terça-feira, 8 de março de 2016

Um problema para resolver

21 golos sofridos em 25 jornadas. Aquela frase muito conhecida de que «os ataques ganham jogos e as defesas campeonatos» faz sentido, pois a última vez que o FC Porto conseguiu ser campeão tendo tantos golos sofridos foi no ano do penta, em 1999. Porquê tantos golos sofridos?

Ironia do destino, na pré-época o otimismo era imenso:


Mas a baliza passou a ser um grande problema. Casillas leva 21 golos sofridos em 25 jogos no campeonato, enquanto Fabiano, há um ano, sofreu apenas 11 em 27 jornadas. A culpa é do guarda-redes? Não. A baliza, na verdade, é um problema: não pelo guarda-redes, mas pelos defesas que tem à frente e pelo modelo de jogo do FC Porto.

Em 2014-15, o FC Porto teve a melhor defesa da Europa. Não é mentira que isso se devia, em parte, ao modelo de Lopetegui, de transição lenta e que deixava a equipa menos exposta a riscos. Mas já esta época a equipa tinha piorado defensivamente, ao sofrer 19 golos em 25 jogos com Lopetegui.

Os muitos criticados centrais deste ano são os mesmos da época passada, exceção feita a Chidozie (cuja contratação/renovação será oportunamente analisada num próximo post). Casillas, à partida, é melhor guarda-redes do que Fabiano. Mas desportivamente Casillas não iria dar muito mais do que davam Helton ou Fabiano. A  sua contratação foi a oportunidade de ter uma lenda do futebol mundial nos quadros do FC Porto, e foi compreensivelmente aproveitada. Mas era quase impossível o FC Porto fazer melhor defensivamente do que em 2014-15. Casillas já deu e já custou pontos ao FC Porto no campeonato, como todos os guarda-redes que por cá passaram. Raramente é pelo guarda-redes que o FC Porto é ou deixa de ser campeão.

Foi nas laterais que ocorreram as mudanças mais significativas. Em termos ofensivos, Layún garante muito mais do que Alex Sandro; na comparação entre Maxi e Danilo, Maxi rende tanto ou mais nas assistências, mas tem menos golo. Defensivamente, pode-se admitir alguma perda, pois há uma diferença entre ter dois internacionais brasileiros, um pelo qual o Real Madrid paga 31,5M€ e a Juventus 26M€, e ter um lateral que veio do Watford e outro que só teve uma boa proposta (desportiva e financeiramente) depois de 8 épocas no Benfica. Mas certamente que não é por Maxi ou Layun que o FC Porto passou a sofrer o dobro dos golos.

O que sobra? O papel dos médios e dos avançados no processo defensivo? Ou uma mera série de erros individuais que os jogadores do FC Porto não cometiam na época passada (ou seja, um problema de confiança/concentração)?

O FC Porto sofre golos há seis jornadas consecutivas, algo que não se passava há 10 anos, e sofreu 3 golos em Braga, o que não acontecia desde o assalto à mão armada de Bruno Paixão em Barcelos (há mais de 4 anos). Era sabido que, com a forma de jogar de José Peseiro, a equipa passaria a sofrer mais golos, em detrimento de marcar mais e ter mais ocasiões de golo (algo que não se tem passado, mas isso seria tema para outra conversa). Mas a verdade é que grande parte dos golos que o FC Porto tem sofrido não se devem à exposição do modelo de Peseiro, mas sim a erros individuais. Demasiados erros.

O FC Porto passou de uma equipa de top a nível defensivo (mesmo sem nunca ter sido uma equipa defensiva) para uma equipa à qual qualquer adversário consegue marcar. O que tem faltado? Quiçá isto: voz de comando na defesa. Um guarda-redes e uma linha defensiva que estejam em completa sintonia, que saibam dobrar os erros uns dos outros, na qual se sinta confiança mútua.

O FC Porto não tem, neste momento, uma voz de comando na defesa. E também não tem golos sofridos na Taça de Portugal, onde Helton fez todos os jogos até ao momento. Estejam à vontade para unir os pontos. Julgávamos que a baliza tinha deixado de ser um problema, mas a defesa - ou a forma de defender - passou a ser um problema ainda maior. Seja por falta de qualidade, modelo de jogo ou erros individuais. E nenhuma equipa ganha títulos com problemas desta dimensão.

