sábado, 18 de outubro de 2014

Quem tem que pagar a factura não são os jogadores, nem Lopetegui. É o Athletic Bilbao

O que mais custa não é a derrota. É a derrota ser totalmente merecida. O Sporting foi melhor do que o FC Porto. Ninguém resiste a um auto-golo, novas asneiras defensivas, mais um penalty falhado... Mas o Sporting foi melhor, mesmo recorrendo quase sempre à mesma fórmula: pressão alta e transição rápida, Nani no desequilíbrio e William na organização. Simples, mas funcionou. 

Jackson, um dos poucos
inconformados
Clássico é clássico. O que sentem os portistas neste momento estariam os sportinguistas a sentir (ainda pior, face aos resultados na Champions e no Campeonato) se o resultado fosse o inverso. Um penalty, um mau corte, uma grande defesa, basta um pormenor para mudar não só a história de um jogo como a condição anímica de jogadores e adeptos. À primeira derrota da era Lopetegui, já se viu alguns lenços brancos no Dragão. Primeira derrota. Num projecto de 3 anos.

Mas o problema não foi a derrota, mas a passividade com que a equipa viu essa derrota acontecer. Não há portista que se identifique com a forma como a equipa jogou hoje. Dos jogadores a Lopetegui. Ganhou não a equipa que é melhor, mas a equipa que foi melhor. Ganhou a equipa que mais quis ganhar.

E agora? Factura para Lopetegui ou para os jogadores? Para nenhum. A factura tem que ser o Athletic Bilbao a pagar, já na terça-feira. O FC Porto, sobretudo um FC Porto em construção, com mudanças em SAD, plantel e equipa técnica, pode tropeçar e cair. E os jogos mais prováveis para isso acontecer até são os clássicos, apesar de nos últimos anos o FC Porto ter habituado os adeptos a ser melhor. Mas todos podem cair. O que queremos ver é como a equipa se vai levantar.

Tolerância zero. Contra o Bilbao, os jogadores têm que entrar em campo com a vontade, garra e determinação que nunca tiveram hoje. Têm que entender que o FC Porto é um fim e não um meio. Nenhuma equipa ganha sem profissionais dedicados. E nenhuma equipa ganha quando a convicção, ou a teimosia, ou o ego são grandes a ponto de tapar os problemas. É preciso mais, de todos. O FC Porto que todos conhecemos até podia perder hoje por 3x1 com o Sporting. Mas o Bilbao já devia estar a pensar a esta hora: «Foda-se, vai sobrar para nós».





Réstias de luta (+) - É difícil ver algo de positivo na exibição de hoje. Jackson Martínez falhou o penalty (já tinha avisado na Ucrânia que aquela paradinha ia dar problemas, e assim foi; não pode bater mais penaltys!), mas foi incansável na luta e na procura de espaços, mais uma vez prejudicado por ter que fazer o que o meio-campo não consegue; Danilo voltou a fazer piscinas de área a área, mas muitas vezes decidiu mal (quem não decidiu?). Herrera cometeu muitos erros, verdade, sobretudo na má segunda parte, mas correu até à exaustão e fartou-se de pressionar - já estamos na fase em que as coisas mais básicas, como correr e pressionar, em vez de serem requisitos mínimos já são elogios. Isto diz tudo sobre a exibição.

Resposta de Quintero (+) - Um remate perigoso e uma grande assistência na primeira parte. Pouco mais até ao intervalo. Na segunda parte viu-se mais Quintero, a tentar assumir o jogo, mas o melhor momento veio já perto do fim.  No momento em que sai para receber assistência, em lágrimas e frustrado, vimos pela primeira vez em Quintero um pouco do que é ser Porto. E depois ainda reentra em campo para terminar a partida. Pena é que tenha sido pedido este esforço a um jogador que esteve na selecção e fez milhares de quilómetros, quando por exemplo Evandro ficou duas semanas a treinar no Olival e nem ao banco foi... 






Rodar entre erros (-) - Eu aceito a rotatividade. Mas essa rotatividade deve ser feita sempre assente nos mesmos princípios de jogo, e naqueles que funcionem. Lopetegui pode alternar entre Rúben ou Casemiro, entre Quintero ou Óliver, etc. Mas Rúben Neves não pode ser 6 hoje e 8 amanhã; e Óliver não pode ser médio-centro hoje e ficar entalado na ala amanhã. O 4-4-2 de hoje foi um convite para o Sporting engolir o meio-campo do FC Porto, com William, Adrien e João Mário a serem demais para Casemiro e Herrera. Já se criticou Lopetegui por sobrevalorizar Boavista ou Shakhtar, mas desta vez pareceu subvalorizar o Sporting. Ainda na questão da rotação, é sempre uma faca de dois gumes; por um lado, os jogadores jogam todos e ficam contentes; por outro, se já sabem que há rotação pré-definida, então baixam o ritmo competitivo e não se empenham como deve ser, porque já sabem que o colega, mesmo que treine mais, há-de ir para o banco e há-de chegar a sua oportunidade. Hoje viu-se demasiada passividade entre muitos jogadores.

Equipa falha nas tarefas
mais básicas
O que fazer à bola? (-) - O 6 do FC Porto deveria ser o primeiro construtor de jogo. O homem que recebe e olha de frente para o meio-campo antes de organizar (como William Carvalho fez tão bem). Mas no FC Porto não é isso que acontece. O 6 recebe e devolve ao defesa. E os defesas trocam entre si. E vice-versa. E depois a equipa acaba ou por recorrer ao pontapé longo, ou perde a bola perante a pressão adversária. Lopetegui não tem culpa pelos erros individuais, mas a dinâmica e princípio de jogo da equipa é responsabilidade sua. O FC Porto está muito, muito mau nesta fase, que é só a raiz e a base de toda e qualquer equipa. O segundo golo do Sporting, após um mau alívio de Maicon (pior jogo da época) e do erro de Casemiro, é consequência de uma equipa que não sabe o que fazer à bola à saída do seu meio-campo. Mister, aqui não há desculpas.

Nomes sem proveito (-) - Casemiro esteve três semanas parado por lesão. Mas se havia José Campaña, um nome muito requerido por Lopetegui no fecho de mercado (embora a terceira opção), então Casemiro tinha que estar a 100%. Foi mau, rapaz. Muito pau, pouca inteligência a abordar os lances, jogador sem características para ser o 6 do FC Porto nesta fase. Ádrian López tentou partir várias vezes no 1x1, mas sempre sem sucesso. Teve uma ocasião de golo, mas viu-se muito pouco do espanhol. Sobra Tello, que fez um ou dois cruzamentos e nada mais; corre muito, joga/jogou muito pouco. Casemiro, Ádrian e Tello: Três jogadores que eram apontados como grandes trunfos do FC Porto para esta época e que ao fim de 3 meses em nada justificam a titularidade. Perante estes 3 jogadores em sub-rendimento, continuará o FC Porto a ter o super-plantel de que a crítica falava?

