terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

O que mudou em quatro meses, Maicon?

Maicon já fez 190 jogos ao serviço do FC Porto, nos quais fez 13 golos, um deles absolutamente decisivo no ciclo do último tricampeonato. Fez uma grande primeira época com Vítor Pereira, mas desde então esteve sempre num limbo de exibições em que não raras vezes complicava o mais fácil e comprometia.

Chegou a capitão porque o nomearam para tal. Nunca nenhum treinador teve queixas de Maicon enquanto profissional. Está na sétima época como jogador do FC Porto e nunca deu problemas.

Mas o que se passou frente ao Arouca foi demasiado grave. Em pleno Dragão, com a braçadeira no braço, virar as costas ao jogo e render-se a uma suposta lesão é grave.

Maicon deve explicações. Por algo muito simples: é exatamente o mesmo jogador que, há quatro meses, aguentou o jogo todo frente ao Chelsea quando tinha um tornozelo que mais parecia uma batata. Aguentou as dores, secou o Diego Costa, fez o golo da vitória e varreu tudo até ao último segundo. Para quem não se recorda, no fim do jogo, já após ter feito gelo (o que ajuda a reduzir o inchaço), estava com o pé neste estado.


Há quatro meses, o jogo de Maicon frente ao Chelsea foi um exemplo perfeito do que é ser capitão do FC Porto. Frente ao Arouca, deu o exemplo contrário. Porquê? Maicon deve explicações. Aos colegas, ao treinador e aos adeptos. Deve explicações porque é o mesmo jogador que era há quatro meses, quando acabou o jogo contra o Chelsea com o pé esquerdo completamente rebentado.

Na altura, já andava com os problemas físicos de que agora a sua família (está na moda, não é?) se queixou. Mas o FC Porto tem um bom departamento médico. Não há nada que não possa ser detetável ou ultrapassável. Muito menos quando nem se foi ao mercado buscar um central. Se Maicon tinha algum tipo de problema crónico de que havia conhecimento, é demasiado grave.

Maicon é um jogador que já teve vários problemas fora dos relvados, em particular por motivos de saúde da filha. Há um novo problema de ordem pessoal? Foi uma recaída física? Foi uma consequência de voltar a complicar na defesa? Ou foi simplesmente um sucumbir perante toda a pressão daquele momento?

É preciso respostas, Maicon. Ou assume o erro e sofre as consequências, ou tem que ter uma justificação muito boa para o que aconteceu. E antes de riscar um capitão do FC Porto, é essencial ouvi-lo. 

43 comentários:

  1. Bom comentário, ponderado e feito a frio. Uma coisa parece inquestionável, se o tipo não tem estaleca mental para superar as provações NO MÍNINMO tem que abdicar da braçadeira.
    Em 2009, em Old Trafford, o Bruno Alves deu um golo ao Rooney nos quartos da Champions. Levantou-se, elevou-se e fez um jogo fantástico. Os contextos são diferentes (a equipa confortou o Bruno Alves), mas não deixa de ser o exemplo a seguir.
    É atitude, perfil e compromisso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está enganado. Os golos desse jogo foram apontados por Christian Rodríguez e mariano González. Bruno Alves no fim do jogo estava sozinho no aeroporto pior que estragado (suponho que a equipa lhe tenha tentado dar alento). Como capitão também teve as suas falhas. Mas de falta de raça e entrega ninguém o pode acusar.

      Eliminar
  2. pertinente. O jogador não tem nada a perder neste momento. Deveria chegar-se à frente e explicar o porquê da sua atitude.

    ResponderEliminar
  3. Simplesmente e o espelho desta equipa sem raça sem atitude sem brio pela camisola que vestem não posso tolerar que um capitão tenha uma atitude destas jogadores que ganham milhares de euros e abandonar o jogo não pode nem tem mais condições para vestir mais a camisola do FCP.

    Os portitas tem que estar atentos por muito que me custe dizer isto a era do Pinto da Costa chegou ao fim e neste momento o porto vai por caminhos que a uns anos os benfas de Lisboa foram e o destino foi a ruína.

