quarta-feira, 1 de julho de 2015

Imbulição

35M€ por 95% do passe
Faltava menos de uma hora para o soar do gongo, mas às 23h04 surgiu o fumo branco na CMVM. O FC Porto vende um ponta-de-lança de quase 29 anos por 35 milhões de euros, uma das mais brilhantes transferências (do ponto de vista financeiro, pois no desportivo deixa um enorme vazio) da história da SAD. Temos só um pequenino problema semântico: «Irá exercer a cláusula de rescisão». Irá, mas quando? Melhor das sortes a Jackson Martínez e que no R&C anual não seja necessário avançar para um Show me the money, parte III.

Esta foi uma época verdadeiramente atípica. Foi necessário avançar para a operação Euroantas para cumprir o fair-play financeiro. Não é dinheiro real, mas fará uma grande diferença no balanço para calcular o FPF (em 2017-18 já não poderemos contabilizar o lucro de 20,3M€ de 2012-13 e vamos ter que incluir o prejuízo de 40,7M€ do ano seguinte, sabendo-se que não podem ser apresentadas perdas superiores a 30M€), que foi encarado com muita negligência. 

Além disso, em 2014-15 tivemos contabilizados 97M€ brutos com a venda de três titulares (Mangala, Danilo e Jackson), foram incluídos dois prémios de participação na Liga dos Campeões, uma rara ida aos 1/4 da Champions e ainda outras fontes de receita extraordinária. Em 2014-15 teremos certamente a época com maiores receitas da história da SAD. E isto não vai acontecer todos os anos. Teremos capacidade para vender 3 titulares por pelo menos 30M€ cada todos os anos?  Se calhar até há capacidade para isso. Preocupante é precisar dessa capacidade para subsistir, e de haver quase sempre o mesmo denominador: Jorge Mendes.

Com o patrocinador ainda por resolver (sendo que não vai gerar uma verba muito significativa, por mais que se dramatize esta questão - basta ver o impacto da PT aqui e aqui) e desconhecendo-se ainda, no domínio público, os termos da renegociação/liquidação do maior empréstimo do Novo Banco, a SAD está neste momento com boas condições financeiras, fruto das receitas extraordinárias esta época. E qual é a primeira coisa que se faz com algum dinheiro extra? Imbula. 

Uma loucura, a qualquer preço
20 milhões de euros, o jogador mais caro da história do FC Porto. Apenas mais um milhão do que Hulk, que teve um investimento progressivo, num espaço de 5 anos (5,5M€ + 13,5M€). Começando pela parte desportiva. Imbula, se não tiver problemas de adaptação, tem tudo para singrar no FC Porto, ajudar a ganhar títulos e sair por um bom dinheiro (é difícil querer e ter mística quando já se faz contas à saída de um jogador no momento da chegada). É uma boa contratação, que acrescenta potencial e qualidade ao plantel. E é também uma verdadeira loucura.

O FC Porto não entra, como é lógico, com 20M€. Nem sequer com metade. Com o fim da partilha de passes, a SAD passa a ser obrigada a comprar 100% do passe dos jogadores. Mas os fundos continuam a operar normalmente, e neste caso é a Doyen Sports a permitir ao FC Porto contratar Imbula.

Que quer isto dizer? A Doyen entra com o financiamento e o FC Porto tem que ressarcir o fundo progressivamente. Se em 2016 Imbula não estiver valorizado? Paguem uma tranche. E se em 2017 já evoluiu mas ainda pode render mais? Paguem mais um bocado e aguentem mais um aninho. E se em 2018 já vale 35M€? Esqueçam lá o resto, vendam e passem para cá o lucro. É uma das maneiras de contrariar a limitação da FIFA. 

É uma aposta de imenso risco. Ponto prévio, a apostar grandes quantias em grandes jogadores, que seja em qualidade imediata, que não deixe de ter potencial para o futuro. Para Imbula vai ser chegar, jogar e fazer jogar. Mas há sempre o risco de um jogador - não tem que ser Imbula - contratado a 100% e por uma grande quantia não se afirmar. E aí de certeza que não vai ser o fundo a arder, mas sim a SAD, que tem que pagar. Mas como se sabe, o risco é o modelo de gestão do FC Porto de Pinto da Costa e restante SAD.

