segunda-feira, 29 de junho de 2015

Show me the money, parte II

A época 2014-15, em termos contabilísticos e financeiros, acaba amanhã, dia 30. Neste momento tudo se resume a isto: ou a venda de Jackson Martínez é fechada até à meia-noite de terça-feira e o orçamento será cumprido e superado em termos de expetativas de lucro, ou a SAD vai apresentar prejuízo anual dois anos consecutivos pela primeira vez desde o pós-Gelsenkirchen. 

Já todos perceberam que algo de errado se passa. Nélio Lucas e Galliani brindam à contratação de Jackson no avião, o presidente anuncia que Jackson escolheu o Milan, depois aparece o Atlético e Pompeo dá-o por garantido em Madrid, tal como o próprio jogador. Temos tudo para uma novela mexicana. Ou colombiana. 
Querem? Paguem.

Ponto prévio: Jackson Martínez é/foi capitão do FC Porto, três vezes Dragão de Ouro (o recordista) e passou três épocas a levar a equipa às costas, com máximo profissionalismo e capacidade de sacrifício dentro de campo (que é o que importa, não é as palavras bonitinhas fora dele). Provavelmente nunca tivemos um jogador tão bom em 3 épocas tão atribuladas. Logo, não queriam começar a vender o filme de que a culpa é do jogador.

Foi de facto o FC Porto quem trouxe Jackson para a ribalta europeia. Trouxe, não descobriu, porque na altura já era um nome muito falado para a Premier League, e talvez só não tenha assinado antes pelo Liverpool pois era difícil atribuir licença de trabalho na altura. Mas para a história fica que foi o FC Porto quem abriu as portas da Europa a Jackson Martínez. Depois, surge a célebre promessa de Pinto da Costa. Como Deco, Quaresma ou Falcao a tiveram. Como até o próprio Varela teve e depois foi encostado. «Ficas mais um ano e depois sais». 

Mas claro, para isso acontecer, há que haver um comprador disposto a pagar o que o FC Porto quer. Por vezes corre mal, como foi exemplo Varela e até Quaresma, que em 2008 passou de 39,999.999M€ para 18,6M€, com o perdido Pelé à mistura. Para Jackson não há esse problema, pois é um jogador com mercado e que tem características quase únicas no futebol europeu. Se calhar há melhores pontas-de-lança. Mas como Jackson não há mais nenhum. E vender um ponta-de-lança que vai fazer 29 anos acima dos 30M€ é simplesmente brilhante. 

E todos se aperceberam disso desde o início. A matilha começou cedo a cercar o osso, a começar pela controversa troca de agentes, de Manso para Pompeo, com uma bifurcação na SAD pelo meio, sendo que um dos desvios nem integra o mapa de órgãos sociais - e nunca há-de integrar. Qual foi o interesse em Pompeo passar a representar Jackson? Absolutamente nenhum. Um empresário sem rede, sem contactos para grandes transferências. O FC Porto atribuiu-lhe, na renovação de Jackson, 5% de uma futura transferência. E para quê, se na hora de vender para o Milan teve que ser pelo tipo do costume (Jorge Mendes)? Que fez Pompeo para o FC Porto lhe atribuir um potencial valor de 1,75M€? Jorge Mendes sim, justifica grandes comissões, pois tem sido um ganha pão para FC Porto e Benfica. Agora Pompeo?

Na verdade, Pompeo (na condição de procurador para Jackson) acabou por apresentar a proposta do Atlético de Madrid, que decidiu agir numa operação-relâmpago quando tudo se conjugava para Jackson rumar a Milão. E Pompeo vem agora ameaçar dar nomes aos bois. Só há um pequenino problema para este empresário: ele disse que o Atlético ia pagar a cláusula de rescisão. Logo, tudo isto quer dizer, tal como se temia aqui, que o Atlético não se disponibilizou, até à data de ontem, a pagar cláusula nenhuma.

Se o Atlético quisesse de facto pagar a cláusula, Pompeo não tinha que andar a pedir reunião nenhuma. Era muito fácil, bastava Jackson notificar a SAD - até podia ser por fax, como Villas-Boas fez - com vista à rescisão e o Atlético fazer o depósito dos 35M€ à ordem. Como parecia ser mais lógico, o Atlético até pode estar disposto a pagar os 35M€, mas nunca a pronto.

