sexta-feira, 18 de setembro de 2015

O nosso ADN

Jogos disputados no Estádio do Dragão desde 14-12-2014
16 jogos, 16 vitórias. 47 golos marcados, 3 sofridos. Um de Thiago Alcántara, na Champions, e dois na Taça da Liga. Única equipa europeia que venceu consecutivamente todos os seus jogos disputados em casa em 2015, inclusive na Liga dos Campeões.

Muitos seguidores do clube dizem que falta Porto ao FC Porto. Dizem que a equipa falha nos momentos decisivos. Que deixou de ser uma equipa forte e infalível. Que tem um treinador que não serve. Que tem jogadores que não sentem o FC Porto e não lutam pelo clube. Que tem uma direção em incontornável curva descendente.

A esses seguidores respondemos assim: 16 jogos, 16 vitórias. Desde que perdemos por 2x0 com o Benfica, em dezembro, a equipa não mais voltou a vacilar perante os seus adeptos. Mesmo com vários dos seus jogadores - já para não falar do treinador - sob eterna contestação por parte dos próprios adeptos. 

É verdade que profissionais bem pagos têm que ter estofo para aguentar a crítica. João Pinto, Gomes, Jaime Magalhães, André ou Jorge Costa chegaram a ouvir muito pior do que Maicon, Herrera, Tello ou Varela. Mas havia uma grande diferença.

O Tribunal das Antas era exigente, muito exigente. Mas acima de tudo era temido pelos adversários, não pelos próprios jogadores do FC Porto, nem pelo seu treinador. Os jogadores podiam passar a semana a levar nas orelhas, com esperas no final do treino, mas sabiam que durante 90 minutos iam ter mais de 50 mil a puxar por eles, a lutar com eles e abafar o adversário.

É isso que será necessário domingo, contra o Benfica. 90 minutos de resposta a tudo o que se passou nos últimos dois anos. Dirigentes, jogadores, equipa técnica e adeptos. Somos líderes e ninguém, ninguém saiu com pontos do Dragão em 2015. Se isto não merece confiança para 90 minutos, talvez seja o clube a merecer outros adeptos.

«Para voltarmos a triunfar o nosso ADN temos de recuperar», disseram. A vitória está no nosso ADN. E não sei que outra equipa leva 16 vitórias seguidas no seu código genético. Eles é que têm que tremer por atravessar a ponte. Vamos à 17ª, contra tudo e contra tolos!

21 comentários:

  1. Contra factos não há argumentos! Venha a 17ª!!

    ResponderEliminar
  2. Durante estes últimos dias tenho lido tanto lixo, tantos insultos e maus desejos a jogadores nossos e ao nosso treinador em fóruns "portistas" que às vezes fico a pensar se sou eu que estou a ver mal.

    Felizmente que neste espaço ainda há quem veja o futebol com racionalidade. É ridículo ouvir assobios no Dragão à nossa própria equipa, especialmente quando esta está a ganhar e apenas 5 minutos depois de um período de bom futebol.

    Estamos em primeiro lugar no campeonato, na Champions fizemos um jogo apenas e trouxemos da Ucrânia um bom resultado. Que mais querem os adeptos? Não percebo.

    Um grande obrigado ao TdD por continuar a ser um dos poucos espaços onde se pode ler opiniões bem fundamentadas e com razão de ser.

    ResponderEliminar
  3. Julgo que não estarei enganado ao dizer que este é o jogo que menos nos deve preocupar quanto aos potenciais assobios... se há adversário que nos une mais do que supercola (pelo menos durante 90 minutos) é este...

    VAMOS CARA*HO!
    http://doportocomamor.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E isso, só por si, não é triste? Onde teremos que ir buscar os aplausos nos outros jogos? Oh well...

      Eliminar
  4. Segundo alguns, já perdemos, nem vale a pena jogar!

    Os adeptos das goleadas deviam ser avisados que uns 20% da qualidade de jogo da equipa dever-se aos adeptos! (não tem fundamentação científica)

    O que melhor para correr mais, para virar resultados, para encher o peito de orgulho, assobios ou palmas, gritos de guerra, sentir que está alguém para ajudar a levantar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esses adeptos fazem-me lembrar os vermelhos noutros tempos, os que davam a vitória como garantida pois antes do jogo já estavam em vantagem, esses tempos parecem agora ter como que uma onda infiltrada na massa azul, desmiolada, ou pura e simplesmente desconhecedora do que é estar sem vencer, não sei, mas essa gente, entenda-se que não o meu clube, precisava estar 19 anos sem vencer para saber o que custa lutar contra o regime, saber o que vale um "campionato". Se tornamos as coisas frequentes, muito se deveu ao espirito de conquista... Wait, a malta fala da equipa, mas onde está o espírito da massa adepta? Infelizmente acho que as pessoas que se dizem indefectíveis, se descaraterizaram, como que se habituaram mal, como que necessitam de jejum para voltar a saber o que é carregar a equipa.

