segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Não houve plano B(raga)

Depois de 20 vitórias consecutivas, podemos sempre contar com duas coisas: esta sequência de vitórias, mais tarde ou mais cedo, tinha que acabar; e quando acabasse a amargura iria ser muita. Assim o foi. Dez meses sempre a ganhar no Dragão foi um feito assinalável, quase ímpar, e não sabemos quando nos daremos ao luxo de voltar a ver o FC Porto (ou outra equipa) ganhar 20 jogos consecutivos em casa. Há que dar todo o mérito a Lopetegui e aos jogadores por este percurso, que será muito difícil de repetir.

Nessas 20 vitórias, o FC Porto não se limitou apenas a ganhar: fê-lo sendo sempre, sempre melhor do que o adversário. Ao 21º jogo não foi diferente: o FC Porto foi melhor do que o Braga. Mas não fez o suficiente. Não o fez. Aceitamos o deslize, até porque é extremamente raro haver um 0x0 no Dragão e o Braga é um dos três melhores adversários da liga, e como Lopetegui disse o FC Porto, a jogar como ontem, ganha 90% dos jogos. Mas o jogo de ontem fazia parte dos tais 10% em que é necessário fazer um pouco mais.





Layún (+) - À esquerda ou à direita, já nos habituámos à forma aguerrida como sobe no corredor, corta para dentro e procura sempre tabelas. Defensivamente está longe de ser o mais fiável, mas no Dragão os laterais têm sobretudo que jogar no meio-campo adversário. Layún fê-lo bem, cruzando sempre com perigo e procurando movimentos de ruptura. Tem apenas que melhorar a meia distância, pois arrisca muitas vezes o remate, mas quase sempre sem perigo.

André André (+) - Não é, nem nunca será, o médio a quem possamos delegar a responsabilidade de fazer o último passe ou de romper sozinho entre linhas. Lopetegui já o deverá saber, por mais que tenha que tentar conjugá-lo com Imbula no meio-campo. Mas foi sempre o elemento mais esclarecido do FC Porto, a transportar jogo, a pressionar, a arrastar marcações. Apareceu sempre muito bem nas zonas descaídas para o lado direito e esteve impecável no trabalho defensivo. Continua num excelente momento de forma. Nota positiva para Danilo Pereira e para a dupla Indi-Marcano, que na verdade nem teve assim muito que fazer, mas nos últimos 5 jogos o FC Porto só consentiu um golo - do Chelsea, livre de Willian. E, claro, para Aboubakar, que está constantemente a ter que fazer pela equipa o que a equipa não faz por ele.





Modelo sem alternativa (-) - É bom que Lopetegui tenha uma ideia clara de jogo, que faz sempre do FC Porto uma equipa autoritária, sempre mais atacante, que remata mais, tem mais bola e mais oportunidades para marcar. Esse mérito é permanente. Mas já todos perceberam que, num contexto de futebol português, às vezes temos que procurar atalhos e saber contar com um adversário que não quer jogar futebol, não quer atacar e que vai defender com 11 até ao final. O FC Porto não lidou com isso.

Não houve um único fora-de-jogo assinalado ao FC Porto em todo o jogo. Porquê? Porque o Braga jogou sempre, sempre com bloco baixo (grande exibição do nosso Ricardo Ferreira, portista de formação e coração, e de Boly, uma revelação que merece atenção). Isso anulou quase por completo Tello, que nunca teve espaço para atacar, e Brahimi, que levou sempre com marcação apertada. O FC Porto nunca subiu as suas linhas: continuou sempre à procura dos espaços. Lopetegui confiou demasiado de que o Braga iria eventualmente subir, mas isso não aconteceu. O FC Porto tinha que estar preparado para jogar sempre em 40 metros, sobretudo na segunda parte.

Além disso, o FC Porto nem sequer teve assim tantas oportunidades de golo. Foram 16 remates, tudo bem, mas tirando o remate de Tello, aos 40 minutos, Kritciuk nem teve que fazer nenhuma defesa de encher o olho. Não houve nenhum tiro que deixasse o bruaá na bancada, nem que Kritciuk não conseguisse segurar à primeira. Além disso, o FC Porto só fez 5 remates na grande área em todo o jogo. 11 foram de fora da grande área. Isso diz tudo das dificuldades da equipa em entrar na grande área. 

Sacrificar Aboubakar (-) - Aboubakar continua a trabalhar mais para o FC Porto do que o FC Porto para ele. Em 90 minutos, a equipa não lhe deu uma única boa bola para ele finalizar na grande área. Nada. O FC Porto usa e abusa das descidas de Aboubakar. Ele faz isso muito bem, mas depois não sobra ninguém na grande área. Aboubakar baixa, distribui e arranca para a grande área, mas quando lá chega já o Braga tem a defesa completamente composta. Foram 14 cruzamentos, mas não apareceu nenhum cabeceamento de verdadeiro perigo, nem sequer um desvio em lance de bola corrida. O FC Porto tem que dar mais jogo a Aboubakar em vez de pedir-lhe sempre o contrário. Sobretudo estando o Braga completamente recuado. Em vez de tentar aproximar um médio de Aboubakar, Lopetegui deveria ou fixar Aboubakar, ou então lançar Osvaldo e permitir, aí sim, que Aboubakar pudesse jogar mais recuado. Assim, vai faltar sempre presença na grande área por parte do FC Porto.

