quarta-feira, 18 de maio de 2016

Rui Vitória não seria campeão no FC Porto

No futebol português, os treinadores são bestiais quando ganham e bestas quando perdem. Rui Vitória é apenas mais um exemplo. Em fins de outubro já se discutia a sua saída, que poderia muito bem ter sido carimbada à 11ª jornada, em caso de derrota em Braga. Perdeu 7 jogos na primeira parte da época, dos quais 4 clássicos, e à 8ª jornada levou 3x0 em casa do Sporting e já estava a 7 pontos da liderança. Isto depois de uma pré-época sem ganhar um único jogo. Acabou campeão.

No FC Porto, Rui Vitória não seria campeão. E o que está em causa nem é a valia técnico-tática do treinador, nem o aparo dado por Vítor Pereira e pelo sistema encarnado, mas sim algo mais.

Quando o Benfica estava a perder 3x0 com o Sporting na Luz, ficando já a 7 pontos da liderança e no 6º lugar, vemos uma grande onda de apoio ao treinador e à equipa no minuto 70. 

Ser protegido nas derrotas
Já quando o FC Porto estava a vencer a Académica por 3x0, subindo pela primeira vez à liderança isolada do campeonato nos últimos dois anos... Os adeptos decidem brindar o treinador com uma grande assobiadela, por ter preferido lançar um jogador em vez de outro. Os mesmos adeptos que assobiam ao primeiro passe falhado. Os mesmos que assobiaram Brahimi antes de este marcar o penalty no último jogo no Dragão, por preferirem que tivesse sido André Silva a marcar.

O Estádio do Dragão deixou de ser um estádio temido pelos adversários. Deixou de sê-lo porque os adeptos da casa pressionam mais o FC Porto do que os adversários. Vejam-se as intervenções de treinadores como Jorge Simão e Filipe Gouveia quando foram ao Dragão: explicaram que a intenção das suas equipas era aguentar até os adeptos do FC Porto começarem a assobiar e a pressionar os seus jogadores. E dizem isto sem rodeios, sem hesitação. 

Rui Vitória não seria campeão no FC Porto porque, em outubro, já teria mil e um pedidos de demissão. Não chegaria a terminar a época, tamanha que seria a pressão sobre ele. 

Quem não se lembra da primeira derrota de Paulo Fonseca no campeonato? Depois de perder em Coimbra, tinha 200 adeptos à espera no Dragão, com tochas e insultos. Estava a 2 pontos da liderança. Imaginem como seria se já tivesse perdido 7 jogos e estivesse no 6º lugar do campeonato (não desvalorizando o fator Liga dos Campeões e os empates, que numa perspetiva de um candidato ao título são quase tão negativos como derrotas).

Paulo Fonseca, apesar de tudo, ainda aguentou mais do que Vítor Pereira, que em setembro de 2011, depois de uma derrota com o Zenit, já era altamente contestado e insultado. E num passado mais recente temos Lopetegui, que à primeira derrota foi eliminado da Taça pelo Sporting; Rui Vitória também foi eliminado da Taça pelo Sporting, mas o tratamento foi bem diferente. Antes de Lopetegui perder o seu primeiro clássico já Rui Vitória tinha perdido 4.

Os treinadores do Benfica, ao contrário dos do FC Porto, não são sob eterno escrutínio e crítica por parte da imprensa. Os do Sporting também são mais protegidos, embora sem comparação com o Benfica. Quem treina o FC Porto, à primeira derrota, fica marcado. O problema é que grande parte da massa adepta, ao invés de combater esse fenómeno, contribui para ele.

O sentido crítico tem que estar sempre presente. Mas uma coisa é fazê-lo no final dos jogos, de forma sustentada e legítima. Outra é pressionar a própria equipa ao longo dos 90 minutos, começando bem cedo a assobiar os jogadores. O FC Porto pode ter jogadores mais ou menos talentosos, mas de certeza que nenhum deles quis deixar de singrar no FC Porto. A diferença entre o razoável jogador e o bom jogador está, muitas vezes, na força anímica que lhe é transmitida. Até Rui Vitória Carlos Carvalhal percebeu isso

Na última época, vimos o treinador do Benfica aplaudido na hora da derrota e o do FC Porto assobiado na hora da vitória. Em novembro, foi notícia que um grupo de adeptos do Benfica forçou a entrada no Seixal para dar um aperto aos jogadores. Coincidência ou não, depois desse aperto o Benfica ganhou 22 de 24 jornadas, e a única que perdeu foi graças à grande exibição de Casillas na Luz.

Quando falamos em aperto, não é intimidação, nem insulto. Esses só merecem repúdio. Por aperto entenda-se deixar uma mensagem clara aos jogadores, de que exigimos esforço máximo da parte deles, e que os adeptos só estarão com eles se sentirem esse esforço. Por outro lado, se um plantel sabe que os adeptos e até membros do próprio clube estão contra determinado treinador, esse treinador perde força sobre o plantel. 

Rui Vitória esteve sempre protegido. Uma questão: quantas vezes ouviram Rui Costa falar publicamente durante esta época? Bastou uma: em novembro, para dizer que em Rui Vitória não se tocava. Quem, no FC Porto, poderá fazer esse papel, de declarar confiança num treinador na hora da derrota? É que falar na hora da vitória é fácil e pouco necessário. 

Mobilizar os adeptos: uma necessidade já para a próxima época
Há outra questão que deveria merecer mais preocupação por parte do FC Porto: a capacidade de mobilizar os seus adeptos. O Sporting, 3º força do futebol português, conseguiu levar mais 120 mil adeptos ao seu estádio do que o FC Porto, tendo uma média de ocupação de 78,07%, contra os 64,48% do FC Porto.

Poderão dizer que isso deve-se ao facto de o Sporting ter lutado pelo título até ao fim, enquanto o FC Porto ficou fora da luta mais cedo. Nada mais errado. Na grandiosa época de 2010-11, em que o FC Porto varreu tudo, tivemos uma média de 35 379 adeptos/jogo. Na época, seguinte, baixou para 33 574. E na última época do tri, a média baixou ainda mais, para 28 205. Como se explica que o FC Porto, em qualquer uma das épocas em que foi campeão, tenha menos adeptos do que o Sporting (39 mil por jogo esta época), que não ganhou nada além de uma Supertaça?

Até 2013, o FC Porto teve sempre, sempre mais adeptos do que o Sporting. Desde o golo de Kelvin, a tendência inverteu-se, e agora o Sporting leva mais gente ao seu estádio, com a maior taxa de ocupação do nosso futebol (78.07%). Isso explica-se pelo pouco empenho do FC Porto em mobilizar a sua massa adepta. Não vemos incentivos suficientes à criação de novos sócios, mais promoções na venda de bilhetes, mais iniciativas de proximidade clube-adeptos. 

Por que não propor-se ao desafio de, a partir da próxima época, o FC Porto tentar atingir a média de assistências de 40 mil adeptos? De certeza que mais promoções na venda de bilhetes não vão empobrecer a SAD, na medida em que as receitas de bilheteira não representam uma grande fatia nas receitas operacionais. Se fosse um fator decisivo, então bem que se podia tentar acabar com a venda ilegal de bilhetes em redor do Dragão, esse sim um fator que lesa o clube financeiramente. A capacidade de mobilizar os adeptos é, também, um espelho da gestão do clube; e se há cada vez menos adeptos portistas nos estádios, nenhum administrador da SAD pode estar satisfeito ou sequer rever positivamente o seu trabalho neste campo. 

Pressionar o rival, não o FCP
Por outro lado, os adeptos do FC Porto devem propor-se ao desafio de voltarem a fazer do Estádio do Dragão um estádio temido. Porque a identidade de um estádio não está no seu treinador, nem nos jogadores: está nos adeptos!

Quando pensam no estádio do Dortmund, a primeira coisa em que pensam não é no Reus nem no Aubameyang: é nas coreografias dos adeptos, na muralha amarela. Quando pensamos em Anfield Road, não pensamos em outra coisa senão naquele You'll Never Walk Alone. Quem pensa no Estádio do Dragão, tem que pensar que, além de ter que defrontar o FC Porto, ainda tem que levar com a pressão de milhares de adeptos que vão puxar pela sua equipa até ao final e tentar perturbar o adversário ao máximo.

Fica o desafio. O FC Porto tem que voltar a ser um clube temido, e isso começa pela postura que os adeptos vão ter perante o treinador e os jogadores ao longo dos 90 minutos de cada jogo, nunca esquecendo que tem que haver retribuição do outro lado. 