Um dos objectivos da época 2014-15 está perdido. Mas como já disse, a sentença não é dada hoje. Lopetegui e os jogadores têm o direito de responder e redimirem-se já na terça-feira, na Liga dos Campeões, e não há desculpas para perder pontos no Campeonato até defrontar o Benfica. Quero defender Lopetegui e os jogadores até ao fim, mas quero ver o treinador cumprir aquilo que prometeu. Não títulos, mas «encontrar soluções para todos os problemas». Há muitos por resolver, Mister. Hoje nasceram mais uns quantos.


52 comentários:

  1. 'O FC Porto que todos conhecemos até podia perder hoje por 3x1 com o Sporting. Mas o Bilbao já devia estar a pensar a esta hora: «Foda-se, vai sobrar para nós».'

    Perdoa-me a expressão. Mas foda-se eu resumia a tua crónica a isto. Até terça.

    ResponderEliminar
  2. Terça lá estamos, mais 300km para ver o nosso amor a jogar.. Esperemos é que não sem a garra de hoje. Hoje só gostei do Quintero e do Jackson.. O Rúben também não entrou mal.

    Adrián nem correr sabe, são 11M (?) deitados ao rio. O único ponto de discordância é em relação ao Tello, que é para mim o melhor extremo do Porto. Brahimi está em estado de graça, e depois dos 3 golos ao BATE foi um acumular de erros, excessos de individualista e muitas bolas perdidas. A qualidade está lá claro, mas o já endeusado argelino não vai fintar 11 jogadores em todos os jogos, nem marcar livres directos, nem 3 golos. É um excelente jogador, mas não é deus na terra como muita gente quis fazer dele já.. Encantou e encanta muita gente (eu incluído), mas o Tello dá uma opção de jogo vertical que mais ninguém no plantel dá, com excepção dos laterais. Ele tem uma velocidade absurda, arranca muito forte, e cruza razoavelmente bem. Quando vemos que as coisas não resultam, é meter o Aboubakar na frente ao lado do nosso Jackson, e jogar directo.. Só Lopetegui é que não vê isso.

    Esperemos que sejam mesmo os bascos a pagar a factura, e que para a semana não se escorregue em Arouca..

    ResponderEliminar
  3. Acredita mesmo que até ao jogo com o Benfica não iremos perder pontos? Mas se isso não acontecer, vai-nos presentear com um "crónica" mais realista e menos romântica?

    ResponderEliminar
  4. Hoje foi muito mau, gostei de pouca coisa, jackson sim um lutador mas de resto, estou a ficar fudid** com a rotação da equipa! ora joga hoje a médio, ora amanha já jogas na ala???não compreendo isso! gosto da personalidade lopetegui....mas começo a questionar a qualidade do treinador, a taça já foi, campeonato estamos a 4... Já passaram 4 meses e somos a única equipa cujo fio de jogo....ainda não é sólido, vemos um Sporting com plantel curto mas muito forte, com soluções e um Benfica que para consumo interno vai perder uns 8..9 pontos durante a época, espero que seja só um pesadelo o dia de hoje é que 3a tudo passe!

    ResponderEliminar
  5. Boa noite, começou-se a perder na conferência de imprensa de ontem...basta comparar as duas. Depois seguiu-se o banho táctico ou o hara-kiri basco. Começam a ser equívocos a mais...
    Cumprimentos Portistas!

    ResponderEliminar
  6. Boa análise, com a qual concordo no essencial. Porém, há algo que me preocupa particularmente: o discurso em total negação do treinador. Atribuiu a derrota aos erros individuais e ao penálti falhado. E, aqui, as parecenças com Paulo Fonseca (no discurso) são enormes... o estado de negação chegou foi mais cedo, na época.

    Bruno (Café das Antas)

    ResponderEliminar
  7. sou portista, tenho 21 anos se fizerem vem as contas podem reparar que nao estou muito habituado a ver o porto a perder, habituado a ver o porto a perder assim em casa, habituado a ver o porto a nao conquistar titulos... eu amo futebol, e amo o porto é algo que bate mesmo ca dentro, adoro tudo que envolva futebol, nao sou nem gosto de ser o "fc festas" mas começa a ser dificil nao assobiar a equipa eles começam a merecer..."O FC Porto que todos conhecemos até podia perder hoje por 3x1 com o Sporting. Mas o Bilbao já devia estar a pensar a esta hora: «Foda-se, vai sobrar para nós»." a pergunta é: e este ainda é o porto que todos conhecemos? este ainda é o porto de antigamente? o porto de antigamente teria entrado cheio de garra para este jogo, nao so por ser um classico, nao so por ser um jogo em que um dos dois favoritos a ganhar a taça seria eliminado mas sim porque era um jogo onde se teria de calar os sportinguistas e a matraca do seu presidente era presiso por-los ali de joelhos a rezar aos santos todos, era um jogo onde era presiso por os jogadores a comer a relva... isso nao aconteceu nem tem acontecido de a uns tempos para ca, nao so esta epoca, nao so a epoca passada muita coisa no porto tem mudado... hoje nao gostei mas tenho gostado do casemiro noutros jogos, no fim de jogos destes e facil falar mal dos jogadores, tello? tem velocidade, nao sei quanto fica quaresma a perder para o mesmo se nao fosse o feitio de quaresma acho que lhe roubava o lugar, adrian? continuo com a mesma pergunta desde que saiu a noticia da sua vinda, porque raio? é dificil ver certas tomadas de decisao do treinador começa com um 4-2-3-1 com oliver e quintero sobre as alas e adrian atras de jackson ficando tello, quaresma, brahimi, e ricardo de fora jogadores que dao mais nas alas, que quintero e oliver que rendem mais no meio...custa engolir como o porto a empatar, a perder nos jogos em que o esteve ate agora, nao muda a maneira de jogar sempre naquilo do passe sempre com muita criquice muitas conices, CARALHO estando a perder ou empatados sejam diretos, nao tenham medo de correr, de fintar adversarios de rematar, metam velocidade nessa merda...
    o meu onze para hoje teria sido este... fabiano, danilo, maicon, marcano, angel, casemiro, evandro, oliver, quaresma, adrian, jackson... este para depois na terça por este...andres, ricardo, maicon, indi, alex sandro, ruben, herrera, quintero, brahimi, tello e jackson
    depois de hoje a margem de erro para mim acabou e ha que dar total e exclusiva prioridade ao campeonato, se nao estamos mal estamos estamos...
    estou triste, desiludido...

    P.S.-Quem dera ao montero saber marcar golos como o marcano... ah pois

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo o texto todo mas ainda mais esta parte:
      "Mas o Bilbao já devia estar a pensar a esta hora: «Foda-se, vai sobrar para nós»." a pergunta é: e este ainda é o porto que todos conhecemos? este ainda é o porto de antigamente? o porto de antigamente teria entrado cheio de garra para este jogo, nao so por ser um classico, nao so por ser um jogo em que um dos dois favoritos a ganhar a taça seria eliminado mas sim porque era um jogo onde se teria de calar os sportinguistas e a matraca do seu presidente era presiso por-los ali de joelhos a rezar aos santos todos, era um jogo onde era presiso por os jogadores a comer a relva... isso nao aconteceu nem tem acontecido de a uns tempos para ca, nao so esta epoca, nao so a epoca passada muita coisa no porto tem mudado..."