Pergunta(s): Qual a causa/solução para tantos golos sofridos?

32 comentários:

  1. Eu concordo que o problema maior é a falta de comando.
    Helton deveria ser titular só por causa disso, é um GR que está constantemente a corrigir marcações na defesa.
    Junte-se a isso a saída de Maicon, que não era tão interventivo como Helton mas era sempre mais interventivo que qualquer outro dos nossos defesas, e esta época perdemos os 2 jogadores que ainda organizavam a defesa dentro do campo.

    ResponderEliminar
  2. Ano passado sofríamos pouco porque a bola andava a circular pelos pés dos médios e dos defesas. Podia não ser produtivo, mas o adversário também produzia pouco. De um momento para o outro, a equipa que fazia 50 passes para fazer uma jogada, vê-se com dificuldades para fazer 4 seguidos. Nem Indi nem Marcano são centrais ao nível do que já tivemos no passado. Não são eles o problema, mas também fazem parte.
    A jogada do primeiro golo em Braga revela um erro tremendo do Marcano. Mas o lance tem origem no meio campo com uma perda de bola do Ruben Neves. É difícil encontrar a origem do problema porque parece haver em todo o lado.
    É quase como se um vírus estivesse a afectar este clube. Desde direção, jogadores, adeptos... parece um pesadelo que nunca mais acaba.

    ResponderEliminar
  3. Os pontos são fáceis de unir. E não, o problema nunca foi a baliza. A única diferença palpável entre o campeonato e a Taça de Portugal está na qualidade dos adversários. Enquanto no primeiro se vão apanhando adversários minimamente competentes, no outro assistiu-se a uma sucessão de embates com presas fáceis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, penso que na taça o Porto só apanhou adversários da 2a liga, à excepção do Boavista (que para lá caminha talvez)..

      Eliminar
  4. Relativamente ao problema da defesa, penso que o problema se trata principalmente por falta de qualidade dos intervenientes que teimam em apresentar erros individuais gritantes a cada jogo que passa. Marcano chegou de um Rubin Kazan que não o queria, Martins Indi habituado a um esquema de 3 defesas e sem atributos físicos por aí além, Maicon sempre foi o central mais fraco das duplas de que fez parte (Rolando, Otamendi, Mangala) e ficamos por aqui.. Chidozie no ano passado era trinco, Reyes e Lichnovski nunca serviram. Numa equipa que tem para mim o melhor trinco do campeonato (Danilo Pereira) não se justifica a quantidade de golos sofridos. Por fim, chegamos a baliza onde estou muito agradecido ao Casillas pela disponibilidade e vontade de vir para o FCP mas não acrescenta nada e continua com a mesma crise de auto-confiança que o assolava no Real Madrid, pelo que pode bem sair no final da época para dar lugar a Gudiño, Helton ou Fabiano que certamente farão igual ou melhor e bem mais barato, e com maior ligação com os colegas da frente.

    Uma nota final: as estatísticas de jogo do FCP são do mais pálido que tenho visto e demonstra bem a falta de respeito das outras equipas para connosco. Número baixíssimo de faltas e recuperações de bola, e quando finalmente recorrem à falta é sempre em desespero de causa (a dar quase sempre amarelo).. Volta Bruno Alves e Paulinho Santos para mostrar a este pessoal o que é meter respeito em campo!

    ResponderEliminar
  5. A causa? Investir 20M num jogador (Imbula) para uma posição onde já havia excedentários e 0M em centrais, quando era sabido que os 3 que tínhamos eram medianos (Indi) ou medíocres (Marcano e Maicon). Chama-se irresponsabilidade na construção do plantel. A solução? Arranjar alguém responsável para liderar o clube, do ponto de vista desportivo: que saiba contratar, com critério, antecipação e para as necessidades efetivas do plantel. Essa pessoa seria o contrapeso ideal aos especuladores que atualmente gerem a política desportiva do nosso clube.

