sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Trânsito nos dois sentidos

Já lá vão três semanas de mercado. Opare (Besiktas) e Kelvin (Palmeiras) já saíram. Ricardo, o guarda-redes, vai pelo mesmo sentido. Da equipa B Candé, Djim (Freamunde), Tiago Rodrigues (Nacional) e Kayembe (Arouca) também foram à procura de tempo de jogo noutros patamares. Janeiro vinha sendo aproveitado para emagrecer o plantel, mas o trânsito vai acabar por surgir nos dois sentidos.

O FC Porto já perdeu 4 das soluções que tinha para jogar nas alas. Como? Óliver Torres afirmou-se no miolo. Ricardo Pereira passa de vez a lateral com o empréstimo de Opare. Kelvin saiu por empréstimo. E Ádrian López vai estar afastado dos relvados pelo menos até Março.

Ádrian só em Março
Brahimi e Aboubakar vão estar na CAN até ao início de Fevereiro, na melhor das hipóteses. Quem sobra para as alas? Cristian Tello e Quaresma. Há Quintero, que pode jogar a partir dessa posição (a partir de, não em, que são coisas diferentes), e Otávio é uma aposta de futuro da SAD e dificilmente de presente para Lopetegui.

Sobra a equipa B. Ivo Rodrigues e Gonçalo Paciência já deram um primeiro passo para subir de patamar. E Gonçalo é mesmo, neste momento, a única alternativa a Jackson Martínez. Da mesma forma que Ivo, que até está lesionado, é a única alternativa de raiz a Tello e Quaresma nesta altura. A alternativa chama-se Ricardo Pereira, motivo pelo qual Victor Garcia passou a trabalhar com o plantel principal, para ser alternativa a Danilo e soltar Ricardo no corredor.

A lesão de Ádrian López foi um revés. Não pelo que o jogador era, mas por aquilo que poderia passar a ser. Com a paragem até Março, Ricardo Pereira, Ivo Rodrigues e Gonçalo Paciência (há André Silva, mas precisa da titularidade na B primeiro), além de Quintero, são forçosamente as alternativas ao 11. Não é de todo uma coisa má, pelo contrário. Um misto de circunstâncias desfavoráveis, mas que permitem e bem que jovens valores se revelem. De qualquer forma, abriu-se a porta para a SAD contratar mais um atacante no mercado até ao fim do mês.

Tendo em conta que no mercado de Inverno a ideia é melhorar de imediato a equipa, não faz sentido apostar na contratação de jovens valores que necessitam de tempo de adaptação e evolução. Um Adriano, um Janko, até mesmo um Izmaylov (sem problemas físicos), jogadores que possem chegar e jogar. A dicotomia é perceber se será possível encontrar um nome que possa, simultaneamente, acrescentar qualidade no curto prazo à equipa e que possa dar algo mais do que os jovens que estão na sombra. O princípio básico da equipa B devia ser ocupar as vagas da equipa A.

Mas importa lembrar que os bês vão ter mais 23 jornadas da segunda liga, com vários jogos à quarta-feira, além da International Cup. Seria bom apostar na promoção dos Sub-19, mas com o início da segunda fase faz sentido que Folha mantenha os melhores jogadores às suas ordens, ainda de olho num brilharete na Champions de juniores. O cobertor fica curto.

Apela-se por isso ao tal toque de midas nesta janela de mercado, onde além da contratação de um atacante há mais uma incógnita para resolver: a situação de Reyes. Em Braga tinha a oportunidade para ganhar o lugar, mas mais rapidamente assinou a dispensa.
Não será Reyes a
ser substituído

De recordar que Reyes foi contratado em Dezembro de 2012, dois meses depois de anunciado um prejuízo de 35,7 milhões de euros na época anterior. Negociar com um euro no bolso é uma arte, empurrar com a barriga nem tanto. No caso de Reyes houve uma grande aposta de futuro por parte da SAD, até porque na altura tínhamos como centrais Maicon, Otamendi, Mangala, Rolando e até Abdoulaye e Sereno. Não havia carência nos quadros.