Com Walter, que foi contratado por 6M€ com 75% e envolveu um financiamento da For Gool, correu mal, muito mal, tanto que o FC Porto foi obrigado a renovar com ele até 2017, para ainda dar mais uma oportunidade ao ativo para se valorizar e ressarcir o fundo. Como não se valorizou, torna-se um fardo. Isto tudo por causa de 6M€. Imaginem por 20M€. Felizmente, Imbula tem um enorme potencial, tem mercado e tem tudo para dar certo no FC Porto. Mas para cometer estas loucuras vai ser preciso ser altamente incisivo no ataque ao mercado. O fundo dá-nos algo a ganhar. Mas é o clube quem fica com tudo a perder.

Como não é possível fragmentar o passe, o FC Porto não pode, por exemplo, começar por comprar apenas uma parte. A SAD esgotou tanto quanto possível essa possibilidade nos últimos 2 anos, de Reyes a Quintero, de Brahimi a Aboubakar. Agora, é preciso ter a 100%, logo os investimentos vão ser maiores, mesmo que o dinheiro seja pago às tranches a longo prazo. Hulk foi contratado inicialmente por 5,5M€, e 5 anos depois custou mais 13,5M€. Se fosse hoje, o jogador custaria no imediato 19M€ (sendo a SAD perdeu 10% do jogador antes de comprar a última parcela), mesmo que o FC Porto só acabasse de pagar esse valor daqui a 5 anos.

Só duas notas de preocupação. Como é que, segundo a bem informada imprensa francesa que antecipou a transferência, o pai/empresário de Imbula vai receber 2M€ com as novas restrições da FIFA? Com os 3% em vigor, temeu-se aqui que muitas transferências tivessem inflação para, paralelamente, aumentar a chucha dos 3%. Mas isto rebenta a escala e não corresponde ao regulamentado. A esclarecer.

Outra nota é o problema que isto pode trazer a curto prazo na gestão de mais-valias. O FC Porto comprava barato, valorizava e vendia caro. Vendia bons jogadores por 20M€. Agora compra por 20M€. Tendo em conta que em 2014-15 foi necessária uma mais-valia de 66M€ com jogadores (numa época com dupla participação na Champions), quanto mais caras forem as contratações mais difícil será gerar uma mais-valia significativa. Pagar 20M€ também implica que se confie imenso no potencial do jogador e que este investimento possa, no futuro, ser dobrado. Mas pode ser a diferença entre cumprir o orçamento com a venda de dois jogadores... ou precisar do dobro.

Tempo de apoiar Imbula, que não só vai ter que ajudar o FC Porto a conquistar títulos como vai ter nas costas a pressão de ter que evoluir para corresponder a um investimento alto. Um investimento de que o jogador não tem culpa, logo não será a ele que a fatura desta loucura terá que ser cobrada no futuro. Seja pelo lucro, seja pelo prejuízo. É uma loucura. Resta saber se sairá barata ou muito cara.

Pergunta(s): Reações à contratação e ao investimento em Imbula?

42 comentários:

  1. Com imbula na equipa será que andre andre e sergio oliveira ficarao na equipa? e danilo pereira?

    ResponderEliminar
  2. Sou adepto do FC Porto mas se fosse sócio acho que deixava de pagar quotas. Nada na SAD é claro é sempre um labirinto de esquemas(duvidosos) nas compras e vendas.
    Até agora correu bem se correr mal 2 anos seguidos não vai ser bonito de se ver.
    Escrevo isto algo chateado porque temos todas as condições para fazer uma grande equipa sem estas loucuras, assegurando a saúde financeira futura.
    Se fizermos uma boa época escapámos por entre os pingos da chuva senão cá estaremos a lamber as feridas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás equivocado e confuso, os sócios são do FCPORTO, o FCPORTO SAD tem accionistas.

      O FCPORTO SAD é uma sociedade anónima cotada em bolsa e sujeita a auditorias constantes, nada é duvidoso embora por vezes a informação seja tardia, pois só se consegue verificar após a publicação dos relatórios e contas trimestrais.

      A crise económico-financeira a que o país está sujeito e o fair-play financeiro, além da expansão do negócio do futebol em todo o Mundo, condicionam aquilo a que chamas de loucuras, simplesmente o FCPORTO tem que investir bem e isso implica contratações com valores elevados, hoje em dia achar jogadores de qualidade ao preço da chuva é cada vez mais difícil, pois a procura de craques acentuou-se, pois já não são só as ligas europeias que andam atrás deles mas também as ligas árabes, chinesa, americana, mexicana, japonesa, indiana, etc.