      Eliminar
    2. O Porto de antigamente acabou! O jogo de ontem é a prova disso! Depois de tudo o que foi dito pelo presidente dos lagartos que nos tem enxovalhado a forte e feio, ontem era o dia da resposta, e não foi... pelo contrário... ainda levamos com outra humilhação vergonhosa!!! A mística, o carisma, a raça que no caracteriza foi-se embora, provavelmente tantas vitórias ajudaram a isso-

      Eliminar
  8. "mas quero ver o treinador prometer aquilo que cumpriu".
    Trocaste-te todo, mas acredito bem que num dia como o de hoje estejamos todos lixados com o andamento da carruagem.

    Não tenho vindo a entender, que desde o jogo com o Guimarães ainda consegues encontrar força para apoiar o treinador e respectivo estilo de jogo.

    Chama-me portistinha, fraquinho ou pessimista, mas a verdade é que este porto não é capaz de ganhar nada este ano. Espero por uma Liga dos campeões aceitavel (8ºs ou até 4º's) para poder ganhar dinheiro para corrigir mais um erro de casting... ou de castilla...

    E sabes o que me irrita e me inerva, é que o nosso modelo de estrutura fixa, bem definida e que corrige erros desportivos está a ser copiada pelos mouros e eles estão a ter sucesso. Um arrisca o bi-camepeonato, o outro consegue sair do buraco onde se meteu, enquanto isso, andamos a lutar pela champions...

    ResponderEliminar
  9. Costumo vir aqui sempre ler as suas reflexões sobre a actualidade Portista, sendo que o considero dos adeptos mais lucidos e realistas.

    Dito isto, confesso que depois do jogo vim aqui umas quantas vezes ver o que seria aqui, neste blog exposto. Reparo que o senhor tem muita esperança neste treinador, confesso que eu começo a ficar desiludido com algumas escolha do mesmo.
    Por exemplo, a não convocatoria do Indi para um jogo destes ou mesmo o Alex Sandro.

    Não acha que este treinador falha muito na antevisão dos jogos e a sua preparação?

    "Lopetegui não tem culpa pelos erros individuais, mas a dinâmica e princípio de jogo da equipa é responsabilidade sua."

    Isto não é gravissimo acontecer jogo após jogo? Sempre os mesmos erros.

    Refere que nos proximos jogos o nosso clube terá que responder bem. E se não responder? É que eu estou a ver o FCPorto a cometer os mesmo erros nos proximos, erros esses que de certeza que nos vão tirar pontos e assim comprometer em muito a luta pelo titulo, chegando ao classico em maus lençois.

    Eu não estou aqui a tentar crucificar o treinador, desejo que o nosso clube se levante já nos proximos jogos e que faça engolir uns sapos, mas não é razão para estarmos um pouco preocupados?

    Hoje não fomos só eliminados da segunda prova mais importante, fomos eliminados em casa por um rival que soube em muito tempo de jogo fazer o que quis da nossa equipa e isso deixa-me triste.

    Espero então que o Porto recupere e ganhe já o proximo jogo.

    O FCPorto é um fim, mas pelo meio tem que mostrar que é Porto.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No início da pré-época, a minha principal razão para a crença numa boa temporada chamava-se Lopetegui. Desistir dessa razão logo à primeira derrota, para mim, é o mesmo que desistir da época.

      Eliminar
    2. É obvio que se a aposta Lopetegui falhar bem podemos desistir da época.
      Vamos então esperar pelos proximos jogos e depois tiramos as nossas conclusões, porque de certeza que se os proximos jogos correrem mal, comprometemos seriamente o sucesso nesta época.

      Adorava que o Porto mostrasse imediatamente a sua habitual força.

      Eliminar
    3. Caro Td,

      Quero acreditar, nessa crença da boa época.

      Mas devo confessar que me parece que com todos os atenuantes, Lopetegui não beneficiará de especial tolerância por parte dos adeptos do Fcporto.

      Ontem entraram em campo 5 jogadores espanhois no 11.

      O TD fala e bem no Evandro, eu acrescentaria (para mim) o Ricardo Pereira. Se bem me recordo a última vez que jogou a extremo na equipa A foi contra o Benfica....e....que me recorde foi o melhor em campo.

      Qd nos dois jogos com o Sporting o treinador retira dois jogadores ao intervalo, não é um bom sinal e se tens 5 jogadores "teus" (mais até) no 11 e jogam isto é pouco.

      Vitor Pereira ou Paulo Fonseca tiveram resultados distintos mas uma coisa em comum, trabalharam com o que tinham.

      De Lopetegui , temos a ideia que teve o que pediu. Será "julgado" por isso.


      Eliminar
    4. Se formos poucos românicos a analisar o FCP...Paulo Fonseca no mesmo espaço temporal fez melhor na taça e no campeonato. Ok, na Taça apanhou já o sporting...mas os números são esses mesmos: Paulo Fonseca melhor. O Lopetegui safa-se na Champions.

      Eliminar
  10. Não quero ser daqueles que já querem a cabeça do treinador à primeira derrota, mas há questões na equipa que são da responsabilidade do treinador e é a ele que compete resolver.

    A mais grave é a já referida no artigo, da saída de bola. Desde o início da época que o Porto anda a passar a bola da defesa para o médio e do médio outra vez para trás para a defesa, que depois andam a trocar entre os dois centrais ou mesmo a puxar mais para trás para o guarda-redes.

    Outra, do meu ponto de vista, é o fraco rendimento de alguns jogadores que podem e já provaram ser capazes de dar muito mais. O treinador não tem culpa de um jogador fazer uma má exibição, mas quando se trata de um conjunto de jogadores que vêm de boas épocas anteriores e chegam aqui "desaprendidos" de jogar, existe um problema. O caso do Adrián é incrível, parece outro jogador (para pior). O Tello é outro e o Herrera não faz aqui um décimo do que faz no México.

    Uma boa resposta na Champions é precisa, como injeção de confiança na equipa e também nos adeptos.

