sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Duas saídas da administração da SAD? (Atualização)

(Post atualizado no final, com informação de última hora do FC Porto).

Luís Gonçalves é o substituto de Antero Henrique. Mas é o substituto de exatamente o quê?

É de recordar que a 10 de fevereiro, na composição do Conselho de Administração para o quadriénio 2016-2020, era esta a equipa que foi comunicada à CMVM e que seria proposta em Assembleia-Geral: Pinto da Costa, Adelino Caldeira, Reinaldo Teles e Fernando Gomes (além do não-executivo Rui Vieira de Sá).

Vinte dias depois, sem que nada o fizesse antever, Antero Henrique surge nomeado como administrador da SAD. A 7 de abril, Pinto da Costa explicou quais seriam as funções de Antero Henrique: «O futebol de formação será da sua responsabilidade».

Mais detalhadamente, o presidente anunciou uma remodelação na estrutura do FC Porto. «Dividi o clube em seis setores: o financeiro, do qual será responsável o dr. Fernando Gomes; o jurídico, que estará a cargo do dr. Adelino Caldeira; o futebol de formação será da responsabilidade do sr. Antero Henrique; o Património será da competência do eng.º Eduardo Valente; as casas, filais e delegações serão da competência do sr. Alípio Jorge. E introduzi um novo setor, que é o do planeamento dos novos projetos e do qual será responsável o professor Emídio Gomes, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte».

Assim sendo: Fernando Gomes, departamento financeiro; Adelino Caldeira, departamento jurídico; Antero Henrique, futebol de formação. E futebol principal? Só sobraria o administrador da SAD Reinaldo Teles e o próprio Pinto da Costa. No entanto, aquilo que o FC Porto anuncia hoje é que Luís Gonçalves substituiu Antero Henrique nas funções de «diretor-geral».

Antero Henrique era diretor para o futebol de formação, diretor-geral ou partilhava funções com Reinaldo Teles? Isso mesmo foi admitido pelo presidente a 19 de abril. «Se (Antero Henrique) propuser algo que entendermos que não está bem, não se faz. Dá-lhe até mais coesão perante o grupo que ele dirige, no futebol, visto que ele e o Reinaldo Teles é que têm os contactos.» Se Antero Henrique e Reinaldo Teles tinham os contactos, é a eles que devem atribuídas responsabilidades pelas ocorrências da pré-época? São estas coisas que Pinto da Costa deveria esclarecer.

Além disso, a 26 de maio, quando o FC Porto emitiu um comunicado a negar qualquer influência de Alexandre Pinto da Costa na SAD e a assegurar a união total do Conselho de Administração, Antero Henrique e Reinaldo Teles assinaram o documento na qualidade de administradores. Tal como aquando do envio do R&C do 3º trimestre à CMVM. 

Mas hoje, 2 de setembro, se formos ao site oficial do FC Porto...


Vemos que Antero Henrique e Reinaldo Teles não figuram no Conselho de Administração, enquanto Luís Gonçalves, o substituto de Antero Henrique, também não. Então, não entrando Luís Gonçalves no mapa de administradores da SAD, quem fica a desempenhar as funções que desempenhava Antero Henrique? Ninguém? Então o que estava Antero Henrique a desempenhar de tão extraordinário para não ter, no imediato, um substituto?

E se Antero Henrique e Reinaldo Teles tinham «os contactos», por que é que Reinaldo Teles já não está na lista do Conselho de Administração? E agora, como fica o futebol de formação? Sendo Luís Gonçalves um assumido homem de scouting, e não de contactos e empresários, a quem serão doravante imputadas responsabilidades pela abordagem do FC Porto no mercado de transferências? E se já havia notícias que apontavam Antero Henrique à saída em maio (um mês depois das eleições!), como é que se inicia uma época assim? E que garantias de união e coesão a SAD do FC Porto pode dar se, logo no arranque da primeira época do novo mandato, já cai um dos administradores? Ou caíram já dois, visto que Reinaldo Teles não está na lista? O que acontece ao projeto que foi apresentado em Abril e que visava reerguer o FC Porto? 

Há mil e uma questões que podíamos colocar. Mas não é tempo de os portistas colocarem questões. É sim tempo de Pinto da Costa dar respostas.

Atualização: depois d'O Tribunal do Dragão ter feito este post, o FC Porto acrescentou, no seu site oficial, o nome de Reinaldo Teles ao Conselho de Administração da SAD.