      Eliminar
    2. Podemos falar de passivo:
      2010 160M€
      2015 285M€
      , troféus ganhos e sustentabilidade do clube médio longo prazo.
      Eu não me revejo neste modelo de gestão. Certamente que outros sim.
      Concordava com investimento mais moderado em jogadores, utilizando mais a prata da casa. Cada vez mais tenho a sensação que somos geridos por empresários e fundos.
      Por exemplo, estou curioso quanto à utilização do Ruben Neves, Ricardo, Gonçalo, etc. Não vou ao extremo de dizer que digo que deviam ser todos titulares mas para entrarem aos 85 minutos (Ricardo, Gonçalo) só para dizer que sim, não vale a pena...

      Eliminar
  3. Depois de ler o que escreveu nem apetece muito comentar. O texto é tão "sombrio".

    Por exemplo, o Porto antigamente ia buscar jogadores brasileiros bons a baixo preço, é verdade, agora isso não é possivel praticamente. Os clubes brasileiros pagam bem aos jogadores e pedem muito mais dinheiro por eles.

    Eu sei que 20 milhoes é muito dinheiro, mas também o Danilo custou bastante, assim como o Hulk, que foram os mais caros e tudo correu bem.

    Acho que agora o metodo de negocio é outro e vamos ver mais casos destes, não gosto que o nosso clube tenha orçamentos colossais, mas o que é certo é que com jogadores destes temos mais hipoteses de chegar longe na champions, logo mais entrada de dinheiro. O Jackson nunca seria vendido assim se não não fosse pela champions que fizemos.

    Neste momento só quero que o nosso treinador pegue nos jogadores que receber, e faça uma grande equipa.

    ResponderEliminar
  4. A informada imprensa francesa também disse que vinha por 25M, por isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente os 25M seriam os 20M mais os 2M para o pai (percebe-se o jogador querer a transferência) acrescido do que o empresário "come" e outras minudências. Enfim...

      Eliminar
  5. "A Doyen entra com o financiamento e o FC Porto tem que ressarcir o fundo progressivamente. Se em 2016 Imbula não estiver valorizado? Paguem uma tranche. E se em 2017 já evoluiu mas ainda pode render mais? Paguem mais um bocado e aguentem mais um aninho. E se em 2018 já vale 35M€? Esqueçam lá o resto, vendam e passem para cá o lucro." Mas isto quer dizer que a Doyen entrou com dinheiro na contratação? O comunicado diz que o passe foi 100% comprado por €20M pelo clube. A Doyen fez um empréstimo monetário com a condição de receber os lucros com a venda do passe no futuro? Isto não vai trazer problemas no futuro? É que ter um bom plantel, mas não lucrar para pagar altos ordenados e outras despesas correntes, pode indicar um futuro negro para o clube.

    ResponderEliminar
  6. TdD,

    Realmente um muito bom ponto de vista na relação aos custos dos atletas após as partilhas dos passes. Realmente os negócios vão ser todos muito mais caros devido a isso.

    Em relação à aposta no jogador, é mais que óbvio que o que vai acontecer e o que aconteceu foi exactamente isso.

    Se o risco é tudo do clube é debativel e sem saber pormenores da negociação, apenas e só especulação, mas é um cenário potencial e com.

    Em relação a quem está sempre a lembrar o passado e "bla, bla, bla Wiskas saquetas" tem de acordar para o mundo atual! Os mercados periféricos já o deixaram de ser... Brasil, Argentina, Mexico e mesmo Uruguai, já não se compra jogadores a feijões.

    Na Europa está tudo caro e é só perceber que as galinhas deram 10M€ por aquela nódoa grega que lá tem!

    Portanto e depois deste post em que concordo com o conteúdo e acabo a discordar das conclusões, parece-me que esta época, vamos ver algumas transferências internas acima dos 10M€ e mais alguma ainda pode ser nossa.

    O que me apraz salientar, é que se nós fizermos o nosso trabalho interno, vendendo os excedentários (que tem muitos interessados como Josué, Carlos Eduardo, Abdoulaye, Fabiano, Andrés Fernandez, Adrian Lopez, Varela, Rolando, Ghilas, Licá, etc...) conseguimos facilmente arrecadar 30M€/ 40M€ e reduzir a massa salarial imensamente.