    ResponderEliminar
  6. Como disse e bem, creio que o problema não se centra na baliza ou nas laterais. Para mim, e isto vem de há muito tempo, o problema tem a ver com a ausência de centrais de topo e de categoria. O FC Porto, na sua era "moderna", mais recente, sempre se pautou por ter centrais de grande calibre. Basta recordar os nomes: Fernando Couto, Aloísio, Jorge Costa, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Pepe, até mesmo Bruno Alves. Hoje temos dois centrais (Marcano e Indi) que nunca na vida seriam titulares se algum dos nomes que previamente referi ainda jogassem. São centrais banais que, em circunstâncias "normais", não passariam de terceiras ou quarta escolhas. E isto acontece porque tem havido um claro desinvestimento da SAD em centrais (será que é por não renderem tanto em vendas como os médios e avançados ou porque a Doyen não tem nenhum disponível no seu "catálogo"?). É absolutamente inconcebível que não se tenha contratado um ou dois centrais de topo em janeiro, mas, por outro lado, se tenha ido buscar mais um guarda-redes e um avançado que tem tijolos em vez de pés. Já nem refiro Suk porque esse ao menos não tem comprometido.

    ResponderEliminar
  7. O problema na minha opinião é o duplo pivô... por incrível que pareça, equipas de ataque, que joguem com duplo pivô, defendem pior. Factos que comprovem o que estou a dizer? Espanha: Barcelona - Busquets a trinco, Real M. - duplo pivô. Mas não vamos tão longe... Portugal: Porto campeão - sempre com 1 trinco (Costinha com Mourinho, Paulo assunção com Adrianse e Jesualdo, Fernando com Jesualdo, AVB e VP)... exemplo do ano passado (melhor defesa da europa), 1 trinco, Casemiro.
    Quando começou o Porto a jogar com duplo pivô? Com Paulo fonseca: Com Helton, Danilo, AlexS, Otamendi, Mangala e Fernando, fizemos a época que fizemos... apesar dos grandes jogadores da linha defensiva, defendíamos mal.
    Tal como o TDD diz no artigo, fazendo a comparação com o ano passado, para além das mudanças nas laterais (Maxi e layun defendem pior que Danilo e AlexS), a principal diferença na minha opinião, foi que o Porto de Lopetegui passou de jogar com 1 trinco, Casemiro, para jogar em duplo pivô (Danilo - Ruben, Ruben - Imbula, etc.). Vejam a diferença no rendimento... Com peseiro passa-se exatamento o mesmo (Danilo - Herrera).
    Na minha opinião, o duplo pivô funciona em equipas que não tenham a necessidade de assumir o jogo em todos os jogos (ver diferença com PF entre Porto e braga), equipas que ficam mais na expectativa, que joguem com 2 linhas de 4 jogadores (futebol inglês), ou que apostem em transições rápidas (exemplo do Borussia Dortmund de Klopp).
    Eu prefiro, através dos factos demonstrados atrás, o 4-3-3 com 1 trinco, do Porto pré P.F. e do Barcelona, entre outras... Foi assim que vi o Porto ser sistematicamente campeão. A direcção tem cometido bastantes erros, sem dúvida, mas os principais têm sido, a escolha de treinadores desde VP (apesar de ter sido um defensor da continuidade de Lopetegui para este ano) e o calar sucessivo perante as arbitragens dos últimos anos.
    Nuno Coelho