    ResponderEliminar
  4. Essencial é manda lo para a China nem que seja uma proposta que so de pa cobrir os salarios! Maicon mostrou que é feito de caca de galinha e que por algum motivo tem/tinha a cabeca noutro lugar! Temos tudo perdido este ano (exceto TP) no campeonato e temos e na LE nao ha grandes expetativas e nao, atacavamos o resto que falta com Chidozie cm 3°central e com Danilo a poder fazer a posicao em situacao de aperto!
    Algo vai mesmo muito mal se Maicon voltar a vestir a camisola do fcp!

    ResponderEliminar
  5. A atitude do Maicon não é digna de um capitão, mas antes de ser crucificado (mais a seguir ao treinador) é preciso ser ouvido.
    A equipa joga cada vez pior no Dragão, a pressão das bancadas é maior do que quando se joga fora e assim é difícil para os jogadores manterem a concertação e confiança e motivação.
    A direção não esta a saber lidar com a situação, para mim é tempo de mudar, percebo que o Presidente não queria deixar o barco neste mau momento, mas corre o risco de o deixar bem pior. E já ouvimos falar muitas vezes que anda mal aconselhado.

    ResponderEliminar
  6. o Maicon errou? Sim. Não podia ter saído naquelas circunstâncias do jogo? Sim. Mas quem decidiu que o Maicon e o Herrera podiam usar a bracadeira do FCP? Quem à alguns anos decidiu que o tempo da mística terminou e que as guerras norte-sul tinham terminado deve ser igualmente responsabilizado pelo estado em que está o FCP. Não existe ADN Porto. Não existe uma base para um jogador com potencial que entre no clube tenha condições para evoluir. Não existe espírito de equipa. não existe um projecto para a equipa de futebol. Temos um treinador a prazo e sem mentalidade vencedora. Jogadores sem amor à camisola e sem ninguem para lhes incutir esse amor. Jogadores da formação? Chegam à equipa A para estagnar e aquecer o banco. Jogadores que jogam pelo estatuto e pelas clausulas dos contratos que assinam. Maicon? Fodasse. O Maicon é o menos culpado pelo estado em que está o clube. Não tem nem nunca teve perfil de líder. Como outros colegas dele, está a jogar muito menos daquilo que vale. Errou. Sim. Mas existem pessoas que erram muito mais. E de forma premeditada. E que mereciam uma vaia de assobios. E quiçá algo mais.

    Percebo o Rodolfo. Eu tb fiquei irritado com aquela atitude. Mas é preciso perceber que o contexto é diferente. O Rodolfo conheceu um FCP com uma base formada no clube (Oliveira, Gomes, Pavão, Lemos, Rolando) de qualidade e uma liderança forte e inteligente (Pedroto, Pinto da Costa).

    Este FCP é muito diferente.
    Para pior.
    É preciso levar as próximas eleições a sério.
    não podemos continuar neste rumo.

    ResponderEliminar
  7. Acho que este assunto deve ser tratado internamente sem pressões externas. Já não me recordava desse "pormaior" do jogo contra o Chelsea.

    No entanto, considero que dificilmente terá condições para voltar a jogar no Dragão envergando o manto sagrado.

    Abraços

    ResponderEliminar
  8. O Maicon tem de sair. Independentemente das explicações que possa dar, é demasiado grave o que fez. A pergunta que se deve fazer é esta: é este "tipo" de jogadores que é o exemplo de jogador para o FCP?! É isto que a SAD contrata?! Se sim, tanto o Maicon como a SAD têm de sair. Ponto final.

    ResponderEliminar
  9. Erros qualquer jogador tem. O guarda redes tem, o médio tem, o lateral tem, o extremo tem para não falar do avançado nomeadamente o ponta de lança. Aboubakar frente ao Estoril. É só um exemplo. O que fica mal é a atitude. Um jogador simular uma lesão para fugir à responsabilidade do erro é grave. Ainda mais quando se tem a braçadeira de capitão. Deveria ter dado o exemplo. Deveria ter saído de cabeça erguida. Como? "ok, cometi um erro. Peço desculpa. Mas ainda estamos a tempo. Vamos para cima deles e vamos ganhar esta merda. O Arouca não é nada ao pé de nós. Vamos mostrar que nós somos Porto". Atitude. Não cobardia. Contudo se a memória não me falha há cerca de 20 anos atrás Jorge Costa o tão amado capitão teve uma atitude semelhante. Fez burrada num lance em que originou o golo do adversário e logo a seguir pediu a substituição saindo do jogo agarrado à coxa.