    ResponderEliminar
  11. O que se pode dizer deste jogo é.... vergonhoso tudo menos o apoio e juan quintero.
    Tudo começa com a preparaçao do jogo o mister lopetegui nao o soube preparar no jogo de alvalade num meio campo com ruben Casemiro e herrera viu o seu meio campo ser atropelado e vai para o jogo do dragão jogar com dois médios e em 4-4-2 tática sem rotinas nunca antes utilizada e o que aconteceu? Todos sabemos.
    Mas a culpa não e só do treinador os jogadores obviamente estiveram mal vejo jogadores que parecem que andam a fazer fretes.
    Não pensem que só vim fazer este comentário porque não sei perder e porque estou chateado por perder e alguém tem de ter culpa.
    Não, só acho que num clássico em pleno dragão era impensável para qualquer portista pensar no que aconteceu e é mesmo impensavel o que aconteceu foram exibiçoes deste tipo na época passada que levaram as tao famosas receçoes aos jogadores.
    Agora só espero que o fantasma da época passada nao esteja já presente e que tudo à primeira derrota comece a descambar. Temos ainda um campeonato para ganhar e uma boa campanha na liga dos campeões para fazer porque plantel temos falta saber se teremos uma equipa.
    P.s. Nao acham que o discurso de lopetegui esta a mudar para pior, no começo muito bem e depois nos empates e na derrota de hoje principalmente hoje ao não saber admitir que perdeu bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me preocupo com o discurso de Lopetegui para a imprensa, mas sim com o discurso de Lopetegui para o balneário. Os seus efeitos serão avaliados já na terça-feira.

      Eliminar
  12. Esta derrota mostra tudo aquilo que o FCP se tornou. Falta o amor à camisola, faltam as referências no balneário. Perdeu-se a identidade, os adversários já viram isso e já não entram em campo com respeito ou medo, nós adeptos também já o vimos...abanamos a cabeça e esperamos por uma nova época e por alguém que mostre que sente o mesmo que nós...

    Curiosamente a última pessoa a mostrar-nos um pouco de portismo foi forçada a sair pela contestação de todos, mesmo com um bicampeonato no bolso...desde então, com Fonseca choramos por Pereira e hoje, com Lopetegui, até choramos por Fonseca...

    Com isto fica Bruno de Carvalho a rir-se...fez a sua jogada...chamou a si a atenção e teve a recompensa...equipa com atitude...equipa vencedora...esta era a atitude de Pinto da Costa dos "bons tempos"...a gestão da imprensa era com ele...desde que deixou de aparecer temos caído...

    Indo ao jogo...não concordei com o 11. Os jogadores que fizeram mais km's nas viagens às seleções foram os que jogaram...isto com um treinador que aposta na "rotatividade" não se compreende... Isto notou-se em campo...Danilo em cada arranque olhava para as pernas para ver se estas respondiam...com Herrera o mesmo...estes até foram os melhores da nossa equipa...mas com o desgaste acumulado não dá para tudo...

    Depois temos a questão dos extremos...não faltam extremos no plantel mas jogamos com dois médio centro nas alas...o que é isto?...o miúdo Ricardo fez uma exibição soberba pelos sub 21... mas nem convocado foi...

    De todos os jogos que Lopetegui podia perder, este não o podia...e perdeu-o por incompetência sua...

    ResponderEliminar
  13. Ola
    Tu cres que o Bilbao vai mesmo pagar.
    Ate pode perder,mas nao vai ser de arromba

    ResponderEliminar
  14. Muito sinceramente... Mesmo que o bião pague a facture, nada aPAGARa o sentimento de tristeza e revolta com o dia de hoje. Boa análise. Mas para mim, este ano e com a construção de plantel que foi feita o mínimo que se exigia era ganhar TUDO internamente!!!..

    ResponderEliminar
  15. Mas apesar de um objectivo meu fosse ganhar tudo internamente e agora não ser possível, não creio que seja motivo para mudar o projecto lopetegui

    ResponderEliminar
  16. A última vez que me senti humilhado desta forma remonta ao cabaz trazido de Londres há mais de 4 anos. Já agora, porque é que temos claques? Só para desfraldar bandeiras e gritar nos golos?

    Isto não é o Porto. Porra, até com o Paulo Fonseca éramos NÓS quem mandava em casa, mesmo perdendo, existia atitude na equipa, com o Lopetegui, o Dragão é um campo como todos os outros.

    Terça-feira não espero uma resposta à altura, espero mais do mesmo, infelizmente. Porque haveria de esperei? Acreditei que o Lopetegui pudesse aprender com os erros, mas só não o fez como os multiplicou.

    E não, caro TdD, esta não foi apenas a primeira derrota da época, foi a nossa eliminação da Taça de Portugal em casa frente ao Sporting de Bruno de Carvalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Correcção, com o Fonseca na Champions nem cheiramos em casa. Isso não é mandar.

      João

      Eliminar
  17. Acho tremendamente injustas as criticas feitas ao cristian tello ele para mim tem sido dos melhores jogadores da equipa e merece ser titular, de resto gostei muito da cronica :)

    ResponderEliminar
  18. Caro Td não entendo que raio de sistema de jogo é este de Lopetegui..
    Os jogadores na grande área contrária lateralizam...
    Na Defesa sempre a rodar e lateralizar...
    Meio campo completamente disconexo...
    Adrian não sabe o que fazer...Maicon com passes largos... Coletivo ZERO...
    O que vimos hoje vimos em Levive com o Shaktar diferentes protagonistas mas os mesmos erros e causados pelo exagero da Posse...
    Se Lopetegui não mudar agulhas...temo o pior...

    ResponderEliminar
  19. "Quero defender Lopetegui e os jogadores até ao fim, mas quero ver o treinador cumprir aquilo que prometeu. Não títulos, mas «encontrar soluções para todos os problemas». Há muitos por resolver, Mister. Hoje nasceram mais uns quantos."
    Isto. Partilho da opinião que a rotatividade faz sentido desde que haja critério. Já se sabia que ia ser complicado, jogadores chave como o brahimi chegaram cansados e foram poupados do onze inicial a pensar na champions.
    Mas pede-se empenho, porra. Quero ver um Porto que luta até ao fim! Quero ver um central que diz "Daqui não passas.". E como o cronista disse muito bem um meio campo que saiba o que tem que fazer . Há muito potencial mas muito trabalho pela frente também.
    É levantar, ver o que ta mal e terça anular o bilbau!
    Continua com o excelente trabalho aqui no tribunal do Dragão.

    ResponderEliminar
  20. Este é o paulo fonseca v2 naquilo que interessa que é a qualidade de jogo e vitorias, e este não tem Licá nem Josué. A tatica é facil de contrariar, basta esperar pelos erros defensivos. Estrategia nem parece existir, acho até que não sabe mais do que já mostrou. A rotação de jogadores sem sentido, não cria um equipa base nem dá confiança aos jogadores pois mesmo que jogue bem ficam de fora no jogo seguinte. incapaz de pôr o Aboubakar quando o resultado não é favorável, nem tem um plano B.
    Espero estar errado mas acho que pelo segundo ano seguido temos um treinador sem capacidade para levar o porto a conquistar titulos. Em dois meses não houve evolução nenhuma, pelo contrário está cada vez pior.
    Mirp

    ResponderEliminar
  21. Uma vez mais vim a este blog, desta vez sem grande animo, para ver as suas palavras, fiquei sem elas, consegue retratar tudo o que me vai na alma.