Não será no Dragão, mas nos próximos 2 jogos oficiais o FC Porto pode ganhar 2 troféus. Não há melhores circunstâncias para (re)começar. Voltemos a ser um clube uno, temido e cujos adeptos lutam ao lado da equipa até ao minuto 90, ou até ao minuto 92. Um clube de raça e orgulho. Um clube onde qualquer Rui Vitória conseguisse ser campeão.

84 comentários:

  1. "vemos uma grande onda de apoio ao treinador e à equipa no minuto 70." Só quem não tem memória é capaz de escrever isto. O Rui Vitória foi contestado, assobiado e até gozado imagine-se por beber muita água(!?). Este blog já teve melhores dias...

    ResponderEliminar
  2. Todo o apoio poderia ter sido diferente, caso a atitude fosse outra. Falando pessoalmente, sempre apoiei a equipa e ainda o continuo a fazer. Não assobio, não saiu do Dragão antes do apito final, mas talvez os meus aplausos sejam menores.
    O FCP leva 6 na Alemanha, é bem recebido e consegue muito apoio para o jogo seguinte: na Luz, jogo decisivo. Resultado? Uma equipa apática, sem ideias e sem (aparente) vontade de querer mais do que o empate.
    Sejamos honestos: Rui Vitória pode ter perdido vários jogos, mas nunca se percebeu falta de ambição por parte deste. Já o nosso, nada fez aos passes dos defesas centrais ao minuto 90 no nosso meio campo em pleno jogo que tínhamos de vencer obrigatoriamente.
    Os adeptos do FCP não são nenhuns tolinhos, que de repente se colocam contra a própria equipa. A essência do FCP sempre foi a de lutar contra tudo e contra todos e de nunca baixar os braços.

    Nota: Época 2014/2015: FCP 0 vs SLB 2. A equipa não foi assobiada, pois notou-se vontade, garra e querer vencer. Para se entender o presente, é preciso saber o passado. Ressalvo uma vez mais: os portistas não são tolinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpe, adoro o seu trabalho e maioritariamente concordo com o que escreve, mas desta vez não concordo... apesar de compreender certos apelos que faz!

      Pimeiro é necessário perceber o gradual distanciamento da massa adepta do clube (isto vem a acontecer há uns anos já) e razões para isso não faltam:

      - claque (SD) a enganar adeptos ao vender bilhetes acima do custo real... e por vezes a vender a quem dá mais

      - direcção completamente silenciosa e negligente com o que se passa no futebol português, apesar de se sentir uma inversão neste final de época... esperemos que seja para continuar...

      - falta de uma equipa de comunicação quase omnipresente tal como os rivais têm. Não vejo estes programas mas reconheço "utilidade e estratégia".

      - afrontamento e intimidação da claque oficialmente apoiada pelo clube (SD) que simplesmente são um obstáculo à democracia e à critica no clube (só falta os sócios levarem na cara em plena AG como acontece no clube do regime)

      - Melhoria na qualidade do futebol

      - Alternância entre mercados na contratação de jogadores como alternância nos empresários e instituições que negoceiam por nós novas contratações

      - melhorar o nosso scouting pois actualmente compramos com facilidade gato por lebre... e não se pode esbanjar 10m € por qualquer jogador que é o que fazemos actualmente...

      - para uma maior transparência do que se passa no FCPorto, deixar de usar sistematicamente intermediários com o mesmo sobrenome que vices e presidente da SAD (raramente são negócios que envolvam verdadeiros reforços)...

      - começar a explicar os Leaks que têm saido para cá para fora. Este ponto actualmente é a verdadeira oposição à SAD.
      há um braço de ferro em crescendo entre adeptos (os verdadeiros, não os "profissionais") e direcção...



      Muita coisa vai mal no FCPorto e não me parece bem acusar os adeptos, pelo menos com aqueles que nada lucram com a instituição...

      Nós não temos o poder para fazer o que quer que seja actualmente.

      As regras são-nos impostas e só com um novo mau ciclo é que esta direcção dá o lugar a sangue novo...

      A partir dai renasce a esperança, com quem tem de provar algo... e não com aqueles que já se acham donos do clube/sad...

      Cêntimo meu, só para o FCPorto... não para alimentar vicios de tanta gente!

      Eliminar
    2. Excelente análise. Só acrescento um pormenor, Lopetegui não aceitou o pedido dos adeptos para entrar o André com 3-0 e a seguir faz a estreia com o Sporting com 0-2... Para ser simpático chamo-lhe... teimosia.

      Eliminar
  3. Não concordo nada. Por um lado acho ridículo os portistas estarem sempre a assobiar a própria equipa, é estúpido. Por outro não é por isso que o nosso clube perde, nem seria por os adeptos estarem sempre a apoiar que ia vencer. Os do sporting com bruno de carvalho estão sempre a apoiar e até choram pela equipa mas ainda não ganharam nada.
    o benfica manteve rui vitoria e acabou por ser campeão porque faz as coisas por outro lado. pediram ao vitor pereira para dar um jeito e a equipa nao mais perdeu, passou a ter muito mais conforto nos jogos e com isso foi sempre melhorando animicamente e os jogadores passaram a render muito mais. Sem o devido andor nunca teriam sido campeões.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde TDD e restantes portistas.

    o burguesismo dos seus adeptos habituados a muitas conquistas dá nisto. são muito exigentes e olham para o Barcelona como exemplo a seguir em Portugal.

    queremos uma equipa a esmagar o seu adversário em 90 minutos de jogo, mesmo jogando contra autocarros e comboios à frente da baliza deles, como se isso fosse possível quando os resultados a zeros na dúvida os árbitros não decidem a nosso favor, mantendo e adiando resultado, dando força ao adversário.

    o problema da dúvida é que só existem para eles, pois tem um rival a defende-los na ânsia de obter mais arbitragens prejudiciais nos nossos jogos.Nós não pedimos "colinho", pedimos é o mesmo tratamento que os outros e que marquem o que tem de marcar porque viram e o lance assim o exigia.

    nós adeptos descarregamos em cima de outros as nossas frustrações por não vencermos dentro do campo da forma como queria-mos e ainda por cima vendo os outros com com colinhos e andores a ter sempre a vida facilitada perante os seus adversários. Alguem paga a fava e por tendência descarregamos no elo mais fraco o treinador.

    claro que isto tem de mudar e cabe ao clube e à SAD do FcPorto organizar e tratar melhor a forma de encher o estádio e atemorizar os seus adversários antes do apito inicial. É preciso merchandising e marketing a funcionar em pleno com coreografias e outras. Aonde anda LPM????

    ouvir falar em 150M€ no investimento do plantel da próxima época é algo que nos assusta e que ao mesmo tempo de pensarmos bem, só mesmo com uma super equipa é que podemos garantir no mínimo 30 vitórias no campeonato, pois a fasquia está muito alta e como isto anda os rivais da segunda circular não vão deixar por menos pois o amparo há-de surgir sempre para os manter na luta.

    eis uma questão pertinente a colocar e que é se não vale a pena ir buscar o Feghouli, Zivkovic, Rybus, Vilhena, Alvarez, Bastos e outros que por aí andam a custo zero e pagar-lhe os tais prémios de assinatura?

    agora aquilo que precisamos é de alguem que na frente faça a diferença e Hulk seria sem dúvida aquele jogador que resgatado iria atemorizar qualquer adversário.João Moutinho também seria uma peça chave na equipa da próxima época, tal como Oliver Torres se pudesse-mos contratar.

    Somos exigentes porque amamos o FcPorto mais que tudo e sofremos muitos quando não ganhamos e perdemos da forma que vemos os outros ganhar.

    Saudações Portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar
  5. Ora aqui está um post que subscrevo em absoluto, letra por letra! Chega de ajudar os adversários e prejudicar A PRÓPRIA EQUIPA!

    Abraço Azul e Branco,

    Jorge Vassalo | Porto Universal

    ResponderEliminar
  6. Boas tdd,
    Concordo plenamente com o topico.
    Uma vez mais se verifica o desleixo da estrura do FCP para com o clube em si e a sua identidade. O facto de não cativarem mais adeptos e novos socios é mais um dos fatores a acrescentar à ja pesada lista negra da estrura para com o clube.
    E isto verifica-se com a falta de voz de comando que anteriormente era Pinto da Costa, onde agora todos querem mandar e "mamar" a custa do clube.
    Tenho esperança que as coisas mudem a curto/medio prazo.
    Saudações portistas.