    ResponderEliminar
  8. Relativamente a defesa é um sector que discordo completamente das escolhas de este ano, e acredito que muita gente irá discordar da minha opinião. Comecemos por Maxi (sacrilégio a meu ver usar a nossa camisola e o mítico nº2, mas há que dar o braço a torcer e reconhecer ao homem o profissionalismo), Danilo era bem melhor mas dadas as outras opções a unica viavel seria apostar em Ricardo Pereira que tal como Maxi já fora extremo e espero que se suceda isso nesta época que se segue, quanto a Vitor Garcia acho uma piada enorme a engenharia da sua contratação ( a mama do costume, para todos menos para o clube) e reconheço a este jovem que para o banco serve bem. Passemos a Lateral esquerda, Cissoko foi decepcionante, J. Angél mais parece o tunel das Antas e Layun que a meu ver é um belo jogador é optimo ofensivamente mas defensivamente não, aliás para mim este encaixava muito bem a Ala num sistema de 3 defesas.
    Passemos aos centrais, Indi a meu ver é o único dos centrais que tem hipotese de ser titular na próxima temporada. Maicon perdeu o direito a usar o nosso símbolo ao peito e o respeito de quase todos os adeptos, reconheço toda a dedicação que nos deu, perdo-o todos os erros defensivos, mas simular uma lesão após aquele erro é imperdoável e insultuoso, se ele tivesse levantado a cabeça e dado o peito as balas ainda contaríamos com ele( não para titular mas para suplente dado que nunca atingiu o nível de central a porto a meu ver, mas seria sempre uma opção válida). Passemos a Marcano, ou el Morcom como lhe chamo este senhor não uma pa caixa e deve sair, Reyes foi muito caro e não tem cabedal para central, Lich deve ser testado numa equipa de primeira liga um rio ave por exemplo. Por fim a Baliza, San Iker é um mito do futebol Mundial e do Real Madrid, mas isso para mim é igual ao litro, já fez grandes defesas e já sofreu uns frangos e não perdemos o título por ele, mas não me cai bem preferia e sempre preferi Helton. Por isso espero que saia e que se de uma ultima época ao nosso Senhor capitão que tanto tem sofrido. Fabiano merece voltar acho que tem um óptimo potencial e quem vem com a treta que joga mal com os pés, que saiba os guarda-redes defendem com as mãos e ele defende muito bem. José Sá é mais um jovem que veio ser queimado, Gudiño tem que rodar e ganhar experiência pois está ali um craque na forja. E seria sensato vender todos os GR excedentários Ricardo Nunes,Bolat,José Sá. Já Sei que gerir uma equipa de futebol não é como o Fm mas a meu ver a defesa titular na próxima época seria Ricardo Pereira ou Maxi, rafa soares na esquerda(joga muito e merece a oportunidade) e centrais Bruno Alves e Indi. Fica aqui uma questão pagamos Balúrdios a Casilas, Osvaldos etc porque não a Bruno Alves? Este homem é um grande Portista,central a porto e Grande capitão ainda dura mais 2 anos a grande nível e vem a tempo de replantarmos a tão desejada e aclamada mística. PS: sugiro também a contratação de André pinto (braga) ou Josué (Guimarães) são Portugueses e já com calo de Primeira Liga e de certeza que farão melhor figura que os mecos que lá temos.

    ResponderEliminar
  9. causa para tantos golos sofridos?
    -má organização do meio-campo, laterais que defendem mal, erros cometidos, falta de um central patrão e mau momento/crise de confiança da equipa em geral.

    solução?
    -nova época bem preparada e plantel com qualidade, juntamente com um bom treinador.

    ResponderEliminar
  10. Começando pela baliza, Fabiano sofria poucos golos porque a bola lhe chegava poucas vezes e naqueles jogos onde lhe chegava uma só vez, entrava. Lamento mas era assim. Aliás o Fabiano é tão bom que nem na Turquia é titular, com um treinador que tão bem o conhece e que o pediu especificamente como reforço.

    Quanto ao Helton, a questão de não sofrer golos na Taça de Portugal (onde tem mérito) é facilmente contraposta com os golos que sofreu na Taça da Liga, que não foram poucos, e nem foram todos "bonitos". Se queremos unir os pontos temos de contar os jogos todos em que ele participou. Ainda assim Helton é infinitamente melhor do que Fabiano, disso não há dúvidas.

    Casillas, como disse e bem no artigo já deu pontos e já os tirou. Continuo a achar que ficamos melhor na baliza do que estávamos antes, mas é evidente que não recebemos o melhor guarda-redes do mundo (esse não sairia do Real Madrid), recebemos o guarda-redes que já foi o melhor do mundo, que ainda é um bom guarda-redes, mas que sofre golos como outros sofrem. Casillas envelheceu depressa e não chegará aos 38 anos ao nível que Buffon chegou por exemplo.

    Tudo isto para chegar ao que me parece ser o verdadeiro problema. Os centrais. Maicon e Marcano esta época apresentaram-se MUITOS furos abaixo da época passada. Indi manteve +/- o mesmo nível, que nunca passou do mediano. Sofremos golos por erros individuais de todos os três e também mais recentemente por erros individuais de Chidozie, que obviamente têm de ser analisados noutro enquadramento ou nem sequer seria justo. Mas tudo junto... são muitos golos sofridos, com certeza.

