sábado, 6 de setembro de 2014

O negócio José Campaña

Numa altura em que os jogos oficiais estão parados por causa das selecções, a questão do momento no universo portista prende-se com a situação contratual de José Campaña. Afinal, há ou não há cláusula de compra? Começamos por recordar o comunicado da Sampdoria no dia da transferência.

Notícia do Record
«José Ángel Gómez Campaña está de malas feitas, destino FC Porto. O jovem médio sevilhano - no qual a Sampdoria investiu e em que acredita fortemente - transfere-se sob a forma de empréstimo para Portugal, para explorar todo o seu talento numa sociedade de nível internacional e concluir - na companhia de Julen Lopetegui, ex-selecionador dos sub espanhóis e seu grande admirador - o seu percurso de crescimento técnico-táctico. A José sinceros votos de boa sorte e um até já a Génova».

Não há qualquer referência a cláusula de compra e a Sampdoria leva a crer, neste comunicado, que Campaña saiu com um "V" de Volta. 

Entretanto, a imprensa desportiva contraria o que tinha sido noticiado a 1 de Setembro, dizendo que Campaña tem opção de compra. Chegou a ser dito que foi confirmada pela Sampdoria, mas tanto nos jornais italianos como no site do clube não há nenhuma afirmação oficial de que exista cláusula.

Entretanto, o jornal Record avança com a informação de que há uma cláusula de compra de 3 milhões de euros. O jornal Record contactou o director desportivo da Sampdoria (ler recorte ao lado)... que não confirmou a veracidade da informação, limitando-se a dizer que acredita muito no jogador e que no final da época logo se verá o que acontece.

Do lado da Sampdoria, não há confirmação oficial. Do lado do FC Porto... também não. Tudo leva a crer que não existe nenhuma opção de compra, na verdade.

Vejamos os exemplos anteriores. Quando o FC Porto anunciou Tello, disse que havia cláusula de compra (ler aqui). Quando anunciou Casemiro, disse que havia opção de compra (ler aqui). Quando anunciou Óliver... nada disse. E o mesmo se passou com Campaña, onde não há qualquer referência a uma cláusula de compra. 

Campaña: preocupação é render
A cláusula de compra, salvo uma confirmação oficial que diga o contrário, não existe. O que não quer dizer que não haja já um acordo alinhavado para uma compra a título definitivo no final da época. Recordamos que o FC Porto estava limitado nos investimentos para esta época, por causa das regras do fair-play financeiro (ler aqui), por isso alguns investimentos foram «adiados» (não só os empréstimos, mas também as alienações de Brahimi e Aboubakar), e daí que alguns clubes europeus tenham contratado jogadores por empréstimo e não a título definitivo (caso de Falcao em Manchester).

Lopetegui já deu sinais de que quer ver Rúben Neves mais adiantado no meio-campo e Casemiro, para já, é a opção mais natural para a posição 6. Mas o Real Madrid, em janeiro, pode fazer regressar o jogador, ainda que para isso tenha que indemnizar o FC Porto e essa situação só seja possível caso algum dos seus médios se lesione com gravidade. Então, Campaña pode vir a assumir um papel importante no FC Porto, desde que abdique da ideia de uma carreira de globetrotter e perceba o mais rapidamente possível o que é representar uma instituição com esta dimensão e nível de exigência. Festas, nesta casa, só em maio, compreendes muchacho?

A Sampdoria não é um clube que venda propriamente muito caro (quase todas as grandes vendas do clube foram feitas na década de 90) e as relações institucionais entre os 2 clubes são boas (foram o adversário convidado para o jogo de apresentação da época que rendeu o inédito póker em Portugal ao FC Porto de Villas-Boas). Portanto, com ou sem cláusula, a preocupação imediata é que Campaña comece a render. O resto será fácil de resolver.

PS: A propósito do tema, excelente reconhecimento por parte de Campaña nestas declarações feitas ao jornal Marca. «É uma loucura ter estado em tantos países em tão pouco tempo. Como já disse uma vez, não devemos culpar sempre os treinadores. Quando isto sucede, como me tem sucedido, devemos olhar para nós próprios e deixar de pensar que a culpa é sempre dos outros. Pode ser que não esteja a trabalhar como deveria (...) Há que ser realista e não culpar sempre os outros. Se isto tem sucedido com tantos treinadores terá certamente uma explicação. Mas, também sou jovem e posso dar a volta às coisas». A postura é esta, rapaz!