32 comentários:

  1. Temos de começar do zero. Alguém tem de se chegar à frente ( será Antero ) e exigir eleições antecipadas. Ninguém nos seus 80 anos e com o esforço que ser presidente de um clube exige tem capacidade para o dirigir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MAS O QUE É ISSO DE ELEIÇÕES ANTECIPADAS? O que aqui está em causa é a SAD, e não o clube. E para a SAD os sócios não contam. Ou estarei enganado?

      Eliminar
    2. Em parte, está enganado. É que o clube tem a maioria do capital da SAD.

      Eliminar
  2. As respostas são sempre as mesmas, é não dar importância a quem nos quer dividir, ter um plantel à Porto, culpar a imprensa pela incompetência própria, responder no campo, etc, etc... E se alguns dos argumentos não deixam de ser verdadeiros, há muitas respostas e justificações que já se justificam há muito. Agora quer-me parecer que aquilo que eu acuso tanto os adeptos dos rivais, que é o facto de serem membros de um rebanho em que todos seguem o líder, vá ele em direcção ao precipício, ou não. Nos grupos de facebook e na bluegosfera, se há alguém que tenha um discurso a colocar em causa certas e determinadas coisas, é logo massacrado com insultos e ameaças, e com o facto de se ser mouro disfarçado, etc. Estou verdadeiramente preocupado com o presente e com o futuro do nosso clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O senhor Jose ha de me dizer qual e a posicao que coloque na internet, seja onde for e em que nao haja alguem que discorde e nao parta para o insulto facil. Youtube?

      Eliminar
  3. nao sou acionista, portanto pouco me interessa a composiçao da administraçao , alias nem sei se os benfiquistas e esportinguistas tambem se interessam por isso, melhor eu sei nao querem nem saber, querem e ganhar. Portanto... o clube estava a precisar de gente nova em termos de conceitos, rteles era uma figura de museu, AH falhou, logo e natural que saiam com saira PC no final do mandato. AH ir se a preparar para se apresenrtar como candidato a presidente daqui a 4 anos salvo erro, e a vida. TEMOS EQUIPA, TEMOS GRUPO, TEMOS DE GANHAR, VAMOS EMBORA, OS INIMIGOS DE LISBOA NAO ESTAO MELHOR QUE NOS podera transparcer isso pelo pouco profissionalismo e faciosismo da media lisboeta, so isso.

    ResponderEliminar
  4. Sejamos sinceros: a olhar para o passado recente, a formação não precisa de ninguém. Chega alguém que faça as inscrições e mais alguém para dar os treinos. Planeamento na formação com aproveito para a equipa principal parece que de facto não existe.

    A questão que coloco ao TdD é a seguinte: se for verdade as notícias que davam conta de mau estar entre o filho do PdC e Antero, agora não abrirá mais espaço para o filho do PdC ter os "seus" negócios"? É que dos "seus" negócios poucos deram sucesso ao FCP.

    ResponderEliminar
  5. Mas se Reinaldo saisse da SAD isso não teria de ser comunicado à CMVM? Isso deve ser so erro do gajo que faz o site...

    ResponderEliminar
  6. A minhas dúvidas sobre a saída do Antero são:
    - se sai por saber do caos financeiro da Sad, depois de ter contribuído para tal mas, ao mesmo tempo, não querendo estar associado á sua inevitável queda - se for assim é só um mais um rato de esgoto.
    - se é por já não suportar mais num modelo de gestão, com o qual deixou de concordar, preconizado e insistido pelo Presidente sendo, entretanto, enganado e traído - a ser o caso, fez muito bem.
    - ou se são os dois pontos em conjunto - nesta premissa passava a ser um oportunista.

    De qualquer dos modos, aparenta ser óbvio o estado de penúria financeira que a administração, liderada por Jorge Nuno de Lima Pinto da Costa, conduziu a Sad/Clube, restando saber, a confirmar-se a pior das expectativas e sendo o Clube o maior accionista da Sad, se existe um qualquer artigo nos estatutos que preveja a exoneração desta Estrutura, convocando-se novas eleições. Isto depois de aparecer alguém (tem de haver alguém, é impossível não existir) a candidatar-se.