    Outra coisa que me deixou satisfeito foi o anuncio por parte do jogador que o Porto "paga mal" aos jovens e não foi pelo ordenado que veio para cá. Não estou a salientar este facto devido ao carácter do jogador mas essencialmente estou a salientar a contenção da SAD a nível salarial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizem que o pai recebeu 2,5M de prémio de assinatura. Não acredito que sejam da família da Madre Teresa.

      Eliminar
  7. Nos dias de hoje 20 milhoes de euros na compra de jogadores não é muito dinheiro. O mercado está altamente inflacionado, basta ver os preços praticados por jogadores de média qualidade na liga inglesa. Claro que só gasta quem tem. Se gastamos parto do principio que temos. Confio na direção e no seu trabalho.

    A compra de um jogador de 20 milhoes demonstra força e a aposta imediata. Se fazemos 20 milhoes com um jogador de 5 milhoes, também é possivel fazer 60 ou 70 com um jogador de 20 milhoes. Se o Imbula, que nem conheço bem, se tornar num P. Vieira ou coisa do genero será vendavel por esses valores. Afinal de contas não se fala em quase 100 milhoes por Pogba ou 40\50 por W. Carvalho?

    Fico admirado pelos valores, pela nossa capacidade financeira neste momento. Afinal de contas, fala-se em jogadores tudo de 10 milhoes para cima. Fica a faltar-nos 1 defesa direito, 1 central, 1 defesa esquerdo + 1 ponta de lança provavelmente. Ainda vamos gastar mais 40 ou 50 milhoes? Pelo que se fala até provavelmente mais.

    Certamente que ainda irão existir muitas saidas e mais dinheiro irá entrar. Na realidade se comprarmos este por 20 milhoes e vendermos o Herrera por 15 ou 20 milhoes não ficaremos provavelmente a ganhar?

    Quanto aos contornos do negócio não falo, pois não conheço. Faz alienação de percentagens futuras de vendas, contrai-se empréstimos (pelos vistos) de fundos para obter capital para contratações e não se comunica nada disto à CMVM ? Não estamos em bolsa? Os acionistas nao tem que ser informados?

    Paira grande duvida sobre todas as questoes, guio-me pelos factos transmitidos nos comunicados. FCP comprou jogador X por 20 milhoes, nada mais.

    Reitero, confio nesta direção e na sua capacidade. Se compraram o jogador por 20 milhoes é porque acreditam que o vendem por 50. Se pagar o que gastamos nele, se nos der algum lucro e corresponder desportivamente, então fizeram o seu trabalho.

    Joel

    ResponderEliminar
  8. Oh anónimo das 20h39, tu próprio admites não ser sócio e se fosses deixarias de o ser por desconfiar deste negócio, por isso, na minha opinião, tu não lambes feridas nenhumas, tu és só adepto das vitórias e, provavelmente, dos assobios, mas sabes, se calhar vais ter alegrias e dizer que afinal os labirintos percorridos pela SAD eram limpos e tinham esquemas absolutamente legais. É que portistas como tu, com legítimo direito a ter opiniões identicas ás tuas, não ficam atrás dos comentários dos nossos rivais e muitos inimigos. Mesmo nas derrotas aprende a confiar em quem tem, é certo, uma gestão de risco, mas que está adaptar-se a novas realidades querendo ganhar sempre. Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  9. Acho que estou um pouco baralhado como os adeptos do Sporting tinham ficado antes. Eles não faziam ideia que o clube deles podia contratar um treinador milionário. Eu não fazia ideia que o meu clube podia dar 20M€ por alguém, nem que fosse o Messi.

    Este tipo de negócios e valores num país em crise e onde no próprio futebol só se falava em cortes e em apertar o cinto (algo que as contratações de Sérgio Oliveira, André André e o próprio Hernâni faziam antever), evidentemente que estranho.

    Mas como acredito que a SAD não anda a brincar com o futuro do clube, resta-me confiar que saibam o que estão a fazer.

    Imbula, que é muito bem vindo, não tem culpa do preço que custou, mas na prática vai carregar esse fardo nas costas em todos os jogos até começar a brilhar. Quase todas as criticas ao (admitidamente fraco) rendimento de Adrián incluíam a tal mençãozinha dos 11M€. Não há como escapar.