Assim, a SAD só vende se quiser. E tal como Jackson Martínez não estava obrigado a ir para Milão, o FC Porto também não está obrigado a vendê-lo ao Atlético. A solução? Tudo sentado à mesa, a pensar nos superiores interesses do FC Porto, e não em decidir quem faz ponte para onde. Tal como em campo não ganham os jogadores, mas sim o clube, fora dele quem deve ganhar é sempre o FC Porto. 

Se as restrições da FIFA forem de facto aplicadas, no máximo será atribuída uma comissão de 1,05M€, além dos 1,75M€ a que à partida Pompeo terá direito. Se o Atlético quisesse de facto pagar a cláusula, não se começaria a discutir Moya - não vale a pensar falar em Óliver pois já era ponto de interesse antigo, que dependerá sempre da pré-época que fizer com Simeone. Assim sendo, que façam valer as suas boas relações, que se sentem à mesa e que se concretize o melhor para o FC Porto, que é o dinheirinho ser contabilizado até à meia-noite de dia 30. 

19 comentários:

  1. O que será mais proveitoso para o clube destas duas situações: vender Jackson por 30M até dia 3 e cumprir o orçamento ou vender por 35M após o dia 30? Por este ponto de vista ficaríamos com prejuízo esta época mas com mais lucro na próxima, correcto?

    ResponderEliminar
  2. E mais nada. Uma sacanice daquelas.

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar
  3. Excelente análise. Honestamente achei que PdC ao dizer que Jackson estava a caminho de Milao for mais uma forma de pressionar o Atletico a fazer a sua proposta, ja que Pompeo ha muito que estava concertado com o Atletico e iriam esperar que Jackson completasse a copa America antes de propor o que fosse. Provavelmente a preco mais baixo se a prestacao na copa america fosse fraca (como foi).
    As nossas relacoes comercias com o Atletico sao pessimas, Adrians... Olivers sem renovacao, Falcao a 50 prestacoes... Paulo Assuncao as travessas... nao consigo ver porque haveriamos de querer negociar o que quer que seja com estes tipos por isso, ou pagam a clausula ou obrigado e boa noite.

    Juliao

    ResponderEliminar
  4. Sei que é off-topic mas a possível vinda do Imbula confirma-se?

    É que se o caso Jackson não se resolver e ficarmos com prejuízo nesta nova época somos obrigados a ter lucro para cumprir o fair play financeiro e com negócios como o do Imbula torna-se uma missão complicada

    ResponderEliminar
  5. O que me parece é que alguém roeu e bem a corda em relação ao Milan e agora PdC está lixado com muita gente (Jackson Incluído) e como o Atlético além de ser mau pagador, não vai pagara clausula a pronto, temos um bico de obra armado...

    Contudo tenho de destacar o péssimo trabalho que a SAD está a fazer no que diz respeito ao despachar dos excessos...

    Se tivessem sido agilizadas as vendas de Josué, Carlos Eduardo, Kleber, Bolat, Varela, Ghilas, Rolando, Andrés Fernandez entre outros dos emprestados e jogadores que não contam (Facilmente se fariam 15/20M€ no seu conjunto), que tem surgido insistentemente interessados, esta venda do Jackson poderia já não ser tão imperativa para termos as contas positivas no fecho deste ano.

    Mas a SAD é tão impiedosa a negociar que até por dispensados quer ganhar demasiado, quando no final estamos somente a aumentar desnecessariamente a folha salarial e depois saí sempre asneira... isto tem de ser mudado para proteger os superiores interesses do clube.

    Agora estamos reféns do prazo contabilístico e Maicon pode mesmo sair até amanhã (e talvez mais Carlos Eduardo e/ou Josué), para podermos ter mais espaço de manobra para negociar com o Atlético, mas perdendo espaço e capacidade negocial com essas saídas, que já poderiam ter sido resolvidas à muito, como já salientei acima.

    Vamos ver como correm as coisas com a questão Jackson...

    P.S.: TdD, devemos ficar assustados com as noticias sobre Imbula e Bruno Peres e essencialmente pelos valores referidos? É que depois do que se fala que foi oferecido a Maxi, estas noticias dão mesmo para assustar...

    ResponderEliminar
  6. Caro TD....

    Nada sobre Imbula ? O FCP foi comprado por algum investidor ? É que parece-me que segundo os rumores... o patrocinador vai patrocinar o clube e contratações... CAMINHO PERIGOSO!

    Jackson tem todo o direito de não querer ir para o Milan.... assim como Danilo escolheu o FCP ao invés do Lagartedo!
    Agora qual será a posição a ter ? Dinheiro + Moya ?
    O Atl. Madrid é mau pagador.... ouvi falar que só queria adiantar 20 M!
    Jorge Mendes, que mexa os cordelinhos....