    ResponderEliminar
  7. Infelizmente para mim e para o clube, vai fazer bem a estes treinadores e gestores de bancada, perder uns quantos anos. Isto é a mania das grandezas e de ganhar demasiado (bem sei que isto não existe) em tão pouco tempo. Depois, claro, são estes mesmos parolos que assobiam tudo e mais alguma coisa, mas batem palmas aos quinteros e aos quaresmas da vida! Só há uma explicação lógica para isto: ausência de massa cinzenta.

    ResponderEliminar
  8. Tenho vindo à dias a bater nesta tecla..

    O FCP é o único clube que não incentiva à ida ao estádio.. Não cria a onda de apoio para a equipa.. Até JJ que todos acusam de má comunicação, a dada altura este ano percebeu que não seria campeão, e que só teria os adeptos do seu lado, se os chamasse e elogia-se, ao estádio logo ali.. dizendo-lhes que também era parte deles o bom desempenho, como também é parte deles a equipa ter a força para a fase final da época.

    Pode parecer argumento fácil, mas a verdade é que a SAD/Direcção parece pensar que estando os SD satisfeitos, os adeptos est-ao-no também.. Mas este ano assistimos (possivelmente pela primeira vez) a momentos em que os SD tentavam puxar pela equipa e os resto do estádio assobiava a equipa e os SD. (Isto nem sequer é um elogio aos SD). Mas se os SD foram chamados ao estádio e se manifestaram em silêncio a partir daí, os restantes adeptos assobiam, porque estão essencialmente sem rumo. Não há ligação.. Não há pedidos para que se encha o estádio.. Se há dias especiais com desconto nos bilhetes ou outro tipo de acções, não são devidamente divulgados..
    Não há campanha para angariação de sócios...
    Era agora.. O Porto precisava de lançar já uma campanha, reforçando que só juntos voltamos a erguer isto.. Fazer sócios, garantir que para o ano enchemos os estádio com apoio.. Com uma onda azul que entusiasme e nos faça vibrar com futebol.. Não é voltar a ter orgulho em ser Portista, é voltar a usar esse orgulho que se fosse o fato de Domingo. Sairmos todos juntos, à rua.. com ele. e levarmos isto para a frente...

    ResponderEliminar
  9. isso é muito relativo. casa onde nao há pao (desgoverno) todos ralham e ninguém tem razao. Os benfas agora mesmo têm um presidente que governa bem, que controla as arbitragens, que luta pelo clube. Nós ao invés temos um presidente que nao passa de uma figura retorica, que nao governa e que quando nao faz umas inauguraçoes fala da equipa de ciclismo.....e isso passa factura. actualmente um grande clube como o FCPorto nao pode ser gerido desta forma. De qualquer forma tudo isto do r.vitoria é muito relativo. se o brian ruiz nao falha aquele golo feito a cms duma baliza vazia a esta hora ninguém falava do vitoria nem este artigo tinha razao de ser.........

    ResponderEliminar
  10. Nao podia estar MAIS EM DESACORDO com este post.
    O TdDragao passou a época, E BEM, a falar do Vitor Pereira e do Colinho, e agora afinal eles foram campeoes pela onda de apoio ao minuto 70???
    Sinceramente refuto veementemente a tese que anda aí do exemplo dos adeptos do Dortmund.
    E para isso lembro a entrevista do Lima Pereira, quando refere um jogo contra o Guimaraes em que a equipa foi assobiada do 1º ao último minuto. Diz Lima Pereira que todos os jogadores tinham medo de ter a bola, e que apesar de terem ganho, ele fez a viagem para a sua casa na Póvoa de Varzim a chorar. Chegou a casa e o que lhe disse a Mãe? "Se nao aguentas isto é porque nao tens valor para jogar no Porto!"
    Nao defendo assobios. Agora nao me venham dizer que o apoiar ou assobiar é que é decisivo. Façam-se homens!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Identidade Porto, deste o exemplo do Lima Pereira. Agora se pensares num estrangeiro qualquer, se calhar já não terá a capacidade para entender isso por esse prisma...nem uma mãe que lhe fale assim (não está a imaginar o pai do Imbula a dizer isso ao filho, pois não?), se calhar mais depressa a mãe diz-lhe em castelhano, «fala mas é com o teu empresário para te procurar rapidamente outro clube».

      Eliminar
    2. não entender que um ADEPTO deve apoiao ao invés de assobiar, é

      dramático, mas é este o estado em que nos encontramos....

      até treinadores anões gozam com os nossos "exigentes" adeptos.

      Faremos com que muitos que poderiam por cá estar 2-4-5 anos, estejam 1 e sem render...

      mas estão a fazer-se homens

      teria piada o seguinte exercicio:
      - um marido e mulher enrolam-se para fazer o "amor"
      - depois de duas tentativas em que a coisa não correu em para o marido, ou porque não o levantou, ou porque não chegou lá na terceira temos o seguinte cenário:
      - a mulher chateada começa a assobiar o marido, a fazer ar de desapontada, de desiludida, e começa a insultar o marido, poque este não a leva onde ela quer, ou porque este não o consegue manter firme e hirto.

      A minha questão é:
      - este marido vai ter uma melhor performance,. se a mulher o incentivar, e o excitar, ou se a mulher o insultar e lhe o trate como um merdas???

      Faz-te homem, dirá a mulher....

      seguramente resultará....

      exigentes para os nossos condescendentes para tudo que nos rodeia.....

      iremos longe

      Eliminar
  11. Concordo com o que foi dito.... Desde o ano do Kelvin que os adeptos do FC Porto têm assistido a um desinvestimento enorme na qualidade dos jogadores do plantel (talvez até venha de dois anos antes, mas a partir de aqui muito mais notório) por um lado e a uma total falta de comunicação institucional por parte do clube por outro. Ora se a primeira se reflete na falta de qualidade produzida pela equipa que leva á fuga dos adeptos a segunda leva a um desgaste enorme de todo e qualquer treinador. Onde está o Antero Henriques que há 3 anos não diz nada, não assume responsabilidades?????? A ser verdade o que se diz na operação Fenix em relação a esse sr. Rua com ele. Está a mais, não representa os valores do clube. E a desculpa de que entregaram as contratações apenas e só nas mãos do treinador não passa disso mesmo: uma desculpa; pois a ser verdade é em si uma coisa ainda mais grave: IRRESPONSABILIDADE. PC a presidente honorário do clube o resto tem de ir embora sob pena de o Porto continuar a cair.

    ResponderEliminar
  12. O tempo de "piloto automático" no FCP acabou , tanto com um Dragão temível ou não . Os adversários deixaram de estar parados no tempo, evoluíram e bem para o crescimento do futebol português . É certo que uns com maior credibilidade do que outros, dado que os últimos dois campeonatos do SLB foram um autêntico tributo ao reinado de Vítor Pereira.
    Quanto à mobilização dos adeptos para o ano, tudo vai depender da escolha do treinador e dos jogadores . Se a direcção do Porto apostar em José Peseiro, temos tudo a favor para que a senda de desconfiança e descrença total continue a reinar para os lados do Dragão. A nova direcção eleita tem que fazer um All-in a todos os níveis no FCP, começando já por vender activos de maneira a cumprir os requisitos do fair-play financeiro exigido pela UEFA .
    Este ano foi muito parecido com a última época de Jesualdo. Veremos o que esta nova direcção tem para brindar para a nova época, com dois rivais que partem indiscutivelmente na frente, a todos os níveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Martinszinho, tenho muito receio dos All-ins. O Lopetegui foi um All-in e foi o que se viu...

      Eliminar
  13. Concordo o fcp é um clube aburguesado, por parte dos dirigentes e dos adeptos como se ganhar fosse uma coisa natural existe uma certa arrogância em nós que tem de ser combatida, é irritante os assobios aos jogadores no decorrer do jogo, só devíamos assobiar os jogadores no fim caso algum manifeste falta de empenho no decorrer do jogo.temos que seguir o exemplo dos adeptos do clube das galinhas e estar de principio ao fim a apoiar a nossa equipa independentemente do resultado.ganhar vai ser cada vez mais difícil para nos...

    ResponderEliminar
  14. Ora aqui está uma análise 100% pura, honesta e sobretudo verdadeira.Esta questão dos adeptos é algo que já exprimi nas redes sociais, algumas vezes fui enxovalhado outras nem tantos, mas repito, no geral os adptos dos grandes de Lisboa são melhores que os adeptos do Porto. Por questões geográficas e culturais NÓS Portistas seremos sempre inferiores em numero, o que não podemos é ser inferiores em dedicação e paixão pelo clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que o benfica tem mais adeptos do que nós não discuto...
      Em dedicação e em paixão é tudo igual, basta olhares à época de 90 e dança de treinadores que existia naquele circo chamado de estadio da luz...
      A única coisa abonatória para eles é que o nivel de vida deles possa ser superior...

