quinta-feira, 23 de julho de 2015

Braçadeira, estatuto ou prémio

Lopetegui, que é o tipo de treinador que prefere decidir quem é o capitão (ao invés de deixar o balneário votar), recomendou que Alex Sandro fosse incluído no grupo de capitães. Isto leva a uma única questão: é uma sugestão por o perfil de Alex Sandro ser adequado ou é um trunfo nas negociações para renovar?

O JOGO 23-07-2015
Não é segredo para ninguém que o FC Porto tem pouca mobília no plantel. Helton, o jogador com mais anos de casa, vai ser suplente durante quase toda a época. Maicon esteve perto de sair, mas acabou por ficar e já com estatuto reforçado (como foi prova o facto de ter sido o porta-voz na apresentação dos equipamentos, em detrimento de por exemplo Helton). Varela tem anos de casa, já foi sub-capitão, mas após ter estado uma época fora percebe-se que não seja considerado. Se Rolando não estivesse encostado, nem haveria discussão.

Tirando os nomes referidos, o elemento mais antigo do plantel é Alex Sandro. Tendo em conta a antiguidade, acaba por ser um passo natural. Mas será que o perfil de Alex Sandro encaixa no que deve ser o capitão do FC Porto? Talvez não. A questão que resta é, quem mais há?

Alex Sandro é um jogador discreto. Nunca deu entrevistas a jornais portugueses (apenas uma à Revista Dragões), gosta de estar sossegado no seu canto e dentro de campo poucas vezes o veem a gritar com os colegas ou a dar instruções. Além disso, é um jogador que pediu para sair este verão. Pinto da Costa recusou abordagens bem interessantes, o que quer dizer que está plenamente convicto da sua continuidade (ou que algum clube torna-lo-lá pelo menos no segundo lateral mais caro da história do FC Porto).

É que desta vez nem há tempo para uma saída de emergência como foi a de Álvaro Pereira, que foi vendido ao Inter por metade do que poderia ter saído um ano antes para o Chelsea, pois na altura o uruguaio tinha contrato por quatro anos. Alex Sandro só tem um. E não parece a melhor das apostas dar a braçadeira a um jogador com a promessa de sair um ano depois. Foi esse o caso de Jackson Martínez, mas o perfil do jogador era completamente diferente. 

A braçadeira não devia ser recebida com base nos anos de casa, mas sim no perfil. Por exemplo, André André, quando estava emprestado pelo Varzim, foi promovido a capitão na primeira semana de treinos dos sub-19. E Lucho González foi o primeiro estrangeiro a ser capitão na primeira época no FC Porto. Quando o perfil está lá e há bom balneário, um líder surge naturalmente.

Não é a primeira vez que Lopetegui usa a braçadeira com uma segunda intenção. Há um ano quis que Quaresma, desde o primeiro dia, se sentisse valorizado, acarinhado e importante no grupo. Correu mal, pois ao primeiro jogo em que foi para o banco agiu como um capitão não pode agir. Ficou sem a braçadeira. Alex Sandro terá um dado a seu favor se ficar, que é o da titularidade quase indiscutível. Helton não vai ser titular, Maicon não terá o lugar garantido no 11 (mesmo que inicie a época assim), Alex Sandro sim. Pode, por isso, entrar em campo muitas vezes como capitão. Oxalá Lopetegui não se engane quanto ao seu perfil e que haja balneário capaz de seguir um jogador que até há bem pouco tempo queria sair e que, se ficar, provavelmente sairá em 2015-16. Terá também de haver um crescimento de Alex Sandro no sentido de ganhar voz de comando dentro e fora de campo.

PS: Se o deixarem cá estar quietinho, em breve a braçadeira de capitão poderia deixar de merecer dúvidas quanto à sua atribuição.

20 comentários:

  1. Sergio? entao nao era esse que tinha vindo a pedido de lopetegui e agora ja o vai mandar embora?

    ResponderEliminar
  2. Bom dia. Uma coisa é o capitão, aquele que usa a braçadeira, aquele que vai escolher cara ou coroa no inicio dos jogos. Outra coisa (que até pode coincidir) é o líder natural do balneário. Será Helton, Maicon, Casillas provavelmente. Um desses é que será seguido. Alex Sandro pode ter a braçadeira mas nunca vai ter esse perfil de líder, mas não faz mal. O que interessa é que esse "prémio" o motive de alguma maneira.

