sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Yes we CAN

A CAN chama por ele
Opare ainda não saiu do departamento médico, Brahimi já caiu nas boas graças dos adeptos e Aboubakar está a deixar água na boca pelo que fez recentemente na selecção dos Camarões (três importantes e bons golos numa semana). Os três africanos do plantel começaram a época com diferentes graus de aproveitamento, mas todos com algo em comum: o FC Porto vai ter que «sobreviver» sem eles durante uns tempos.

Brahimi (Argélia) e Aboubakar (Camarões) vão certamente ser chamados à CAN'2015. São titularíssimos nas duas selecções e as estrelas maiores de cada equipa, e o apuramento deve ser fácil de alcançar. O Gana está em luta mais renhida no apuramento, mas mesmo que se qualifique não é certo que Opare seja chamado, pois perdeu a titularidade durante o Mundial'2014 e não está a jogar no FC Porto.

Os jogadores africanos trazem este problema bi-anual, que é a chamada à CAN. E não se pode esperar que seja todos como McCarthy, que em 2005-06 recusou ir à selecção para ficar a representar o FC Porto (é um regalo ver esta entrevista). Os jogadores têm o direito de representar o seu país, logo o FC Porto terá que se preparar para enfrentar o seguinte ciclo de jogos pelo menos sem Brahimi e Aboubakar.


Curiosamente (ou talvez não), o investimento tanto em Brahimi como em Aboubakar para esta época foi reduzido com as alienações de passes. Algo que faz sentido, na sequência do que tem sido a política mais dominante da SAD nos últimos 2 anos: esperar que os jogadores rendam e se afirmem no 11 titular e só depois comprar a totalidade do passe. Em 2013-14, não houve nenhum jogador contratado a 100%. Em 2014-15 ainda não é possível fazer o balanço, pela ausência de números oficiais, mas para já o único foi Martins Indi. Não se pode falar em nova política (desde Deco a Fernando, Lucho a Lisandro, Hulk a Falcao, todos estes jogadores não foram contratados a 100%), mas é o método encontrado para lidar com as limitações financeiras enquanto se garantem jogadores de craveira internacional.
Goleador na sombra
de Jackson

Caso a Argélia e/ou os Camarões cheguem à final, Brahimi e Aboubakar vão falhar 6 jornadas. Entre Janeiro e Fevereiro também vai haver Taças, mas Lopetegui, sobretudo na Taça da Liga, deverá apostar num misto de jogadores jovens e de menos utilizados. 

O problema estaria na Liga dos Campeões, onde o FC Porto tem um plantel limitado na lista A, com apenas 22 jogadores (três guarda-redes e David Bruno incluídos), mas a CAN não afecta a Champions. Para consumo interno, os que vão ficar são (devem ser) mais do que suficientes. Não esquecendo até lá a máquina de Lopetegui certamente estará mais afinada.

Mas há um dado importante a acrescentar: as férias de Natal. Não sabemos como Lopetegui vai gerir esta questão, mas não se pode repetir o erro do ano passado: os jogadores gozaram férias entre 21 e 27 de Dezembro e apresentaram-se em Alvalade numa condição física lastimável. Há que reduzir o período de descanso no Natal.

Em relação às ausências de Brahimi e Aboubakar, há alternativas de sobra.

Para substituir Brahimi nos flancos: Quaresma, Tello, Adrián, Ricardo, Kelvin, Quintero, Óliver, Otávio (equipa A); Fréderic, Ivo Rodrigues, Kayembé, Pité, Djim (equipa B); Luís Mata (sub-19).

Para substituir Brahimi no meio-campo: Evandro, Quintero, Óliver, Otávio (equipa A); Leandro Silva, Pité, Pavlovski, Tiago Rodrigues (equipa B); Élvis e Cléver (sub-19).

Para substituir Aboubakar no ataque: Adrián (equipa A); André Silva, Gonçalo, Roniel, Idrisa (equipa B); Leonardo Ruiz, Tony Djim (sub-19); Rui Pedro (sub-17).

Com as ausências devido à CAN, não há dois ou três problemas. Há uma dúzia de soluções.

7 comentários:

  1. Concordo contigo quando dizes que temos boas soluções para o meio campo e para os flancos, já para a frente não podemos dizer o mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Posso perguntar porque é que tirou o mail pessoal do blog? Houve uns tempos que tinha o mail mas depois tirou, a que se deveu?

    Em relação á can infelizmente é por isso que não contratamos muitos africanos, vão fazer falta

    FP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demasiado «spam», chamamos-lhe assim, depois de ter feito a análise ao BES vs SLB e de terem aparecido muitas damas enraivecidas. Quem quiser o mail pode pedir, como sempre, ou enviar um pedido pelo Facebook.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. A titularidade é tão óbvia que até o esqueci como alternativa.

      Eliminar
  4. Bom post mais uma vez. Informação que interessa.

    Se há ano em que não nos podemos queixar de cobertura do plantel é este. A manta agora é larga.

    Ao Aboubakar na CAN até lhe fará bem pois não estou a ver grande tempo de jogo enquanto cá tivermos o Jackson. Já o Brahimi está a consolidar o lugar no onze e faz sempre falta. O Opare (indo) terá também hipótese de ganhar ritmo e chegar melhor do que como foi.

    Cumpts.

    ResponderEliminar
  5. Brahimi será uma perda incrível se for à CAN. Porque juntamente com Oliver são já, neste momento, a base de qualidade de ataque da equipa.

    maisumblogdofcp.pt

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.