      Agora... que foram ganhando confiança, copiaram com sucesso o nosso modelo de gestão,... é que estão mais tolerantes... e para isso muito contribuímos pois ninguém se acredita que para o ano o FCPorto será um sério candidato ao titulo como não o foi neste ano nem há 2 anos...

      Nós teremos de voltar a ganhar confiança e deixar de ter medo dos tondelas desta vida, ou de ir madeira ou de ir jogar a lisboa...

      O caminho para Roma não se fez num dia... e isto serve para nós assim como serve para eles!

      Eliminar
    2. Inferiores em número a quem? Está a referir-se a 1964 ou a 2016?

      Eliminar
  15. Finalmente um post com o qual concordo do princípio ao fim.

    A culpa deste virar de costas entre clube e adeptos parte dos 2 lados. Da direcção que centra cada mais apoio na claque principal e ignora os restantes adeptos. E dos próprios adeptos que são mais rápidos a soltar um assobio ou um insulto de que uma palavra de apoio.

    Quando um clube que tinha como identidade o lutar contra tudo e contra todos se vê com os próprios adeptos a injuriarem o clube diariamente é natural que a mística desapareça.

    ResponderEliminar
  16. Concordo parcialmente com o Post. Passo a referir a minha opinião.

    No caso do Benfica mencionado, não acho que a vitória do campeonato tenha nascido graças a esse momento em que o estádio aplaude uma equipa que está a levar 3 do maior rival.
    Não faz para mim parte do ADN portista aplaudir uma equipa que não jogava nada (sim porque o Benfica estava bem pior que o Porto no inicio da época), sem raça, que está a levar 3 (mas que podiam ter sido bem mais) do Rival em casa!

    Não se esqueçam que maior parte destes jogadores ganham milhões! Se não demonstram garra e capacidade de luta não merecem ser aplaudidos (quanto mais numa derrota).
    Já num jogo contra uma potencia mundial (em que o défice de qualidade entre as duas equipas é notório) se perdermos por 4 ou 5 mas os jogadores demonstrarem que deixaram tudo em campo. Então ai sim merecem o apoio!
    Mas tudo isto é subjectivo e depende muito do contexto em que as coisas se inserem.

    Concordo que seja preciso uma mobilização dos adeptos e por isso mesmo acho que o treinador não pode ser Peseiro. Não transmite confiança e não têm qualquer carisma como Líder.

    Aguardo a contratação de Marco Silva para o Porto e o reforço da defesa do Plantel com novos jogadores. O meu lugar anual está garantido de qualquer das formas mas o meu desejo é este!
    Caso contrário antevejo mais um ano praticamente a zeros (muita atenção ao Sporting que teve jogadores como Iuri Medeiros emprestados que certamente vão entrar directamente para o 11).

    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  17. O Porto tem tido menos adeptos porque tem apresentado futebol cada vez mais pobre.

    Podem colocar os bilhetes a 5 euros que o estádio não enchem enquanto o clube for treinado por fonsecas ou peseiros.

    Eu, por exemplo, se o Peseiro continuar não vou renovar o lugar anual. Recuso sustentar chulos que, para além de roubarem o clube, contratam incompetentes! Estar a pagar para sair quase sempre mal disposto não!

    ResponderEliminar
  18. Rui Vitória não seria campeão no FC Porto porque também não teria jogadores para isso.
    Se depende-se de mim contratava Hugo Vieira(Crvena Zvezda) ou o Léo Bonatini (Estoril), Marafona (Sc.Braga) e Sema Rodriguez (Arouca).

    Luís (O do José Peseiro)

    ResponderEliminar
  19. Porra, nem mais! E de volta, muito merecidamente, ao roteiro de vinhos e petiscos. Chapeau.

    ResponderEliminar
  20. Caro TdD,

    Nada mais certo!!!!

    O Porto bateu no fundo e muito por responsabilidade dos adeptos, que devem ser do que pior existe na Europa.

    É claro que a SAD tem muitíssima culpa nisso... a comunicação zero e a defesa do clube em praça pública nula, lançou a massa adepta numa espécie de salve-se quem puder, do whatever you want, sem rumo e sem destino.

    Quando as massas passam a não ter um destino concreto então inicia-se a anarquia completa e é neste estado que a massa adepta e a SAD estão.

    O clube de de ser "pegado" por cima... com um Presidente que fale, que lute, que coloque o corpo na frente de todas as balas (Hello?? Ou seja como PdC fez o Porto chegar onde chegou basicamente...); temos que ter dirigentes que não sejam somente sugadores de dinheiro mas que defendam o clube e os seus representantes; Temos que ter treinadores com discursos sérios e não como José Peseiro que ainda não viu os seus jogadores jogarem um jogo mal... ou foi azar ou foi roubado, mas a equipa jogar mal nada, népias, batatoides.

    Ou seja, para os adeptos estarem com o clube o mesmo tem de ter um rumo claro e público... Os rivais tem representantes oficiais nos "programas" de futebol, nós orgulhar-nos (?!?!?!) de não ter e para colmatar essa "falha" o que fazemos? Nada!

    Os outros fazem jogos de diversão no Fcebook, twitter, afins e nós o que fazemos? Vimos o nosso presidente afirmar que não quer saber das plataformas sociais... humm...

    Os nossos jogadores e treinadores sofrem ataques internos e externos e nós o que fazemos? Nada! A não ser que se chamem Vítor Baia, ou que sejam personagens seriamente ligadas ao clube! E na questão interna, os adeptos assobiam os jogadores e o treinador vem dizer que são exigentes, sábios e que merecem melhor futebol... humm...

    Tudo está mal no meio do Dragão e nada mudou deste a nova eleição... NADA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai está. O marketing do clube nada faz para encher as bancadas. Ou faz deficientemente. Mesmo assim, se estivessem cheias, nao estariam unidas. Nao ha voz de comando. Nao ha candeia a alumiar. Nao ha esperanca num projeto.

      Eliminar
  21. São os adeptos que temos, mas isto já vem do tempo do Prof. Jesualdo Ferreira. Passou-se o mesmo com Vitor Pereira e Paulo Fonseca. Lopetegui, vá-se lá saber porquê, foi sempre mal amado nesta casa. Ironia das ironias: a enorme onda de tolerância para com José Peseiro. Aquele que cometeu a proeza de superar o FCP de Octávio, como a pior equipa do FCP a que assisti. E isto estende-se aos nossos jogadores: algo vai muito mal nas nossas bancadas quando aos 10 minutos de um jogo decisivo contra o D. Kiev, um labrego histérico atrás de mim desata aos berros a tratar o Imbula de fdp para baixo. E assim continuou ao longo do jogo. São os chamados pipoqueiros das vitórias e estão aí para durar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. o imbula ao ser tratado de fdp para baixo, estava a ser acarinhado, porque na realidade, pelo que recebia e logo demonstrava em campo merecia mesmo era que lhe partissem as duas pernas, pela falta de respeito à instituição e aos adeptos.

      Eliminar
  22. A questao é relevante, mas nada deve servir para escamotear a verdade: o actual estado das coisas, é da exclusiva responsabilidade da direccao; os adeptos nao sao estúpidos - nem todos admitem (sequer a eles próprios) que algo está (muito) mal, mas sentem-no, e por isso assobiam e apupam mesmo quando a equipa ganha. Se tivessemos sido campeoes nos últimos 3 anos - e tínhamos obrigacao de fazer muito mais do que fizemos - nem sequer estaríamos aqui a discutir se se assobia muito ou pouco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os adeptos assobiavam o Vitor Pereira ao máximo, quando homem tinha que lutar contra todos. Vem agora dizer que não se assobia se ganhar. Assobia-se porque se perdeu o Portismo nas bancadas do Dragão.

      Eliminar
    2. So nao ve quem nao quer, onde esta o problema. Ser portista, neste momento é uma religiao sem lider espiritual. Sem dogma comum. A missa semanal nao tem comunhao. Responsabilidade absoluta do corpo diretivo. Nao sei se do clube ou da sad. Ironia, obviamente. Eu defendo pdc a presidir o clube e outro a presidir a sad.

      Eliminar
    3. a direcção terá (e tem) muita responsabilidade, mas os adeptos são estúpidos sim. quando os adeptos assobiam um jogador da sua equipa que vai bater uma grande penalidade não podem ser outra coisa que não seja estúpidos.