10 comentários:

  1. Tenho fe neste miudo. Acho que teve azar na maneira que se deparou com mudancas de treinadores em alguns sitios. E, mais grave que a mudanca do treinador em si, foi a mudanca de estilo de jogo. Campana foi "criado" a jogar no estilo de posse espanhol e o seu "defeito" e que nao encaixa muito bem noutros estilos. Mas esse defeito e partilhado por jogadores como Xavi, Iniesta e Messi, por isso nao estou muito preocupado desde que a entrada desse estilo com Lopetegui (e anteriormente com Vitor Pereira) seja uma aposta para continuar (ate porque e claramente o estilo de jogo que melhor se adapta a uma equipa que tem de vender algumas joias todos os anos e nao pode ter os melhores jogadores do mundo em todas as posicoes)

    ResponderEliminar
  2. Com ou sem cláusula de compra acredito que se o jogador corresponder, certamente não haverá problema. Gostava é de saber o que pensa deste jogador, já que não o conheço? Em relação às festas, do pouco que ainda conheço do nosso treinador por aí não haverá problemas.

    ResponderEliminar
  3. Pelo que se sabe Otávio também terá vindo com uma % de compra baixa.

    Penso que o Porto estará a pensar os investimentos Tello, Casimiro, Otávio, Campanã e Aboubakar, para a próxima época, pois devem ser qualquer coisa como 20M€/25M€ para ficar com os emprestados a titulo definitivo e recuperar % dos passes.

    Isso irá certamente cair no período da venda do Jackson e possivelmente Danilo e/ou Alex Sandro ou outros (Maicon/Herrera), ficando assim equilibrado a nível do fair-play financeiro.

    Obviamente que nem todos os emprestados iram ser contratados em definitivo mas o mais importante para mim, é que o treinador continue e prossiga o seu projecto, mesmo que este ano não tenha todo o sucesso que nós desejamos, pois só assim podemos ser um clube com um projecto e deixar de ser um clube para momentos e começar a potenciar todos os M€ investidos na formação.

    ResponderEliminar
  4. Boas...
    neste momento pouco me importa se tem ou nao clausula de compra quero é que renda...
    mas quanto a clausulas, ha valores oficiais da clausula de tello e casemiro? de tello cheguei a ouvir umas coisas mas nao sei a sua verecidade de casemiro nunca ouvi valor nenhum...
    sendo que pelo menos casemiro mesmo que seja comprado vai continuar depois a ser quase um "emprestimo" porque aposto que o real vai querer uma clausula de recompra mais baixa que a clausula de rescisao que possa casemiro vir a ter e querera receber 50% numa futura venda a outro clube

    ResponderEliminar
  5. O que me preocupa é ver que o Lopetegui só tem olhos para a a sua selecção s19. Nós também temos um Podstawski pronto a jogar. Para 3ª opção, acho que era suficiente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, o que preocupa é quando se propagam mentiras para tentar formar opinião ou crítica.

      Da selecção de sub-19 do Lopetegui só temos 2 jogadores, Óliver e Campaña. Do primeiro já não se ouve ninguém a queixar (aliás, não há nenhum adepto que não gostasse de o ter já a título definitivo), o segundo ainda só fez um treino no FC Porto.

      A equipa B este ano vai fazer mais de 50 jogos e precisa de ter um plantel completo e com profundidade, sendo o Tomás parte essencial nesse projecto, logo esse romantismo excessivo não é caminho para lado algum.

      Eliminar
  6. agora com o fecho do mercado acabaram as perguntas sobre se A, B ou C vao entrar ou sair e posto isto e dado que anda um bocadinho parado tambem devido aos jogos de seleçoes aproveito para perguntar, primeiro se o o blog será so para falar do FC Porto futebol ou tambem havera espaço as modalidades? caso haja aproveito para perguntar o que acha da desisao de continuar na proliga no basket e que acha das mexidas que se registaram nos planteis de hoquei e andebol?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O foco do blogue será sempre maioritariamente futebol e SAD, não só por falta de tempo para abordar outros temas, como o hóquei e o andebol, mas também por não ter os maiores conhecimentos técnico-tácticos.

      Não creio que seja possível comentar as modalidades com a mesma profundidade com que é abordado o futebol. Periodicamente serão comentados alguns temas, como já foi feito com o hóquei em patins, mas não é possível assumir o compromisso de o fazer todas as semanas.

      Eliminar
    2. ok... compreendo, eu gosto do futebol mas gosto sempre de acompanhar as modalidades mas qualquer coisa eu pergunto por comentario...
      este ano para ser mel era recuperar o titulo no hoquei, se bem que nao gosto do tó neves, andebol mais um titulo, e subir de novo no basket...
      ja agora deixo duas coisas sobre as modalidades que pode caso tenha tempo e queira comentar... suspensao do edo bosch e a desisao de ficar na proliga com a equipa dragon force no basket..

      Eliminar
  7. Parece que segundo um conhecido jornal as relações entre Julen Lopetegui e Luis Castro não são boas.
    Será verdade?

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.