    ResponderEliminar
  10. o Maicon errou? Sim. Não podia ter saído naquelas circunstâncias do jogo? Sim. Mas quem decidiu que o Maicon e o Herrera podiam usar a bracadeira do FCP? Quem à alguns anos decidiu que o tempo da mística terminou e que as guerras norte-sul tinham terminado deve ser igualmente responsabilizado pelo estado em que está o FCP. Não existe ADN Porto. Não existe uma base para um jogador com potencial que entre no clube tenha condições para evoluir. Não existe espírito de equipa. não existe um projecto para a equipa de futebol. Temos um treinador a prazo e sem mentalidade vencedora. Jogadores sem amor à camisola e sem ninguem para lhes incutir esse amor. Jogadores da formação? Chegam à equipa A para estagnar e aquecer o banco. Jogadores que jogam pelo estatuto e pelas clausulas dos contratos que assinam. Maicon? O Maicon é o menos culpado pelo estado em que está o clube. Não tem nem nunca teve perfil de líder. Como outros colegas dele, está a jogar muito menos daquilo que vale. Errou. Sim. Mas existem pessoas que erram muito mais. E de forma premeditada. E que mereciam uma vaia de assobios. E quiçá algo mais.
    Percebo o Rodolfo. Eu tb fiquei irritado com aquela atitude. Mas é preciso perceber que o contexto é diferente. O Rodolfo conheceu um FCP com uma base formada no clube (Oliveira, Gomes, Pavão, Lemos, Rolando) de qualidade e uma liderança forte e inteligente (Pedroto, Pinto da Costa).
    Este FCP é muito diferente.
    Para pior.
    É preciso levar as próximas eleições a sério.
    não podemos continuar neste rumo.

    ResponderEliminar
  11. pode-se questionar a qualidade do Maicon mas sete épocas de um profissionalismo e dedicação exemplares (tanto quanto sei) não podem ser apagadas por este seu "momento Pepe" assim sem mais nem menos. é efectivamente necessário apurar tudo o que se terá passado e que permitiu que uma situação destas acontecesse.

    (assumo-me fartinho desta direcção, dê-se a PdC o título honorífico de presidente honorário e venham outros)

    ResponderEliminar
  12. Todos os dias, quando vou ver as "gordas" dos jornais, me pergunto: onde e como é que eles nos querem atacar hoje? Isto porque não tenho qualquer veleidade acerca da ética ou deontologia profissional dos jornalistas. Assim, quando vejo um coro de críticas a abater-se sobre o Maicon, fico logo desconfiado. Não é que o jogador não mereça o reparo, longe disso, mas neste caso está claramente a servir de "tapadeira" para aquilo que eles não querem que se torne tema de debate: a arbitragem do Rui Costa. Não é por acaso que o "Jogo" coloca na primeira página os dois temas. Este jornal ainda tenta satisfazer as duas clientelas.Nós, portistas, temos muita dificuldade em sair deste círculo vicioso, desta trama e "desatámos" a falar do que eles querem e que nos faz mal. Neste caso dá-mos cabo do Maicon, permiti-mos que eles desenterrem o golo dele contra o benfas (aviso à arbitragem) e não se fala mais do Rui Costa e "sus muchachos"
    Saudações portistas

    ResponderEliminar
  13. Às vezes se costuma dizer, no melhor pano cai a nódoa. Ate explicação em contrário, parecer-me um caso idêntico ao que se passou com outro central (curiosamente também já jogou no FCP) : Ricardo Carvalho, quando abandonou o estágio na pela selecção, em que lhe parou o relógio, em que esteve mal sim, mas que os outros à volta dele não estiveram melhores. Se calhar os que o rodeavam também não mostraram o apoio que ele precisava naquele momento, seja Brahimi ou outro colega, sejam os adeptos, não sei.... . Sim, até um capitão precisa de apoio em alguns momentos. De qualquer modo, falando agora no geral, o Maicon tem falhado nas jogadas mais simples e não foi a primeira vez que tal aconteceu, este ano tem sido uma constante e a paciência de muitos acabou por esgotar, especialmente num jogo tão importante....