    Espero sinceramente que a SAD já tenha uma ideia muito clara do plantel e equipa técnica que quer para a próxima época e que se desenrasque nos recursos que necessita para o concretizar. Vender os 50 ou mais emprestados que temos e que nunca vão jogar era um bom começo. Não sei. Não sou competente nem pago nem eleito para fazer isso, eles são. Eles que o façam. É a única maneira de podermos voltar a ser campeões, porque o plantel que temos HOJE, se calhar, não merece sequer o segundo lugar. Até o Braga joga melhor e tem plantel muito mais equilibrado.

    ResponderEliminar
  11. Casillas - chegou esta época
    Maxi - chegou esta época
    Indi - 1 época feita pelo clube
    Marcano - 1 época feita pelo clube
    Layun - chegou esta época
    Danilo - chegou esta época
    Herrera - 2 épocas feitas pelo clube
    André André - chegou esta época
    Brahimi - 1 época feita pelo clube
    Corona - chegou esta época
    Aboubakar - 1 época feita pela clube

    Como é que conseguimos ter uma equipa que sente a camisola? Os jogadores sabem que estão de passagem, que o seu rendimento é para encher bolsos de outros. Assim não dá, não ha plano de futuro!

    ResponderEliminar
  12. Na minha opinião, o problema dos golos sofridos está intimamente relacionado com a falta de um central patrão, um central com voz de comando, possante e que coordene o eixo defensivo. Vejamos, se juntarmos Maicon, Marcano e Indi, não temos um Pepe, um Carvalho etc etc. Há Chidozie mas o miudo à meia duzia de meses jogava a trinco.

    Do que temos agora, apenas Marcano me dá alguma confiança, o problema é que até Marcano (um dos melhores na época passada) está em baixo de forma tal é os disparates esta época. Indi, outro que para mim é mediocre, muito lento a reagir, duro de rins.

    Isto para dizer que Casillas não tem feito nem menos nem mais que os outros redes...não é por ai concerteza.

    Nas laterais, temos alguma equivalência. Apenas Danilo era superior a Maxi, mais novo, mais fresco, mais stamina para os 90 minutos mas no lado esquerdo, Alex Sandro também não era um portento a defender...Nesse aspecto até estamos melhor servidos com Layun (mais produção atacante).

    Enfim, urge contratar um central patrão e rever as transições defensivas da equipa. Esta ultima, se irá ser com Peseiro ou não, já é outra história. Para já, é uma lacuna conhecida no nosso treinador.

    ResponderEliminar
  13. Parece-me que, raras exceções, cada jogador pode render mais e vale mais do que aquilo que tem mostrado. Em contexto negativo, é normal que se entre numa espiral onde a confiança não abunde. Custa-me falar de guarda-redes do FCP. Nos últimos anos, tem sido a posição para a qual o clube mais contratou. Mas nem Casillas nem Helton me enchem as medidas. Acredito muito que as equipas se constroem a partir de trás.
    Se não estou em erro, era o Cruijff que dizia que o primeiro defesa da equipa era o Romário, pelo que as responsabilidades dos golos sofridos tem de ser imputados a toda a equipa. Lembro-me por exemplo, do Jackson ser um monstro de disponibilidade e de descer muito em apoio.
    O meio-campo nunca sentou verdadeiramente, talvez quando na fase de maior fulgor do andre andre se tenha vislumbrado um meio campo decente. Nem Brahimi nem Corona oferecem muito em termos de apoio e, se descem muito, não sabemos projectar o ataque pelo meio. Oliver era precioso neste aspeto.

    Algum comentário ao processo movido ao C.A. Amorim?

    DsT

    ResponderEliminar
  14. Vejam os golos, e procurem o Maxi... Por algum motivo ele surge de forma constante a finalizar. Ele joga a ala, sem rédeas, e em transição defensiva, falta sempre... e desequilibra a defesa, expondo-a a erros individuais... A juntar a centrais sem a categoria de outros tempos... Isto acontece menos do lado do Layun porque ele não pensa que é 2º avançado...

    ResponderEliminar
  15. E tudo começou quando perdemos o Otamendi

    ResponderEliminar
  16. Pergunta(s): Qual a causa/solução para tantos golos sofridos?

