sexta-feira, 14 de agosto de 2015

FC Porto, a maior atração do país

Em julho, o Museu do FC Porto teve 30 mil visitantes, o seu recorde mensal. Já no dia 11 de agosto, registou-se a maior afluência de sempre num só dia: 1730 visitas. E com isto o FC Porto prepara-se para, em setembro, ainda antes de completar dois anos de existência, superar a barreira dos 200 mil visitantes num só ano.

Tudo se resume a isto: o Museu do FC Porto está bem perto de se tornar no mais visitado de todo o país, seguindo os dados da Direção-Geral do Património Cultural. Neste momento, já é possível encarar o Museu do FC Porto como o 3º mais visitado em Portugal. Até ao fim do ano, pode muito bem tomar a dianteira.

Infografia: Observador
De realçar que no primeiro ano de existência o Museu do FC Porto, inaugurado oficialmente a 26 de outubro de 2013, teve 121 mil visitantes. Já o Museu Cosme Damião, do Benfica, teve 80 mil nos primeiros 15 meses de existência. Sugestivo.

Jornal O JOGO, 12-08-2015
Tudo isto ganha especial significado se tivermos em conta este fator: desde que o Museu do FC Porto foi inaugurado, não foi conquistado um único título no futebol. E os adeptos respondem a isso com uma impressionante afluência à história do FC Porto - um clube que não vive da história, mas que se orgulha e sempre deverá aclamar o seu passado.

O Benfica, sendo bicampeão, promovendo inúmeras campanhas de visita ao Museu Cosme Damião e que segundo a UEFA tem 47% da massa adepta em Portugal, não consegue levar tanta gente ao seu museu como o FC Porto, que nos últimos dois anos nada conquistou em termos de títulos e teve, para muitos, a pior época em três décadas em 2013-14.

A grandeza do FC Porto sente-se e cresce mesmo perante a ausência de títulos. Mas ninguém se conforma com ela. Por isso sábado começa a caminhada rumo ao objetivo de conquistar o primeiro título de campeão nacional desde a abertura do Museu do FC Porto. 

11 comentários:

  1. Não será surpresa que o Museu do FCP tenha mais visitantes quando verificamos que o número maior de museus está em Lisboa, que são de longe os mais visitados do país, que os museus constam dos roteiros turísticos das respectivas cidades e que havendo menos museus no Porto, alguns menos interessantes, esse facto origine um aumento significativo das estatísticas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Após uma pesquisa na net é fácil verificar que a sua teoria está errada.
      Museus de Lisboa:

      Centro Cultural de Belém
      Museu Nacional do Azulejo
      Museu Nacional de Arte Antiga
      Museu do Chiado
      Museu Calouste Gulbenkian
      Museu Nacional do Traje
      Museu Nacional dos Coches
      Museu Nacional de Arqueologia
      Museu Antoniano
      Casa do Fado e da Guitarra Portuguesa
      Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves
      Museu Nacional do Teatro
      Museu da Música
      Museu da Marinha
      Museu da Água
      Museu da Carris
      Museu das Crianças
      Museu das Marionetas
      Museu Arpad Szenes Vieira da Silva
      Museu da Colecção Berardo
      Museu da Cidade de Lisboa
      Cinemateca Portuguesa
      Museu da Electricidade
      Museu Militar
      Museu Nacional de História Natural
      Museu da Presidência da República
      Museu do Palácio Nacional da Ajuda
      Oceanário de Lisboa

      Museus do Porto

      Arqueossítio D. Hugo n.º 5 — (Sé)
      Casa do Infante — Núcleo Museológico do Museu do Porto (São Nicolau)
      Casa Museu Fernando de Castro — (Paranhos)
      Casa Museu Guerra Junqueiro — Casa do Dr. Domingos Barbosa (Sé)
      Casa Museu Marta Ortigão Sampaio — (Cedofeita)
      Casa Oficina António Carneiro — (Bonfim)
      Casa de Serralves — Fundação de Serralves (Lordelo do Ouro)
      Centro Português de Fotografia — Cadeia da Relação (Vitória)
      Fundação Eng. António de Almeida — (Ramalde)
      Fundação Maria Isabel Guerra Junqueiro e Luís Pinto Mesquita Carvalho — Casa dos Freires de Andrade (Sé)
      Gabinete de Numismática — Palacete dos Viscondes de Balsemão — Núcleo Museológico do Museu do Porto (Vitória)
      Museu de Arte Contemporânea de Serralves — Fundação de Serralves (Lordelo do Ouro)
      Museu de Arte Sacra e Arqueologia — Convento dos Grilos (São Nicolau)
      Museu do Carro Eléctrico — (Massarelos)
      Museu de Ciência da Universidade do Porto — Reitoria da Universidade do Porto (Vitória)
      Museu de Etnologia do Porto — Palácio de São João Novo (Miragaia)
      Museu da Farmácia — (Ramalde)
      Museu de História Natural da Universidade do Porto — Reitoria da Universidade do Porto (Vitória)
      Museu da Industria — (Ramalde)
      Museu Militar do Porto — (Bonfim)
      Museu Nacional da Imprensa — (Campanhã)
      Museu Nacional de Soares dos Reis — Palácio dos Carrancas (Miragaia)
      Museu do Papel Moeda — Fundação Dr. António Cupertino de Miranda (Aldoar)
      Museu Parada Leitão — Instituto Superior de Engenharia (Paranhos)
      Museu Romântico da Quinta da Macieirinha — Núcleo Museológico do Museu do Porto (Massarelos)
      Museu dos Transportes e Comunicações — Alfandega Nova (Miragaia)
      Museu da Venerável Ordem Terceira de São Francisco — Igreja da Venerável Ordem Terceira de São Francisco (São Nicolau)
      Museu do Vinho do Porto — Núcleo Museológico do Museu do Porto (Massarelos)
      Núcleo Museológico da Santa Casa da Misericórdia do Porto — Igreja da Misericórdia do Porto (Vitória)
      Tesouro da Sé - Sé do Porto