    ResponderEliminar
  10. A gestão do FCPorto sempre foi esta ... sempre foi uma gestão de risco! Na década de 80 também construímos uma equipa de milhões com tostões e depois conseguimos dar a volta e foi esta direção, com este modelo de gestão que conseguiu fazer do FCPorto o que é hoje! Agora, este tipo de gestão não é para todos ... é para quem sabe! E esta direção, este Presidente já deram provas que são os melhores no que fazem. Só em Portugal, país de invejosos é que não são reconhecidos ... ainda agora o Mónaco deu como exemplo de gestão a seguir o FCPorto ... Na Alemanha chamam ao FCPorto um "case-study" ... em Portugal chamam "gestão sombria" e "labirinto de esquemas"! Ao anónimo das 20:39, você não é adepto nem nunca será sócio do FCPorto!

    ResponderEliminar
  11. Eu quero tambem analisar esta transferencia do ponto de vista desportivo...

    Com a contrataçao do Imbula o nosso meio campo esta a abarrotar...

    Os nossos "portugueses" Andre, Ruben, Sergio e talvez Danilo serão importantes para completar o plantel e "aportuguesar" as inscriçoes na UEFA

    Entao... será que a resposta para a questao Imbula está em Herrera?

    Claro que o que vou fazer é um exercicio de suposição, mas vejamos:

    1 - talvez o herrera nao encha as medidas ao Lopetegui (a mim nao enche)
    2 - certamente o herrera tem bom mercado (com valor aproximado/superior ao do Imbula)
    3 - se vendessemos o herrera teriamos um defeso inedito em que o porto perde os seus tres medios titulares de uma vez
    4 - se vendessemos o herrera teriamos tambem um defeso com receitas anormalmente altas
    5 - assim sendo, eu estaria de acordo na contrataçao de uma estrela que garantisse qualidade imediata no meio campo
    6 - e porque nao juntar ao Herrera o proprio Carlos Eduardo (e Tiago Rodrigues e Josue)

    Em relação ao jogador, acho injusto comparar o risco de um Valter (brasileiro) com o risco de um jogador titular do Marselha ("apenas" lesoes nos podem penalizar espero eu).

    Tambem acho relevante fazer notar o que esta transferencia representa em termos de poderio da marca. Um jogador com este valor de mercado e com os interessados que se conhecem aceitar vir para o Porto diz muito de nos.

    abraço

    ResponderEliminar
  12. Eu acho q esta contrataçao só tem sentido numa de duas situaçoes. Ou Danilo n vem ou herrera vai. Se Herrera for n deve ser por menos do q Imbula vem, por isso as contas n ficarão assim tao negras...
    Acredito q este Imbula n se vai valorizar sozinho, mas tb vai ajudar a valorizar outros jogadores. A equipa é jovem e com potencial. Assim Lopetegui tenha um pouco mais de arte q no ano pasado, o risco será controlado.

    AP

    ResponderEliminar
  13. Eu devo dizer que não estou assim tão pessimista, porque segundo alguma imprensa (francesa também) alguns jogadores do actual plantel podem estar de saída. Entre essas saídas eu diria que Maicon, C Eduardo, Ghilas, Quintero, Herrera, Alex Sandro e Adrián Lopez poderão sair do FCP ainda este ano.

    Com estas saídas, penso que o FCP encaixará uma boa quantia de dinheiro, que lhe permitirá adquirir 3/4 jogadores e sobretudo baixará consideravelmente a factura mensal de ordenados. Não esquecer que se o Casemiro for vendido, ainda chegarão ao FCP 7,5 milhões de euros limpinhos As laterais são essenciais. Depois se possível um avançado e um médio (Danilo Pereira jáaaaa).

    Quanto a Imbula, tenho mesmo a esperança que será umas das revelações deste campeonato. Depois do que Lopetegui conseguiu fazer com o Casemiro, eu imagino o que não fará com este miúdo com um potencial tremendo e uma postura muito competitiva em campo (no Marselha era muito forte).

    Enquanto estes jogadores chegam ao FCP, dão tempo aos mais "jovens" de evoluir com calma e sem pressas. Espero que tudo corra pelo melhor.