    A causa/solução não sei, o motivo sei: José Peseiro.

    ResponderEliminar
  17. Penso que o problema seja o conjunto. Os centrais são maus, nem a fracos chegam. Os laterais só atacam. Máximo já era assim no 5lb e Layun é um médio ofensivo transformado em defesa.

    A juntar a isto a teoria do duplo pivô que parece ser cartilha de todos os últimos treinadores, Lopetegui só desistiu dele no inicio de 2015, está encontrado a razão para tantos golos sofridos.

    Sobre o guarda redes, Casillas não faz milagres, mas sobre o Helton basta relembrar os grandes jogos da taça da liga contra grandes avançados.

    Este é de longe o pior plantel dos últimos 10 anos.

    ResponderEliminar
  18. boas... sou o anonimo que aqui a atrasado num post lhe perguntei, e ate pedi para fazer um post sobre isso, da continuidade ou nao dos jogadores do atual plantel para a proxima epoca
    mas agora pergunto diretamente preferia ter o helton a titular? pergunto isto quando a uns tempos no post sugeriu que o porto o passa-se a treinador de gr na proxima epoca
    e agora a pergunta que gostava mesmo de ver respondida, porque concordo que nao ha e deveria haver uma voz de comando, e quem sao as hipoteses para serem as vozes de comando da proxima epoca?

    ResponderEliminar
  19. Agora anda-se com a conversa que a culpa é dos centrais...é verdade que não são nada de extraordinário mas também não são maus como se anda a dizer. Os rivais não têm propriamente melhor.
    O Man City tem o Kompany + o Otamendi....dois grandes centrais...e é mau a defender.

    O modelo de jogo faz toda a diferença...Se tivéssemos um bom modelo de jogo, um 11 consolidado, um meio campo bem construído e sem invenções se calhar os defesas não cometiam tantos erros...até porque nem haveria oportunidade para que acontecessem.

    ResponderEliminar
  20. Fui ver o jogo a Braga como muitos que fui este ano e não tinha visto ainda o estádio tão entusiasmado como neste domingo, quando entrei vi logo o que estava à nossa espera, a massa anti-Portista saiu de casa para ver o Porto perder e com o entusiasmo de quem segue o Braga jogo após jogo. A esse bem composto estádio juntou-se o Xistra que foi premiado a arbitrar um importantíssimo Braga - Porto depois da arbitragem perfeita na sempre dificilíssima deslocação do Benfica a Guimarães. E são estas a fantásticas nomeações que temos e que apenas criticamos numa newsletter que se diz para os adeptos.

    Se nós adeptos do Porto sabíamos o quanto importante era este jogo para ainda lutarmos pelo campeonato e para dependermos só de nós pelo acesso à liga dos campeões havia muita mais gente que também o sabia, e fez de tudo para que nós ficássemos desde de já arrumados dessa luta e se pudessem ainda ficássemos contra nós próprios. E foi mesmo isso que aconteceu, a encomenda saiu melhor do que planeado, o Benfica foi ganhar a Alvalade e conseguiram ainda que nós perdêssemos na pedreira. Nós não podemos esquecer que Braga é a terceira deslocação mais difícil do campeonato e por isso toda a gente previa um jogo difícil, foi-o como não podia deixar de ser, e o Braga sem qualquer pressão e muito bem estruturado e como equipa que sabe o que fazer em todos os momentos do jogo tinha tudo para fazer um bom jogo, não seria novidade para ninguém. Já o tinha feito em Alvalade, já tinha eliminado o Sporting da taça e já tinha encostado o Benfica as cordas durante 80 minutos. Por isso perder 2-1 em Braga não é um resultado que não podíamos dizer que não ia acontecer, mas não devia acontecer mais uma vez como aconteceu, porque neste jogo fomos claramente condicionados para que as nossas hipóteses fossem ainda menores, e neste momento fazer mal ao Porto é fácil, e nós calamos-nos ou viramos-nos contra nós mesmos. Toda a gente sabia que ganhando este jogo teríamos muito mais tempo de preparar os próximos jogos até jogarmos contra o Sporting para nessa altura ainda lutarmos pelo titulo, mas isso era muito mal para alguns clubes e nós fomos levados nessa treta. Vejam bem o que acontece com o Suk, o Suk já é rotulado de um avançado fraco, que caiu do céu no desespero de mais uma contratação e ninguém dá crédito ao jogador, mas se fosse o grande Jonas Piscinas aqueles lances era analisados, revistos e capas de jornais, tinha sido um roubo de capela porque não queriam que o Jonas fosse o melhor marcador do campeonato, como é o nosso Suk é porque é chinoca e pouco importa se lhe pisam o pé ou se lhe puxam a camisola. E como este caso há tantos mais, tantos lances que nos prejudicam facilmente e o pior de tudo é que nós estamos a pactuar com isso e somos levados na enxurrada de tal modo que viramos-nos mais facilmente contra nós mesmo de contra nos querem mal. Num jogo como este equilibrado todos os erros se pagam caro, nós pagamos os nossos, mas pagamos muito mais o do arbitro, e esses erros fizeram com que o nosso campeonato acabasse tal como muita gente queria.