    ResponderEliminar
  3. Só uma questão em relação ao Quaresma capitão. Foi Pinto da Costa quem sugeriu a Lopetegui que Quaresma fosse o capitão e não Lopetegui quem por si se lembrou de tal...
    Quanto ao Alex Sandro, se é Lopetegui que o quer para o grupo dos capitães, fico muito preocupado. Alex Sandro é o oposto do que devia ser um jogador à Porto, e por inerência um capitão. Aparece desligado dos jogos em muitas ocasiões, e claramente não é um líder!
    Muito mais rapidamente seria capitão o André André do que Alex Sandro!
    Gosto muito da ideia que sugere o TdD do Rúben, mas para isso precisa de jogar, coisa que me parece este ano, em puro contra senso pois está 1 ano mais maduro, e já com 1 época de 1ª divisao nas pernas, irá fazer menos do que no ano passado...
    E se já andam tubarões a ronda-lo para o levar daqui este ano, imagine-se daqui a 1 ano...
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  4. PS merecido para André André

    ResponderEliminar
  5. TdD, não consigo perceber quem é o miúdo da foto...
    Abraço e parabéns por mais um belo texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me ser o Rúben Neves mas não tenho a certeza..

      Eliminar
    2. Sendo o Ruben Neves na foto, estou totalmente de acordo.

      Eliminar
  6. O problema é se não é nenhum desses quem é?
    Só vejo um gajo com perfil, que é Marcano, mas também poderá não ser titular indiscutível.

    ResponderEliminar
  7. Volto a sugerir a contratação de Bruno Alves para ser titular ao lado de Marcano e braçadeira e façam um favor ao clube e adeptos e atribuam-lhe o N°2 em vê de dar-lo ao Sr. Doutor que veio de Carnide.

    ResponderEliminar
  8. Aceito, até pela delicadeza do assunto, que Pinto da Costa sugerisse a Lopetegui a ascenção de A.Sandro ao grupo de capitães, embora, como foi referido, aparentemente não tenha perfil, no entanto e acreditando na resolução deste dossier a contento de todos, lamento que se tenha chegado a este ponto. Acompanho-o na opinião de que Rubén será capitão, brevemente, no FCP e recuso-me admitir que se possa estar a congeminar, não só a sua saída como, igualmente, a de Sérgio e de André. Iria ficar irritado com " F ".

    ResponderEliminar
  9. É o Ruben Neves na foto!

    Mais um excelente texto, lúcido e acertivo.

    ResponderEliminar
  10. Se o treinador acha que ele deve ser capitão e já tem vários anos de casa ,não vejo porque não. Não sei o que se passa no balneario e até pode acontecer que A.Sandro seja um lider lá dentro e isso não transpareça cá para fora. Por mim o capitão seria Maicon, dado que jogará muitas vezes e que a sua posição no campo é propicia a isso. Helton será sempre um lider e capitão,mas não gosto de ver GR a capitão, ficam muito longe dos lances e do arbitro, é preferível um jogador de campo. Helton,Maicon,Varela e A.Sandro parecem-me as escolhas óbvias, num segundo escalão Marcano e Evandro..
    Ruben ,Sergio e André tempo de lhes dar mais temo, mas tem tudo para o ser no futuro.

    ResponderEliminar
  11. Maicon esteve perto de sair ??? ai esteve ??? o próprio Maicon desmentiu essa notícia e disse que nunca quis sair !

    ResponderEliminar
  12. Concordo com o comentário que refere que a braçadeira não atribui a liderança. Um líder nota-se por si só. Maicon é um líder, Helton igual, Casillas acredito que possa vir a ser também. Líder de balneário é muito importante. Durante o jogo, acredito que 2 meninos peguem na bola e se assumam como comandantes como já mostraram na pré-época: André André e Sérgio Oliveira.
    Rúben Neves é o nosso menino de ouro e dará muitas alegrias aos adeptos quando envergar a braçadeira.

    Só tenho pena que dos 3 nomes que referi, nenhum seja primeira opção do nosso senhor treinador. Alias, André André e Sérgio Oliveira têm o lugar em risco segundo parece. Temos meio mundo no nosso meio campo e estamos sem solução para def.esquerdo e avançado (não acredito que o André Silva seja opção, infelizmente).

    Dar o nº2 ao senhor que veio do sul e braçadeira a Alex Sandro é sinal para parar de falar de "Jogador à Porto". Muitas mudanças no nosso querido clube e estas 2 são preocupantes.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.