sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Rúben Neves, uma certeza para presente e futuro

No primeiro dia da pré-época 2014-15, O Tribunal do Dragão escrevia, a propósito da lesão sofrida por Mikel, o seguinte:

Dos juvenis para a
titularidade na equipa A
«(...) Oportunidade para se mostrar uma das maiores promessas não só do FC Porto como do futebol europeu: Rúben Neves. Com apenas 17 anos, foi chamado por Lopetegui, ele que tem uma carreira pautada por treinar/jogar sempre em escalões acima da sua idade. Neste caso, faz a pré-época com a equipa principal, passará a treinar com a equipa B e jogará pelos sub-19. É irrealista pensar em Rúben Neves como uma solução para o plantel principal, mas assinala-se que o FC Porto tem neste jogador um diamante em bruto, que tem tudo para ser dos melhores do mundo da sua posição. A falta de aposta na formação tem limites e esse limite surge quando estamos perante um jogador com tão grande potencial, a que se somam outros nomes».

Na altura, Rúben Neves era um ilustre desconhecido para muitos portistas. Hoje, superou as expectativas inclusive daqueles que já o conheciam. O plano de fazer a pré-época com a equipa A, treinar com a B e jogar pelos sub-19 está rasgado. Agora, é Casemiro quem vai ter que suar para o sentar, pois o lugar na equipa A neste momento é dele. E a cada dia que passa, Rúben Neves vai dando cada vez mais razões à SAD para não abrir os cordões à bolsa para a posição 6 (ou pelo menos não esvaziar a bolsa toda), apesar de ser bom lembrar que ainda não foi testado a nível oficial.

A aposta em Rúben Neves não foi apenas circunstancial, teve também muito daquilo que Lopetegui viu no Europeu de sub-17. Este treinador foi uma notícia para a formação melhor do que qualquer projecto 611: a garantia de que não vai olhar a datas de nascimento, estatuto, nomes ou preço para definir as suas escolhas. Rúben Neves é o primeiro exemplo disso (e a cláusula de rescisão de 20 milhões de euros começa a ficar curta), lembrando que na formação não basta pedir uma oportunidade: é preciso agarrá-la quando aparece, sobretudo porque a primeira pode ser a última.

Entretanto, surge o Lille como adversário do playoff da Champions, uma equipa que no último campeonato francês só foi batida pela lei dos milhões de Mónaco e PSG. Merece máximos cuidados e responsabilidade, até porque tem uma enorme vantagem face ao FC Porto: está num projecto de continuidade, não de mudança/revolução.

A única venda de relevo que fizeram, Origi, até ficou no clube por empréstimo do Liverpool. Mantêm toda a equipa base do último ano e contam com várias unidades internacionais e qualidade indiscutível. O jogo é de entrada na Champions, mas não duvidem que será já um verdadeiro jogo de Champions.

13 comentários:

  1. Agora fiquei apreensivo..espero que as suas palavras não queiram dizer que a SAD já não está disposta apostar no Clasie. Não que não concorde sobre o que é dito sobre o Rúben, para mim tem lugar no plantel..mas Clasie devia ter vindo logo como primeira aposta..em vez de Casemiro que de trinco não tem nada. Ja para não falar que Clasie seria também uma aposta de futuro..seria um jogador nosso..não regressaria a base no final da época..

    O plantel ainda não está fechado, mas por mim, e isto é meramente uma opinião de treinador de bancada claro, seria Clasie em vez de Casemiro, Manolas em vez de Indi ou mesmo Manolas e Indi..o dinheiro de Adrien preferia que tivesse sido investido em mais um central de qualidade assegurada.., e Ghilas em vez de Adrien.

    ResponderEliminar
  2. Volto a repetir o que já disse em relação ao Ruben Neves, tem tudo para se afirmar no futuro como um grande jogador mas atenção só tem 17anos! 17anos ! Estar no plantel principal é fundamental para a sua evolução, jogar com regularidade também, mas não vamos querer pedir ao menino que se assuma como titular já e sobretudo numa posição de extrema importância como a que ocupa! Quanto ao Lille é o adversário que temos de ultrapassar e é isso que vai acontecer (assim o espero) com maior ou menor dificuldade!

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito do Ruben mas não podemos deixar cair o Clasie, ele está a forçar a saída para vir para cá, o que só prova o grande desejo dele em jogar no FC Porto, excelente para nós

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temo-nos focado demasiado nas qualidades futebolísticas do Clasie, mas eu começo a preocupar-me com as humanas.

      - Pelos vistos arranjou confusão com colegas no balneário e foi punido pelo treinador.

      - Está a forçar a saída junto da direção, mesmo tendo renovado contrato no final da época passada. Imagine-se como seria quando, por cá, aparecesse um clube com mais argumentos do que o FC Porto a lutar por ele...

      Todos acham piada ao Clasie estar a forçar a saída (por mais razão que possa ter, não sei o que se passa no clube dele), mas quando foi o Jackson a dizer que esperava não ter que forçar a saída caiu tudo em cima do jogador. Dois pesos e duas medidas.

      Eliminar
    2. É verdade, mas também pode ser uma desculpa para não ter-se antecipado aos de Carnide! Parece-me claro que o jogador quer é a montra da Lc e não interessa o clube, ou seja não é pelo Fcp que está a forçar a saída mad porque quer outros voos! Pode proceder futuramente da mesma forma!

      Eliminar
  4. Tal como pensava CLASIE esfumou-se!
    Agora deve ir para Lisboa!
    Paciência...,
    Daí que tenha vindo o Presidente do Feyenoord cá, deviamos ter comprado aquando do Indi! Mera opinião!
    E Lucas Romero? Rumor?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não queria era Niguez na 2ª circular. Craque!!

      Eliminar
    2. Esfumou-se porque? Não acredito que o Porto deixe o Clasie fugir para o Benfica! Provavelmente será por causa do Nelson Oliveira, embora já tenha ouvido que foi um arranjinho do Rui Costa para poderem trazer o Clasie, mas como já disse duvido que o Porto permita isso... vamos aguardar.

      Eliminar
    3. Por mim era contratar o Marcano e o plantel estava fechado. A equipa que temos é suficiente para nos garantir grandes êxitos.

      Eliminar
  5. Acho que se deve apostar no Rúben mas com calma, estão a elevar muito as expectativas em relação ao miúdo, não vale a pena estar a querer queimar etapas no seu crescimento. Em relação ao Clasie, se realmente está a forçar a saída não concordo com estas atitudes mas já vimos isso com jogadores nossos e não foi por isso que deixaram de ser profissionais. Quanto ao Lille é para ganhar sem arranjar desculpas.

    ResponderEliminar
  6. Por mim plantel FECHADO, a não ser que surja uma boa oportunidade de negocio para ponta de lança.

    Os tempos estão muito difíceis e não agravar demasiado as contas é importantíssimo.

    Anda por aí um "malheiro" ?!

    ResponderEliminar
  7. Carlos Eduardo e Kelvin emprestados ao Rio Ave? É um bom clube para evoluir e participa na Liga Europa.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.