    Já critiquei muitas vezes as politicas de contratações, os jogadores, as opções técnicas e as negociatas, há demasiada coisa mal no nosso clube, não tenho duvidas nisso, mas neste caso o Xistrema funcionou perfeitamente contra nós.




    P.S. O novo menino de ouro em pouco jogos já foi poupado a dois vermelhos directos, o que vemos é em dois dias capa de dois jornais diferentes, e hoje o Vitória a alertar que já o querem tramar, eles andam a vender bem o peixe e nós a compra-lo em demasiado.

    ResponderEliminar
  21. NUNO COELHO, o Benfica joga com o duplo pivot e mesmo sendo verdade q é constantemente ajudado pelas arbitragens, mostra q se consegue defender e atacar bem naquele modelo, claro, tem é q ser muito trabalhado, muito engrenado e isso Peseiro devia ter tido em conta, não tendo tempo para o treinar e para q a equipa o assimilasse se calhar então não devia ser aposta.
    OUTRO PONTO aqui mencionado q me parece muito relevante, Barcelona, Juventus, Bayern e Arsenal...as 4 equipas q das q estão na champions são as melhores classificadas nos seus países (nos prinicipais campeonatos), o q teem em comum e de muito DIFERENTE DO FCPORTO?
    Todas elas teem um grupo de 5 ou 6 jogadores q estão la ha anos, dando corpo, coerencia, liderança e identidade.
    Falta-nos projecto, uma ideia, uma estratégia que abranha todas as areas, falta-nos direcçao e ha anos! Não é com estes q la vamos.
    Um abraço.
    Miguel Alexandre.

    ResponderEliminar
  22. bem essa de nao ter sofrido golos na taça eh de fazer rir, mas contra quem?? o sandinense, o famalicao, o gvicente? com adversarios desses vou eu parea abaliza, UMA COMPARAÇAO INFELIZ. O problema esta na faltab de centrais ha epocas, e em jogadores de meio campo a serio que saibam mexer nabola. Neste momento o unico que mexe na bola e brahimi mas quere a so para ele logo nao serve. A equipa e fraca no seu todo se viesse ronaldo saia passao um mes, se viesse messi nem uma semana ca ficava.

    ResponderEliminar
  23. Muitos jogadores sem qualidade, lacunas gritantes na equipa que continuam por preencher, demasiados Djalma, sais e quejandos sob contrato para justificar a saída de dinheiro do FC Porto para os bolsos de dirigentes/empresários, isolamento sistemático do treinador que é contratado para servir de bode expiatório e, como se n bastasse, ausência de reacção institucional contra os xistos, serás, Gabriela etc.

    O que importa é processar os nossos e mandar farpas aos adeptos.

    Nojo desta gente corrupta.

    ResponderEliminar
  24. Na minha opinião, helton é melhor que casillas, mais seguro, mais forte fora dos postes, comunica e comanda muito mais, nas laterais uma diferença abismal para o ano passado, da nulo e é Alex além de serem mais fortes fisicamente, no 1×1 defensivo e ofensivo, com bola levavam a equipa para frente, fechavam melhor por dentro, casemiro dava outra segurança defensiva, batia em tudo,os centrais não tavam tão expostos pois a equipa tinha mais bola além de que psicologicamente tavam muito melhor,e falta Oliver, Jackson... Esta época foi mal planeada desde o início, tanto investimento e jogadores de qualidade nada. O ano passado em Munique jogamos com 4 centrais pois não tínhamos laterais este ano em Dortmund jogamos com um central e um lateral a central.