    ResponderEliminar
  14. Completamente de acordo! Não podemos ter memória curta (está na moda, não é), independentemente dos esclarecimentos obrigatórios quer por parte da estrutura quer do jogador.

    ResponderEliminar
  15. Óptima análise. Sensata, equilibrada e, acima de tudo, justa. A mim, enquanto espectador, pareceu-me que Maicon quis esconder o erro e a "culpa". Quebrou psicologicamente. Mas concordo em absoluto que antes de qquer juizo mais definitivo, o jogador deve dizer de sua justiça.

    ResponderEliminar
  16. As vaias ao Maicon são justas, mas que tal começar a vaiar a direcção no estádio? Talvez assim eles tambem façam o mesmo e saiam antes do final do jogo por vergonha da m... que andam a fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os jogadores e os treinadores têm sido vítimas da incompetência de quem dirige o clube.

      Apesar disso, os adeptos preferem fazer do grupo de trabalho bode expiatório de todos os males.

      Já os Antero, Gomes e Costas passam impunes pois o respeitinho é mt bonito e diante desses metem o assobio e tudo o resto no bolso.


      Eliminar
  17. Talvez a esposa "que cansou desta merda" tenha mais colhões que o Maicon e possa explicar-se por ele....

    ResponderEliminar
  18. Boa tarde,

    Maicon após o erro cometido que originou o golo quis "desaparecer", pois ele próprio soube que foi uma falha gravíssima. Naturalmente já todos nós tivemos essa sensação. Erros todos cometem! O episódio seguinte, o abandonar do campo, é que não deveria ter acontecido. Mas explicado também pela falta de apoio dos colegas que estavam em campo, chamar à atenção no momento como Brahimi fez é aceitável, é normal ser-se criticado pelos companheiros e ainda bem quando se comete falhas. Contudo após uma crítica, um mau momento, aparece alguém para confortar do tipo "fizeste asneira, mas esquece, já todos tiveram falhas graves...", mas nenhum colega teve essa atitude para com Maicon. Alhearam-se do Maicon como quem diz/pensa "fizeste asneira não é nada comigo...". Simplesmente lamentável. Juntamente com a pressão dos adeptos, algo normal, Maicon sucumbiu à pressão. Penso que a saída/venda do jogador por este episódio é uma atitude demasiado extremista. A meu ver deveria sim desculpar-se e admitir que errou, ser-lhe retirada a braçadeira de capitão e passar umas semanas no banco.

    Posto isto, sou a favor da saída de Maicon, não pelo episódio que aconteceu, mas pela falta de qualidade para ser titular no FCP. Qualidade essa muito distante da apresentada por Ricardo Carvalho, Pepe, Jorge Andrade, Aloísio, Jorge Costa (que saudades...). Falta de qualidade que se estende aos restante centrais que habitualmente jogam... infelizmente.

    ResponderEliminar
  19. Boa tarde.

    O que é reprovado em maicon não foi o erro crasso que eliminou a possibilidade da luta pelo título, mas sim a sua atitude de total desrespeito pelos colegas, pelos adeptos, pelo treinador... Vindo do capitão da equipa é algo totalmente reprovável, apaga por completo as coisas boas que fez pelo clube. A meu ver, a dispensa é a única solução.

    ResponderEliminar
  20. O Maicon já deu provas de não ter condições para ser titular no FC Porto, muito menos para ser capitão. Não é que ele seja mau defesa, tem até caracerísticas muitos boas, é alto, joga bem de cabeça, é rápido, podia até ser um grande central não fosse a parte psicológica. Deixa-se ir abaixo, não é líder, inventa muitas vezes complicando o que é simples. Sete épocas em que está no FC Porto e não se conseguiu afirmar, apenas fez uma época de grande nível com Vítor Pereira e foi preciso primeiro jogar a defesa direito para o treinador o conseguir por a titular como central. Fazia lembrar Pepe que também teve dificuldades no início mas hoje Pepe é um enorme central e Maicon nunca conseguiu dar esse salto e afirmar-se completamente no FC Porto. É uma pena mas é hora de sair. O FC Porto precisa de refazer a defesa, contratar um central indiscutível para o lado direito. Desejo boa sorte ao Peseiro para o que resta da época e para lidar com este problema central.