Foi uma jogada de antecipação, tanto que antes de vir já estava alienado, com 47,5% à muito falada e pouco conhecida Gol Football Luxembourg, por 3,5 milhões de euros. Metade do preço de Reyes, que custou 7 milhões de euros por 95% (se quiserem dizer 9, então passem a incluir as comissões/encargos/prémios de assinaturas em todos os jogadores, para não haver incoerência). Como a partilha de risco é um mito e caso os negócios corram mal os fundos têm que ser indemnizados, não há apenas pressão desportiva sobre Reyes. Há também financeira.

Continuo a confiar no potencial do jogador. A questão é que nos últimos 18 meses pouco ou nada evoluiu, mas também porque poucas oportunidades teve para ter continuidade no 11. Mas há o paradoxo: Reyes comete erros porque não joga mais ou não joga mais porque comete erros? O empréstimo é a solução ideal para o jogador.

Então chegando à altura de empresar Reyes, é necessário ir ao mercado contratar um central? Se é por causa de Reyes... não. Ao emprestar Reyes, o FC Porto estará a ceder o seu 4º central. Então continuaria a ter Maicon, Indi e Marcano, além de Lichnovsky promovido a 4º central. O problema estava resolvido, não fosse a equipa B ficar com carência entre os seus centrais. Por outro lado, são poucas as oportunidades em que o 4º central tem oportunidade de jogar (Reyes que o diga), por isso Lich continuaria maioritariamente a jogar pela B.

Por isso, se a possível saída de Reyes implica uma ida ao mercado, não significa que Lopetegui está insatisfeito com Reyes. Significa sim que não está satisfeito com o rendimento de Maicon e/ou Marcano nas duplas com Martins Indi e que prefere melhorar já a dupla de centrais titulares. Mas então surge de imediato o problema anterior: haverá possibilidades no mercado para contratar um central para chegar e pegar logo na equipa, quando o central de 7 milhões ainda não serve?

O mercado fecha a 2 de Fevereiro. E como manda a tradição, tem tudo para começarmos a estar atentos ao F5. Falta saber com que necessidade e a que preço.

19 comentários:

  1. E porque não repescar um emprestado? Para um "biscate" concordava que o Sami voltasse ao plantel, já que a coisa está complicada para ele no Braga. Era vantajoso para todos, Porto porque é uma alternativa para todas as posições do ataque e além disso sempre pode existir uma certa valorização do activo, Sami porque tem oportunidade de ter minutos no Porto podendo surpreender ou então valorizar-se e para o Braga que resolve o caso de um jogador que não conta para o treinador.

    Assim não se coloca a questão de desfalcar os B's que têm um calendário apertado. Na questão dos centrais se Reyes sair, Lich ocupa a vaga e a questão da falta dos centrais nos B resolve-se com o regresso do Junior à base já que não parece ser escolha no Aves.

    ResponderEliminar
  2. Mikel joga e bem a central.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. esse mikel desde a lesao voltou a jogar em algum lado? anda desaparecido

      Eliminar
  3. Encontrar, nesta abertura do mercado, um central capaz de pegar de estaca na equipa é muitíssimo difícil. Porque é caro e porque nesta altura poucos clubes estão dispostos a vender.

    O Schar do Basel seria um excelente reforço. Vai acabar contrato no verão, mas já tem meio mundo atrás dele.

    Quanto às posições mais ofensivas, a solução até poderia passar pelo Douglas Coutinho que tanto se tem falado. É um avançado móvel que tanto pode jogar por dentro como encostado à linha.

    Outra situação seria a falada ultimamente: o empréstimo de Januzaj. Mas desta tenho receio que a imaturidade o belga se venha a revelar também no Porto.

    ResponderEliminar
  4. Eu para a frente de ataque e contrariando a ideia do TdD que aponta a um perfil de jogador feito, eu gostaria que se apostasse no Hernani por exemplo, acho que possui caracteristicas muito interessantes e como já vem sendo habitual a substituição do Quaresma, ficamos com duas possibilidades diferentes e mto interessantes para entrarem consoante o jogo, Quintero se for para abrir espaços ou Hernani se for para aproveitá-los... Tello e Hernani seriam duas setas apontadas à baliza adversária, lembrando que é uma janela de utilização "a prazo" até brahimi voltar...