    ResponderEliminar
  25. Um dado bastante objetivo, nenhum dos atuais defesas do fc porto seria titular em nenhum dos últimos 3 portos campeões. Durante anos olhei com admiração para a dupla de centrais do fc porto, quer por ter alguém que não dava nas vistas mas era seguro (rolando), quer por ter o melhor central que vi a jogar no fc porto depois de Ricardo Carvalho (Otamendi), quer por ter um central de capacidade física impressionante e margem de progressão enorme (Mangala). Hoje olho para a dupla de centrais e vejo um marcano que dizem ser o melhor central do fc porto, um maicon que de lesão em lesão nunca apresentou o nível exibicional do primeiro ano de Vitor Pereira e um Martins Indi que ainda não me convenceu. Não falo das laterais porque nem sequer são comparáveis.

    ResponderEliminar
  26. Além da falta de qualidade gritante no plantel em todos os sectores (o que não quer dizer que não haja alguém ou alguns com qualidade), a falta de jogadores "velhos" está na génese do problema. Como alguém explicou como poderemos ser grandes se o mais antigo não joga(Helton) e o que joga e é capitão tem 2 épocas de clube?
    Não há entrosamento, não há nucleo duro e principalmente não há a famosa "mística"...

    ResponderEliminar
  27. falta de qualidade, do treinador, do guarda redes, e de toda a linha defensiva.
    nenhum tem qualidade para estar no FCP

    ResponderEliminar
  28. A solução passa por corrigir os erros individuais, jogador a jogador, passa por pôr o jogar quem está melhor fisicamente, veja-se o André André que está em défice físico desde novembro, passa por corrigir posicionamento dos jogadores em campo, Maxi no 1 e 2 golo do Braga onde andava? Layun, adoro este jogador mas não é defesa esquerdo! é um médio ala a jogar a defesa esquerdo e defende muito mal e com péssimo posicionamento.

    ResponderEliminar
  29. Caros Portistas
    A equipa portista sofre mais golos do que noutras épocas porque não dispomos dum central de qualidade. E além disso, também concordo com o Bruno Dias: o Casemiro a trinco dava outra segurança à defesa. Danilo é bom a defender e a atacar mas não é tão rápido a recuperar como o Casemiro. O Rúben Neves é bom a distribuir mas falta-lhe experiência e presença física, pujança/capacidade de choque a defender...
    Depois também é verdade que o Jackson dada a sua capacidade física/atlética e técnica dava mais rendimento em termos de finalização.
    Outro assunto: as contratações de: Marega e Suk foram bem vistas, mas possivelmente só na próxima época mais e melhor entrosados/adaptados ao futebol da equipa, darão um rendimento que justificará a sua contratação.
    De notar que o Marega não é extremo, é um 9 habituado a ter espaço para correr, a sua arma é a velocidade de pernas, porque jogava numa equipa pequena e em contra-ataque. Quanto ao SUK é rápido e relativamente bom tecnicamente, mas com pouca capacidade de choque. Eu no lugar do Peseiro era capaz de pô-lo a jogar como um 10, atrás do ponta de lança, meio distribuidor e a abrir espaços para o Aboubakar chutar...
    Entretanto, não podemos esquecer que será sempre muito difícil ganharmos jogos apitados por árbitros tipo Carlos Xistra:
    1 - O adversário pisa um portista (falta declarada) e não acontece nada. Por outro lado se é um portista a ter uma atitude mais ríspida é logo intimidado com a cartolina amarela.
    2 - Quando se anulam jogadas perigosas assinalando fora-de-jogo com os avançados em linha
    3 - Quando aos defesas contrários é permitido: agarrar, rasteirar e placar nas áreas deles...!

    Abr@ço,
    Armando Monteiro
    www.dragaoatentoiii.wordpress.com

    ResponderEliminar
  30. Mais uma vez censura mais um comentário meu... Mas não censura quem chama corruptos aos nossos dirigentes... Afinal a sad do Porto não é única que gosta de censurar os adeptos e sócios...

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.