    ResponderEliminar
  7. Tirado agora mesmo do site:
    http://tinypic.com/r/33uxu1w/9
    Está o Reinaldo Teles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O nome foi acrescentado depois da publicação deste post. Na versão cache do site, é possível ver que ao início da tarde Reinaldo Teles não estava na lista.

      http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:c_ECQOCDBq0J:www.fcporto.pt/pt/clube/grupo-fc-porto/Pages/futebol-clube-do-porto-futebol-sad.aspx+&cd=1&hl=pt-PT&ct=clnk&gl=pt

      Se foi um erro de quem gere o site, está corrigido. Mas o espírito do post mantém-se: a necessidade de esclarecimentos do presidente do FC Porto.

      Eliminar
    2. Juro que até me estou a rir com isto. Tudo acontece neste clube.

      `Muita coincidencia ou então leram mesmo o teu post.

      Eliminar
  8. Desnorte da estrutura há muito a precisar duma VASSOURADA!
    O tratamento dado ao Histórico guarda-redes Helton...!

    ResponderEliminar
  9. parece que quem não chega ao Natal, desta vez é o presidente e a corja que o rodeia.

    ResponderEliminar
  10. Efectivamente todos nós verdadeiros PORTISTAS temos que reconhecer o extraordinário trabalho que o Sr. JNPC realizou em prol do clube, no entanto, penso que é cada vez mais unânime que nos últimos anos a sua capacidade de gestão desportiva e financeira tem que ser questionada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que já cansa é alguns não serem capazes de criticar livremente, tendo sempre de qualificar as suas críticas com os habituais votos piedosos ao "NGP". Todos conhecemos e admiramos o extraordinário trabalho do dito cujo, caramba, não é preciso estar sempre a repeti-lo. Faz lembrar os muçulmanos, que não são capazes de dizer "o Profeta" sem juntarem "abençoado seja o seu nome".

      Eliminar
  11. André Vilas Boas devia concorrer à presidência.

    ResponderEliminar
  12. Há muito que o presidente Pinto da Costa deixou de mandar no clube! Pinto da Costa está para o Porto, e é com tristeza que o afirmo, como Eusébio estava para o Benfica: não passa de uma mascote, uma figura decorativa. Tenho medo que a atual estrutura ao sentir que poderá ser escorraçada do clube, tente roubar o máximo possível para os próprios bolsos e quem vier a seguir que se desenmerde. Rezo para estar enganado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Medo que isso aconteça? Chegou hoje ao planeta Terra?

      Eliminar
  13. A mim parece-me claro que o AH foi despedido,até porque no mesmo dia que anunciam a suposta renúncia por motivos pessoais, a administração apresenta quem o vem substituir.
    Claro que as razoes para tal se suceder dificilmente se saberão. E quais serão as consequências disto só mais à frente se verá.
    Espero é que os sócios e adeptos do nosso clube separe as águas e apoio incondicionalmente o grupo de jogadores, a equipa técnica. A meu ver só isto importará neste momento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto ja estava alinhavado ha varias semanas... Por isso ja havia substituto.

      Eliminar
  14. Há aqui mais um vez a confusão entre SAD e clube, a remodelação em 6 áreas anunciada por PdC dizia respeito ao clube. Ou seja, AH era o vice-presidente responsável pelo futebol de formação que ainda se mantém no clube salvo erro dos sub-17 para baixo.

    Depois era dentro da SAD administrador e director-geral. E é nesta última função, se bem percebi, que é substituído pelo LG.

    A questão é que PdC justificou que além de ser director-geral, AH passou a ser administrador para defender directamente nas reuniões do CA os seus pontos de vistas, em vez de os estar a passar ao Reinado ou ao próprio PdC - para serem estes a 'defender' as mesmas dentro do CA. Em vez de intermediários, defenderia directamente as suas ideias.

    Ora esse princípio, não importa aqui se faz sentido ou não, deveria ser um princípio associado à função e não à pessoa. Ora se LG substitui AH na função de director-geral também o deveria fazer na função de administrador. O princípio deveria ser o mesmo, defender directamente no CA as suas ideias / funções de director-geral. Mas ao contrário da saída de Angelino Ferreira ou mesmo de Fernando Gomes, não foi isso que foi comunicado à CMVM.

    Sendo que uma coisa é certa, o Conselho de Administração, segundo os estatutos, não pode funcionar com um n.º par de administradores, das duas uma: ou entra mais um administrador ou tem de sair outro (neste caso seria certamente o administrador não executivo que entrou só para fazer n.º - José Amorim Coelho)

    ResponderEliminar
  15. Não conheço Antero Henrique, nem ao certo o seu trabalho, por isso sobre isso remeto-me ao silêncio.
    No entanto, tenho uma opinião formada sobre o momento do clube, de algum tempo para cá.