    ResponderEliminar
  21. Agora a gravidade e a dor de uma lesão medem-se à vista desarmada? Recebeu a bola com a perna mal colocada, ressentiu-se e já não conseguiu reagir ao lance nem continuar a jogar, são coisas da bola.
    Se é para continuar a cavar o cemitério, não contem comigo.

    ResponderEliminar
  22. Eu não percebo esta moda de falar sem saber. Como é que vocês sabem que o Maicon simulou uma lesão? Não se pode ter verdadeiramente lesionado? E tendo-se lesionado, não percebo quem o critica por abandonar o campo. Queriam que perdêssemos mais tempo de jogo, estando em desvantagem no marcador? Ou queriam ficar em campo, não sei quantos mais minutos, com um central que não consegue correr? Caso se tenha lesionado fez o que tinha a fazer: abandonar o mais rápido possível, para a equipa se reorganizar o mais rápido possível.

    ResponderEliminar
  23. Para mim cada vez mais se torna claro que não é qualquer jogador que joga no Porto. É preciso ter muita força psicológica para não ter medo daquelas bancadas e dos adeptos. Mas hoje em dia existe um tipo de jogador muito diferente de antigamente: o jogador das selfies e das redes sociais. A opinião pública afecta e de que maneira aquelas mentes sempre preocupadas com os «likes» e com a aceitação dos outros. Acho que a velha guarda do Porto podia dar uns «workshops» a estes jogadores sobre como mandar o que não interessa para trás das costas.

    ResponderEliminar
  24. Tribunal do Dragão, uma dúvida em relação ao artigo anterior que ficou a remoer na minha cabeça: na sua opinião porque é que o Porto não mencionou no «Dragões Diário» o nome do fiscal de linha do jogo com o Arouca? Rabo preso ou simplesmente era mais interessante atacar o árbitro? Ou outra razão qualquer? Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ignorância, sinceramente. Um clube, ou quem lhe dá voz, que nem sequer percebe que os fora-de-jogo são da responsabilidade dos árbitros assistentes perde toda e qualquer razão em críticas à arbitragem. Ridículo, não merece outras palavras.

      Eliminar
    2. Caro Td...ridículo é um clube contratar tantos redes...gastar em reforços para a equipa B, ir buscar refugo e manter Varelas e Angéls....
      Gastar dinheiro em entulho. ..
      Mas a culpa é do Lopetegui,do Fonseca e agora vai ser do Peseiro!

      Eliminar
  25. O caso Maicon é o reflexo da falta de rumo desportiva que o Porto vive nesta altura. E se calhar para a SAD este episódio veio em boa altura porque ajuda a desviar as atenções dos maiores problemas que Porto enfrenta.
    Para mim existe um grande problema no Porto, não o único mas um dos principais que é falta de massa critica no Porto. Não estou a falar propriamente das pessoas que participam nas redes sociais, estou a falar de muitos adeptos que são portistas mas que percebem pouco de futebol e não tem a clarividência para identificar as principais causas destes insucessos.
    Para muitos adeptos a culpa será sempre do treinador que se encontre no momento ao comando da equipa ou então do arbitro ou da falta de sorte e é também por isso que a SAD se sente confortável, porque quando a maioria dos adeptos conseguir perceber que o maior mal actual está no funcionamento da SAD, ai talvez algumas coisas comecem a mudar.

