quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Os Pentas: Agosto de 2017

Uma nova rúbrica de análise n'O Tribunal do Dragão, à qual chamaremos «Os Pentas». Mensalmente, serão destacados os cinco melhores jogadores do último mês. Este tipo de comentários são, naturalmente, muito convidativos a diferentes interpretações e opiniões, por isso é natural que o top 5 mude de adepto para adepto. São sempre convidados a defender o contrário na caixa de comentários e em participar na sondagem, que inclui uma pré-seleção de 10 jogadores e dos quais poderão escolher cinco. 

5. Yacine Brahimi

Terminou o mês de agosto com apenas um golo, mas tem sido o denominador comum na hora de criar desequilíbrios, sobretudo pela forma como ataca a partir do lado esquerdo. Brahimi continua a destacar-se sobretudo no momento individual (é o principal driblador da Liga, com uma eficácia de 6 lances/jogo, mais do dobro de Gelson Martins), mas também já provou saber integrar-se na manobra coletiva da equipa, tanto que, por exemplo, na goleada ao Estoril fez mais passes do que Danilo Pereira, por norma o dominador neste capítulo. É o jogador com mais situações de 1x1 ganhas no campeonato, com um total de 36. A palavra-chave: desequilíbrio

4. Óliver Torres

Óliver é elegante e inteligente a jogar, mas na última época teve um problema: estava sempre demasiado longe de zonas de decisão, quer para o remate, quer para o último passe. Prova disso é que na temporada passada fez apenas três assistências para golo - tantas quanto já conseguiu fazer esta época. A estratégia de Sérgio Conceição exige um enorme desgaste de Óliver, mas acentua e explora todas as suas qualidades. Óliver dá amplitude ao jogo do FC Porto (é o 2º atleta da Liga que mais passes longos completa), e há um dado que explica porquê: na época passada, o passe médio de Óliver era de 18 metros; esta temporada, é de 22 metros. Isso também implica uma menor eficácia de passe (82%), mas Óliver tem sido fundamental na organização e dinâmica na equipa. A palavra-chave: maestro

3. Aboubakar

É o responsável direto por metade dos pontos já conquistados pelo FC Porto. Fez o golo da vitória em Tondela e um hat-trick na receção ao Moreirense. Não é o avançado mais eficaz que se pode ter (é o mais rematador da Liga, com 5,8 remates/jogo), mas enquadrou-se na perfeição na equipa, com um trabalho importante longe da grande área sem deixar nunca de ser referência no eixo - é o jogador com mais situações de remate na grande área no campeonato. Tem que melhorar o seu jogo de costas para a baliza e ser mais objetivo no 1x1, mas Aboubakar arrancou a época sendo decisivo. A palavra-chave: golos

2. Alex Telles

Correr, cruzar, correr, cruzar, correr, cruzar. Alex Telles tem desempenhado com grande distinção a missão que Sérgio Conceição tem para ele nesta equipa. Responsável por assegurar a profundidade no flanco, é o jogador que mais cruza no campeonato (4,3/jogo), o que mais situações de golo cria (3,3) e consegue isso mantendo uma notável eficácia de passe (90%). E apesar da preponderância ofensiva, defensivamente foi sempre capaz de ser eficaz, embora as ideias de Sérgio Conceição façam dele um jogador que vai alinhar sempre com a bandeja nos braços. A palavra-chave: municiador.

1. Iván Marcano

O FC Porto ainda não sofreu golos esta época, e muito o deve à forma como Marcano se reafirma como o patrão da defesa e um dos improváveis líderes de balneário. Marcou um golo no último mês, mas é naturalmente pelo que faz na defesa que se destaca. É o jogador que mais lances de cabeça ganha no Campeonato (na defesa ainda não perdeu nenhum, com eficácia de 100% em 14 situações), o que mais desarmes faz e sofreu o triplo das faltas que cometeu até ao momento (apenas duas). Não só o melhor central do Campeonato, é um elemento preponderante em toda a linha no FC Porto, com desempenhos irrepreensíveis na missão de não sofrer golos. A palavra-chave: líder