    Infelizmente caminhamos para anos, talvez uma década, de "seca."

    Estamos "milagrosamente" na Champions, mas não tenho ilusões. Ganhar o campeonato será quase impossível. Não somos os melhores dentro do campo, e mas acima de tudo, somos muito maus fora dele. Tal como com Lopetegui, estamos condenados a ser terceiros.

    Como adepto e sócio do FC Porto de uma geração pós-ditadura, se há algo que considero ter é espírito crítico.

    Esse espírito crítico permite-me pensar pela minha cabeça, ter opiniões formadas e fundamentadas, sem que isso signifique para mim ingratidão ou memória curta. As pessoas passam, a instituição continua.

    Pinto da Costa foi o maior e melhor dirigente da história do futebol mundial. Ponto final, parágrafo.

    O problema é que "foi". Já não é. Com uma idade avançada, falta-lhe a energia necessária para gerir uma empresa "normal", quanto mais um clube de futebol. Rodeou-se de "yes man's", a maioria deles incompetentes e que estão lá para servir-se do clube e não o contrário. Dai que a continuidade do Presidente lhes faça jeito. A mudança pode ser um problema, dado que vindo alguém novo, pode acabar a mama.

    A estrutura do Porto está podre. Amorfa. Caduca. Acomodada. O Presidente não tem força para mudar isto, está cansado, já deu o que tinha a dar, não tem capacidade para mais. Enquanto pode, foi ímpar. Isso ninguém lhe tira, e jamais será esquecido por todos nós.

    Temos um clube e uma estrutura obsoleta que não domina o grande ponto essencial dos dias que correm: a comunicação. Não querem saber dos adeptos, não há explicações para quase nada, não há campanhas para atrair novos sócios, nada. Fazem um post no Facebook com "frames" estáticas dos lances contra o Sporting. Nenhum acéfalo se lembrou ou teve a capacidade de juntar os lances e fazer um vídeo. Como é possível?

    A principal ferramenta do FC Porto, em 2016, é o envio de uma Newsletter. Creio que isto resume tudo sobre esta questão.

    Para além da comunicação, quanto a mim, o grande cancro e o principal problema do FC Porto é que em tudo se assemelha à Coreia do Norte. Independentemente do que aconteça, o Presidente será Presidente até à morte. E quem se candidate "contra" ele ou tenha a coragem de se assumir como uma voz contrária, sofrerá as consequências, desde logo comandadas por um "braço armado" de seguranças, "desocupados" que vivem à custa do clube sobre o pretexto de serem uma claque, e claro, os próprios "ratos" que vivem dentro do clube, à custa do clube.

    Este é o principal problema do FC Porto, e aquele com o qual nos teremos de debater nos próximos tempos e, acima de tudo, quando chegar ao momento de alguém suceder a Pinto da Costa.

    Infelizmente, por medo (justificado) de represálias, ninguém toca neste assunto. Compreendo, e é por isso que comento em anónimo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que nunca lhe esmoreça a voz, meu caro. É tal e qual. A última lengalenga dos sabujos da SAD é que, uma vez que ninguém se candidatou contra ele em Abril, agora todos têm de remeter-se ao silêncio.

      Aproveito para dizer que este blogue é um caso quase ímpar na "bluegosfera". A maioria dos demais não passa de uma caixa de ressonância, com algumas honrosas excepções e com algumas manifestações (tardias) de alarme.

      Eliminar
    2. Olá.
      Assino por baixo este post. Permita_me acrescentar a "justificação" de Pinto da Costa para os votos nulos das últimas eleições... Hilariante e de quem "julga" que somos uma "cambada de nabos"...à boa maneira do" quero, posso e mando" que o caracteriza.
      Cumprs
      Augusto

      Eliminar
  16. Este texto parece-me um pouco uma "novela", se o site do Porto corrigiu a Lista da Administração , constando dela mesma o nome de Reinaldo Teles, então talvez se possa deduzir que se tratava de um erro, apenas no site do Porto.

    A minha opinião não é profunda sobre quem faz o que no Futebol Clube do Porto, mas isto tudo leva-me a pensar em algumas coisas, e todas elas para tentar dar uma visão diferente das que tenho visto por diversas redes sociais..