    ResponderEliminar
  26. Em relaçao a Maicom e se fosse administrador, chamava lhe atençao para o comportamento pouco adequado por ser capitao de equipa e estar na estrutura ha 7 anos e dizia lhe que TODOS TEM DIREOTO A UMA SEGUNDA OPORTUNIDADE. Portanto o sacrificio de Maicon nao resolve problema nenhum antes os vai agravar, Maicon errou como tem errado pinto da costa nestes ultimos 5 anos, maicon nao pode ser o bode espiatorio de oq eta mau dentro do clube e de quem manda. Maicon deve ser reintegrado e continuar a sua vida de profissional , NAO E DOS PIORES QUE CA ESTAO, muitos do que ca estao estao fartos do clube e por alguma razao. O CLUBE ESTA A CAIR E ESTE E MAIS UM CASO QUE SE VEM SOMAR A TANTOS OUTROS. Estaremos contra aquilo que nos fez sair de andrades com medo de atravessar a ponte da arrabida em dragoes para vencer em qualquer lado e contra tudo e todos. Maicon falhou mas nao deve ser cruxificado como esta a ser, deveremos ser magnanimos e aplaudilo na primeira oportunidade esta ha 7 anos no porto se calhar a mais tempo do que alguns que o assobiam. UMA GRANDE ESTRUTURA E A QUE SABE PERDOAR A ALGUEM QUE PERTENCE AOS PROPRIOS MAS COMETEU UM ERRO DO QUAL JA PEDIU DESCULPA. Deixemo nos de ser justiceiros da treta e quando houver eleiçoes votem branco ou nulo, apareçam em massa, ASSIM SIM MOSTRAM O INTERESSE QUE TEM PELO CLUBE.

    ResponderEliminar
  27. O FCP teve o azar de sofrer um golo muito cedo. Depois jogou e lutou, trabalhou para empatar e conseguiu. A seguir jogou, trabalhou e lutou para marcar o 2º golo e conseguiu-o.

    Se aos 63' o FCP tivesse ficado a ganhar por 2-1 como devia, o Maicon já não iria falhar, nem o Bhraimi iria atirar o casaco.. porque a seguir ao 2-1, o FCP iria acalmar, iria marcar o 3-1, o 4-1..

    Entendem?! ou se calhar não sabem que é diferente o estado de espírito, a confiança, de uma equipa que está a vencer, ou que está em casa, nervosa, a perder, com 2 erros e a ser assobiada?!

    Experimentem vocês trabalhar com 40.000 a assobiar-vos.. experimentem!!

    Só gostava era que o FCP ganhasse na Luz para ver aqui os críticos a engolir o assobio!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. " o FCP teve o azar de sofrer um golo mt cedo".

      Azar é não conseguir perceber o óbvio Azar é não perceber que os nossos maiores inimigos estão dentro do clube.

      Claro que assobiar a equipa por tido e por nada é mau mas...roubar o clube, esquecer os superiores interesses do clube é o quê????

      Eliminar
  28. Relativamente ao Maicon, se ele não estava a 100%, o dever dele era informar o seu líder José Peseiro da sua dificuldade. Desculpar-se depois de cometer um erro de palmatória, é desculpa de mau pagador...! Portanto entendo, que pelo menos, braçadeira de capitão nunca mais... pois é capaz de ser um caso de falta de fibra...etc...
    Quanto ao resto, desconfio que temos de ser nós os administradores de blogue portistas a desencadear um Movimento Pro-Nova Estratégia de Defesa do FC Porto na imprensa desportiva. E para isso convidava-mos o Bernardino Barros, um ilustre comentador portista para encabeçar a lista...

    PS - Se calhar o Bernardino Barros porque tem grande bagagem e está super documentado sobre os meandros do futebol é que devia ser o porta-voz do clube

    Abraço,
    Armando Monteiro
    www.dragaoatentoiii.wordpress.com

    ResponderEliminar
  29. Se Maicon estava com problemas físicos a obrigação dele era informar o líder da equipa técnica/treinador. Porque depois do mal feito desculpar-se com lesão cheira a desculpa de mau pagador.
    Bem vistas as coisas o Maicon até pode justificar-se argumentando que no lance em que ele falhou, também lhe faltou ajuda dos colegas porque foram dois os adversários ao encontro dele, a disputar-lhe a bola.
    Quanto à possibilidade de recuperar o Maicon, sim, não será de desprezar essa possibilidade, mas a braçadeira de capitão é que nunca mais... pois é capaz de ser um caso de falta de fibra...etc...
    Quanto ao resto, desconfio que temos de ser nós os administradores de blogue portistas a desencadear um Movimento Pro-Nova Estratégia de Defesa do FC Porto na imprensa desportiva. E para isso convidava-mos o Bernardino Barros, um ilustre comentador portista para encabeçar a lista...