    ResponderEliminar
  5. Defendo o regresso do Bruno Alves. Facilmente seria titular no grupo de centrais mais fraco que me lembro de ver no Porto, não seria só pelo que joga mas principalmente porque seria importante na liderança e transmissão do que é "ser Porto" a este balneário que ainda não percebeu totalmente o q é vestir aquela camisola. Seria algo fulcral com urgência em ser colmatado num dos melhores planteis que o Porto alguma vez teve, mas que paradoxalmente está a 6 pontos do lugar q tem de ser nosso.

    Helton esteve lesionado e ser guarda redes torna mais difícil essa missão no decorrer dos jogos. Bruno Alves encaixaria que nem uma luva e o resgate da Turquia seria fácil e em conta para os cofres do Dragão - do ponto de vista desportivo, financeiro bem como pessoal (tou convencido que Bruno Alves se pudesse assinava ontem).



    ResponderEliminar
  6. Um central e um ala?...
    assim de repente... e pró baratinho, lembro-me do Rolando e do Varela :)

    fora de brincadeiras...tenho muita pena que o Maicon não evolua como eu esperava. Acho que ainda vai a tempo. E considerando o Maicon, o Reyes, o Lich (e até o Mikel cujo estilo nao deve agradar ao treinador na posição 6, mas talvez sirva como serviu na B para a posição de central)... penso que nao faria sentido comprar um central
    Mas se o treinador fizesse muita questão nisso...votaria num emprestado ou ja consagrado a preparar fim de carreira
    Para ala... aí nao trazia mesmo ninguem.. mais um mes e o Brahimi está de volta... mais dois e o Adrian tambem, olhando o periodo de adaptaçao que um jogador novo teria (vide campana que falhou a pre epoca e so agora apareçe na A), acho que seria desperdicio...

    Hugo

    ResponderEliminar
  7. Bom artigo, a meu ver nao tem mal nenhum a equipa b ficar com carencia de jogadores por estes subirem a A, reforcam se nos sub 19. Ir ao mercado para contratar jogadores a equipa b nao pode acontecer num momento em de contencao de custos. Goncalo paciencia, alternativa a jackson? Porque nao? Ja vimos que adrian nao o e, aboubakar nao jogou assim tantas vezes, no maximo fica mais 3 semanas na can. Extremos temos o ricardo pereira e o ivo rodrigues, ha que apostar na prata da casa

    ResponderEliminar
  8. Não me parece que precisemos de qualquer reforço nesta janela, pois os casos já ilustrados são coorentes e Brahimi e Aboubakar voltam daqui no máximo a duas semanas e dentro do plantel/equipa B temos solucções mais que sufecientes, para "aguentar" essas ditas duas semanas.

    Agora, isto sim é uma oportunidade para explorar a equipa B ao máximo e também uma oportunidade para jovens da B, que estavam tapadas, se mostrarem ao máximo.

    Casos como Rafa, Pité, Pavlovski, Seeman, Verdasca, Sérgio Ribeiro, Ruben Macedo, Leonardo Ruiz, Malthe Johansen, tem de assumir-se agora como possivéis mais valias futuras para a equipa A, ou senão enfrentarem a dispensa no final da época.

    No sentido B->A, está na hora de Ivo, Gonçalo e Lichnovsky também mostrarem que são opções já e não daqui a uns tempos, como eu firmemente acredito que o são e acho que o Gonçalo o demostrou em Braga o ser.

    E em relação à questão dos Juniores, que eu não dou muita importância ao campeonato mas tem sempre o seu valor, nós sabemos que existem apenas meia duzia de jogos interessantes e realmente importantes, de resto é um campeonato fraco e frágel e para mais, temos jogadores Juvenis que também já estão ou deveriam estar mais integrados com os Juniores, casos claro de Rui Pedro, Moreto Cassamá ou Idrisa Sambú (entre outros que não conheço certamente).