    Já o afirmei, o FCP e o meu clube, logo Lopetegui o meu treinador, a
    dele não se esperava que termina-se a época sem derrotas, que não cometesse erros, mas, meu caro, há que aprender com eles, não
    tivemos meio campo em alvalade, ontem repetiu-se o feito, e depois,
    num meio campo que não consegue construir, transportar a bola,
    continuar com os passes entre defesas... Temos que ganha bolas no ar lá à frente, coloque-se mais gente por aquelas bandas, esta tem que ser a alternativa ao jogo miudinho perante equipas que nos estão a
    colocar dificuldades na construção.

    Quanto a rotação, esta tudo dito,de facto mais que a rotação em si, não perrcebno porque motivo alguns jogadores rodam as posicoes .

    O Sporting tem grande mérito na vitória, talveznem tanto pelo que fez, pois praticamente limitou-se a aproveitar as nossas ofertas, mas pelo que não deixou fazer, por norma os segredos deste jogos esta no centro, e ai dominaram (uma vez mais).

    Espero por algo diferente na 3a feira, mas também no campeonato, pois as características dos jogos e equipas por ca são diferentes, e o sr Lopetegui tem que incutir um espírito de guerreiro neste miudos que ontem não se vi.

    ResponderEliminar
  22. Não vou contestar a crónica, apesar de não concordar com tudo o que diz, sobretudo na análise aos jogadores e à confiança no treinador.
    O Porto ontem tinha de ganhar. Não havia outro resultado possível. Era o nosso orgulho que estava em jogo, a nossa paixão e a nossa superioridade. O problema foi que perdemos, e pior, perdemos bem.
    Como adepto sinto-me frustado. Frustado não só pela derrota, mas porque pela primeira vez em muitos anos, cruzei os braços a vinte minutos do fim (alguns jogadores acho que nunca o descruzaram). Senti a nossa impotência, a falta de orgazinação, de liderança e sobretudo de confiança.
    O Porto perdeu a mística, atrevo-me a dizer.
    Por muito que queira confiar no nosso presidente, nesta altura já duvido de tudo.
    Se não mandamos em casa contra uma equipa de meninos mimados e apenas competentes, vamos ter muitos problemas ao longo da época. Certamente que outros títulos vão fugir, como fugiu hoje uma competição que a nós sempre nos foi querida.

    ResponderEliminar
  23. Você já demonstrou ser um indivíduo inteligente. Neste momento está a recorrer apenas ao wishful thinking. O lopetegui é horrível. O melhor que podia acontecer era sair já.

    ResponderEliminar
  24. Devo ser o único portista que não ficou desiludo com o JOGO. Obviamente que o resultado é péssimo, terrível. Fomos eliminados em casa por um rival. Disso não há forma como evitar. Mas vejo aqui um projecto de longo prazo. Vejo jogadores que, apesar de muito jovens, já apresentam grande maturidade. Não concordo que tenha havido falta de atitude. Nem hoje, nem em nenhum jogo nesta época. Vejo um FC Porto a assumir por completo o controlo do jogo em TODOS os jogos que participa. Quem joga desta forma é normal cometer erros. É preciso é trabalhá-los. Não é Lopetegui que tem culpa do auto-golo desnecessário do Marcano. Nem do duplo disparate no 2º golo. E, juntando a isso, o falhanço isolado do Adrián Lopez, o penalti desperdiçado do Jackson e a grande defesa do Rui Patrício ao remate do Marcano, não há equipa que resista. Choca-me é ver adeptos com a atitude dos nossos na bancada, a assobiarem por tudo e por nada. A evolução está a ser feita no bom sentido e terça teremos uma resposta à Porto!
    Miguel Lemos

    ResponderEliminar
  25. Hum... pensei que este tinha resolvido o problema do FC Porto há algumas semanas. Culpem-se os adeptos e censurem-se as vozes que perceberam ser Lopetegui (mais um) enorme erro de casting. E como era importante não ter errado!

    ResponderEliminar
  26. O Bilbau está em 15º na liga espanhola. Tem 12 golos sofridos e 5 marcados!!! Será a humilhação total se não ganharmos. Mau é se eles não pagam a fatura! António Afonso

    ResponderEliminar
  27. Este treinador se fosse português estava com os dias contados! Não tem tática, não tem um onze, varia a posição dos jogadores de jogo para jogo, tudo isto é mau demais para ser verdade! Ontem, tínhamos 3 extremos no banco, Quaresma, Brahimi e Tello... jogaram nas alas dois médios centro! Haja paciência!! O Ruben, joga a 6, amanha joga a 8, o Oliver hoje joga a medio centro, amanha é ala.... ao intervalo é a 4ª vez que faz duas alterações, ontem ofereceu a eliminatória aos verdes de mão beijada ao ficar com um meio campo com 2 unidades (algo nunca visto no Porto) e a jogar num 4-4-2 sem rotinas e sem conhecimento por parte dos jogadores! Este treinador é uma desilusão completa, a falta de experiencia paga-se caro e as ideias que traz que até podiam ser boas, não podem ser implementadas num plantel com 16 caras novas... tudo isto que tem vindo a fazer ainda vai atrasar mais o entrosamento entre os jogadores, a criação de mecanismos e rotinas entre eles!

    Uma palavra para a claque do Porto, parabéns estiveram á altura do que a equipa fez em campo! Destes ninguém se atreve a falar mal, toda a gente tem medo... ontem foram abafados (como já aconteceu mais vezes em outros campos... como na supertaça com o Guimarães á 2 anos que foram humilhados pela claque do Vitória) e deixaram a equipa a levar olés em nossa casa. Venham de lá esses bilhetes de borla para encher os bolsos a 2 ou 3 que o resto é conversa...

    ResponderEliminar
  28. Eu gostava que o tribunal do dragão fizesse um artigo sobre a politica de contratações do FC Porto nos últimos anos. Noto na SAD uma falta de pensamento estratégico sobre futebol, excetuando Pinto da Costa que já não me parece ter a energia de outros tempos como é lógico, Antero Henrique não me convence. Penso que nesse aspeto tanto Benfica como Sporting com a escolha de ex -jogadores para diretores do futebol já estão a frente do Fc porto

    ResponderEliminar
  29. O que me deixa reticente é que uma equipa que assenta todo o seu futebol em posse, não sabe efectivamente jogar em posse, fica nervosa, não sabe o que fazer à bola. Não há critério na distribuição, não conseguem fazê-lo em zonas mais avançadas, fazer recuar o adversário e acabam por fazê-lo na linha mais recuada onde cada erro se paga caro. VP certamente poderia dar algumas aulas a Lopetegui neste aspecto.

    Já não consigo culpabilizar os jogadores pelos erros defensivos. A época passada assentámos num estilo de jogo diferente, com um meio campo que deixava a defesa desprotegida e passámos uma época inteira a culpar os jogadores da defesa pelos seus erros, quando o sistema táctico deixava-os expostos. Este ano assentámos num estilo de posse em que o meio campo simplesmente não funciona na transição, onde o trinco ao ser pressionado torna-se inútil e só distribui de volta para o defesa que lhe passa a bola. Não há ligação entre sectores e a defesa fica novamente exposta. O problema aqui é táctico, não é individual. Trabalho para Lopetegui: identificar o problema, resolvê-lo ou mudar o seu sistema. Que não demore muito a fazê-lo pois o menor dos objectivos da época já foi, mas antes engrandeceu, amargou e feriu muito o orgulho.