    Ps - Se calhar o Bernardino Barros porque tem grande bagagem e está super documentado sobre os meandros do futebol é que devia ser o porta-voz do clube

    Abraço,
    Armando Monteiro
    www.dragaoatentoiii.wordpress.com

    ResponderEliminar
  30. Boa Tarde.
    Concordo plenamente que se deve esperar por esclarecimentos. Em 7 anos no clube Maicon foi sempre exemplar, cumprindo com todos os pedidos dos treinadores. E de lembrar que ha pouco mais de um ano apos lesao que o tinha retirado da titularidade fez varios jogos pelo Porto B para recuperar ritmo e no final na flash interview disse que nao havia equipas A ou B havia camisolas com um simbolo. Ao longo destes anos foram varios os momentos em que se sacrificou pela equipa quando outros abandonaram o barco. Rolando fez cara feia, otamendi a mesma coisa, Mangala era do City desde pequenino. Maicon sempre aceitou as opcoes e sempre deu o maximo. Comete erros? Bem nestes ultimo 3 anos nao me lembro de um jogador que nao cometa erros de palmatoria. Casillas/Helton, Indi/Marcano/Maicon (e no passado Otamendi e Mangala, e nem Danilo e Alexandro passam em claro) e nem vou falar em nos laterais. Na defesa e sempre mais facil apontar o erros. Ninguem aponta o falhanco claro do Abu (ja agora apos assistencia do Maicon) ou a falha do Martins Indi no lance do Maicon que nao ganha a bola de cabeca metida em balao da grande area adversaria e nao acompanha o avancado que vai na pressao. Isto nao e desculpabilizar Maicon e reflectir que os erros tem sido muitos nos ultimos anos e de muita gente que ca esta e que ja foi.
    Quanto a saida por lesao supostamente simulada? Mas enta o Maicon nao esteve afastado por lesao e condicionado ate a semana passada? Mas entao nao e sabido que tem estado condicionado assim como Andre Andre ha varios meses? Questionam a sua capacidade de sufrimento, mas quem garante que nao iniciou o jogo ja em esforco? O que eu vejo e que desde ha alguns meses ele nao tem a capacidade de arranque que tinha antes (rever alguns lances na taca da liga em que e ultrapassado facilmente no arranque) e que e historial no Porto (e em todas as equipas de alta competicao) deixar arrastar algumas lesoes ate ao final da Epoca. O proprio Vitor Pereira o confirmou com Jakson e Lucho dizendo que por vezes tinha que os poupar nas accoes do jogos por fazerem meia epoca condicionados. Todos no lembramos de o Departamento medico do porto dar Moutinho como apto para sair passado 30 min em malaga. Nao estou aqui a culpar ninguem estou so a dar pontos validos em abos os lados. Para mim nao tenho duvidas que maicon ano simulou lesao nenhuma e saiu de facto no limite. Nao questiono que o erro tenha influenciado a saida, tanto pela parte psicologica como fisica dado que ainda tentou emendar o erro. Mas por outro lado teria sido melhor ficar em campo limitado fisica e psicologicamente sabendo que a equipa precisava de recuperar? Nao tera sido melhor decisao para a equipa?
    So para terminar que ja vai demasiado longo. Acho que os adeptos tem que demonstrar mais paciencia com jogadores e equipa. Devem precionar adversarios e arbitros ate ao fim do jogo e nunca os seus atletas. Nos ultimos anos o Dragao fica pesado ao primeiro mau resultado. A equipa tem que fazer grandes jogos porque ao primeiro mau jogo log vem o assobio. O jogador tem que acertar 100 dos lances porque ao primeiro erro e vaiado. E impossivel jogar assim. Devemos pensar que os adversarios ja contao com o “apoio do Dragao” (palavras de um treinador adversario). Os adeptos devem pensar em ser o 12 jogador a favor, e nao ao contrario. Gostava de voltar a ouvir o estadio todo assobiar o arbitro quando esta marca um falta contra bem marcada, porque e para isso que la estamos. Os adeptos estao la para assobiar tudo que e marcado contra e apluadir tudo que e marcado a favor.
    Sem me alongar mais queria desejar um excelente dia a todos os portistas e que melhores dias virao. Que seja ja na proxima jornada.
    Grande Abraco Rodrigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas rodrigo o seu comentário é muito bom mesmo, parabens...Mas só queria saber uma coisa que Não mencionou, aquilo Não é lesão nenhuma ele tentou passar/fintar, 2s avançados, ele um defesa, e um deles com 20 anos (tem estaleca), ele subestimou redondamente os adversários!!! Como vai ele, sem ser capitão ou Não, chegar á beira de um Brahimi e dizer: para de fintar, sê mais preciso, ouvi-a logo em troca: se for como tu, vou para a equipa B...