      Eliminar
  5. isso vale o que vale, pegas-te num determinado período de jogos que te convinha para suportar a tua ideia. Isso sinceramente, para mim, não serve de nada. Nós até podíamos ganhar 30 jogos consecutivos, se isso não chegar para ser campeão, quer dizer que houve alguém melhor do que nós, logo temos de melhorar, por isso, isso de ter 16 vitórias seguidas pouco trás, e não nos confundamos com outros clubes, onde esse tipo de estatística é como um título.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu explico de novo:
      Ora pense: - desde a jornada 14ª do ano passado + os jogos europeus + os jogos deste ano. Todos seguidos. Só vitórias em casa.
      Onde vamos jogar ? - em casa!
      Exatamente onde já não perdemos faz 16 jogos!
      Entende agora ?
      E, sim a proposta é melhorar; deixar de ter 16 vitórias seguidas em casa, e assar a ter 17 !
      Yes?

      Eliminar
    2. Reine, você tem cá uma paciência... Ou é vocação para o ensino mesmo? Ás vezes não vale a pena. Aliás, escutando alguns dos tolos, diria mesmo que as 16 vitórias seguidas são uma bela amostra da porcaria de treinador que temos. Go figure...

      Eliminar
  6. Caro Nuno, subscrevo na íntegra o seu comentário!

    ResponderEliminar
  7. Era este o post que precisávamos. Parabéns ao autor e vamos acima deles!

    ResponderEliminar
  8. O quarto parágrafo é chave, os tempos mudam, os critérios mudam, as exigências também, o que não percebo é a perda de inteligência da massa adepta que leva o assobio para o estádio com único objetivo de exteriorizar o ódio que têm, pasme-se, do treinador e do plantel da sua suposta equipa... fiquem em casa, é favor feito à comunidade PORTISTA, a verdadeira, aquela que torce pela equipa mesmo não simpatizando com o mister, que não simpatiza com o Maicon, que acha que o Maxi nunca deveria ter vindo,... estaria capaz de dizer que a grande vitória desta gente e poder dizer no café, que tinham razão no que apregoam durante a semana, gênero, vêm como tinha razão, o tipo não presta.

    ResponderEliminar
  9. Aos adeptos que acham que não se pode criticar e dizem 16 vitórias em 16 jogos eu respondo sim! Falhamos nos momentos decisivos! Prova disso é nos últimos anos termos 0 títulos. O resto pouco importa...

    ResponderEliminar
  10. O problema não é os resultados, o problema são as exibições, o problema é o tesão que a equipa tem em alguns jogos, o problema é a mentalidade que o treinador transmite à equipa é aos adeptos em alguns jogos! No ano passado o Benfica é campeão com uma enorme ajuda dos árbitros e mesmo assim nós temos a noção que não fizemos tudo! Não fizemos tudo na Madeira e não fizemos nada na luz... e em outros jogos ainda! E é isso que o Dragão cobra, cobra exibições a sério, cobra ambição, porque resultados nós sabemos que temos. É exagerado? Às vezes talvez.. mas não são muitas as vezes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, ao contrário do bilhete, esta cobrança deve ser feita no fim do jogo, que moral tem o adepto que vai assobiar a sua equipa aos 10m em casa a ganhar 1-0 ? O adepto que vai para ter comportamento de adversário, fique em casa PF.

      Eliminar
  11. 1933 in site do FCP:


    http://www.fcporto.pt/pt/noticias/Pages/As-oito-razoes-para-o-primeiro-corte-de-relacoes.aspx

    ResponderEliminar
  12. Grande post TDD vou colocar no meu mural do face, para os meus amigos lerem e reflitam e pensem bem antes de assobiar.
    Porque com o Estoril foi vergonhoso logo aos 10m a ganharmos 1-0, começou logo a assobiadeira tenham mas é vergonha deixem o assobio em casa, se não conseguirem fiquém vocês em casa e emprestem o cartão/bilhete a um amigo que apoie incondicionalmente o clube e não faça esta pouca vergonha.
    Tenho dito
    ##Tudonossonadadeles#
    ##SomosPorto#

    ResponderEliminar
  13. É precisamente essa 17.ª vitória que pode fazer a diferença entre uma verdadeira caminhada vitoriosa e um ciclo vazio de conteúdo, quebrado pelo campeão, no momento certo. Até o Porto campeão de Adriaanse, sem fazer um único ponto com o Benfica, teve de ganhar, no momento decisivo, no terreno do segundo classificado (Sporting). Com o desnível que existe hoje na Liga, é ainda mais importante ganhar estes confrontos.

    ResponderEliminar
  14. Subscrevo o que foi escrito, convém é não seguir o exemplo dos adeptos adversários e fechar os olhos ao que não convém ver. Nenhuma equipa ganha troféus só a jogar em casa, seria se calhar útil e realista fazer a mesma análise para os últimos 17 jogos fora. Se calhar, só se calhar, temos esse registo em casa também devido aos adeptos que lá estão no estádio jornada após jornada a apoiar a equipa...

    ResponderEliminar
  15. Off-topic

    Não sei se já viram a entrada propositadamente assassina e, quem sabe, encomendada (aparentemente levou com entradas o jogo todo até o rebentarem) do jogador Duarte Machado (https://www.facebook.com/duarte.machado.7) sobre o nosso André Silva. Curioso que jogou muitos anos no Belenenses, ele há sempre cada coincidência.

    Aqui fica: http://4.bp.blogspot.com/-79pyUxNzlK0/Vf7KbPlKxHI/AAAAAAAAQC0/oi2EBmi5T_0/s1600/Atletico-FCPb_AndreSilva.jpg

    Ah, levou apenas amarelo, quando devia ser irradiado!

    JS

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.