Muito pouco (-) - Cissokho foi inexistente em todo o jogo. Não atacou, não deu apoio a Brahimi, não cruzou. Lento, nervoso e sem nunca parecer integrado na equipa. Não tem muito ritmo, é certo (o FC Porto não contratou um lateral de 15M€ - contratou um lateral que não calçava no Aston Villa), mas não é a jogar assim que vai ter mais oportunidades. Imbula foi sempre lento, pouco esclarecido e sem justificar a titularidade. Se Lopetegui foi capaz de sentar Herrera, Imbula tem que perceber que não pode jogar só pelos termos em que foi contratado. Tem que se soltar, tem que ser mais rápido e esclarecido, mas a ideia de Lopetegui em aproximá-lo de Aboubakar correu muito mal. Tello, exceção a dois ou três lances, pouco conseguiu fazer. Corona continua a ser um corpo estranho e a pensar que tem sempre que tentar fintar 2 ou 3 quando recebe a bola.

Dois pontos perdidos, nada irrecuperável. Se fizermos a nossa parte, poderemos recuperar a liderança em breve. Entretanto, há que matar o apuramento para os 1/8 da Champions e cumprir a obrigação na Taça de Portugal. Jogaremos sempre para ganhar, mas não vamos ganhar sempre se jogarmos sempre da mesma forma. À atenção de Lopetegui e do plantel.



64 comentários:

  1. Layún estava onde mesmo? Watford? É uma grande contratação que convém oficializarmos, grande lateral temos ali.

    Por outro lado, não sabendo que "crime" cometeu José Angel para estar atrás "deste" Cissokho, resta desejar que o rapaz seja "perdoado". Vai-nos fazer falta porque Layún não pode jogar os jogos todos até final do ano e o Cissokho é uma pálida sombra do jogador que Jesualdo Ferreira tão bem trabalhou.

    Sobre o jogo, concordo no geral com a crónica, mas desde que o Braga anunciou Paulo Fonseca deu para perceber que o Braga seria uma equipa ainda mais difícil de derrotar. Agora temos de acabar com as maldições da Madeira.

    ResponderEliminar
  2. Concordo com a analise; nao percebo como num jogo em que quase todos do Braga defendiam, quando tinhamos espaço nas linhas raramente saiam cruzamentos, era mais uma finta ou bola para trás e isso parece-me ordens do treinador. Osvaldo ou o Bueno (mais cedo) deviam ter jogado. Nestes jogos a concentração é ainda mais necessária, nas poucas oportunidades que tivemos (sobretudo a do Tello) temos que marcar.

    ResponderEliminar
  3. Não há muito mais a dizer do que foi escrito aqui. Continuo a achar que o Bueno merece mais oportunidades. O Imbula, tem que ir ao banco espairecer um bocado, porque chateia aquela "não atitude", pouco agressivo, mas também não sei se o lugar dele é ali ou muito mais atrás... Por falar em atitude, continuo a ver mais do mesmo do Tello: nada. É bem capaz de fazer coisas boas durante a época, mas para um tipo de 8M, a ganhar balurdios, não justifica minimamente. Aliás, espero mesmo que o FCP não fique com ele.

    Fora as críticas normais aos jogadores, de quem não ganha, o Fonseca demonstrou o porquê de não ser treinador para um grande: tem jogadores para fazer mais e melhor. Se há coisa que não suporto é o anti-jogo descarado desde o início do jogo, acrescentando a isso uma equipa ultra defensiva. Aceitar isto de um Boavista desportivamente destruido, ainda estou como o outro, agora de um Braga que sabe jogar à bola? É como ver o Mourinho a fazer isso com o Chelsea: tem equipa para muito mais, mas prefere não jogar à bola. Quem faz do futebol o que é, são os adeptos. Sem estes nos estádios, bem que podem ir jogar para os pelados do Domingo de manhã...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então o Paulo Ferreira mostrou que não é treinador para um grande? Empatou com o "grande" treinador, com um plantel com metade do valor, e nem me lembro de muito anti jogo, la por o Porto nao ter futebol para ganhar a um Braga a culpa não é do anti jogo.

      Outra coisa que não percebo é o valor do recorde de 20 jogos em casa a ganhar? OJogo falava nisso todos os dias, mas o Porto faz alguma coisa de mais ao vencer em casa? Até o VP foi campeao invicto, seja contra quem for, não faz mais que a obrigação, ganha em casa e perde/empata onde toda a gente ganha.



      Eliminar
    2. @Navega o recorde incluía vitórias sobre o Bayern e sobre o Chelsea. Uma coisa é ir para os jogos com o objetivo de os ganhar, outra é realmente ganhar, quando do outro lado estão planteis estupidamente mais ricos.

      Eliminar
    3. @Carlos Tirando esses dois jogos o resto não fez mais que cumprir, e mesmo o jogo com o chelsea não ganhar era um mau resultado.
      O Porto no dragão sempre abateu gigantes, não é de agora.

      Eliminar
    4. Navega
      É isso mesmo, perdemos em Munique o ano passado, onde toda a gente ganha!
      Aliás, o ano passado, perdemos o campeonato do #colinho por 3 pontos, logo, perdemos onde todos os outros ganham... Fantástico!

      Eliminar
    5. Estar "invicto" não significa ganhar sempre, apenas não ser derrotado (i.e., ganhar ou empatar). Se formos por aí, também estamos invictos. O pior é que os empates valem pouco mais do que derrotas, em termos pontuais.

      A época passada não foi tão má como a querem pintar. Para mim, a derrota com o SLB em casa foi o ponto crítico, ainda que tenham existido mais desaires depois disso.