    Dos jogadores, destacar só Jackson. Antes e depois do penalty, Jackson não falhou nada. Movimentos, recepções, distribuições de costas, segurou a bola, ganhou no chão, ganhou no ar, lutou, fintou e marcou um golo de execução perfeita em sprint. O penalty foi a nódoa que caiu no melhor pano mas que não apaga uma das melhores exibições de Cha Cha Cha desde que cá chegou.


    AA

    ResponderEliminar
  30. Boas...

    Devo dizer que me sinto um pouco frustrado/desiludido com o que tem sido a evolução do FCP deste ano. Bem sei que o treinador é novo e que muitos jogadores também o são em idade e em anos na casa, mas estes factos não podem e não devem explicar tudo o que aconteceu nestas últimas semanas.

    O Sporting tem neste momento muito mais "equipa" que o FCP e isso causa-me bastante confusão, pois já vamos a meio de Outubro e a equipa ainda apresenta os mesmo defeitos que tinha em Agosto, isto é, Jackson muito sozinho e a ter de descer muito, centrais que não sabem sair a jogar com um pouco mais de qualidade, constantes passes para os centrais num carrossel de passes que chega a enjoar e finalmente a falta de coesão que o meio campo do FCP apresenta... Parece-me defeitos a mais para uma equipa que pretende ser campeã nacional...

    Espero que realmente na terça feira o FCP, quem sabe, comece a trilhar um novo caminho e que os jogadores comecem a perceber o que é SER PORTO...

    ResponderEliminar
  31. O que é certo é que as ideias e a parte estratégica do jogo têm falhado redondamente.

    Não conheço casos nessa Europa fora de equipas que troquem tantas vezes de jogadores ao intervalo como tenho visto o nosso Porto fazer. Tudo para (tentar) corrigir erros de preparação que por vezes têm duas semanas de duração. Mais grave ainda se torna quando se é comido duas vezes pelo mesmo adversário.

    Custa-me imenso dizer isto mas ontem enquanto via o jogo lá no Dragão pensava para mim que podíamos aprender qualquer coisa sobre formar equipas com o sporting. Um aspecto fulcral é ter um bom meio-campo e o deles tem interpretes de qualidade, que se complementam e que foram low cost. Foi ali que ganharam o jogo e é por aí que nós ainda andamos aos papéis.

    Cumprimentos e continuação de bom trabalho. Imagino que após exibições daquelas seja difícil compor um bom texto.

    ResponderEliminar
  32. Boa tarde.

    Deixo-vos aqui uma pergunta.

    Numa época em que teremos, mais coisa menos coisa, entre 40 a 50 jogos, vocês acham que nunca iríamos perder? Atitude ridícula de alguns adeptos que à primeira derrota da temporada, já querem mandar embora o treinador.

    Não podemos ser adeptos de festas e só apoiar a equipa quando ganha.

    "O Portista só baixa a cabeça para beijar o símbolo que carrega ao peito".

    Saudações a todos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo!

      Principalmente tendo em conta que o plantel é todo novo (tanto a nível de minutos que jogam juntos, como a nível de idades).

      E a derrota foi com o Sporting, que por mais que se odeie o BdC, não deixa de ser um rival ao título.

      Eliminar
  33. Bom tarde,
    Desiludido, triste, indignado, e preocupado eu até que compreendo as saídas do 11 de Bruno Martins Indi e Alex Sandro, pois terça temos jogo de liga dos campeões, compreendo a entrada de José Angel, mas Marcano, é um jogador mediano que tanto faz um jogo razoável como péssimo como foi o caso, não percebo esta contratação temos o Reyes e até o chileno Lichnovsky da equipa B para que? Tudo bem que é jovem mas tem outras virtudes, insistir em Marcano um jogador experiente mas sem nível de progressão e em Espanha nem se destacou a central mas sim a lateral esquerdo… foi um erro a sua contratação, mas aqui muitas culpas tem Rolando pois se não se armasse em besta era o tal central, já Maicon nem falo…
    Casemiro começo a não entender como se insiste em por a 6, o Campanã que a uns anos era das grandes promessas de Espanha, que grande jogador, perdeu-se nos últimos anos, mas com confiança pode ser um jogador importante, fomos busca lo por empréstimo para rodar na equipa B?...
    Resumindo o que mais me indignou foi a falta de crer, ´dar tudo ´por o pé´ “fazer das tripas coração” há jogadores com clara falta de ligação entre si não adianta termos os melhores se como equipa somos 0, não podemos estar a espera que Jackson marque (penaltys não é com ele já no ano anterior foi a mesma m%&#$$) ou Brahimi faça o resto, tem de haver entre ajuda de todos!
    Não quero embirrar com o treinador pois reconheço-lhe competência, mas é bom que comece a querer ser protagonista e não o Vilão!
    Perdemos a batalha mas não a guerra! É hora de lamber as feridas!

    ResponderEliminar
  34. Alguém a 6 que não é um 6. Um Herrera a 10. Um falso extremo qualquer. Um carrossel que não funciona. Encravado, avariado e sempre à beira de um curto circuito, bastando para isso um André André com eles no sítio.
    -------------
    De certo modo estou de acordo com este comentário e digo mais, o único verdadeiro 6 (lugar chave) que possuímos, ainda não tem dimensão física, para o lugar.

    ResponderEliminar
  35. Boa tarde Tribunal do Dragão,costumo ser um leitor ávido deste belo blog,e desta vez não resisti comentar.Quanto a sua opinião da esperança em Lopetegui,de ter fé neste projecto etc, acho que é a melhor atitude a tomar de forma racional,mas a grande questão é não concorda que o Porto tem jogado muito mal?que a rotatividade é uma estupidez?sim não há outra forma de a adjectivar.O facto de não jogar com o melhor 11 contra um sporting forte e motivado, acho lamentável.Mas como TDD disse há que apoiar Lopetegui mas se correr mal esta epoca(o que espero que não) há que voltar as origens e apostar com mais calma.( Ps: um bem haja a um detalhe ja bem conhecido do sporting com jogadores portugueses formados por eles,enquanto nós equipa antes conhecida por ter homens que amam a sua camisola mais que quaisquer outros(baía,jorge costa,ricardo carvalho,joão pinto,paulinho santos,bruno alves) hoje temos um miudo que terá um grande futuro a sua frente mas que tem a pressão de não so demonstrar a sua qualidade individual mas de demonstrar a estrutura do clube que os nossos jogadores são melhores que qualquer indio que possamos comprar no brasil,espanha etc,mas isso já é outra história)
    Quero só concluir que somos porto bem ou mal,ganhando ou perdendo,com ou sem lopetegui haveremos de voltar a ganhar e como mourinho disse"Somos dos melhores, somos muito melhores e, em condições normais, seremos campeões. Em condições anormais também seremos campeões".