      Lisboa - 28 museus
      Porto - 30 museus

      Admito que poderei ter-me esquecido de colocar alguns museus (por exemplo não coloquei os dos clubes) e outros podem não ser considerados museus (por exemplo eu não considero o Oceanário um museu, mas como faz parte da lista de museus em Lisboa do syte visitar-lisbon, decidi colocá-lo), mas como vê, a diferença não é significativa entre as duas cidades.

      Eliminar
    2. Valha-me Nossa Senhora que estais no Céu! Coloque o número de visitantes em cada museu e irá perceber aonde eu quis chegar!

      Eliminar
    3. A sua teoria não tinha nada a ver com o numero de visitantes. Você disse e paço a citar "havendo menos museus no Porto, alguns menos interessantes, esse facto origine um aumento significativo das estatísticas". Ora como vimos, não há menos museus no Porto do que em Lisboa, ou pelo menos a quantidade de museus não é muito dispare. A questão de serem interessantes ou não também não se coloca. As pessoas visitam os museus por uma questão de gosto pessoal e não pela oferta que estes lhes apresentam. Por exemplo, em Lisboa já fui ao Museu Militar, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu dos Coches, entre outros, mas nunca me passou pela cabeça ir à Cinematea, ou ao Museu das Marionetas, não porque eles não sejam interessantes, mas sim porque não se enquadram nos meus interesses ou curiosidades. Desta forma não acredito que a maior parte das pessoas pense "Huummm, eu quero mesmo ir a um museu, mas como no Porto a maior parte deles não tem interesse vou ao Museu do FCPorto".

      Eliminar
    4. Em relação ao número de visitantes em cada museus, como deve perceber essa é uma tarefa que iria demorar muito tempo e provavelmente nem iria ser concluída porque não consigo encontrar dados de todos os museus. Por exemplo, nesta lista disponibilizada neste post do TdD não aparece o Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves porque esta entidade ainda não disponibilizou as estatisticas referentes a 2014. Os unicos dados que encontram são referentes a 2012, onde tiveram 473 mil visitantes, ou seja, quase meio milhão de visitantes. Posso referir como comparação que o Museu Berardo (não aparece na minha lista por ser entidade privada) em 2015 teve 572.355 visitantes. A diferença é que o Museu Berardo é grátis e o Museu de Serralves não é.

      Eliminar
  2. De realçar que o Museu Cosme Damião é que levou um prémio qualquer de museu do ano ou o que foi...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até o Bava teve um prémio de melhor gestor... lool

      Eliminar
  3. A grandeza é importante claro, mas também a qualidade da construção ajuda, já estive em vários museus...mas em termos de arquitetura, tecnologia, envolvencia...há poucos como o do porto, mesmo quem não é do clube, sente curiosidade, tal como o novo balneário no dragão, pelo que consegui ver, provavelmente o mais bonito do país!

    ResponderEliminar
  4. o museu é realmente muito bonito merece uma visita de quem quer que seja , portista ou nao , embora para um portista seja obrigatorio. Agora espero que a equipa corresponda e nao seja o espelho, como tem sido , de algum conformismo do treinador que continua com um discurso ambiguo e pouco afirmativo ( tipo passe para o lado e para tras ). A Lopetegui deveria visitar o museu pelo menos uma vez por semana para ver se compreende a realidade do f c do porto, da cidade e do pais. O fcporto em historial só estara atras do madrid e agora na era messi do barcelona e de mais ninguem em espanha embora ele ainda nao tenha percebido isso e continua a resistir em nao querer entender, vamos ver.

    ResponderEliminar
  5. Orgulho!
    PS.
    Será que os 47% "uefeiros" foram indicados por aquele moço que escreveu ser Jonas o melhor jogador para Uefa no campeonato findo ?




    ResponderEliminar
  6. 47% da massa adepta de Portugal? Ou estão a contar as mulheres dos avermelhados que se não o forem levam com violência doméstica nas bentas? Ou com o cão, o periquito, o recém-nascido e até o falecido?
    Creio que eles ainda são mais que nós, mas não exageremos! O tempo do tijolo colado à orelha a ouvir golos do gajo do Panteão já lá vai!

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.