      Eliminar
  4. mesmo com o Braga a defender com toda a equipa, na primeira parte vi muitas vezes o André André ao lado do Danilo. Lopetegui continua com uma equipa muito manca, aquele meio.campo funciona mal e Aboubakar sofre como sofria Jackson, sempre sozinho e a ter de fazer de ponta-de-lança e médio.

    ResponderEliminar
  5. Tdd não continue a defender o indefensável. O treinador. No ano passado foi o que foi. Este ano vai pelo mesmo caminho. Nos jogos onde não devia falhar, fslha redondamente e por completo. Certa vez Bernardino Barros perguntou a Lima Pereira o porquê de nunca ter trocado de camisola com os jogadores das equipas mouras. Resposta de Lima Pereira: Porque não mereciam a camisola do Porto. Lopetegui não merece a camisola do Porto. Não merece o símbolo do Porto. Não merece ser treinador do Porto. Sozinho é mais fraco do que Jesualdo Ferreira, Victor Pereira e Paulo Fonseca juntos. Desde quando é que um treinador do Porto assume que se o Porto jogar sempre assim ganha 90% dos jogos? Um treinador ambicioso e que sabe o que é o Porto diz sempre que vai ganhar 100% dis jogos. Seja ele quem for o adversário. Este sim é o Porto que mete respeito. Lembram-se do mourinho? O Porto será campeão. E foi. Que treinador é este que faz com que toda à gente diga que este Porto é previsível? Que treinador é este que sabendo que tem de forçosamente de ganhar o jogo insiste em apenas num avançado? No 4-3-3 em do 4-4-2 ou até no 4-2-3-1? Porquê o Osvaldo no banco? Porque falho golos contra o Varzim e esteve de castigo? Porquê o Bueno? Se o único jogo que fez foi precisamente contra o Varzim. Se formos a castigar por incompetência então lopetegui tem que estar a época toda de castigo pelo que fez a época passada e pelos 3 empates, porque não conseguiu aprender. O Porto há 3 anos que não ganha o campeonato e há 4 que não ganha a taça. Este homem não pode continuar a ser treinador do Porto. É a minha opinião vale o que vale.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o seu comentário
      Abraço de Cabo Verde

      Eliminar
    2. O bueno parece um excelente jogador, mas concordo com isso, não jogou ate agora e começa logo com um teste destes, o Varela foi ao contrário.
      E verdade que temos plantel a mais para treinador a menos, contudo penso que ele aprendeu alguma coisa com os erros do ano passado, vamos ver e se aprendeu o suficiente.

      Eliminar
    3. Finalmente alguem que pensa exatamente o mesmo que eu! eu ate entendo o Tribunal defende-lo ate a exaustao pois é o nosso treinador mas qual é a desculpa agora ele já teve mais do que tempo para demonstrar o seu valor e teimosamente prova que é um treinador fraco.

      Disse e repito com este treinador o FCP não tem futuro.

      Eliminar
    4. Luis Claro

      Não acha mais que óbvio que a afirmação dos 90%, se refere ao jogo com o Braga, ou seja, quem cria o que o Porto criou nesse jogo, em 10 ganha 9 jogos!
      Se não é verdade, não anda muito longe, por muito que se queira desvirtuar as coisas!

      Sim, falar no final do jogo, depois de constatar que o Braga terminou o jogo com 1 remata à baliza é fácil dizer-se que devia ter jogado com Osvaldo!

      O Luis Claro, antes do jogo, esperava ou acreditava num Braga tão insignificante em termos ofensivos?

      Dominados por completo uma boa equipa como o Braga!
      Sim, decidimos mal na frente, falhamos na definição!
      Um passe a mais, um remate em vez de um passe, um passe em vez de remate...
      Bastava que 1 tivesse entrado... para o mesmo jogo ser visto de uma forma completamente diferente...
      Mas o futebol é mesmo assim... ingrato!

      Eliminar
    5. Admito que possa ter essa interpretação. É um facto que ninguém esperava um Braga tão inofensivo. Mas agora pergunto eu, será que o treinador não viu isso logo nos primeiros minutos? Não teve tempo de mudar alguma coisa na equipa e pressionar ainda mais o Braga? Que equipa é esta do Porto que acaba a primeira parte a trocar a bola entre os centrais? Que acaba o jogo a trocar a bola novamente entre os centrais? Lembram-se do jogo no ano passado no campo de futebol do alto dos Moinhos? Acabou da mesma maneira. Que treinador é este que passa o jogo a corrigir posições? São os jogadores que não sabem ou é ele que não consegue transmitir a mensagem? Que 4-3-3 é este em que os jogadores jogam distantes uns dos outros? Este sistema tático é assente num futebol apoiado e não à espera de passes longos do Ruben Neves e às vezes do Maicon. Como é possível ver Casillas a repor a bola rapidamente em jogo para sair em transição rápida e quando a bola chega ao meio campo volta para trás até aos centrais novamente? Não pode acontecer isso. Não pode acontecer o futebol continuado pelas laterais. Tem que haver verticalidade. E isso não existe.

      Eliminar
    6. Faz algum sentido essa desculpa esfarrapada de " falar no final do jogo, depois de constatar que o Braga terminou o jogo com 1 remata à baliza é fácil dizer-se que devia ter jogado com Osvaldo!" ? Não é ao treinador que compete analisar e fazer as alterações necessárias para ganhar o jogo? Será que tem de haver um decreto-lei para as equipas adversárias jogarem com um tipo de jogo contra Lopetegui, senão este não pode mostrar as suas virtualidades e dessa forma é ilegal?
      Argumentos que tenham jeito, para defender tanta incompetência.