    ResponderEliminar
  14. Boa noite TdD
    Parece-me um risco alto, mas espero que calculado. Espero que seja daqueles jogadores que nos façam ganhar não apenas pelo que vamos embolsar com a venda, mas que potenciem a restante equipa e nos ajudem a fazer muitas vendas significativas.
    Sem desculpa se, no final do mercado, tivermos um plantel manco (sem defesas laterais, p.e. Ou sem alternativas no ataque).
    Penso que este investimento deve ser justificado com saídas neste defeso, algumas com mais valias substanciais - maicon, alex sandro, 7,5 M adicionais do casimiro.
    Os tempos são outros. Qualquer miúdo argentino que enfie umas bolas na baliza vale um balúrdio. Pelo que se conhece deste jogador, o valor de mercado era até mais alto, pelo que o risco é assumido, mas a época horribilis do fcp foi a que menos se investiu, e o SLB anda a reboque das vendas de jogadores que comprou no tempo das vacas mais gordas e a encher-se de jogadores que tipo camião.
    Gostava que num futuro próximo se debruçasse sobre a flexibilização do fair play financeiro anunciada pela uefa.

    ResponderEliminar
  15. Se a SAD acha que o jogador vale mais que os 20M que pagou é uma contratação.

    Se a estratégia passou a ser contratar 2/3 jogadores por mais de 10M cada 1 e o resto ser tudo a custo 0, ao invés de contratar um contentor de 20 por uns trocos para depois andar com 10 emprestados durante anos, tem todo o meu apoio.

    O que me parece é que estamos a aproveitar a parceria com Jorge Mendes e a aparente capacidade de "sedução" de Lopetegui em relação a jogadores de campeonatos superiores ao nosso para trazer jogadores que normalmente não viriam para o nosso campeonato.

    Não teremos tantos lucros como fizemos no passado mas se a parte desportiva for tão boa ou melhor, se isto nos aproximar dos melhores clubes do mundo, why not?

    E ainda falta ver a questão do patrocinador. Se for verdade que poderá incluir o naming do estádio podemos ver as nossas receitas a crescer, mas vamos esperar para ver.

    ResponderEliminar
  16. Ficava extremamente surpreendido se o Imbula não fosse já esta epoca um dos melhores jogadores do campeonato, talvez até o melhor. Não é um jogador típico que chega cá e que se diz que tem potencial e tal...Tem um potencial BRUTAL e é já no imediato um grande jogador.

    ResponderEliminar
  17. Mais um médio...o do Malaga também anda a ser aliciado pelo Lopetegui... Parece-me que Andre Andre e Sergio Oliveira não vão ter hipótese, com muita pena minha. O Lopetegui não é treinador para a estratégia habitual do FCP: comprar barato e vender caro. Veremos o futuro, mas se for mais um ano a seco isto vai ser muito complicado.

    ResponderEliminar
  18. Hoje em dia os jogadores de grande talento custam muito dinheiro, os empresários têm contactos com todo o mundo e rapidamente os fundos chegam aos craques, inflacionando os seus preços. Neymar era um puto que foi para o Barça por mais de 100M€ e ninguem sabia como se ia adaptar. Por este prisma 20M€ pelo Imbula é um valor correcto e o jogador é uma certeza no futebol europeu.

    ResponderEliminar
  19. É uma transferência por valores pornográficos, no entanto se pensamos bem se casimiro for para valência...rende 15M...Carlos Eduardo está perto de render 10M mais umas vendas e afins...até fica ela por ela, é um bom jogador, vai trazer muita força ao meio campo, com Darder também já fechado no dia de hoje será um meio campo muito forte, acredito numa equipa com moya/helton...angel/mendy....indi/rudiguer/marcano/lichnovsky....bruno Peres/ricardo....Danilo Pereira/Darder ....imbula/André André...Ruben Neves/Sérgio Oliveira e Lucas lima....braimi/tello/Pedro Rodriguez/pione sisto....aboubakar/bueno/jimenez! Ou seja....um all in.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já li que o Darder estava fechado, mas o empresário veio ontem dizer que não tinham recebido qualquer proposta. É mesmo certo a sua contratação??

      Eliminar
  20. Se os putos não têm tolerância, imagino este francês. O Lopetegui está bastante cotado por parte da bancada como sabemos, várias vezes se pediu o ADN PORTO mas já toda a gente esqueceu...

    se começar o assobio isto vai ser muito complicado.

    ResponderEliminar
  21. Fico contente por não ter sido o único a reparar nas questões de semântica do comunicado à CMVM. Custa-me muito a crer que eles nos consigam pagar os 35M€ a pronto...
    Estou também muito triste por o rumo que o clube está a tomar em termos financeiros. Um dia isto rebenta...

