segunda-feira, 22 de maio de 2017

«Mas uniu o grupo»

Percentagem de vitórias dos treinadores do FC Porto nos últimos 12 anos:
1. André Villas-Boas 84,48%
2. Vítor Pereira 69,89%
3. Julen Lopetegui 68,83%
4. Jesualdo Ferreira 67,20%
5. Co Adriaanse 64,44%
6. José Peseiro 59,09%
7. Paulo Fonseca 56,76%
8. Luís Castro 56,25%
9. Nuno Espírito Santo 55,10%

29 comentários:

  1. Boas..

    Não sei o que o FCP está à espera para ir buscar o Leonardo Jardim. Se o PdC estava disposto a uma pequena loucura financeira pelo Jesus, então é hora de a fazer para o Leonardo Jardim, com a vantagem de que o madeirense aposta na formação e isso poderá ser um ponto muito importante nos anos a vir, para o FCP.

    Terminada a época, está mais do que visto que o NES não tem (ainda) categoria suficiente para ser o timoneiro do FCP. Agradeço o seu esforço, mas está na hora de ser homenzinho e seguir o seu rumo.

    Cmpts

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente impossível neste momento.

      Eliminar
    2. O Leonardo Jardim já disse estar pronto para deixar o AS Monaco, o Bernardo Silva, o M'Bappé, o Lemar, o Moutinho, o Fabinho, o Falcao para vir ao FC Porto treinar o Depoitre, Boly e João Teixeira. Hehe.

      Agora mas a sério. Não temos poder financeiro para treinadores desse calibre. Jardim era 4/5 atrás. Se calhar até é tarde demais para um Conceição. Triste, mas é a realidade.

      E é pena, porque precisamos de um treinador top. Com toda urgência, mas também e sobretudo de um SAD que pensa o futebol e o clube a longo prazo e ao abrigo de interesses individuais.

      Eliminar
    3. Primeiro, os treinadores não são como pacotes de arroz numa prateleira de supermercado, à espera de serem levados por alguém que os queira. O Leonardo Jardim foi campeão, e o Mónaco tem um orçamento bastante superior ao do Porto. Por isso, não vejo a tentação que o Leonardo Jardim possa ter em regressar a Portugal. Segundo, na altura em que (supostamente) o Porto teve interesse no Jorge Jesus, o salário dele não era o de agora. Agora é uma loucura, e como se vê, não é garantia de vitória.

      Eliminar
    4. Boas...

      Permitam-me discordar de ambos. Comparar o prestígio de treinar o FCP com o de treinar o Mónaco, é no mínimo discutível.

      Esta vitória do Mónaco no campeonato, teve mais de incompetência de Unai Emry do que outra coisa. Comparar o plantel do PSG para o do Mónaco é como comparar o plantel do FCP com o do Marítimo.

      Depois não podemos esquecer que com esta boa época do Mónaco, os jogadores mais importantes e valiosos, estarão invariavelmente de saída. Mbappé, Bakayoko e os dois laterais são neste momento muito cobiçados. Com o city a avançar para Alex Sandro, não vejo neste momento um lateral esquerdo melhor que o do Mónaco. E depois não nos podemos esquecer que o Mónaco não é um clube apetecível para as vedetas desta Europa, isto é, por muito dinheiro que o Mónaco possa ter ou ganhar, não vamos ver um Higuain ou Ronaldo a representar o Mónaco.

      Portanto o Leonardo Jardim muito provavelmente terá de refazer uma equipa "de novo" e jogadores como Mbappe não aparecem debaixo das pedras todos os anos.

      Eu continuo a achar que o FCP, se tiver interesse, poderá ter uma palavra a dizer com o Leonardo Jardim.

      Cmpts

      Eliminar
    5. Um conjunto de disparates sem nexo, sem contacto com a realidade. O Mónaco acabou de recusar um oferta de 120M pelo Mbappé vinda do RM.
      O russo dono do Mónaco já disse que não está vendedor, que o clube tem muito dinheiro e só irá deixar sair alguém se esse alguém quiser sair. Treinador incluído.
      Penso que único que saia seja o Bernardo para o MU. Se ele quiser.

      Eliminar
    6. Realmente dizer que o Mónaco rejeitou uma proposta de 120 milhões não é nenhum disparate. Va-me dizer o caro anónimo que estava lá na reunião em que foi rejeitada essa proposta?

      Ou será que o Mbappé prefere o Mónaco ao Real Madrid?

      Os jogadores vão sair do Mónaco porque sabem que uma época como esta poderá não se repetir assim tão cedo.