      Eliminar
    7. Carrela mas que raio de dominio é esse que nao causa perigo? O Braga fez o trabalho de casa para sair com 1 ponto do Dragao e conseguiu. Baixou as linhas e tapou as alas simples e eficaz e que Lopetegui fez? Nada insistiu no mesmo.

      Diga-me onde já vimos este filme antes? eu respondo a epoca passada bola para tras bola para os lados depois nas alas e espera-se que os alas resolvam no 1 contra 1! E se não resolvem? Ui adeus FCP!

      É isto que se espera de uma equipa como a do FCP?! Não gosto de comparações mas irra... o SCP de JJ já cria mais ocasiões de golo claras do que o FCP!!! Alguem acha normal? Eu não eu chamo de incompetencia do treinador!

      Eliminar
    8. Paulo Rodrigues

      Podia fazer mais? Diria que sim!
      Gostava que tivesse feito mais? Digo que sim!
      Fez o suficiente para ganhar? SIM, CLARAMENTE SIM! Quer dizer... faltou 1 golo, mas não foi por falta de oportunidades!!!!!

      Dizer que no jogo com o Braga não se fez o suficiente para ganhar é desonesto!

      Não é da responsabilidade do Treinador se o jogador falha na cara do golo, se faz o último passe errado, se não consegue a recepção, se passa quando deve rematar, etc etc... isso é responsabilidade do jogador! Claro que pode haver influência do treinador, na confiança, nas instruções, etc etc, mas no global é inspiração/qualidade do jogador!

      Em Braga, e quem tiver dúvidas que veja o jogo, entramos dentro da área N vezes, decidimos sempre mal! Rematamos várias vezes à entrada da área, porque o Braga a isso nos obrigou, mas também porque no momento X não houve a calma/lucidez suficiente para fazer diferente!

      Dizer que Lopetegui podia ter feito mais ou diferente, é aceitável, pode-se SEMPRE!
      E no final do jogo então, é sempre fácil dizer que podia jogar sem Guarda redes porque a bola não chegou à nossa baliza!

      Eu não gosto de ver muitas vezes passes para o lado quando acho que pode ser para a frente, mas já estou cansado das afirmações de que só jogamos para o lado e para trás!
      É DESONESTO, porque se assim fosse, não éramos a equipa com mais ataques e mais remates da liga (fomos o ano passado e este ano, apesar de poucos jogos, se não somos a mais, somos das mais)
      Ou acha que sim??????

      O Barcelona quando Messi não está inspirado no 1x1 também passa dificuldades...
      ETC ETC...
      Vi no jogo com o Braga N jogadas de combinações que deixaram jogadores nossos em situação privilegiada, mas não soubemos definir bem...
      Em condições "normais", com um pouco mais de acerto, dada a qualidade individual seria o mais normal, em 10 jogos assim, ganhamos 9! Sim concordo com Lopetegui nesse aspecto!!
      Quanto ao Braga, teve mérito sim, mas em 10 jogos que fizer assim, leva 1 pontinho em 1 jogo... mas o Braga é que leva com os elogios e nós com as críticas...
      É isto o futebol...

      Eliminar
    9. Carrela em momento algum disse que o FCP não fez o suficiente para ganhar agora a MANEIRA como o faz é que deixa muito a desejar.

      "Vi no jogo com o Braga N jogadas de combinações que deixaram jogadores nossos em situação privilegiada, mas não soubemos definir bem..." NUNCA sabemos definir bem já cansa não? e a época passada foi exatamente assim.

      "O Barcelona quando Messi não está inspirado no 1x1 também passa dificuldades..." -> O Barcelona não depende de rasgos individuais das alas pois rasga no meio tambem ou o Messi nao se farta de fazer isso? alias faz mais isso do que ir a linha desiquilibrar e tentar furar...

      "Quanto ao Braga, teve mérito sim, mas em 10 jogos que fizer assim, leva 1 pontinho em 1 jogo... mas o Braga é que leva com os elogios e nós com as críticas...
      É isto o futebol... " NOS levamos com as criticas porque o nosso jogo parece um disco riscado, em relacao a epoca passada nada mudou e os adeptos comecam a ficar cansados de tanta monotonia se o Carrela acha que estamos bem assim veremos quanto tempo mais continuará com essa opiniao.

      Eliminar
    10. Carrela,

      Muito bom post.
      Concordo plenamente.

      Há muita confusão, parece-me, entre o que são as responsabilidades do treinador e dos jogadores.
      Claro que certos aspectos do nosso jogo são da responsabilidade do treinador, do que é feito nos treinos. Alguma da lateralização parece-me por vezes excessiva. Mas a definição de certas jogadas não é culpa do treinador, obviamente!

      O FC Porto está a ter um bom início de época. Não excepcional, mas bom. Ganhou a maior parte dos jogos que tinha obrigação de ganhar, e teve um ou dois resultados menos bons. Mas isto é futebol, não jogamos sozinhos! O Braga teve uma noite de acerto defensivo e nós falhámos no último passe / remate. Acontece...

      O Lopetegui tem o meu apoio, tem feito um bom trabalho, tem atraído bons jogadores e tem construído bases para que o nosso clube tenha consistência futebolística.

      Abraço portista a todos, e mais uma vez o meu muito obrigado por este blog excepcional.