      Eliminar
  23. OS adeptos Portistas estão habituados a vencer e a esmagar os adversários é verdade, sinto-me um felizardo por ver a equipa de mourinho, Jesualdo, AVB e por fim VItor Pereira que tanto critiquei e agora sinto falta. E assobiar os nossos não é solução mas tb acho que há grande falta de ambição e portismo nas ultimas equipas feitas pela SAD, dai que sempre que um jogador da casa da nas vistas é "quase" sempre (R.Neves tem sido criticado o que me enoja...) aplaudido (André André, S.Oliveira e A.Silva). Relativamente a possível contratação do Tchiclas e do Possível orçamento de 150 Milhões, tou com medo, muito medo, será que a SAD e os Srs Comissionistas ainda não aprenderam que para nós simples adeptos e mortais, não basta ganhar ou esmagar mas sim deixar a pele em campo. Não somos um Clube de Casillas, nem Imbulas, nem nada desses ferraris caros p crl, mas um Clube de Andrés, de Paulinho Santos, de Jorge Costas, de Completos desconhecidos como Paulo Ferreira na altura que foi contratado pelo Porto de Bruno Alves, de raça e entrega como o NINJA que enquanto cá esteve deu Sangue,Suor e Lágrimas pelo nosso Clube, Pela NOSSA camisola, pelo Nosso Brasão abençoadoe acima de tudo por Nós Portistas, sócios ou simpatizantes,crentes,descrentes,doentes,malucos,viciados, Somos um clube de mágia e inconformismo com Decos e Quaresmas. O que todos sonhamos não é ser um Real ou BArça mas em sermos Nós Próprios a lutar contra tudo e todos e a ganhar, nem que seja por meio a zero crl mas UNIDOS SOMOS MAIS FORTES, UNIDOS SOMOS DRAGÕES, UNIDOS SOMOS TRIPEIROS, UNIDOS SOMOS PORTO E ATÉ OS COMEMOS CRL, por isso pf basta de massa assobiativa, basta de comissões, basta de mama,basta de imbulas, de casillas, de Samis, de Djalmas e de jogadores fracos sem tomates nem estaleca para jogarem por Nós. Já sei que sou um sonhador Romântico mas a meu ver para além de ser Portista por influência familiar e Regionalista sou Portista porque sempre vi o meu clube, o teu clube , o nosso clube como o grande Baluarte de luta e inconformismo contra os camelos da capital. Por isso toca a levantar o caneco e vamos ser campeões crl.

    ResponderEliminar
  24. Alturas houve que os super dragões estavam em pleno estádio de costas para o jogo e o FCPORTO vencia na mesma.
    Não são os assobios o problema, isso é apenas o sintoma da doença.
    A verdade é que o clube perde em todas as modalidades. E receio que as coisas não vão melhorar.
    De facto, as sucessivas vitórias da porta 18 enchem a alma aos AZUIS E BRANCOS e como tal JNPC considera que o FCPORTO não precisa de ter a obsessão de vencer campeonatos.
    É também escusado vender a percentagem AZUL E BRANCA do patéticocanal,(que apenas está preocupado em não melindrar as audiências dos clubes rivais) fazendo no NOSSO estádio a DRAGÃOTV canal de FORTE propaganda/marketing da marca FCPORTO e de "ataque" aos nossos adversários, porque JNPC quer falar o menos possível.
    Por outro lado não interessa derrubar o poderes instalados na Liga ou no conselho arbitragem, porque JNPC até nem se preocupa em saber quem vai para lá.
    Finalmente, não se deve enfrentar os ataques do crematório matinal, dos anjos gabrieis, dos amigos do gaspar, do lepra e outros quejandos, porque JNPC prefere ter por "inimigos" o "Jogo", Fernando Gomes e Angelino Ferreira.
    Para mim, o que O MEU, O TEU, O NOSSO FCPORTO precisa para PRESIDENTE é de um Manuel Serrão.

    Luís (O do José Peseiro)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por favor, como isto está... Manuel Serrão??? Pior só o Tavares. O homem mal sabe falar, não percebe nada de futebol, vai buscar cada argumento que não lembra o diabo, dispara sempre na direcção errada, e agora querem no para presidente.

      Olhe esse génio da presidência queria o AVB a presidente, veja-se lá a visão do homem.

      Eliminar
    2. Concordo 100% com o artigo.
      Os adeptos têm grandes culpas no estado a equipa, e a direcção falhou na estratégia de mobilização.
      Por muito que custe, jogares e treinadores e empresários não tiveram as culpas que todos pensam.

      Eliminar
    3. Nem mais, a Sad não faz o trabalho de casa, dentro e fora do Clube. Sem o manto sem aquela vitória falsa em Guimarães onde é que o Rui Derrota estava. A nós, equipas que nos visitam jogam no limite e para lá dele porque penaltis e faltas nada é marcado. Nós a jogar em casa e fora fomos comidos o ano passado e este ano, próximo ano vai ser igual, isto é uma vergonha, carnide no campeonato e carnide B na final da taça são levados ao colo.

      Eliminar
    4. Manuel Serrão para Presidente e Peseiro para treinador.

      Hehehehe.

      depois lutamos pelo 5ª lugar.

      Eliminar
    5. Os super hoje nao assobiam porque têm as maos muito untadas. Os maiorais, claro. Os outros, recebem uns bilhetes e tudo calmo.

      Eliminar
  25. Muito bem TD.
    Como saberá, boa parte da sua "clientela" pertence ao grupo dos assobiadores que você, de forma inconsciente, incentiva. Porquê? Fundamentalmente porque os seus "post's", por norma, são críticos á gestão da Sad e isso influenciará algumas mentes mais frágeis. Repito, não tenho quaisqueres duvidas relativamente á sua integridade Portista, mas o mesmo não acontece a muitos dos comentadores deste espaço. Foi-me insuportável ouvir, sábado, aqueles mentecaptos a assobiar um jogador do FC Porto por marcar um penalti, só porque queriam outro. Essa gente pensa que por ser sócio e pagar bilhete tem o direito de protestar por tudo. Não entendo assim e porque sou sócio com lugar e porque sei o que é ser assobiado, por ter feito quando praticava desporto alguns maus jogos, fazendo de tudo e não conseguindo inverter a situação, o quanto sofrem quem está lá dentro. Mais, normalmente essa malta vai para o estádio com a intenção de descarregar as frustrações semanais no treinadores ou nalguns jogadores, mas agora com uma nuance: antigamente assobiavam os adversários e os árbitros e no fim atiravam as almofadas aos nossos pelo mau jogo feito, agora aos 20m, se algum proscrito fizer dois passes seguidos errados, não se levanta mais. Como diria o sr. Pedroto " ...se querem ópera vão ao S. Carlos...".
    Por fim, estou farto de dizer e redizer, o pessoal do departamento de marketing do FC Porto, se é que existe, já teria sido despedido, com justa causa, se trabalhasse nas empresas onde estive, pois são duma incompetência sem limites. Então essa de não conseguir vender mais lugares anuais é escandalosa...e não vale dizer que o povo não em dinheiro.
    P.S.
    Claro que Rui Vitoria não tinha pedalada para o Porto.

    ResponderEliminar
  26. Pelo que diz e pelos comentários, aqui e noutro lados, é notório que a direcção e os adeptos se merecem mutuamente. Já nem me preocupo em ver os jogos, sigo a liga nos blogues depois dos adeptos terem o que queriam. Para o ano nem cotas vai haver, que tenho nojo desta gente toda.

    ResponderEliminar
  27. colinhos, assobiadelas, etc, tudo desculpas de merda!
    o slb ganhou bem o campeonato, porque jogou melhor futebol, tem melhores jogadores e um treinador que não se assustou com meia dúzia de parvoíces.
    o sporting se tivesse ganho, também seria justo vencedor, jogou melhor futebol, tem melhores jogadores e um melhor treinador.

    nós perdemos porque jogamos um futebol miseravel, temos um patético plantel e pior treinador. ponto final!

    agora essa história de que umas assobiadelas fizeram com que os meninos ficassem sensíveis, opa, vão mamar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não leio e muito menos comento os blogs dos encornados, eles tem que vir para aqui comentar, temos aqui um exemplo. São mesmo medíocres...

