quarta-feira, 9 de março de 2016

Foi na loja do menino André que eu fiquei com 10%

André Silva está a sofrer do mesmo problema que Gonçalo Paciência em 2014-15: começou a ser aposta em janeiro e a ganhar algum espaço na equipa, mas na segunda metade da época desapareceu das opções da equipa A. O FC Porto teve possibilidade de emprestá-lo no mercado de inverno, mas André Silva acabou por ficar para continuar a jogar com regularidade na equipa B.

O futuro e a renovação
O FC Porto B tem sofrido uma grande quebra em termos de resultados, fruto das saídas no mercado de inverno, mas também porque o desgaste na Segunda Liga é imenso. Era quase impossível fazer uma segunda volta igual à primeira. Além disso, notam-se claramente os efeitos de não tem um setor defensivo estável: 41 golos sofridos em 33 jornadas; entre os 17 primeiros classificados, só o Sporting B sofre mais golos do que o FC Porto B, que ainda assim se mantém, por um fio, na liderança.

O meio não é o mais favorável para André Silva crescer, mas continua a ser o melhor avançado sub-21 português e uma garantia de futuro. Como não lhe dão futebol de primeira liga em 2015-16, vai ser muito difícil emergir como opção de equipa A em 2016-17. Só uma equipa técnica estável, que sabe que não é contestada ao fim de dois ou três maus resultados, tem condições para fazer uma aposta contínua e sustentada em jovens.

Introduz isto um tema que tem sido questionado por vários leitores: a possibilidade de a renovação de contrato de André Silva ter tido algumas similaridades com o de Rúben Neves. A ele vamos.

André Silva renovou em novembro de 2014, na altura juntamente com Ivo Rodrigues, e a imprensa portuguesa associou a Promosport à renovação do contrato. Assim escreveu o Mais Futebol:

Recorte de O Jogo
«André Silva que deu nas vistas no Euro sub-19 era muito pretendido no estrangeiro, mas preferiu ficar no FC Porto. A distância entre o jovem e o clube acabou por ser ultrapassada por intermediação de Promosport, empresa que tratou exclusivamente deste dossier.» O Jogo também confirmou a intervenção da Promosport, como se pode ler ao lado.

Isto lançou desde logo uma grande questão: é que a Promosport não representa André Silva. A Promosport só representa, oficialmente, três jogadores do FC Porto: Diogo Verdasca, Fernando Fonseca (dois promissores jovens portugueses) e Rodrigo Soares. Começando por falar em Rodrigo Soares, já vamos compreender o porquê de se falar da Promosport. 


Rodrigo é um dos brasileiros de qualidade duvidosa que têm chegado à equipa B nos últimos anos, através do clube Grémio Anápolis. Outros exemplos foram Roniel e Wellington, este último que nem sequer chegou a vestir a camisola do FC Porto B. O Grémio Anápolis é um clube controlado precisamente pelo empresário António Teixeira da Silva, o dono da Promosport. Já agora, se o FC Porto quisesse comprar Roniel, 75% do passe custaria entre 1,425M€ a 1,5M€. 

Ora segundo o site da Promosport, António Teixeira (ou Teixeira da Silva) não representa André Silva, mas ainda assim foi quem intermediou as negociações para a renovação de contrato. E segundo a lista de partilha de passes que vazou na internet (e que a SAD nunca desmentiu), não fica por aqui.


Depois de José Caldeira ter ficado com 5% do passe de Rúben Neves, António Teixeira ficou com direito a 10% da mais-valia numa futura venda de André Silva. Porquê? André Silva era um atleta da formação do FC Porto. E um mês antes de ter renovado contrato, o Record escreveu que André Silva nem sequer tinha empresário. Então como surge a Pacheco & Teixeira no papel de intermediária (aliás, não há confirmação de que tenha sido intermediária, apenas que lhe foi atribuída uma mais-valia de 10%), se a Promosport nem sequer representa o jogador?

Há questões sobre a diferenciação entre a Pacheco & Teixeira e a Promosport. A Promosport é uma empresa de agenciamento de jogadores conhecida, com site oficial e informação disponibilizada. Já a Pacheco & Teixeira nem aparenta ter site oficial, só tem a morada do escritório de Matosinhos - onde também se encontra a Promosport.

Não é a primeira vez que a Pacheco & Teixeira surge associada ao FC Porto. De recordar que Djalma assinou a custo zero em 2011, na altura quando José Almeida falava à imprensa como sendo o empresário do jogador. Mas neste caso, a Promosport inclui Djalma na sua lista de jogadores.

