sábado, 6 de agosto de 2016

Loucura

Vamos à matemática. Quanto dá loucura x 10? É a conta que se impõe depois do FC Porto ter, no treino aberto aos adeptos, conseguido colocar quase 20 mil portistas no Dragão, apesar da pré-época estar a ser, na sua globalidade, mal preparada e gerida. Não necessariamente no plano técnico-tático, mas na construção e redefinição do plantel, com o efeito dominó resultante da ausência de vendas e da queda de receitas na UEFA.

Ter 20 mil portistas em apoio aos jogadores e ao treinador, nesta fase, é louvável. Poderíamos dizer que foi uma «loucura azul», mas isso seria mentir. «Loucura» foi quando o jornal A Bola se rendeu aos «milhares de adeptos» presentes no treino aberto do Sporting. E por milhares, entenda-se pouco mais de 2 mil.



Mas a «loucura» pode significar muito mais. «Loucura» foi quando o Benfica, que ao contrário do FC Porto atravessa um dos melhores períodos do seu historial, abriu as portas aos adeptos. E neste caso, por loucura entenda-se isto, segundo o JN: «Cerca de 2700 adeptos».


Portanto, se ter 2000 ou 2700 adeptos num treino é uma «loucura», o que dizer de 20 mil? Mais: os que foram ao Dragão não foram movidos por vitórias ou por uma boa fase do FC Porto. Foram adeptos que querem começar já a puxar pela equipa para a nova época. Neste caso, não é a equipa a puxar pelos adeptos, é o contrário.

É mais que óbvio que, à 3ª jornada do campeonato, as opiniões dos portistas já serão revistas, seja pela negativa ou pela positiva. É sempre assim. Nuno Espírito Santo, não deixando nunca de ter sido uma aposta de enorme risco, tem sido genericamente bem acolhido pela massa adepta, mas no final de agosto, depois do jogo com o Sporting e do playoff com a Roma, já haverá muita gente a mudar de opinião. Para o bem ou para o mal.

Não é fácil preparar uma época com tantas indefinições. Os adeptos não podem nunca ser insensíveis ao facto de treinador e jogadores não terem culpa do atraso na (re)definição do plantel (no caso do treinador, não pode dispensar um jogador se não tiver garantias de que virá outro). Agora só podemos contar com uma coisa: é com este treinador, e com estes jogadores, que o FC Porto terá que se bater para tentar entrar na fase de grupos da Liga dos Campeões.

Não vale a pena pensar em reforços-surpresa hoje ou em contratações-relâmpago até segunda-feira. É com quem já cá está que o FC Porto terá que tentar bater a Roma, favorita - aquela palavra que o FC Porto aprendeu a ultrapassar na sua história - para o playoff.

Nuno Espírito Santo, por mais limitações que possa ter, já tem que saber com que o 11 o FC Porto vai começar a luta contra a Roma. É impensável que um jogador seja contratado e que, com 1 ou 2 treinos, entre logo para um playoff - a não ser que se tratasse de alguém que já trabalhou com NES e que saiba o que o treinador quer.

Isso não invalida em nada a má preparação da SAD desta época. Pinto da Costa assumiu, no início de abril, que a época anterior tinha acabado e que os jogadores estavam numa espécie de «pré-época» para esta temporada. Cinco meses depois, a uma semana do arranque da época, o FC Porto não só tem posições carenciadas como não conseguiu nenhuma venda relevante.

O plantel foi avisado, no início de abril, que a preparação para a época 2016/17 já tinha começado. Mas talvez tivesse sido boa ideia afixar o mesmo aviso na SAD.

E agora? Agora vamos com as armas que temos. É o ideal? À partida não. Mas se Pinto da Costa afirmou que «já todos perceberam que esta será uma equipa à Porto», então não temos motivos para estar preocupados. A Roma que se cuide, pois Pinto da Costa não é senhor de se limitar a chavões e frases de ordem só para apaziguar as águas. Pois não? Isso sim, seria uma «loucura».

3 comentários:

  1. Aparentemente quase (André Silva) nenhum jogador da B serve para a A apesar dos buracos desta...preferimos continuar com os buracos a integrar jogadores... quantas dezenas de milhões estão na lista dos jogadores preteridos? Dava jeito esse dinheiro agora...
    No ano passado disse que receava que JNPC saisse da memória portista pela porta pequena, hoje, direi que isso é cada vez mais provável... Ele é como um carvalho: secou tudo à volta... Deus queira que eu me engane!

    ResponderEliminar
  2. Depois do jogo de apresentação ficou claro, para quem tinha dúvidas, que Nuno já tem um onze com o qual vai iniciar a época. Brahimi e Aboubakar foram apresentados mas foram dos poucos que não jogaram, é porque vão sair, tal como Indi.
    A SAD bem precisa de receitas e o tardar das vendas está a atrasar eventuais reforços e a definição do plantel. Algo que não é positivo mas Pinto da Costa nunca vai vender jogadores por menos daquilo que ele acha que valem.
    Antes o FC Porto vencia tudo e depois ainda vendia jogadores por exorbitâncias com aparente facilidade e muito a tempo de montar nova equipa. Era uma fórmula de sucesso mas que toda a gente sabia que era impossível que durasse para sempre. Como tal tinha de haver plano B e o que os últimos anos mostram é que não havia plano B ou não se conseguiu pô-lo em prática. Pelo contrário, os orçamentos nunca foram tão elevados, respondemos a uma crise de resultados com mais investimento e agora estamos condicionados à espera que se vendam jogadores.
    Felizmente, parece que este ano temos treinador e alguns jovens estão a mostrar muita qualidade, como Otávio, Corona e André Silva, o nosso trio atacante. Também hoje Felipe fez uma belíssima exibição.

    ResponderEliminar
  3. Somos diferentes. Já o fomos pela positiva, agora já não sei. Somos tão diferentes que mesmo tesos fomos capazes de não aproveitar um único jogador campeão da segunda liga. Já não sei nada, qualquer dia deixo de me chatear com esta porcaria...

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.