      Ralph

      Eliminar
  6. desculpas, desculpas, desculpas. depois do jogo do apoel e de como a equipa jogou era previsivel que sem outra abordagem ao jogo o resultado nao fosse este, contra o maccabi valeu a força de abou de outro modo seria 0-0. A equipa nao joga, é lenta, os jogadores tem instruçoes para atacarem com jogo organizado de passesinhos, o porto é uma equipa previsivel se o individual nao aparecer nao resolvem o jogo como equipa, Imbula é um aranhiço de 20M, tello nao serve para uma equipa de topo, o treinador gosta de ser o protagonista e nao gosta de jogadores com mistica ( ele nao sabe o que isso é ), sergio oliveira teria sido importantissimo neste jogo, AS COISAS CONTINUAM IGUAIS AO ULTIMO ANO, O TREINADOR E MUITO TEIMOSO, ao contrario do que disse nao criamos assim tantas ocasioes, melhor nao criamos uma unica a nao ser aquele remate do abou no inicio, falta dinamica a equipa, danilo podera ser um grande def central, este porto nao manda como alguem ja disse e tem razao, é facil anular este porto e lopetegui nao percebe esta para 2 anos por ca e nao entende o futebol portugues. Este ano assim nao vamos ganhar nada outra vez.

    ResponderEliminar
  7. Depois de ver ao vivo o jogo com o Maccabi e de ver pela tv todos os jogos do Porto só tenho a dizer que era inevitável que isto acontecesse. Temos o melhor plantel da Liga (de longe). Acho impressionante a falta de dinâmica, o jogar a passo à espera que o jogo se resolva sozinho... quando correrem o que é preciso correr.. não ganham 90% do jogos.. ganham 95-97% deles. Acrescento ainda que SEMPRE que o Porto é obrigado a ganhar após maus resultados dos adversários não ganha. É inadmissível depois do que o Sporting fez na Luz... entregar-lhes a liderança de bandeja. Não me esqueço com o JJ jogou o ano passado no Dragão (só o fez porque tinha vantagem pontual).. com o sporting em vantagem fará o mesmo contra o Porto...

    ResponderEliminar
  8. Com 21 homens a movimentarem-se em 40m quase sempre não se joga, tenta-se e então quando isso é acompanhado com algum anti-jogo a tarefa é imensa. No entanto jogamos o suficiente, com oportunidades bastantes, para ganharmos. Neste tipo de jogos, normalmente, é a criatividade individual, bem suportada por um jogo de equipa consistente, a defini-los, por isso Brahimi devia ser um bocadinho de Hulk e Corona um bocadinho de James, um a romper incisivamente outro a passar criteriosamente, mas para se atingir essas perfomances há que ter lucidez e frieza. A tudo isto se juntarmos o facto de, até à a substituição de Cissokho, na lateral esquerda, jogamos com 10, pois o que vimos foi uma sombra - Angel deve ter-se portado muito mal para ser, neste momento, suplantado por Ali - então chegaremos rapidamente à conclusão que foram menos a mais. Concordo com o autor na sua apreciação a Abou e na solução apresentada, porém aceito e não discordo com a alternativa de Lopetegui, como esteve prestes a ser provada, repararam que Bueno teve duas acções importantes? travou um contra-ataque perigosíssimo à entrada da nossa grande-área e teve um lance que a ter êxito, seria um golo de bandeira. Enfim, com o Braga sentimos o verdadeiro impacto do empate, miseravel, com o Moreirense, pois se os compararmos o de ontem, este, até se aceita.

    ResponderEliminar
  9. Sempre achei que o FCP não tinha plano B. Na pré-época era sempre do mesmo. Depois de 1 ano a treinar o FCP, devia saber que é preciso jogar mais à frente e ter, talvez, um esquema com 2 avançados.

    ResponderEliminar
  10. Este treinador não aprende com os erros. O nosso domínio foi só aparente. Oportunidades foram poucas e o guarda-redes deles nem teve muito trabalho. Jogamos com pouca velocidade e sempre para trás e para o lado dando tempo ao adversário para se recompor. Temos pouca gente na área e isso não é admissível principalmente a jogar em casa. No campeonato português era o que mais faltava não ganharmos os jogos em casa por isso esse recorde a mim não diz nada. Nos jogos mais difíceis perdemos ou já se esqueceram disso? Sporting na taça e Benfica no campeonato. Não nos enganemos pois com este pseudo treinador vai ser mais um ano de seca. Acordem!!!

    ResponderEliminar
  11. Ontem ficou um bocado evidente para mim que o Sporting vai ser campeão. O Benfica está mais que visto que está arredado do campeonato. O Porto vai ser igual ao ano passado, a fazer poupanças na liga para a Champions e a perder pontos enquanto o concorrente directo, Sporting, tal como o Benfica o ano passado, se foca exclusivamente no campeonato e roda jogadores na Europa e no final há-de ter perdido menos pontos. Quanto ao Lopetegui, no final vai mais uma vez provar que apesar de boas campanhas europeias não consegue dar aos adeptos aquilo que eles querem: títulos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E preciso ver que o sporting ontem viveu da sorte de marcar a cada oportunidade que teve, e sem precisar de as construir. O que envergonha ainda mais a tarefa do porto, que se contra estes dois rivais nao ganha, nunca ganhará.

      Eliminar
    2. Percebes muito pouco...
      O cheirete que o Scp deu ao Slolb ....é Sorte?

      Eliminar
    3. Paulo Sérgio Portugal Malheiro

      Não vi o jogo dos da capital.
      Mas dizer que aquele 1º golo não é sorte/FRANGO..........................