Djalma, da Promosport
Mas Djalma desperta ainda outra curiosidade. É que quando Djalma assinou pelo FC Porto, a SAD informou, no seu R&C, que cedeu 10% do seu passe à Pacheco & Teixeira. Não se sabe se esta alienação de 10% do passe rendeu alguma receita. O que se sabe é que se o FC Porto quisesse depois recuperar estes 10% teria que pagar 300 mil euros. 

Djalma já não é jogador do FC Porto, mas André Silva faz parte do futuro do FC Porto. E neste caso, se a Promosport nem sequer representa o jogador e estamos a falar de um atleta da formação do clube, era absolutamente necessário atribuir 10% da mais-valia da sua futura transferência à Pacheco & Teixeira? Com uma cláusula de rescisão de 25M€, uma potencial venda de André Silva poderia render até 2,5M€ à referida empresa.

É um caso que levanta questões sobre o facto de empresários já terem lucro à espera com jogadores (que nem sequer representam) ainda antes de estes mesmos atletas se afirmarem como titulares do FC Porto. Por fim, ainda em relação à questão de Rúben Neves, houve quem invocasse os estatutos do Futebol Clube do Porto para contestar a renovação e a intervenção de José Caldeira. E de facto, o ponto 6 do artigo 45 diz isto: 


Isto colocaria em causa todos os negócios de membros do Conselho de Administração com familiares ao longo dos últimos anos. Ainda assim, são os estatutos do clube, não da SAD, e todos os negócios de transferências de futebolistas são tratados pela SAD. Mas todos os portistas são adeptos do Futebol Clube do Porto, não da Sociedade Anónima Desportiva do FC Porto. Mas não surpreende que nasça o fenómeno de adeptos da SAD do FC Porto, pois na SAD não existem coisas como o ponto 6 do artigo 45 dos estatutos do clube.

27 comentários:

  1. Está descoberto o novo ovo de ouro dos dragões. Nem sei o que dizer, já são tantas maroscas que o Vale e Azevedo e o Orelhas começam a parecer meninos do coro.

    ResponderEliminar
  2. Pela primeira vez que sou sócio do FCP ( desde 2003) provavelmente irei a uma Assembleia Geral na próxima 2ªfeira. Estarei à espera de alguma intervenção de um sócio com factos como aqueles que tem vindo ao lume deste blog e acima de tudo respostas claras e objectivas dos elementos da SAD. Acho que os adeptos merecem que esses factos sejam tratados na nossa casa e acima de tudo, que vejam o desvario que tem sido esta Sad. Só uma pergunta a todos, ou a quem quiser responder: vai haver votação das contas..como se vota ? de braço no ar como noutras assembleias gerais ? é que estou a prever um ambiente quente,mas acima de tudo, algo "intimidador" para alguns críticos e estou com receio, sinceramente, de sair de lá com nojo de ter alguma gente a dirigir o clube que tanto amo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Va sonhando q alguem ira fazer alguma intervencao desse genero, infelizmente, pq tal como disse ira haver um ambiente "intimidador" e se n tivessem medo q isso acontecesse a assembleia seria feita num dragao caixa e nao numa mini sala ja para nao poder estar mt gente presente.

      Eliminar
    2. Onde é mesmo a AG? No comunicado do site não dizem qual é o local de realização.

      Eliminar
  3. Por falar em Caldeira, cruzei-me com ele à meia-hora atrás, eu de smart e ele de jaguar novo de mais de 150 000. E não é caso único, aqui há uns dois meses ia ao volante de um espanpanante mercedes classe s, último modelo. É que o homem tem gostos caros, o que é que se vai fazer...E nós a pagar.