      Eliminar
  28. Claro que o RV não seria campeão...nem tão pouco colocaria a equipa a jogar bom futebol. Esse trabalho é complicado, e já estava feito por ele. Foi uma questão dos jogadores se habituarem à mudança, do Vieira ter falado de ROUBO à 14ª jornada, e de ter sido provavelmente da autoria dele o "pedido" para a claque ir apertar os jogadores ao Seixal. - - - Uma série de coisas que não existem no atual FC Porto...nem comunicação assertiva de quem manda, nem domínio dos meandros do poder, nem medo de usar certos meios para apertar com a equipa...mais...desde Villas-Boas também estamos sem alguém que coloque a equipa a jogar futebol com o qual nos possamos identificar...ISSO É QUE AFASTA AS PESSOAS DO ESTÁDIO. Isso é que tem baixado as médias de assistências no estádio. Não vamos pintar a ETAR de Carnide de cor-de-rosa, porque há coisas que eles fazem porque têm as costas quentinhas de um "bi" que não era conquistado há que tempos. Para o resto, um marketing e uma comunicação agreesivos também ajuda e muito. Mas já viram bem o nosso marketing? já olharam bem para a nossa loja online? para as nossas lojas? para o nosso site? Temos um Casillas que não conseguimos capitalizar em notoriedade - até deixamos esgotar os stocks de camisolas! - já viram à quantos meses a loja online dá como "esgotados" os equipamentos de ciclismo?! - - - Estamos ultrapassados em toda a linha, na estrutura do futebol, na comunicação, no merchandising, ...onde andam gajos como o Jorge Mendes? Porque é que não fizemos nada com os chineses que andaram aí - da Fosun e outros...e agora temos de aturar as notícias de chineses de volta do Carnide, provavelmente de maõs dadas com o Jorge Mendes?

    ResponderEliminar
  29. concordo com o titulo mas nunca com o texto.. nao ha colinho para o porto,é mais que obvio..
    nao vejo os jogos no estadio (muito caro para mim,com esta crise e com um filho para criar),vejo na tv,logo tenho acesso a repetiçoes...e tambem houve jogos que jogamos mal.. (la está,culpa do treinador,assobios) e reparo k nao falta gente a ver o porto,a puxar pela equipa e poucas vezes ouvi assobios,so nos momentos k referiu,k ate eu assobiei a 10km do estadio,looool..mencionou o jogo com a academica..acha normal nao meter a jogar um miudo da cantera???rapaz esse k s nao fosse futebolista,puxava pelo porto como nos!!!o braimi nao,de certeza,argelino..
    achava paulo fonseca bom treinador,mas sem mao pos jogadores (egos), as competiçoes europeias uma lastima,em 2º no campeonato,porto a jogar mal..logico os assobios..
    somos do porto,para o ano somos campeoes,é "tudo nosso,nada deles" precisamos é de limpar uns egos do balneario,apostar em jogadores da formaçao,k sintam o emblema do clube,e darlhes minutos,para dar espaço a aparecer uns paulinhos santos,coutos,jorge costas,joao pintos para deixarem tudo em campo e passar a mistica a quem chega..

    ResponderEliminar
  30. A questão resume-se em poucas palavras: Liderança, exemplo, mística, rigor, confiança. firmeza, combatividade, critério. Tudo palavras que deveriam assentar como uma luva aos detentores dos destinos do Clube e, consequentemente, ao plantel e adeptos. Mas, infelizmente tal não tem acontecido nos últimos anos. Direção abúlica, pouco rigor e critério na escolha do plantel, mau futebol, cada vez mais mau. Intragável. É por isso que ois assobios ocorrem e redundam, como resultado da revolta, mau estar cujas razões assentam no atrás refrido.

    ResponderEliminar
  31. Viva,

    No seu texto, "Meditações Portuguesas, o poeta e filo'sofo Alemão Hans M. Enzensberger lembra que durante oito séculos Portugal viveu como se a Espanha não existisse, esquecendo até que fazia parte da Europa. E ouvia-se: foi trabalhar para a Europa, como se a Europa fosse a I'ndia.

    Para se afirmar, o FC Porto teve que lutar contra esta alienação, chegando mesmo a ser ouvido que, numa tonalidade de meia brincadeira ou de meia seriedade o Porto devia jogar em Espanha ja' que a Liga Portuguesa, não sendo competitiva, prejudicativa o rendimento do Porto nas competições da uefa. E' neste contexto que o FC Porto dara' à histo'ria do futebol mundial um exemplo de naturalização bem sucedida (a lenda de Deco foi tratada pela revista "So Foot"). A oposição de Figo não teve força nem cabimento para lutar contra uma dina'mica de abertura para o Mundo que o Porto simbolizava.

    Essa abertura que, no fundo, sempre fez a força do Porto - todos os golos, por exemplo, das conquitas europeias foram marcados por não Portugueses - parece ter desaparecido. Creio que não vale a pena referir, novamente, que Lopetegui é, primeiramente,logo de ini'cio, contestado por ser Espanhol.

    Os adeptos Portistas parecem cortados da realidade. A memo'ria que sem visibilidade exterior o Porto não existe no rectângulo parece ter desaparecido. A menos que se aceite que seja normal - entre aspas - que se diga, tal como o afirmou um comentador tv, aquando do u'ltimo Porto - Boavista, que é difi'cil ser se avançado centro na Liga Portuguesa; Pergunto: E nas outras ligas não o é?

    Vi muitos jogos nas Antas, em todos os lugares e sei que, mas posso me enganar, na altura, o Porto lutava para ganhar. Em contrapartida, hoje, luta para existir.

    O dia'rio "Libération" de 2° feira, dia 16 deste mês, realiza em duas pa'ginas uma excelente si'ntese do que foi a época que findou. O "AS Monaco" terminou 3° com os os mesmos pontos que o Lyon. Perdeu os seus melhores defesas, o seu meio campo, viu chegar uma pa' de luso'fonos com rendimento duvidoso e conflituosos (é o "Libération" quem o escreve) e obteve o mesmo resultado que o ano passado. Leornado Jardim é elogiado. O Monaco é um nego'cio (tal como o Porto o é) e para isso, para ter resultados é preciso estabilidade. Deste ponto de vista, contrar e despedir treinadores, ovacionar jogadores em função de filiações, amizades, cunhas... dos escolhidos da bancada (li o termo na pa'gina facebook e gostei)é condenar, "num pai's onde todos se conhecem" (réplica de "Capitães de Abril"), o Porto a lutas intestinas.

    Creio, mas posso me enganar, que é isto que é preciso dar a entender: o Porto ja' não é so' um clube também é, abertamente, um nego'cio. O desnorte dos adeptos talvez esteja nessa falta de explicação (ou na falta dum projecto a meio e longo prazo) da situação.

    Que o Porto seja um nego'cio, a partir do momento em que os moldes são apresentados com transparência, não me levanta qualquer problema. Que o futebol se aproxime da nba também não me apoquenta. Ja' me preocupa que se despeça um treinador que esta' em 2° etc...

    E Viva o Porto!

    NunoPortoMaravilha



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem algum link para o texto que refere? É que essa ideia, de que Portugal "ignorou" Espanha ao longo de oito séculos, é tão absurda e tão negada por evidências históricas, étnicas, culturais e econômicas, que só pode ser piada.

      Eliminar
    2. Viva,

      Não faço ideia se o texto de Hans M. Enzensberger esta' traduzido do Alemão para o Português. A obra "Europe, Europe", foi traduzida para o Francês pelas Editions Gallimard, Paris 1988. "Méditations Portugaises" distribuem-se pelas pa'ginas 139 a 181 da edição Francesa de 1988. Aparece na pa'gina 140 com alguma ironia a seguinte meta'fora: " ... S'il y avait réellement une frontière commune entre ces deux pays , on devrait pouvoir apprendre l'espagnol dans un lycée de Porto ou de Lisboa. C'est hors de question. (...) Tout ce dont le Portugal a besoin est importé par bateau depuis les cacahuètes jusqu'à l'usine chimique clé en main... " Se é verdade que a entrada conjunta dos dois pai'ses ibéricos na cee (ex UE) teve o mérito de aproximar os dois pai'ses, deixo uma uma pergunta: Quanto Portugueses saberão que Camões é também um autor de li'ngua Castelhana? Porque é que F. Magalhães não se encontra esculpido no Padrão dos Descobrimentos? O Português mais famoso no mundo...

      Atentamente,

      E Viva o Porto!

      Nuno PortoMaravilha



      Eliminar
  32. Nas empresas, na liderança dos países ou nas guerras é fundamental uma liderança forte...infelizmente temos no nosso clube uma sad que nos rouba, logo que nos enfraquece face aos nossos rivais...com uma gestão danosa destas como esperar ter a nação portista unida em torno de um objectivo unico? Estamos fracos e continuaremos fracos enquanto nao tivermos uma gestao de topo outra vez, e com verdadeiros portistas (um portista a sério nao rouba o clube).