      Eliminar
  2. Palavras para quê?
    Esperemos que a SAD veja o mesmo e finalmente contrate um treinador, adjuntos e guarda redes está visto que não dá......

    ResponderEliminar
  3. Agora falta ver quem vem. Não me acredito que venha o Leonardo Jardim. Seria a escolha certa, como já o teria sido no ano passado em vez de vir o NES, mas desta direção já não espero decisões acertadas. Em poucas épocas a memória que Pinto da Costa poderia deixar enquanto presidente do nosso clube está indelevelmente a ser manchada por erros de gestão uns atrás dos outros, quer ao nível desportivo, quer ao nível financeiro que vão complicar ainda mais a vida a quem vier a seguir.

    ResponderEliminar
  4. Ou seja, dos ex-treinadores acessíveis ao Porto o Vítor Pereira é o melhor.

    ResponderEliminar
  5. Ir buscar o LJ ? Esse coimboio já passou. Onde é que nós no estado em que estamos actualmente, podíamos ir buscar o LJ ?

    ResponderEliminar
  6. Um erro corrigido não deixa de ser um erro cometido.
    Vem aí outro projecto de treinador ou vamos finalmente apostar num treinador que dê pontos e dinheiro ao clube, ao fazer a equipa subir uns bons patamares em termos de qualidade e resultados?
    NES nunca deveria ter vindo, pelo cv, pelas atitudes, pelo desinteresse que sempre demonstrou em defender o clube.
    Que venha o proximo e que a SAD prepare melhor a temporada do que preparou a anterior...

    ResponderEliminar
  7. e o mais incrivel é qeu ainda existiam adeptos Portistas que defendiam a sua continuidade. Ter uma bom imprensa realmente dá jeito...mesmo quando 95% da mesma apenas quer o mal do FCP. Gozam com eles e eles ainda comem tudo.

    ResponderEliminar
  8. na percebe nada de futebol, nunca sera noingiem como treinador.

    ResponderEliminar
  9. NES falhou em alguns momentos da época, talvez até mais na comunicação do que na tática - apesar de não se entender como chegamos ao final do campeonato sem meio campo definido -, mas foi essencialmente penalizado por um ataque que, ao contrário da defesa, pareceu sempre nervoso. O estranho caso Brahimi, que só jogou na segunda parte da época também ajuda a explicar alguma falta de experiência, mas nesse caso o problema não parece vir de NES mas sim mais acima.
    Como sempre, paga o treinador, aquela figura que no Porto dos últimos anos (desde VP) não parece ter suporte da direção ou dos adeptos nos momentos críticos.
    Desejamos mais sorte e apoio ao próximo. E que lhe dêem um avançado que a meta lá dentro, porque no fundo esse foi o problema em momentos chave da época.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. finalmente ao fim de 8 meses voltei a ter esperança.. não quis ser deita a baixo durante este tempo, fui me abstraindo das coisas, mas foi sempre bem visível que não íamos ganhar nada nem sequer jogar um bom futebol..mas os 'anti-armada espanhola', para não terem de engolir alguns sapos quiseram me convencer de que isto estava muito melhor que o Nes estava a fazer um optimo trabalho..espero que estejam satisfeitos!
    NES muito educado de língua mas vazio de valores e de essência, sem grande capacidade estratégica, não soube aproveitar o que tinha, não valorizou os jogadores antes pelo contrário encostou e queimou vários..uniu o grupo?! não foi isso que me pareceu no final da época! em suma NES teve todo o apoio e falhou em toda a linha.
    vejo muita gente apontar o dedo a PC pelo falhanço dos últimos anos.. e aquele 'midas' o grande responsável pela ultimas conquistas da europa e do titulo as escuras, onde é que ele anda? não foi ele que preparou esta época(como as ultimas) e deu de frosques!esse já ninguem lhe aponta responsabilidades pelo fracasso, não quero com isto atestar imunidades do PC a elas tambem. ele tambem já fez muita besteira no passado mas acredito que PC seja a pessoa certa para levar o barco a bom porto outra vez.
    a meu ver deveríamos investir num bom treinador e capaz de fazer a diferença, não adianta muito investir num bom plantel para ter um treinador fraco que só vai desvalorizar o investimento..e como a situação financeira não é a melhor investir no treinador deverá sair mais em conta, mas há sempre ses..
    gostava de pellegrini, vilas boas, jardim, entre outros que me parece um pouco utópico dadas as circunstancias..acho que pedro henriques, sergio conceição, jesualdo ou até mesmo pedro emanuel a falta de melhor serão certamente melhores escolhas do que o Nes seria se continuasse.. vamos lá ver o que vai sair desta nova estrutura com o luis gonçalves e o joao pinto!
    força porto recorda-te o teu passado e encontraras o caminho para o futuro

