segunda-feira, 7 de março de 2016

Vinte dias

A 10 de fevereiro, o FC Porto comunicou à CMVM e associados a lista proposta em Assembleia-Geral para o próximo quadriénio da SAD. O Conselho de Administração, conforme se vê abaixo, manter-se-ia inalterável.


Vinte dias depois, o Conselho de Administração do FC Porto foi reeleito, mas com duas novidades: José Américo Amorim, para um cargo não-executivo, e Antero Henrique, que foi oficialmente promovido a administrador da SAD.

Apesar de tal não ter sido mais do que a oficialização, em papel, daquilo que já era uma situação de facto, pois a influência de Antero Henrique na gestão do FC Porto já é (re)conhecida há uma década, a 10 de fevereiro não havia lugar para ele no Conselho de Administração.

Não discutindo sobre os méritos ou razões que conduziram Antero Henrique a esta promoção, fica a curiosidade sobre que brilhante ato de gestão terá sido cometido no espaço de 20 dias para esta situação ter mudado. 

4 comentários:

  1. no coments. A proxima direçao queluer que seja nao dura os 4 anos senao mudar de caminho.

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Profundamente desiludido com o rumo dos acontecimentos, vejo com alguma esperança as últimas de um portista, professor universitário e deputado.Oxalá venham novidades...oxalá....
    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
  3. Caro TdD

    Não quero abusar do seu espaço e por isso vou apenas lançar uma sugestão. Os sócios do FCP têm que se mobilizar no sentido de preparar o futuro do nosso clube, que se me afigura cinzento. Tendo em conta o seu profundo conhecimento acerca dos muitos temas que preocupam os sócios e demais adeptos, gostaria de saber se veria com bons olhos a criação de um movimento de renovação (de estruturas, leia-se), e de ruptura com este modelo de gestão.
    Deixo o meu contacto pessoal, caso entenda que o TdD não é o espaço para discutir estas questões. Cumprimentos.
    contacto: rjns1978@icloud.com

    ResponderEliminar
  4. nunca imaginei ver o meu Porto dominado por um bando de lamboes, está na altura de mudar. alguém te de se chegar á frente. se esta Direcção não quer fazer nada, ao menos dêem apoio a Bruno de Carvalho que sozinho tenta derrubar este sistema feito para a Mouraria. os nomes que gostava de ver a concorrer para a presidência do nosso clube era António Oliveira, Rui Moreira (presidente da câmara do porto)ou Antonio Salvador (presidente do Braga).

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.