    ResponderEliminar
  4. Este é o primeiro comentário de um leitor assíduo e atento do Tribunal do Dragão, sócio do Futebol Clube do Porto que apoia semanalmente o clube no estádio e menos nas redes sociais.
    Em primeiro lugar, quero dar os parabéns pelo blog e pelas opiniões credíveis (mesmo que por vezes, não concorde com elas) e educadas.
    Contudo nos últimos tempos, misturado com os temas que gosto tanto de ler (acerca de futebol), tem aparecido temas de quase linchamento do clube que tanto amamos. Todos os portistas atentos sabem desta obscuridade em alguns negócios do Futebol Clube do Porto, extensível ao futebol em geral. Ora bem, este blog por mérito de quem o escreve, assumiu uma notoriedade importante, tornando-se a voz de muitos sócios e adeptos do clube. Nesta altura difícil, realço a importância de valorizarmos o clube com tudo de especial quem ele tem.
    Quando não se ganha, tudo está mal e todas as verdades, que já eram verdades há 5, 10, 15 ou 20 anos vêm acima e são fortemente amplificadas.
    Em resumo, o problema é não estarmos a ganhar!! A prova disso são, por exemplo, as tarjas que eram exibidas no antigo Estádio das Antas no ano do Octávio Machado.
    Que hajam mais "Bonés" e menos "Machados" neste blog.
    Um abraço e viva o Futebol Clube do Porto, principalmente nestas horas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. andam a roubar o clube à descarada e sem explicação e, num dos poucos locais onde desmascaram o que está a acontecer o Leandro sugere que realcemos o que de importante o clube tem? Vamos todos tapar os olhos?

      não, o problema não é não ganharmos. podíamos já ser campeões que a minha revolta com o esquema da renovação de contrato do Rúben Neves (um exemplo em muitos, é só procurar aqui) seria exactamente a mesma.

      Eliminar
    2. Concordo plenamente Leandro, aliás escrevi algo parecido há poucos dias: com tris, tetras, pentas, uefas e champions ninguém quer saber quanto custa a intermediação do jogador X ou que percentagem de Y pertence a Z. Nós (adeptos) queremos ganhar títulos e o problema atual é que não ganhamos. É tão simples quanto isto.

      Eliminar
    3. O problema é que os actuais dirigentes sai os piores inimigos, ricos inimigos, do FC Porto.

      É sô não vê quem não quer

      Eliminar
  5. Fui eu quem levantou essa questão do artigo 45. E mantenho. Porque Adelino Caldeira é dirigente no clube e na SAD. Já nem falo da questão ética, mas mesmo sem ser jurista não acredito que fosse sustentável em tribunal essa separação, dada a relação entre clube e SAD, sendo a segunda detida maioritariamente pelo primeiro.

    ResponderEliminar
  6. O que está a acontecer no fc porto é pura e simplesmente um saque despudorado dos que gravitam em torno do clube. E das duas umas, ou Pinto da Costa não faz a mais pálida ideia do que se está a passar, é uma figura decorativa e já não serve aos interesses de médio/longo prazo do fc porto, ou sabe e compactua, o que o torna mais problema do que solução. O argumento da "memória curta" não pode servir para esta situação, por muito que doa.

    ResponderEliminar
  7. Muita gente ganha dinheiro com o futebol. Maldito dia em que os clubes deixaram de ser um simples clube para serem sad's.

    ResponderEliminar
  8. Esta vergonha acontece desde que nos tornámos os "novos ricos" (pós 2004). A partir de 2006/2007, esta história começou em pequena escala com os contentores de brasileiros e argentinos, mas nos últimos anos tem sido à descarada.
    O clube está-se a tornar numa ditadura, e prova disso é a eleição para a SAD, antes da do clube. Digo conscientemente, que a Judiciária deveria entrar pelos escritórios adentro, porque este lesar do clube é por demais evidente.

    ResponderEliminar
  9. Muita gente ganha dinheiro nos clubes com o futebol...
    Bom, mas se esse pessoal contribuir com alguma coisa de útil para o Clube ainda se justifica... Agora se ganham dinheiro sem fazer nada, é que é grave...!!!

    Armando Monteiro,
    www.dragaoatentoiii.wordpress.com

    ResponderEliminar
  10. Uma vergonha ao que chegou o nosso clube! É preciso encontrar alguém com coragem para combater estes mafiosos que se apoderaram e enriquecem á custa do clube! Que essa ou essas pessoas aparecem senão o clube vai caminhar para o buraco!

    ResponderEliminar
  11. Muito bem exposto. Cabe aos sócios fazerem-se ouvir.

    ResponderEliminar
  12. De há 3 anos para cá com muita pena minha e tristeza deixei de pagar cotas de dois filhos meus um com 22 anos e outro de 16 anos, sócios desde o primeiro dia que nasceram porque como pessoa minimamente informada simplesmente não quero ajudar a "engordar" mais a corja em redor do nosso amado clube.Basta, é mau demais para ser verdade.O futebol actual não passa de um embuste e de trapaceiras por parte da classe dirigente. Os jogadores actuais não passam de mercenários a soldo de quem der mais.Bem-haja a todos os que gostam e sofrem com o clube, eu de minha parte serei Portista até morrer mas como pessoa lúcida consegui transformar o sofrimento e a ansiedade sempre que o nosso clube joga em algo mais leve tipo " se perdeu que se lixe, se ganhou porreiro".Sempre Porto