    ResponderEliminar
  36. Tenho saudades dos tempos em que perder era inaceitavel.

    Agarravamos no penalti roubado, na falta não marcada ou no fora de jogo não assinalado e viravamos o jogo a nosso favor.

    A semana era passada a falar dos erros contras nós e não a discutir o sistema de jogo, o treinador, as contratações ou o orçamento.

    A equipa unida fazia das "fraquezas" forças e entrava em campo para lutar contra tudo e todos.

    Protegiamos a equipa, o treinador e ainda se aumentava a união e garra do grupo - a ameaça/oportunidade era capitalizada.

    Hoje temos a ideia que somos superiores a tudo e todos q damos bofetadas de luva branca quando a nossa genese, equipa e cidade, é o trabalho, a força do trabalho e do querer.

    Quanto ao jogo penso que foi tão mau que é dificil perceber, A Sandro fresco não joga, Casimiro apos paragem joga, o Fernandez não é jogador para equipa grande, o Oliver nunca pode sair nun jogo daqueles e apos uma 1 parte a jogar na esquerda, o Herrera não pode sozinho ser o meio campo todo, os jogadores que vinham moralizados têm que ser aproveitados, o Campagna tem jogado muito e bem na B, o Adrian ainda não está cá e não sei se alguma vez estará.




    ResponderEliminar
  37. Caro TdD, para mim esta derrota é muito mais que apenas o perder de um jogo. Quando refere que ganhou a equipa que mais quis ganhar, isso demonstra que já não há o Porto de antigamente. "O FC Porto entra em todas as partidas para ganhar". Sempre me habituei a ouvir esta frase, mas a mesma já não é verdade, pois ontem o Porto não quis ganhar. Falta portismo naquele balneário e nem a própria SAD parece transmitir a garra e a raça do que é ser Porto. Talvez pensassem que sendo o jogo no Dragão e contra o Sporting seriam favas contadas Este era aquele jogo em que mostravamos que somos melhores, que calavamos todos os sportiguistas e o seu presidente, que mostravamos a tudo e todos aqueles que estão contra nós que somos Porto. Este jogo era para ganhar sem contestação. Deste modo, ganhou o Sporting, a corja da comunicação social portuguesa e o presidente deles. Perdeu o Porto (jogadores, treinador, estrutura) e os portistas, pois viram o seu clube perder a sua identidade. Este não é o mesmo Porto de antigamente.

    Quanto a Lopetegui, concordo com a rotatividade de jogadores mas não de posições. Afinal, temos 2 jogadores por posição (e em algumas até 3) para quê? Se depois usamos médios como alas, trincos como 8, etc? Aborda sempre mal o jogo, sendo depois necessário corrigir através das substituições. Já são demasiados erros cometidos. Já estamos em Outubro e ainda nem sequer temos um meio campo bem definido e que dê garantias de sucesso. Erros individuais, penaltys falhados. Pensei que estes problemas fossem do passado, mas mudou-se de equipa ténica e de jogadores e eles continuam a acontecer. Isto não é normal. O que se passa?

    Sinceramente as expectativas no início da época eram grandes. Um plantel bom e com soluções, um treinador que colocou a SAD na "linha", que fez de manager, com discurso interessante. Mas os fantasmas da época passada estão a assombrar. Ultimamente, sempre que o Porto tinha uma má época, na seguinte calava tudo e todos. Esta época já não está a correr da melhor maneira e ainda à pouco começou. Nada bom sinal.

    Contra o Bilbão o Porto pode (tem de) ganhar mas precisa de convencer.

    ResponderEliminar
  38. Subscrevo inteiramente. É por causa destas crónicas - uma imagem de marca do espaço, aliás - que regresso e comento o seu blog.
    Acho que devemos ter serenidade, cerrar dentes e fileiras e exigir ao treinador a estabilização do meio-campo aos jogadores outra atitude.
    Tenho visto bastante ruído - o coro das velhas - por causa desta derrota. É natural, as expectativas são altas e o adversário não era difícil; o problema é que uma derrota destas é reveladora que a nossa equipa ainda se debate com a resolução/definição de processos básicos, pelo que devemos estar preparados para mais momentos como este.
    Com uma estrutura directiva forte, um treinador competente e um plantel de qualidade, adeptos como o portista têm de estar ao lado da sua equipa e apoiá-la quando ela mais precisa, nestas fases de construção e turbulência.
    Veremos quem ri por último...
    BMS

    ResponderEliminar
  39. Isto aqui não é resultado de um mau jogo, não. Isto é a CONSEQUÊNCIA dos erros CRASSOS cometidos nos últimos anos.

    Este ano vieram quantos? 17 novos jogadores? É nisto que nos tornámos.

    O Porto matou a sua mística, a sua ALMA. Esse Porto raçudo, mandão, personalizado, altivo e orgulhoso que conhecíamos, MORREU. Vendemos a alma ao diabo por um saco de moedas.

    Tornámo-nos num entreposto de entra e sai, arrancámos o coração e a ALMA a este clube nos últimos anos.

    Acostumados a ver jogadores com grande perfil de liderança, com grande raça e personalidade no clube, que eram o esqueleto das equipas, hoje em dia borramo-nos pelas pernas abaixo para conseguirmos eleger um único capitão da equipa, quando dantes tínhamos VÁRIOS a jogar lado a lado.
    Desde o começo deste século tivemos equipas com Baías, Jorge Costas, Costinhas, Pedros Emanuéis, todos estes senhores com grandes perfis de liderança, a jogar lado a lado. Tivemos outras fornadas com Luchos, Lichas, Meireles, Brunos ALves, a jogar lado a lado.

    Hoje em dia temos grandes dificuldades para tentarmos encontrar um único capitão. Vamos ao ponto de chegarmos a oferecer a braçadeira a Rolandos, que nos cagam em cima. Caso J9 tivesse saído, o nosso capitão seria um jogador de banco. É triste, muito muito triste.

    Tudo isso junto, a falta de valores da casa, de jogadores com raízes no clube, com anos de clube, com amor ao clube, o desbaratamento de todo um plantel, as comissões e comissõezitas debaixo das mesas, as percentagens de passes, os 30% deste e os 47% daquele, é a isto a que chegámos neste momento. Um clube completamente mercantilizado, que vendeu a alma ao diabo, e que feriu de morte a sua ESSÊNCIA.


    A mística! A mística que se cheirava quando se entrava no estádio, a mística que se respirava no balneário, morreu.

    Deixaram apagar a tocha.

    É algo que me fere bastante e que me faz ficar triste e desiludido, pois tivemos tudo ao longo destes anos onde nos destacávamos de qualquer outro em Portugal, para sedimentar a nossa posição, para criar ainda mais alicerces.