    Olhemos então para o Futebol CLube do Porto, como uma empresa, como outra qualquer. Deparamo-nos com uma hierarquia, e uma série de pessoas a desempenharem funções em áreas diferentes. Penso que quando se diz que Antero Henrique era o homem do futebol de formação, deve-se dize-lo da seguinte forma .
    o futebol de formação é das escolas, até á equipa b(incluindo a equipa b), posso estar enganado, mas o que Antero Henrique fazia no Porto, e na formação, era ser simplesmente o chefe dos Olheiros, sendo ele um "olheiro-superior", e por certo, era tambem o homem com os contactos certos, com agentes, etcetc..

    Vejamos, o Luis Gonçalves, era o homem da mesma função, no Shakthar..

    Pareceme a pessoa indicada para o cargo..

    Com isto, quero dizer que apesar, dos adeptos/sócios merecerem uma "explicação", sobre a saída de Antero Henrique, é normal que as coisas mudem, Alguns saem, outros entram e as coisas acabam por evoluir assim.

    Sinceramente, prefiro uma resposta dentro do campo, e da equipa do FCPorto, do que uma "pseudo-informação" do que realmente fez as coisas mudarem a este ponto..


    ps:O Blog é muito interessante .

    ResponderEliminar
  17. O Tribunal do Dragão tem razão em quase tudo o que escreve. Porque se prepara, estuda e investiga.
    Agora, o foco dos portistas tem que ser outro. É ótimo estarmos atentos. É ótimo haver memória. Mas estamos no início da época e 4 meses depois da eleições. O Porto precisa urgentemente de uma boa Champions e mater-se vivo no campeonato. O dinheiro para tapar o buraco não virá de outro lado e ninguém vai querer pegar no clube sem as contas mais equilibradas.
    O plantel é bom e a folha salarial elevadíssima. Precisamos pois é de resultados em conformidade. Neste momento, não vale a pena falar para o lado, alimentar intrigas ou provar que se tem razão.
    Só a equipa e o treinador devem importar e há que dar-lhes calor, voz e apoio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o facto de estarmos focados no jogo jogado, no calor e no apoio à equipa e ao treinador não devem significar que se ignore o que se passa dentro da direção. Estar atento não devia significar por si só estar à espera da melhor altura para fazer a crítica fácil e fatalista, ao contrário do que muita gente na blogoesfera (principalmente no Facebook e nos fóruns de discussão, para não ser injusto com os blogues que tanto fazem no trabalho de informar e formar opinião dos portistas) portista faz parecer. Nesse aspecto, o TdD e outros blogues são a maior bandeira contra a "montanha russa" emocional dos adeptos que se tem visto nos últimos anos no nosso clube. O facto de ser preciso de o clube estar unido não significa que não se tirem as devidas e ilações ou que não se façam as devidas críticas à medida que os acontecimentos se vão desenrolando.

      Eliminar
    2. Suscrevo totalmente, Bernardo Gonçalves. Nunca gostei de apelos à união que mais parecem intimações a que as pessoas se calem e não manifestem a sua opinião. Há algumas pessoas na bluegosfera, exímias, em situações como a actual, em dizer coisas como "não é esta a altura para saber o que de facto se passou", "esta não é altura para criticas" e outras coisas do género. Nunca é a altura, resumindo. E não são análises críticas num blogue que vão criar divisões, e crítica séria é sempre preferível a fazer de conta que nada de grave se passa.

      E ninguém deixa de dar apoio à equipa, seja em que circunstâncias for.

      Não, Colheita de 74, não é só a equipa e o treinador que devem importar.

      Eliminar
  18. Compreendo o sentimento geral que vivemos nos últimos 3 anos mas não podemos criticar tudo.
    As eventuais respostas que a Administração tenha que dar terão que ser solicitadas pelos accionistas, não em praça pública. Espero que o Presidente Pinto da Costa não venha dar uma entrevista no Porto Canal de cada vez que saia um director/administrador. O que criticava nos outros clubes (todos os assuntos na Praça Pública) espero não os vir a ver no meu Clube.

    ResponderEliminar
  19. Caro TdD qual é a sua opinião sobre as contas do nosso clube? Vários comentadores após o mercado ter fechado têm comentado que o Porto se encontra de rastos financeiramente! A verdade é que os outros 2 de Lisboa estarão em situações piores ou estou errado? Será que se impunha uma auditoria às contas do clube e da Sad que é do clube para saber a situação real?

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.