      Ainda por cima, vindo do Júlio César, GR que fez uma grande época o ano passado e que continuava esta época em grande forma, até Domingo passado!

      Quanto ao resto, não vi, não falo!

      Eliminar
    4. Navega e Carrela,

      Ter eficácia não é ter sorte, é jogar para ganhar. O Benfica foi eficaz o ano passado no Dragão. Quem foi o campeão no final? O erro do Júlio César foi igual ao erro da defensiva Portista no lançamento do Maxi Pereira o ano passado no Dragão: aselhices de quem no fundo é candidato mas não tem estofo de campeão. Os campeões fazem-se de eficácia. Eu sou Portista, não tenho prazer nenhum em estar a dizer isto. Mas estou a constatar a realidade. As palavras do Lopetegui no final, "tenho a certeza que vamos ser campeões" é mais do mesmo. Está a dizer aquilo que no fundo ele próprio já começa a duvidar. Foi assim no Estoril o ano passado. Espero estar enganado, mas não é isso que pressinto.

      Eliminar
    5. @Paulo Sérgio Portugal Malheiro
      Basta ver os golos para ver que surgiram de lances de sorte, não estou a dizer que não mereceu nem que não jogou bem, mas que teve a sorte do jogo teve, se 3 remates á baliza (2 deles de ressalto) dão 3 golos não é sorte, então realmente percebo muito pouco.

      Eliminar
    6. Volto a afirmar não percebe nada! Situações daquelas 1x0 o jogador estava lá! Fez o movimento!
      Ainda bem que reconhece ! Resumir os 3 golos a sorte...é estupidez enorme!
      Veja as movinentações dos jogadores do Scp e a inépcia dos jogadores das galinhas

      Eliminar
    7. Paulo Monteiro

      O problema é confundir erros individuais com colectivos!
      Vai-me desculpar, mas por muito que se queira bater num treinador, apontar erros individuais não é o caminho!

      O mesmo para a eficácia...

      Claro que no limite há sempre influência, nem que seja pela motivação...
      Será isso que nos falta? Será por isso que chiclas tem um bruxo(motivador) será isso que nos falta? :)

      Eliminar
    8. Carrela

      O que são erros colectivos? Só se forem erros na abordagem ao jogo e nesse caso os erros colectivos são na mesma erros individuais porque não deixa de ser um erro do treinador que é quem decide a abordagem ao jogo. Será um erro colectivo um lance em que mais de um jogador falha? Porque nesse caso o primeiro golo do Sporting foi um erro colectivo do Benfica: passe para o adversário (de um jogador que creio ser o André Almeida) que desmarca o colega e a seguir saída insegura do Júlio César. Os erros individuais surgem da insegurança e da tal falta de estofo de campeão, e tanto surgem num jogador como em dois ou três porque a insegurança estende-se a toda a equipa. Você acha mesmo que algum jogador do Benfica desde o inicio da época acredita que vai ser campeão? Na teoria todos dizem que são candidatos, mas na prática, em privado todos devem admitir que é muito difícil. Não é motivação que falta ao Porto, o que falta é um treinador, que pode muito bem ser o Lopetegui, a incutir nos jogadores determinação que traz confiança que por sua vez se traduz na eficácia dos campeões. A rotatividade pode ser feita, mas a mensagem que os jogadores recebem dessa rotatividade não pode ser que foi feita porque o adversário é fraco.

      Eliminar
  12. ...peço desculpa, oh Luís Claro não o vi por aqui na vitoria contra o Chelsea....esteve? Não o vi, se calhar esteve, mas provavelmente escreveu que houve demérito dos ingleses....maldito basco não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Respeito quem defenda o treinador. Se concordo? Não. Dois anos seguidos a receber elogios por parte de alguns adeptos e qual é a retribuição? Zero títulos. A vitória sobre o Chelsea? Mas que Chelsea? Aquele que está a fazer uma época deplorável a todos os níveis e que mesmo assim em 10 minutos que acelerou o ritmo conseguiu marcar um golo? O Porto agora vive de vitórias esporádicas? Uma vitória sobre o Chelsea apaga o resto?

      Eliminar
    2. Chelsea que podia ter empatado...se o árbitro marca o penalty de Marcano!

      Eliminar
    3. Sim, e se o mesmo árbitro tivesse marcado 1 dos 3 livre perigosos que ficaram por marcar a nosso favor (e cartão) tinha-mos marcado também!
      Afinal de contas o golo deles foi de bola parada e de livre!

      Que lógica da batata...

      FOMOS MELHORES, MERECEMOS GANHAR! Qual a dúvida?

      Eliminar
    4. Oh amigo Luis Claro, para os seu lados deve estar muito "escuro", então dois anos é? que eu saiba nem a meio da época vamos. Deixe de criticar só por criticar ou porque não gosta do treinador. É obvio que o porto perdeu o fulgor que tinha devido à paragem para jogos de selecção, isto volta tudo ao normal não se preocupe.

      Eliminar
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    6. Relativamente às bolas paradas? Desde quando é que o Porto cria problemas ao adversário? Por vezes cantos a favor do Porto dão em contra ataques perigosos por parte dos adversários. Já se esqueceram no ano passado quando o Fabiano foi expulso? Derivado ao quê? A um canto mal aproveitado por parte do Porto.

      Eliminar
    7. O Chelsea este ano tem sido o bombo da festa meu caro. Por muito Portistas que sejamos não podemos deixar de reconhecer esse facto, ganhámos a um Chelsea muito peculiar.