    Mas não, rebentámos com a alma da equipa, transformámos o plantel numa feira da vandoma dos ricos. Vendemos a alma ao diabo por um saco de moedas. Hoje em dia não se respira Portismo na equipa, respira-se percentagens de passes, comissões, compras inacreditáveis super inflaccionadas...
    completamente mercantilizados e a equipa completamente desprovida de ALMA.

    Tínhamos TUDO, mas TUDO para reforçar os alicerces! Batalhámos DÉCADAS, suámos o nosso sangue, fomos tratados como cães nesta caminhada de ascendência no futebol Português, comemos o pão que o diabo amassou para nos emanciparmos e nos superiorizarmos. Conseguimos ao fim de décadas amordaçados chegar a um patamar acima dos restantes clubes com muito sacrifício, com muito esforço, com muito suor. Conseguimos resultados desportivos e financeiros, conseguimos pela 1ª vez na nossa HISTÓRIA ter mais recursos financeiros do que os crónicos da capital, e o que fizemos com isso?

    Deixámos morrer o segredo do nosso negócio. Deixámos a Mística escorrer-nos por entre os dedos das mãos. Pusemo-la de lado.

    Quando partíamos à frente de qualquer outro, nos tempos correntes, pura e simplesmente...

    ...deixaram apagar a tocha. Por OPÇÃO. Fere. Magoa. Desilude. Revolta.


    mmmkk

    ResponderEliminar
  40. (parte II)

    Eu lamento muito, porque me custa muito, porque me fere muito, porque são atitudes que a mim, como amante do clube, me traem, mas tudo isto passou para um lado muito obscuro, o futebol jogado no campo parece ter passado para 2º plano neste clube, e a prioridade é apenas e só realizar negócios. Em vez de nos estarmos a comportar como um clube de futebol, que zela pelo futebol jogado em campo, por montar uma boa equipa com bons valores, estamos sim é preocupados com percentagens de passes e comissões e que jogadores é que colocamos, e onde, e por que preço. Como no outro dia li uma tirada muito feliz que alguém disse, tornámo-nos numa empresa que trata de negócios relacionados com futebol.

    Onde é que está o FUTEBOL CLUBE do Porto? Para onde foi ele? O que fizeram dele? No que é que nos tornámos nós?

    Como queremos ser competitivos se o topo das nossas preocupações são os negócios e as negociatas, e não o FUTEBOL da equipa em si?

    Quem é que me explica, cara na cara, como é que se dá 11M€ (e ainda por cima por 60% do passe), um dos valores mais altos de sempre, em mais de 100 anos de História do nosso clube, por um jogador que não tem sequer qualidade para ser titular?

    Quem é que anda a brincar com o NOSSO clube? Quem é que tem carta branca para REBENTAR com a ALMA deste clube? Quem deu a ordem para alterarmos o nosso modelo? É que nos últimos anos estilhaçaram o Porto por completo, implodiram-no, assassinaram-no, mataram-lhe a ALMA. E quem o fez, foi quem está na cadeia de comando. Nos altos órgãos do clube.

    Hoje em dia somos vulgarizados em casa por equipas com 10% do nosso orçamento, as pessoas estão tristes, descrentes, aceitam tudo, encolhem os ombros quando o Presidente é insultado em coro na nossa própria casa.... meu deus... é que ainda vamos no começo da descida aos infernos...preparem-se para a viagem...


    mmmkk

    ResponderEliminar
  41. Gostaria, se assim o desejar fazer, de ler um post com a sua opinião sobre a tão falada perda da mística do FC Porto.

    Como referi no meu post anterior, esta derrota pôs a olho nu a falta de portismo. E se não podemos exigir a Lopetegui e aos vários jogadores estrangeiros serem portistas, o mesmo não se aplica aos elementos da SAD. Porque ninguém dá a cara? Porque ninguém vem a público apoiar o treinador? Porque ninguém reage às constantes provações feitas pelo presidente rival? Se por um lado não o fazem publicamente pois não lhe querem dar importância, exige-se que o façam para dentro do balneário. Não sei se Pinto da Costa ou alguém o fez, mas se não fizeram então é muito grave. E sinceramente, depois do que aconteceu, acredito que não o tenham feito.

    Toda esta passividade dos dirigentes do Porto mete-me confusão. Pinto da Costa já não terá a mesma energia de outros tempos e anda mais resguardado, mas e os restantes membros? Porque ninguém dá a cara? Porque ninguém se assume? Estará mesmo a SAD unida como Pinto da Costa referiu na apresentação de Lopetegui? Será que já não sentem a mesma motivação para dirigirem o clube como outrora o fizeram? Já não sentem a mesma paixão? Resignam-se com o facto de serem criticados durante toda a semana e depois ainda perderem o jogo? Demasiadas perguntas...

    Eu ainda me lembro de quando o Porto usava as palavras do adversário para os derrotar e fazê-los engolir essas mesmas palavras. De quando colavam excertos de jornais no balnerário com fotos e frases dos adversários para motivar os nossos jogadores a derrotá-ls. Quando foi a última vez que se leu/ouviu falar sobre isso?

    Nunca ninguém da estrutura deu a cara nem veio a público pedir desculpas pelo fracasso que foi a época passada. Na minha opinião não seria nenhuma desmonstração de fraqueza, mas sim de humildade e uma grande demonstração de carácter. Afinal todos erram.

    Mais uma vez gostaria se saber a sua opinião em relação a estes pontos, se assim o desejar fazer.

    ResponderEliminar
  42. Caro TdD,

    Seria possível saber a sua opinião sobre a nomeação de Luís Duque e o nosso apoio a ele? Para leigos como eu, a única coisa que salta a primeira vista é uma provocação ao Sporting. Mas o que me interessa são os benefícios para o nosso clube.

    Ainda assim gostava de realçar um pormenor genial da sua nomeação. Quando se tinha um presidente da liga de seu nome Mario Figueiredo que vinha em entrevistas públicas criticar directamente o porto sobre a sua transparência e jogo de influências, "discutir os nomes" era coisa de criança e pouco produtivo pro futebol... Agora que o nome é Luís Duque, de repente já importa discutir o nome...
    Só por este pormenor a sua nomeação já é genial.

    ResponderEliminar
  43. Boa tarde caro TD, algum artigo próximo para falar do Fim da PT e implicações para o nosso clube ?
    Depois de analisado o trabalho de Lopetegui até agora, acho na minha opinião sincera, que quer implementar um estilo de jogo sem jogadores para tal...
    Se tivéssemos um Ricardo Carvalho ou um Pepe, sair a jogar da defesa não seria tão mal pensado...
    A questao da rotatividade é acessória...http://www.maisfutebol.iol.pt/fc-porto-lopetegui-topnews/544556520cf260a305ea50d1.html
    Agora estilo de posse de bola, com os centrais e médios que temos, não acho possível, oxalá me engane...
    Mas Herrera, Maicon, Marcano e Casemiro, não me parecem ser jogadores de posse...

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.