      Isto é um erro de 2da linha, pior que casillas porque esse já tem uma idade...

      Pior Aposto contigo que os chavalos da B victor e chido Não fazem isto, ponto...Maicon vai ser conhecido como o Todo terreno da defesa (no banco), prefiro Indi e Marcano, dão-me mais garantias, isso é certo...

      Eliminar
  31. Caro Td...https://openload.co/f/GVYzLvFu6XA/FC_Porto_-_List_of_players_and_economical_rights_%2831-12-2014%29.xlsx

    A Sad está podre....até juniores dão de mamar e Ruben Neves!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não costumo ligar a cenas do Leaks, mas o caso do gajo chamado Generoso (nem sei quem é o tipo) é incrível. Como é que a Danubio (atenção que isto garantidamente será uma empresa detida por individuos da SAD ou lá perto) possivelmente saca 2.5 milhões às custas de um tipo destes?

      Eliminar
  32. ...justificação?? Talvez as discrepâncias de vencimentos no plantel...talvez o não cumprimento de promessas feitas....no entanto só uma (impossível, neste modelo de sociedade lisboguesa) desculpa o salvaria: dar uma conferência de imprensa á Nação Portista retratando-se, fosse até a ultima, dizendo a verdade dele...

    ResponderEliminar
  33. Má noticia:

    http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/comunicado-10-02-16.aspx

    Entretanto o Porto Canal já chega a França.

    ResponderEliminar
  34. O Maicon afinal não estava a 100% ? Avisou o treinador?

    E não foi por isso que não conseguiu aliviar a bola como se impunha e sim por se por a fintar com a mania que tem de que é craque.

    Já não é a primeira vez que coloca a equipa em risco com os adornos.

    Não gostei como reagiu .

    Nao tem categoria para titular do FCP.

    Agora também não será eventualmente muito justo "cortar lhe as pernas".



    ResponderEliminar
  35. Infelizmente, como previa e comentei no final do jogo, o lance de que todos iam falar e dar destaque durante muito tempo não foi o lance fulcral do minuto 60 (que nos permitiria ficar a 3 de cada um dos Rivais tendo ainda 1 jogo com cada um deles) mas sim o lance seguinte. Não se esqueçam que caso o 2-1 não nos tivesse sido descaradamente tirado, o resto do jogo seria completamente diferente e o lance do Maicon provavelmente nunca teria existiado. Não percam o foco, apesar do nosso Porto ultimamente o ter perdido, porque o inimigo do Futebol Clube do Porto é e continuará a ser Lisboa e tudo o que esse "povo" representa. Tendo o lance do Maicon existido, é essencial que o Porto ouça o jogador e caso apure responsabilidades ao mesmo, que o castigue exemplarmente mas nada mais do que isso. Muitos dos que quase pedem aqui "prisão" e "pena de morte" ao Maicon esquecem-se que estão a falar de um Portista com quase uma década de casa e que aquela camisola azul e branca já lhe faz parte do corpo. É normal que nestes momentos as nossas emoções falem mais alto em defesa do nosso clube mas não queimem aqui um homem que como todos nós tem falhas e defeitos e que se por ventura estiver numa má fase ou mau momento só nos tem a nós, Porto e Portistas, para o apoiar, pois aproveitar este mau momento para atacar o Porto e a sua gente, já o resto do país o faz.

    ResponderEliminar
  36. O que o Maicon fez foi grave mas nao suficiente para esquecer muitos anos de serviço. Também vi o Hulk a jogar a braçadeira de capitão no chão, um acto que eu considero muito grave mas ninguém mencionou que o jogador nao deveria voltar a vestir a camisa. Nesse ocasião tivemos a sensibilidade de contar aquele fado sobre o Hulk ter agido como agiu depois da substituição porque estava muito decepcionado com o seu rendimento no jogo. Com Alvaro Pereira o tratamento foi diferente e agora acho o mesmo com o Maicon.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.