    ResponderEliminar
  12. Pessoal quem se der ao esforço de pesquisar sobre o Paulo Sousa vão perceber que não vale a pena inventar! Ele é o homem certo. Para começar é português e tem as vantagens de um treinador estrangeiro sem ter os defeitos! Bem como o contrário tem as vantagens de um treinador português sem ter os defeitos. Já foi campeão, já ganhou taças, tem experiência em competições europeias, mete as equipas a jogar um futebol atrativo e tem a experiência de uma liga difícil como a Italiana onde com um plantel fraco conseguiu bons resultados. Como bónus tem o facto de ñ ser um treinador muito caro, quer no ordenado quer na contratação. Acho que a grande dificuldade é a concorrência, porque com as qualidades de PS ñ vamos ser os únicos a querer contratá-lo!

    ResponderEliminar
  13. É possível arranjar a percentagem de derrotas ?

    ResponderEliminar
  14. Os portistas desiludem-se porque, antes, se iludem. Alguma vez o Jardim, nesta fase da carreira, regressa a Portugal? Com expectativas irrealistas, depois todos parecem segundas escolhas. Por mim, vem o Paulo Sousa...

    ResponderEliminar
  15. Eu acho o mesmo e venho a dizer o mesmo há muito tempo. O NES é o pior treinador a nível tático que tivemos nestes últimos 5 anos. Nunca vi a equipa a jogar tão mal, só talvez no tempo do otávio machado... Mas enfim, pelo menos foi embora a tempo de planear de raíz a nova época. Fala-se em muitos treinadores, espero que o PdC não venham com surpresas que ninguem está à espera tipo Peseiro, mas que realmente contrate um dos treinadores decentes de que se fala. Os meus favoritos, portugueses, são o Marco Silva e Paulo Sousa. Internacionais gostava do Emri ou o treinador do celta de vigo.

    ResponderEliminar
  16. Se conseguiu fazer pior que Luís Castro, Paulo Fonseca e José Peseiro e ainda assim garantiu o 2º lugar e oitavos da Liga dos Campeões, merece os parabéns e obrigado por ir embora.

    ResponderEliminar
  17. O Leonardo Jardim já está fora do alcance de qualquer clube português.

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  19. Quem sugeres que venha a seguir? Era ótimo se fizesses uma análise rápida antes da "decisão" ser oficialmente tomada.

    ResponderEliminar
  20. Deve ser português para entender o Porto e os seus adeptos. Nuno foi uma evolução com relação ao Lopetegui, apenas nesse aspeto. Paulo Sousa ou Rui Jorge. Apesar de que neste momento nenhuma opção nos irá deixar satisfeitos até que comecem as vitórias.

    ResponderEliminar
  21. Primeiro tem que ser um treinador campeão. Depois tem que demonstrar consistência ao longo dos anos. Tem que ser realista e aceitar trabalhar com um orçamento apertado e potenciar jogadores.
    Acho que o leque é miseravelmente curto. Falta perguntar quem neste leque está para aceitar o "cemitério de sonho" e voltar a transformá-lo num trono.

    ResponderEliminar
  22. Também gostava de Manuel Pellegrini, ele que até chegou a ser falado para o FCP antes do Manchester City, pois as suas equipas costumam apresentar um futebol muito envolvente. Mas estando na China deve ser impossível. Outro estrangeiro que gostaria seria Lucien Favre. Paulo Sousa e Marco Silva não me parecem más opções também. Contudo gostava de um treinador já com créditos firmados. Um treinador que não apresente margem para dúvida. O importante seria o timing da contratação(foi despedido e está disponível, pretende um novo projeto)pois este tipo de treinador não é acessível. O problema é que actualmente não há treinadores disponíveis e todo o tempo é precioso. Mesmo que surjam mais treinadores nestas próximas semanas, as ofertas de outros clubes serão mais que muitas e torna-se complicado contratar um treinador que seja primeira escolha. Depois de contratado um técnico com qualidade a partir daí formava-se uma equipa, o que provavelmente demorará uns 2 ou 3 anos. Neste caso é mesmo mais fácil falar do que fazer. Provavelmente já deveriam ter preparado esta situação. Vamos ver o que acontece nas próximas semanas.

    ResponderEliminar
  23. Com essa percentagem e conseguiu golear a roma, golear o campeão inglês, oitavos sem levar 6, ser vítima do campeonato mais sujo de sempre, plantel jovem e inexperiente, lutou até ao fim pelo campeonato, melhor defesa/ataque durante o campeonato... E pronto é isto que temos, que mal anda o Portismo.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.