    ResponderEliminar
  13. Qualquer dia os senhores da SAD do FCP vão processar todos os adeptos do nosso clube.
    Abraço

    ResponderEliminar
  14. como certamente o TdD sabe pelos poucos comentários que por aqui vou fazendo, sou bastante crítico em relação a toda esta m.... que grassa pelo nosso clube e insisto que bem gostaria que surgisse uma lista alternativa que desse um pontapé neste marasmo.

    já porém nesta questão do André Silva tenho algumas dúvidas... se a memória não me falha, a sua renovação não esteve complicada? ao ponto de ter estado mesmo algum tempo (meses?) encostado na prateleira por se recusar a renovar? admitindo que tenham sido negociações difíceis, talvez o clube tenha sido obrigado a fazer algumas "cedências". a quem, como, por quê e por quanto é que já será outra conversa e que gostaria de ver bem explicada.

    quanto a esse art. 45/6: o facto de o voto do membro impedido poder ser declarado inválido, implicaria apenas que não fosse atendido para o resultado final da votação, o que, suponho, não impediria a aprovação da deliberação (desconta-se o voto do "impedido" e se, mesmo assim, a deliberação tivesse votos suficientes para ser aprovada, não se invalidaria).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos à verdade nua e crua:

      Factos : Antero Henrique começou por propor ao André o salário mínimo para futebolistas profissionais. Naturalmente André Silva recusou.

      Antero Henrique a pretexto dessa recusa ordenou ao treinador adoro da B que n convivas se o André.

      Entretanto scp e alguns clubes ingleses começaram a sondar o André.

      Como o ruído já era muito Antero Henrique apressou - se a resolver.

      Convocou o amigalhaço Teixeira e através dele conseguiu e conseguirá o que pretendia : ganhar dinheiro à custa de um activo do FC PORTO

      Eliminar
  15. O Porto é agora um meio de subir na vida e não um lugar de paixão.Se o estádio ficasse vazio talvez algumas consciências fossem despertadas.Com tantas coisas obscuras que se vão sabendo cada vez é menor a vontade de acreditar neste clube tal como está atualmente. É preciso sangue novo urgentemente. Este Porto não é o Porto da nossa paixão é antes um lugar de negociatas para alguns.Quem sabe se o processo ao Carlos Amorim não vá servir para serem desmascarados alguns procedimentos que até aqui e por falta de controle têm passado em branco.

    ResponderEliminar
  16. Entristece como Pinto da Costa finaliza o seu reinado, estou triste com toda a situação

    ResponderEliminar
  17. Depois de ver o clube a processar adeptos que denunciam o nepotismo descarado que se vê a olho nu na direção, estou convencido que os próximos tempos não virá nada de bom e enquanto o clube estiver refém dos senhores dos fundos de investimento e das "claques" de arruaceiros que se acham maiores que o próprio clube, vamos caminhando lentamente para um período de travessia no deserto.
    Vou tentar estar na próxima AG - pela primeira vez desde que sou sócio - (ainda não sei onde vai ser realizada, dava jeito que informassem isso nos comunicados) para ver se algo se passa ou algo é dito, gostava que mais gente começasse a participar nas mesmas para as personagens perceberem que, se aparece mais gente, algo se passa, assim como gostava que, mesmo que não haja lista alternativa, o número de votos nulos ou em branco nas próximas eleições fosse bastante elevado, para os "senhores" de sempre se porem a toques e perceberem que as pessoas não andam a dormir.

    ResponderEliminar
  18. Esta situação já foi há muitos anos denunciada pelo Bi-Bota de ouro (Fernando Gomes) e ninguém se importou com isso.

    ResponderEliminar
  19. assim nao dá gosto seguir o porto nem pelo radio, quando adorava ir ao estadio,,,,pesso bom senso a quem de direito ou melhor a SAD do meu porto ,mas olhando ao orçamento da atual epoca tem que aver mudanças na estrutura porque algo vai muito mal,,,,,caso nada mude nao contem comigo no estadio ....

    ResponderEliminar
  20. assim nao dá gosto seguir o porto nem pelo radio, quando adorava ir ao estadio,,,,pesso bom senso a quem de direito ou melhor a SAD do meu porto ,mas olhando ao orçamento da atual epoca tem que aver mudanças na estrutura porque algo vai muito mal,,,,,caso nada mude nao contem comigo no estadio ....

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.