    ResponderEliminar
  33. Caro Senhor,A sua prosa vai ao fundo do problema mas enferma de uma falha, que é a falta de análise do crescente divórcio entre os adeptos/associados e o clube. A Sad capitaneada pelo sr Pinto da Costa gere o clube como se fosse algo privado e sem terem que prestar contas aos sócios. O sr Pinto da Costa gere o clube a seu bel prazer e tripudua dos sócios, tendo um falso discurso em público e um outro bem mais tenebroso em privado. Acha que um sócio minimamente esclarecido e que se lembre dos anos 90 e da década de 2000 tem alguma vontade ir ao estádio e deparar se com o cretino do Alexandre Costa a oavobear se na Tribuna de Honra.Acha confortável para um pequeno accionistada Sad saber que no conselho consultivo da Sad estão notórios benfiquistas como Ilídio Pinho.Faz alguma coisa o clube para chamar os sócios. Tirando Os Super Dragões ninguém mais e incentivado a ir só estádio.Muito mais havia a contar sobre o jogo dos empresários e sobre os ditos do sr Pinto da Costa em privado. O grande problema é que a atual estrutura dirigente do Porto perdeu a ambição e a vontade de ganhar e isto contamina todo o ambiente do clube. Somos roubados escandalosamente e ninguém diz uma palavra,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enquanto está administração estiver em funções o clube continuará a ser roubado financeiramente, por eles, e desportivamente, pelos nossos inimigos

      Eliminar
    2. Exactamente, este administração é o cancro que destrói o nosso Clube. Neste momento é o principal problema e também o controlo que o carnide tem sobre a federação com a cumplicidade de F Gomes.

      Eliminar
  34. Concordo.
    Nas Antas eram assobiados os árbitro, no Dragão são os nossos jogadores e treinadores. Uma parte considerável dos adeptos são facilmente manipuláveis pela CS. Tenho vergonha destes indigentes serem portistas.
    A passividade da SAD, a melhoria de competências dos vermelhos, a crescida do controlo absoluto das instituições desportivas, a atitude de três macacos do MP e PJ remetem-nos para o antigo papel decorativo.
    Não há condições para voltarmos a ser campeões nos próximos tempos.
    Como retirar as passadeiras vermelhas?
    Os clubes mais pequenos se não são cúmplices têm medo.
    Uma estratégia possível mas difícil seria juntar-mo-nos ao Sporting na denuncia sistemática dos abusos do Grande Hipócrita.

    50 de sócio

    ResponderEliminar
  35. " Não vemos incentivos suficientes à criação de novos sócios, mais promoções na venda de bilhetes, mais iniciativas de proximidade clube-adeptos. "

    Já pensei nisto várias vezes. É ridículo o clube não ter uma única campanha., nem uma promoção pequenita para angariar sócios. Não se lembram disto sequer ou não interessa ter novos sócios?
    Penso que é pura preguiça.

    ResponderEliminar
  36. Eu não penso renovar os meus 2 lugares anuais. Tenho-os mantido desde 2003, mas de facto cada vez é mais desmotivador ir a um estádio onde a nossa equipa é tratada por muitos adeptos como se o adversário se tratasse.

    ResponderEliminar
  37. CONCORDO. Os adeptos do porto estao a levar o clube aquio que era antes de pinto da costa , um clube de andrades, perdedor e ridicularizado por lisboa. Os adeptos do clube foram os grandes responsaveis pelo descredito da equipa porque nunca a souberam apoiar a serio embora tambem seja verdade que e preciso que apareçam jogadores que puxem por eles.

    ResponderEliminar
  38. Sou portista hoje como sempre fui. O meu FC do Porto, independentemente do que faz a SAD, em campo terá sempre o meu apoio! Para assobiar existem os rivais quando em posse de bola. FC do Porto, SEMPRE!

    ResponderEliminar
  39. Os assobios é que fazem as nossas derrotas? Dvem ser adeptos muito novos e nunca devem ter visto jogos nas Antas com 70/80.000 (sim, em pé e à chuva) a assobiar forte e feio quando alguém fazia asneira ou se notava que não estava a dar tudo.
    As florzinhas dos jogadores se não são capazes de jogar com pressão, não têm lugar no F. C. do Porto.
    Por esse prisma, sempre que formos jogar à Luz ou a Alvalade, mais vale fazermos falta de comparência, somos sempre assobiados, não é verdade?
    Então vai-se assobiar só no fim do jogo, quando está tudo perdido para depois dizerem como o Luis, que a culpa é da SAD, do marketing, do Maicon ou do Quaresma?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos assobiar durante o jogo para dar moral aos adversários, tem resultado muito bem em todo lado.

      Eliminar
  40. Está na altura de mudar ! O problema é que as eleições foram recentemente e agora temos de esperar mais 4 anos. Pinto da Costa já não tem capacidade para assumir a liderança do clube, clube esse, quer fosse vitorioso ou não, existia antes da sua presidência. O Benfica depois de Vale e Azevedo, e não estou a comparar o nosso estado actual com o desse Benfica, juntou-se. uniu-se, e reformulou tudo para poder vir a ganhar mais tarde. O Vieira está no clube desde 2003, ano que coincidiu com a época mais vitoriosa do Porto, mas mesmo assim manteve-se, foi trabalhando, e já foi a duas finais europeias, consegui um tri campeonato, e vende jogadores da formação, inflacionados ou não, por valores fantásticos ( Será que não teria sido melhor vender o Rubén por valores parecidos o ano passado ? ) Para resumir acho que é preciso sangue novo, alguém que deixe para trás a má imagem do clube, que tenha uma melhor relação com a imprensa e que perceba mais de futebol e menos de comissões. Para finalizar e por muito que me custe e que vocês discordem, acho que, e estando dependente do plante e treinador para a próxima época não devíamos assumir a candidatura ao título

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh por favor se há homem capaz neste momento é Pinto da Costa, parem com as ideias revolucionárias que neste momento só pioram as coisas.

      Eliminar
  41. Não foram os adeptos que atiraram a toalha ao chão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. foram foram. ou não se lembra das assistências da 2ª época do Vitor Pereira _antes_ do slb perder os pontos de avanço que levava?
      -- tom

      Eliminar
  42. Já há algum tempo que nos deparamos com isto. O Dragão, apesar de ser muito bonito, não oferece o calor que as Antas proporcionavam.

    O público do Dragão também se alterou. São mais pipoqueiros, exigentes demais, acham que os jogadores lhes devem algo. Mas a culpa, essa, é repartida. Não existe promoção, não existe inovação, não existe, por parte da SAD, nada que estimule a que se encham estádios, que se valorize os seus adeptos, que se crie um ambiente intimidante. Aliás, penso que para a SAD, o grosso dos adeptos dividiu-se em 2 há vários anos com diferentes propósitos: Os SD e os clientes.


    AA

    ResponderEliminar
  43. Caro TdD,

    Desculpem a mudança de assunto.

    Não era normal que o árbitro da final da taça fosse aceite pelos clubes envolvidos? Pelo menos foi a justificação dada para que a conversa do presidente do Benfica fosse considerada normal nas escutas do apito dourado!

    Como é que escolhem o Artur S. Dias para esta final?
    Será que o Presidente concordou com esta nomeação após ter dito isto: http://www.dn.pt/desporto/fc-porto/interior/artur-soares-dias-nao-pode-apitar-mais-o-fc-porto-3636560.html (é só um exemplo, há mais no google)

    Cumprimentos,
    Fernando Silva

    ResponderEliminar
  44. Boa tarde,
    Sei que este não é o post mais indicado para tecer este comentário mas dado à proximidade do jogo da final da taça gostaria de saber se o FCPorto vai transmitir o jogo em algum local na cidade do porto para que as pessoas se possam juntar e assistir ao mesmo jogo. Caso não haja nenhum evento marcado qual será o melhor sitio para um grupo de portistas se deslocar a cidade do porto e assistir ao jogo num bom ambiente de futebol.
    Agradeço a disponibilidade e aguardo resposta.
    Obrigado e saudações portistas!

    ResponderEliminar
  45. isso era muito bonito num mundo perfeito,agora á uns anos para cá o futebol é para ricos e para pessoas que vivem dos rendimentos.façam la as contas em quanto fica a uma pessoa com a familia, de leiria ir ver um jogo ao dragao?quais sao os incentivos? os convite para a festa dos dragoes de ouro?uma palavra para os adeptos?um canal que se veja.fico por aqui.

    ResponderEliminar
  46. Eu sinceramente até fico meio estupefacto com alguns comentários de Portistas que leio. Há alturas para nos revoltarmos com o nosso clube, ficarmos magoados, tristes, zangados, mas depois isso passa e continua a ser o nosso clube. Porque se continuarmos zangados a vida toda com o nosso clube, então ele deixa se ser o nosso clube, e nós passamos a ser adeptos do clube rival, ou pelo menos a comportar-nos como tal.