      Eliminar
    8. A minha opinião é similar ao Luis Claro quem defende o treinador respeito se bem que acho é que não querem ver a realidade nua e crua ele não serve para o FCP.

      Eliminar
  13. 3 empates do FCP... denominador comum: R.Neves no banco! O Danilo é bom, mas começar com o RN6 é estar sempre mais perto do golo....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais. Foi aí que perdemos o jogo. Sim perdemos, porque para mim empatar em casa com o braga é uma derrota. Ainda mais quando o treinador se lembra de inventar.

      Mário Dias

      Eliminar
    2. peço desculpa, oh Luís Claro não o vi por aqui na vitoria contra o Chelsea

      O Chelsea já ganhou algum jogo esta temporada? É que se acha que é um grande feito ganhar ao Chelsea, há por aí muita equipa badameca que se pode vangloriar.

      Eliminar
    3. Eu não disse que tinha sido um grande feito. Aliás até digo que o Chelsea esta época tem sido deplorável

      Eliminar
    4. Peço desculpa Luis Claro, não era para si. Era para quem em tom provocatório o questionou e que acha que só ele é que tem o monopólio de falar de cátedra como portista.

      Eliminar
  14. Os defensores de Lopetegui falam tanto em domínio avassalador, oportunidades flagrantes de golo, que eu tive de ver o jogo agora na televisão, para confirmar que oportunidade só tivemos a do Tello que desta vez até executou bem e o GR do Braga teve mérito e um remate do Aboubakar por cima da barra, mais nada. Poderei estar errado, pois dá-me a sensação que adormeci a rever o jogo, tanto era o passe para o lado e para trás. Ou seja, isto é mais do mesmo que vimos na época transacta. Treinador incompetente que quer protagonismo e abomina jogadores criativos que resolvem jogos à revelia das suas instruções. Ainda ontem após a lesão de Brahimi, o que conseguimos criar? Zer. Zero de ideias, zero de jogo, zero de qualquer rasgo individual.
    Ainda censuram os assobiadores por não pactuarem com esta vergonha? Os adeptos no próximo jogo no Dragão, deveriam aos 20 minutos de jogo, não fazer o minuto 70 como muitos preconizam, mas vaiar veementemente durante 1 minuto para que a SAD, Lopetegui e os próprios jogadores nunca mais se esquecessem que o Porto sem os adeptos não é nada.

    ResponderEliminar
  15. Muito bem analisado Luis Claro

    ResponderEliminar
  16. Bom dia! Vamos deixar de tapar o sol com a peneira...
    Lopetegui não sabe mais! Os assobios surgem com facilidade pelo modelo de jogo de posse! A perder ou a empatar andamos a trocar a bola....e a passar para o lado e para trás! Deja Vu? Exatamente o ano passado o jogo na Luz!

    ResponderEliminar
  17. Um reparo ao TdD.
    Nenhum resultado que seja a vitória do FC Porto no Dragão é aceitável. Não pode numas crónicas defender que no Dragão mandamos nós e noutra dizer que se aceita esta empate.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  18. e na madeira vamos ter como seria de esperar o paixao, era o capela ou o paixao, a direçao esta amorfa e sem dinamica, alias no proprio benfica ja existem pessoas que estao a dizer o mesmo da sua devido a capacidade interventiva do sporting. Esta escolha de vitor pereira foi cirurgica e com as ajudas que lopetegui lhes da estou com muito medo que tenhamos o campeonato perdido a 9ª jornada.

    ResponderEliminar
  19. o porto devia perder e empatar mais vezes para o blog ter mais comentarios

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é uma reaçao natural, sao desabafos, estados de alma.

      Eliminar
    2. Ainda bem que o blog tem muitos comentários nas derrotas, é sinal que a malta não anda a dormir e continua a colocar a estrutura em sentido. Não percebo é a postura de apoio cego e incondicional nos adeptos. Com os negócios que o Porto faz e tem feito, o clube não tem sido bem gerido, continua refém de dividas. E mesmo nessa má gestão, com supostos craques caríssimos, não ganha campeonatos? Eu pergunto porque é que o André Gomes e o João Mário não estão hoje no Porto? Onde estão os craques que tiraram o lugar a esses dois jogadores nas camadas jovens Portistas? O que é que andou a ser feito durante anos e anos na formação Portista? A direcção negligenciou a formação durante anos para se focar nas negociatas que não enriqueceram o clube, só os bolsos da estrutura e dos fundos e empresários. Esta é a verdade. Agora que foi preciso começar a apertar o cinto aparecem Rubens Neves, André Silvas, etc... Mas para quê? Para formarem mística? Uma equipa? Não, para serem valorizados e vendidos à primeira oportunidade para o clube cumprir com as obrigações. Não me interessa que o clube compre craques sul-americanos se lucra muito pouco com eles enquanto deixa fugir os craques Portugueses que podiam pertencer na totalidade ao clube, sem fundos pelo meio a exigirem para si uma bolada de dinheiro.

      Eliminar
    3. A verdade é que fundos, empresários e estrutura vão todos dar ao mesmo: alguém que usa o clube para valorizar os seus activos. Agora, enquanto o clube vai ganhando jogos e títulos, o adepto vai andando entretido, distraído, iludido a celebrar. Agora, quando em campo as coisas começam a correr mal, o adepto começa a somar 2 + 2 porque não é burro.