    ResponderEliminar
  22. Insustentavel. E' grande Mogador, Max pose sempre correr mal. O Porto, Como is outros, caminha para uma situac,so insustentavel. Um ano, out do is, correct mal, e camps andar a jogar com juniors durante uma decade para pagar as divides. Mas we calhar so' assim podemos set competitivos home (ate' rebentar). Luis f

    ResponderEliminar
  23. Olá
    Imbula....e o dinheiro da «venda» de Jackson, quando será que entra nos cofres do FCPorto?
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
  24. A Doyen garante não ter financiado a compra do Imbula, alguma razão para afirmarem isso ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As únicas que vislumbro é que não se querem denunciar ou ficámos a dever o jogador como fizemos com o Adrian. O r&c dirá.

      Eliminar
  25. Não me preocupa o Imbula, que é um excelente jogador e que desconhecia ser tão novo.

    Estes valores são desfasados da realidade em que vivemos. Um país periférico em crise económica, e um clube com dificuldades de proveitos operacionais a perder patrocínios, com passivos 2x superiores à receita anual a sobreviver à base de empréstimos e fundos... Há algum tempo ouvi do carnide algo inteligente: é preciso reduzir a dívida para não pagar 20M em dívidas anualmente. Nós também andamos a pagar 10M/ano e não parecemos ter intenções de reduzir isso. A operação EuroAntas foi uma consequência dessa gestão de risco num ano que funcionou mal.

    2 anos de investimento fortíssimo, custos com pessoal sempre a subir, e um plantel completamente novo. Agora só falta parar de alterar metade da equipa titular de ano para ano, e preferencialmente arranjar uns laterais, porque médios e avançados já estão a mais.


    AA

    ResponderEliminar
  26. Pouco me importa a operação financeira que suporta esta contratação porque, com PC ao leme, a gestão do nosso clube/SAD foi sempre no limite do risco, assim, tudo normal. Agora, estou curioso em saber quais as dispensas que Lopetegui vai ter de fazer, provavelmente nomes sonantes váo saltar fora. Aguardemos.

    ResponderEliminar
  27. li agora um comentario na pagina do facebook do tribunal do dragão e concordo com o que lá foi dito, o blog anda a falar de mais em finanças e menos na parte desportiva

    ResponderEliminar
  28. Fico com uma dúvida em relação a esta compra. Se o jogador render, valorizar. Não temos que pagar a compra e ainda temos que dar o dinheiro do lucro da venda a Doyen. Não há possibilidade de o Porto ir pagando o jogador de forma no futuro quando for vendido o jogador este poder dar lucros a casa?

    ResponderEliminar
  29. Para mim, o FCP é cada vez mais mal gerido, muito mal gerido mesmo só espero que isto não acabe em desgraça....

    ResponderEliminar
  30. Já alguém reparou que o Man é mesmo parecido com o Mantorras?????????:-)

    ResponderEliminar
  31. Parabéns pelo trabalho realizado TdD. Apesar do mercado estar inflacionado vejo esta compra do Imbula como uma excepção. Desportivamente é um jogador que poderá ter um grande rendimento por isso não devemos persegui-lo pelo que custou. Temos de lhe dar as condições para ter sucesso.

    Desafiava-o a abordar o tema dos empréstimos. Porque emprestamos tantos jogadores excedentários? Não temos capacidade para os vender?

    ResponderEliminar
  32. Continua a faltar um guarda-redes …. Helton só não chega.

    O miúdo do Arsenal (polaco) por empréstimo é demasiado irrealista? Moya, para mim, não faz sentido.

    ResponderEliminar
  33. Este blog, aprecio muito, começei a seguir-lo devido a seriedade com falava de todos os assuntos, infelizmente ultimamente tem falhado, em artigos, e no seu conteudo, só falando da vertente financeira dos mesmos

    É pena a perda de qualidade significativa

    ResponderEliminar
  34. O que me preocupa neste momento é ainda não termos patrocinador.
    Isso sim é preocupante.

    ResponderEliminar
  35. tdd,

    tinha escrito que iria publicar uma cronica sobre os jogadores emprestados.
    ja nao esta nos seus planos ?

    abraco,
    parabens pelo blog

    ResponderEliminar
  36. é claríssimo agora que o Porto se meteu numa carga de trabalhos, vamos ver como vai correr...

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.