Os MVPs escolhidos pelos adeptos em agosto:

1.ª jornada (FC Porto x Estoril, 4x0): Óliver Torres, 64%
2.ª jornada (Tondela x FC Porto, 0x1): Jesús Corona, 41%
3.ª jornada (FC Porto x Moreirense, 3x0): Aboubakar, 92%
4.ª jornada (SC Braga x FC Porto, 0x1): Danilo Pereira, 44%

Os Pentas de Agosto/2017 segundo os leitores: 

1. Vincent Aboubakar, 77%
2. Óliver Torres, 72%
3. Iván Marcanio, 64%
4. Yacine Brahimi, 61%
5. Danilo Pereira, 42%

5 comentários:

  1. 1º Vincent Aboubakar - para mim teria sempre que ser considerado o jogador do mês. Foram 6 pontos ganhos através de golos dele (um frente ao Tondela e os três em casa com o Moreirense), sendo que além disso foi um dos que permitiu acalmar as hostes em relação à falta de reforços através do seu rendimento, e dos que nos dá mais esperanças em relação ao que pode ser esta época. É imperativo que renove o contrato.

    2º Ivan Marcano - o Capitão, com letra maiúscula. Não é preciso dizer muito mais, imperial. Mais um que é obrigatório que renove... e rápido.

    3º Óliver Torres - Toda a fluidez do nosso jogo passa pelo menino. Parece finalmente pronto a mostrar todo o seu potencial, e apesar de não considerar este ainda o esquema ideal para as suas características, é inegável que o potencia muito mais do que fazia Nuno. Terá que melhorar nos jogos fora de casa, e espero que quando assinar definitivamente tenha uma cláusula de rescisão nunca abaixo dos 90M€. Com este mercado e com o Barça a precisar de renovar a linha média...

    4º Yacine Brahimi - O homem do desequilíbrio individual. As suas actuações não se podem interpretar apenas pelos números, mas pelo que empresta à equipa fora deles. A sua capacidade de drible está ao alcance de muitos poucos no mundo, e apesar de fazer poucas assistências, muitas vezes são os seus desequilíbrios (ou simplesmente a sua presença como ameaça) que nos fazem chegar ao golo. Estou confiante que fará uma grande temporada, e o entrosamento com os colegas da frente só tem a melhorar.

    5º Iker Casillas - Pensei colocar aqui Ricardo ou Danilo, mas a verdade é que começar o campeonato sem sofrer golos não tem o dedo só de Ivan Marcano e Sérgio Conceição. O espanhol aparece de novo em muito boa forma, e exceptuando uma ou outra insegurança frente ao Tondela foi sempre o bastião da equipa atrás. Uma voz de comando e de experiência cada vez mais essencial ao clube.

    ResponderEliminar
  2. 1- Sergio Conceição- Nao joga mas merece na minha opiniao o maior dos destaques como tem afrontado todas as adversidades (internas e externas) e como tem feito a gestao desportiva e animica de todo o balneario.

    2- Equipa no seu geral - excelentes respostas dadas pela equipa em diversos momentos, com muito compromisso coesao e trabalho.

    3- brahimi

    4- aboubakar

    5- ricardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então também faltam os adeptos!
      Inquestionável o apoio que a equipa tem recebido.

      Eliminar
  3. como bem apontou o redactor do artigo, a escolha e ordenação do "top" fica ao critério de cada leitor. mas penso que a argumentação/análise que sustenta a escolha do autor do artigo é inquestionável.

    uma palavra apenas para marcano: é, absolutamente, um dos 3 melhores centrais que o fcporto teve desde o início do milénio. se há algo a agradecer ao lopetegui, é a vinda deste homem... e a vinda do óli, também.
    e é estranho o danilo estar ausente deste "top", pois creio que já não é um jogador para o campeonato português.

    Pedro Ferreira

    ResponderEliminar
  4. Nâo percebo como ainda não renovámos contrato com marcano e aboubakar !!! é incompreensivel !!!!

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.