    Portanto, tudo isto faz parte da gestão tranversal de todos os planteis.

    Na possibilidade de se contratar um ala/atacante, seria para por de parte em definitivo Ádrian e não para resolver esta questão de 2 semanas que não é mais que isso.

    ResponderEliminar
  9. Quanto a reforços...
    - PL: O camaronês está de volta em 15 dias; sem lesão do Jackson, Paciência e André Silva chegam.
    - Extremo: a comprar seria o Hernani, extremo para jogar pela direita, diferente de Quaresma, potencialmente barato e potencilamente BOM jogador.
    - DC: para substituir Reyes, Lich chega perfeitamente; outra opção que não esta é para entrar de caras no onze titular substituindo Maicon (para a esquerda já temos Indi e Marcano).

    Obviamente que destes, e na minha opinião, só Hernani seria útil. Mas também acho que pode ser útil na deslocação do SLB a Guimarães!!!

    Pedro

    ResponderEliminar
  10. TdD não seria melhor governarmos-nos com a equipa b e juntar umas coroas para ir buscar aquele pirralho de que falava há uns posts atrás? isso sim era de valor...penso que não vale a pena ir ao mercado de forma nenhuma...é aguentar até a CAN acabar, os jogos que temos são relativamente simples e em condições normais ganharemos...junte-se recursos pelo pirralho! e que pirralho......

    ResponderEliminar
  11. O que me espanta é ver nos programas TV e ver que alguns têm razão, o FCP adormeceu....
    Nos últimos anos, em que o FCP foi campeão, foi bastante renhido....
    Agora ... na época passada e nesta principalmente, a SAD anda muito " mansa", estamos a transformar-nos num segundo SCP....
    Os árbitros riem-se, eles até cumprimentam o Proença e vão à homenagem, pois sabem que Proença vai ser importante nos lugares da liga...
    O SLB este ano, enquanto andava a tremer, no campeonato levou com o sopro mágico dos apitadeiros, expulsões perdoadas com um pedido de desculpas ao árbitro, penaltys e golos mal validados e golos adversários mal invalidados...
    Mas o mais estranho, é que desde Guimarães o FCP calou-se e mesmo agora com a "suposta" ordem de toca a reunir... Eu vi pouca "coragem", em pôr os nomes nos BOIS!
    Falou-se muito em Orgulho, mas na TAÇA DA LIGA ? Competição que o FCP sempre menosprezou ?
    Porquê tanto silêncio, quando fomos prejudicados ? Aqui há gato....
    O murro na mesa, devia ter sido dado, quando o Nosso clube viu que era jornada após jornada, um andor bem mais que evidente.... daí que eu desconfie que o silêncio e inoperância da SAD e do FCP, tenha a ver com dividendos futuros....
    Aliás alguns zuns zuns... e rumores andam aí, nesse sentido!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei curioso nesses "dividendos futuros"
      Ao que se refere?
      Cumprimentos
      Luis Portista

      Eliminar
  12. Nesta altura é difícil arranjar-se verdadeiros reforços por preço adequado.

    E enquanto se adaptam ao clube e futebol português, passam as 5/6 semanas.

    Mesmo que não seja o ideal "olhem bem para dentro de casa" ,

    ResponderEliminar
  13. Acho que o campeonato não está perdido, mas também não percebo o que aconteceu com guimaraes e maritimo. Jogos que á partida eram dificeis, foram manteiga para o Benfica.
    Assim investir com 6 pontos de atraso, penso que não faça sentido.
    Provavelmente uma passagem aos quartos da Champions torna o orçamento menos mau, depois do investimento.

    ResponderEliminar
  14. desta derrota o porto nao tem perdao, os jogadores nao tem perdao, julen lupetegui nao tem perdao e a direçao do clube nao tem perdao...
    venha quem vier com desculpas ou numa tentativa de desculpar o que se passou hoje, perdao nao ha, desculpas nao... ha incompetecia

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.