    ResponderEliminar
  7. Depois do que o TD fez com o Abel Hernandez há um ano e de se ter visto a corja que anda de volta deste blogue, acho que faz todo o sentido que o TD não antecipe nada em termos de mercado

    Só espero que no final não se deixe de comentar todos os negócios. Danilo, Lucas Lima, agora o Imbula...

    ResponderEliminar
  8. É preciso arrumar a casa, emprestar pouco e vender quem não interessa. É preciso fazer dinheiro, pois segundo notícias parece que o FCP vai voltar a investir forte. O investimento que anda a circular na comunicação social é preocupante.

    ResponderEliminar
  9. O que achou das inenarrável entrevista do Helton a'O Jogo?

    Não seria de esperar mais do capitão de equipa, líder de balneário, logo após uma renovação de contrato de dois anos.

    A maneira como despreza o treinador na entrevista responde a muitas coisas por si. Julga que ele tem as condições para continuar a vestir a nossa camisola?

    ResponderEliminar
  10. Poouca vergonha a entrevista hoje de Helton. Como é possivel ?? Mandou recados para tanta gente. Se ele e Quaresma ficarem, vamos voltar a ter um balneario minado. Depois peçam contas ao treinador.

    ResponderEliminar
  11. nao tenho a mania da conspiraçao, mas o atl madrid esta claramente na luta desesperada do benfica em tomar a hegemonia do futebol nacional. O atl madrid tem ajudado e de que maneira o benfica, lembramos que vieira e o pres do atletico tem excelentes relaçoes ate como empreiteiros, sempre fizeram negociatas estranhas e apartir de determinada altura o atl começou a atacar o porto com p assunçao. AGORA O QUE NAO PERCEBO É A "AMIZADE" ENTRE OS DOIS CLUBES ou dirigentes, ou alguns dirigentes, essa nao percebo. Nao percebo adrian, oliver como se fossemos um vilareal, salvio tambem foi falado, ok o atletico nao paga ou paga em jogadores que nao quer. Mas caramba sera que falcao por exemplo nao tinha mais ninguem interessado ate por um preço um pouco mais baixo? MAS QUE O ATLETICO TEM AJUDADO A QUE O PORTO PERCA INFLUENCIA DESPORTIVA TEM, ELES SUBIRAM E NOS DESCEMOS MAIS OU MENOS AO MESMO TEMPO, coincidencias ou talvez nao. Quanto a jackson nunca fui grande apreciador das suas qualidades que as tem, lutou por nos para obter o que tem hoje, fez pela sua vida ajudando nos, os dragoes de ouro e a braçadeira ja nao chegam para que o jogador seja portista mesmo, sao profissionais mais nada e estao no clube de passagem quer a gente queira quer nao, salvo rarissimas exceçoes.

    ResponderEliminar
  12. Grande entrevista do Helton. Sem ser desrespeitoso e com o seu silêncio ensurdecedor, coloca o dedo na ferida do responsável da péssima época do F. C. do Porto.

    ResponderEliminar
  13. Caro TdD comente me la o que se passa em termos de contratacoes no porto que isto ta tudo louco da se 20 milhoes por um medio quando nem lateral direito temos e temos quase 10 medios a pre epoca comeca daqui a 6 dias e nao ta nada definido.

    ResponderEliminar
  14. Num recente comentário que fiz sobre um artigo do tdd finalizei dizendo que as contratações noticiadas na imprensa eram para rir. Disse o porque muitas não fazem sentido nenhum e não tem uma ponta de verdade. Mas esta é mesmo para rir. E à gargalhada. 25 milhões por um médio? 25 milhões? Mas está tudo maluco na sad? 44 graus é em Beja e não no Porto, não fosse dar se o caso de ter havido alguma insolação. Não quero acreditar que seja verdade.

    ResponderEliminar
  15. Olá
    A propósito de Imbula.....
    Caro ou barato, na altura de sair do Porto, far-se-ão as contas. Até lá, que seja bem vindo e que nos ajude a ganhar títulos.
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
  16. 20 milhões pelo Imbula ? tá tudo doido

    ResponderEliminar
  17. Não consigo compreender um investimento destes quando temos danilo pereira e sergio oliveira mais velhos que este francês e ruben neves em quem depositamos muitas esperanças. Além de Podstawski que fez um bom sub20.

    O francês aos 22 anos tem de ser verdadeiramente arrasador, coisa que não acredito.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.