo que que se desencantava um desconhecido sul americano, rendendo bem em golos e depois em dinheiro. Agora compra-se jogadores a para 1/2 anos e depois...depois ninguém sabe! Valha-nos os árabes ou americanos que compram jogadores em pré-reforma.

    Mas sinceramente o que não me agrada é ver a equipa sem "rei nem roque", sem sentido de jogo. É certo que entraram vários jogadores, o meio campo é novo, mas já o ano passado tardou muito a encontrar a equipa base. Temos jogadores que mesmo a jogar longe do seu melhor conseguem ganhar em Portugal (se for 11 vs 11), mas precisamos de jogar melhor para satisfazer em pleno o Dragão.

    ResponderEliminar
  19. Ser adepto deste clube é uma coisa, digamos, especial, insatisfação constante parece fazer parte do nosso adn

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.