    Por mais zangados que estejamos com o PdC e com a direção, foram eles que venceram as eleições e são eles que lá estão agora, isso não é razão para se deixar de apoiar a equipa. Por mais que não gostem do treinador, é ele que treina os jogadores da vossa equipa. Por mais que não gostem dos jogadores da vossa equipa, são eles que envergam a camisola da vossa equipa. O problema é que a maior parte dos Portistas não vai ao estádio para apoiar a equipa, vai para ver vencer a equipa - como se não existisse um adversário que vai procurar fazer o mesmo - e de preferência com bom futebol, porque se vencer sem entreter, também já não presta, como aconteceu com o Vítor Pereira. E ainda hoje, a maioria não dá o mínimo valor ao Vítor Pereira - incrível e inadmissível!

    Eu agora pergunto o seguinte: vocês são Portistas ou não são Portistas? E se de repente o Porto desatar a perder e cair na 3ª Divisão? Deixam de ser Portistas? Deixam de assistir aos jogos do clube? Apoiar já não digo, porque pelos vistos já deixaram de apoiar, mas seguir o clube, identificarem-se como Portistas. Ou só são Portistas nas vitórias? Se estão tão revoltados com tudo, esqueçam o clube até a direção mudar, é o melhor que têm a fazer. Agora, ir para o estádio piorar a situação? Para quê?

    E então? Já sabem a resposta? Se o Porto jogasse na 3ª divisão? Continuavam a ser Portistas? Aqui fica um vídeo do Dynamo de Dresden, campeão da 3ª DIVISÃO ALEMÃ. Vejam e aprendam o que é ser um verdadeiro adepto! https://www.facebook.com/dynamodresden.de/videos/1209484265757819/?pnref=story

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podia concordar mais, a maior parte não sabe o que é ser Portista, nem sabe o que significa, são do Porto porque é o clube português que ganha mais, não sabem o que significa ser Porto em Portugal.

      Eliminar
  47. Caro TdD.
    Sou cientista de profissao e apesar de ver o futebol de forma emocional nao consigo depois fazer uma analise racional. Gostaria de saber para onde lhe posso mandar um pequeno estudo estatistico que mostra que relamente nao fomos campeos o ano passado por detalhes, entre os quais a instabilidade causada pelos adeptos. Na mesma analise podemos concluir tambem que o maior erro desta eopoca foi despedir o treineidor e caso contrario teriamos lutado ate ao fim decidindo-se tudo novamente em pequenos detalhes. Se tiver um sistema cloud ou um mail profissional para onde possa mandar o ficheiro fica depois ao seu criterio publicar ou nao.

    ResponderEliminar
  48. Demasiadas inverdades e factos coloridos por aqui.

    1º os Benficas e Sportings do Jesus levam mais pessoas ao estádio porque o futebol interessa. Ponto. Pipoqueiros e adeptos que não conhecem mais de 3 jogadores do 11 titular é o que a Luz mais tem todos os fins-de-semana. Mas a equipa cria oportunidades, massacra, entende-se em campo, joga um futebol de ataque, positivo. Os pipoqueiros do Porto para verem basicamente todos os treinadores desde o Mourinho, e salvo o AVB, passarem 45 minutos sem entrar na área adversária, vêem pela televisão. É futebol parado, pachorrento, de passes cá atrás, monótono, não cativa ninguém. Vão as claques que já iriam de qqr forma e quem lá está por decreto/lugar anual ou sacou bilhetes na empresa ou num concurso qualquer. O Peseiro tem margem de manobra, para mim, porque a equipa pelo menos ataca bem. Que já é mais do que se pode dizer de todos os melhores plantéis que me recordo de ver nos últimos largos anos ao serviço do Porto.

    Um tipo que entra em todos os jogos com José Angels, Varelas, Sérgios Oliveira, putos como o André Silva ou Chidozie, no 11 (e vence) péssimo não pode ser. Com esses craques o melhor que o Lopetegui, o VP ou o Jesualdo conseguiriam fazer era empatar ou perder por poucos.

    Assobiar não apoio nem condeno. Não o faço. Agora se querem mais pessoas no estádio e a apoiar, não se esqueçam que os entendidos da bola, dos blocos e das transições, não fazem 40 mil para meter lá dentro, nem 5 mil sequer. Portanto os outros 35 mil são quem vai ver futebol de jeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comentário acertivo, no entanto é mesmo isso que me preocupa. É que o Porto abdicou de tentar contratar um treinador vencedor mas simplesmente um treinador com futebol espetáculo, para entreter as massas e atrair adeptos ao estádio, numa perspetiva de negócio. Eu prefiro títulos ao entretenimento.

      Eliminar
    2. Há tanta memória curta por estes lados. O futebol do Mourinho não encantava, era eficaz, e quem não se lembra de AVB dizer quem quiser opera não pode vir a um estádio.

      Este é o tipo de adepto que come tudo o que a imprensa de Lisboa lhe dá, o problema é que há muitos como este, depois dizem que os rivais jogam com nota artística.

      Eliminar
  49. Caro Senhor ,Embora a sua análise esteja enfermagem de um enviesamento , pois só culpa os adeptos sem procurar identificar causas, a saber:Crescente divórcio entre a SAD e os adeptos.O senhor Pubti da Costa gere o clube a seu bel prazer sem o mínimo respeito pelos associados, pelo contrário, sempre tripuduando deles, quando em privado Será que para um associado que conheça a realidade é agradável frequentar o estádio e dar de caras com o execrável Alexandre Costa a pavobear se nactribuna presidencial.Sera que motiva uma visita ao estádio o futebol miserável que a equipa prática?Que tem feito a SAD para promover as visitas aí Estádio. Só há promoção para os Super Dragões, pois convém te lis na rédea. Será que motiva alguém ir ao Estádio quando todo mundo sabe que o que motiva a SAD e fazer negócios e premiar comissionistas e não o bem do clube. Que motivação tem um pequeno acionista que sabe set o Conselho Consultivo da SAD constituído por benfiquistas com o Eng Ilídio Punho a cabeça.A generalidade dos portistas já viu que a atual estrutura não vai mudar nada, logo a motivação e zero e todo mundo espera que o ciclo decadente acabe. Infelizmente os notáveis do Porto são uns covardes que só falam contra Pinto da Costa e sua entourage pelas costas e tem medo de enfrenta lo. Só nos resta aparacer alguém , fora do círculo e sem estar arraigado a veneração de um homem a quem o Porto muito deve mas que neste momento está empenhado na destruição da obra que cobsrruiu

    ResponderEliminar
  50. Àqueles que não criticam a atitude dos adeptos este ano, gostava de vos deixar com o seguinte exercício de imaginação: suponham-se um Yacine Brahimi ou Vincent Aboubakar desta vida. Com que opinião sairiam vocês do clube? Acham que iriam engrossar a lista dos jogadores que enaltece e reforça a boa imagem da marca FCP? Ou que iriam perspassar o pasmo com uma massa adepta que assobia por dá cá aquela palha, independentemente dos resultados obtidos, muitas vezes com motivações de índole xenófoba? Ou com uma direção que usufrui de uma reputação de alta qualidade internacionalmente, mas depois tem uma preparação de época absurda? Como raio é que querem que jogadores destes sintam o clube?! Aqueles que acham que os adeptos pouco têm a ver com os resultados da equipa, tenho de discordar em absoluto. É dos adeptos quem vem a mística, é o comportamento deles que caracteriza um clube. Com uma massa adepta com a esquizofrenia e maturidade emocional dum adolescente, a mística nunca voltará a aparecer. Com uma equipa que é enxovalhada quer perca quer ganha, enquanto sua pelo clube, nunca haverá maior motivação do que a profissional. E jogadores como o Maxi ou o André André, que se matam em campo aconteça o que acontecer, são a excepção, porque pessoas assim são-no. Querem maior entrega dos jogadores? Façam-nos sentir que ela é gratificada.

    Que amanhã possa de facto ser um dia de mudança, não por voltarmos aos títulos, mas por termos uma massa fechada e unida como um punho direcionado aos jogadores adversários, e um coro de aprovação para o esforço dos nossos. Qualquer que seja o resultado, se assim for será um dia de vitória.

    ResponderEliminar
  51. Uma sugestão.
    Para o ano prevê-se uma razia de lugares anuais, o porto terá que fazer campanha nas tvs generalistas, como outros fazem, e fazer um desconto agressivo.
    Qualquer coisa do tipo o Porto precisa dos adeptos para voltar a ser campeão, 50 % de desconto até o conseguirmos.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.