      Eliminar
  20. O jogo interior do FCPorto é inconsequente e quase diria inexistente. O plano de jogo faz-me pensar que por vezes estou a assistir a um jogo de andebol em que a bola vai de um extremo ao outro na tentativa que este último tenha espaço para entrar na área. Normalmente a transição é tão lenta que quando a bola lá chega, a marcação do adversário já está organizado, o extremo não tem espaço para progredir e volta a fazer o mesmo - virar o jogo para o lado oposto de uma forma lenta em que são envolvidos quase todos os jogadores. Esta falta de jogo interior por vezes leva ao nosso desespero quando vemos os centrais a trocarem a bola entre eles lentamente porque não têm linhas de passe.
    Defendo o 4-3-3 contra equipas de nível semelhante e que jogam o jogo pelo jogo, visto que aí os nossos extremos têm espaço para "criar" e são perigosos. Mas contra equipas muito fechadas lá atrás (reconheço que não esperava que o braga jogasse com o autocarro), os extremos ficam sem espaço e tornam-se inconsequentes. Nesses casos defendo que deveríamos usar um 4-2-3-1 com Casillas, Maxi, Maicon, Marcano, Layun, Rúben Neves, André André, Tello, Brahimi (a 10), Corona, Aboubakar.
    Brahimi e Corona poderiam durante o jogo alternar na posição 10 e de extremo-esquerdo.
    Tello não me convence mas neste momento não temos mais extremos, eventualmente Bueno (tem boa técnica e chegada à área) poderia jogar a 10 com Brahimi e Corona nas alas.
    Uma última palavra para Imbula, é urgente que se comece a soltar e a ganhar confiança e intensidade. Reconheço qualidades físicas e técnicas interessantíssimas, mas tem que se enquadrar e ganhar mais vida... Neste momento não acrescenta nada de relevante a não ser capacidade física, não o vemos com confiança para fazer aquelas arrancadas nas transições que são a sua imagem de marca. Será falta de confiança ou ordens do banco?

    ResponderEliminar
  21. Caro Tribunal,
    Antes de mais, queria dar-te os parabens pelo blog. Acompanho sempre mas nunca tinha participado...
    Queria deixar a minha opiniao em alguns pontos:

    - Lopetegui tem alguns méritos nesta equipa, é inegável. Sobretudo na politica de contratações. Podemos discutir se gostamos de tello, casillas, casemiro, adrian lopez. Mas dificilmente jogadores deste nível (pelo menos teórico) algum dia jogariam no porto se nao fosse por ele.
    Os holofotes espanhois estao virados para nós, não para Portugal, para o FCP.

    - Não aceito, e acho que nenhum de nós pode aceitar, que o nosso treinador use o argumento que "A jogar assim ganhávamos 90% dos jogos". Sobretudo porque a exibição não foi boa. Boa seria criarmos 6 ,7, 10 boas oportunidades de golo. Estamos já no 5ª ano consecutivo em que as derrotas/resultados menos bons sao justificados com o árbitro, com a equipa adversaria que so defende, com a relva, com o azar.

    - Não há nada de mal em ser teimoso. Naturalmente, Lopetegui não pode fazer as vontades aos adeptos ao meter este ou aquele ou jogar assim ou de outra forma. Tem as ideias dele e é fiel a elas. sinceramente acho muito positivo. Problema? Em 1 ano e meio parece-me, pessoalmente, que essas ideias não poe o FCP a jogar bom futebol e que não tem qualidade para um Grande clube como o FCP.

    - Para que quero ver o meu clube ter 60% posse de bola e chegar ao fim 0-0 ou entao ganhar num rasgo individual de Brahimi ou do Aboubakar? Para nada... Daí que VP tenha tido tambem esse problema. Muita posse, pouco interesse, vitorias sem o sabor que queremos.

    Falo por mim, podem criticar naturalmente, quero um treinador que saiba o que realmente o FCP ja foi e que se adapte ao que o FCP é e nao adaptar o FCP ao que o treinador é ou quer parecer ser. Por muito que me custe admitir, estará na altura de renovar a nossa Presidencia.
    Demasiadas decisoes (muito discutiveis) nos ultimos anos.

    Um abraço e desculpem o texto extenso.
    João Silva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Silva um texto extremamente ilucidativo. Era bom que todos tivessem era clarividencia.

      Saudações portistas.

      Eliminar
  22. olha desta vez ta bom isto, muitas opinioes, muito debate, o porto interessanos mesmo muito, sentimos isto pra caraças., BOA!.

    ResponderEliminar
  23. Tdd a pouca vergonha continua. Então não é que a marioneta da associação recreativa e cultural do Alto dos Moinhos nomeou Bruno paixão para o jogo União x Porto? Uma vergonha. Já chega pelo amor de Deus. É demasiado evidente. Se já assim o Porto se dá mal na Madeira mais difícil se torna quebrar o enguiço com este projecto de ser humano arbitrar o jogo. É que se o Porto perder o jogo e associação recreativa e cultural do Alto dos Moinhos ficam em igualdade pontual. Não esquecer que tem um jogo a menos precisamente contra o União. Já não há paciência para isto.

    ResponderEliminar
  24. Muito já se disse e para todos os gostos...a mim o futebol de Lope não me convence e muitas vezes me causa sono...é apenas uma opinião...mais uma! VP foi tão duramente criticado e fomos 2x campeões. E com este Sr. o que é que já ganhamos? Ou melhor o que iremos ganhar? Só mais uma: vejam a diferença dos lagartos com Jesus...evidências não se podem contestar...pensem nisso!Sempre FCPorto!!

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.