terça-feira, 9 de agosto de 2016

Quanto tempo esperou Nuno por Depoitre?

Voltemos até 2006. Co Adriaanse queria Jan Vennegoor of Hesselink. O chamado «pinheiro». Pediu-o uma, duas, três vezes. Queria-o tanto que ameaçou bater com a porta. Pinto da Costa disse que não, uma, duas, três vezes. Porque era caro, porque (citando) não podia «hipotecar as contas por este ou aquele jogador», e que «se fosse para tirar os pés do chão iríamos buscar o Deco ou o Ricardo Carvalho». Ou seja, o equivalente a ir buscar o Boly por 6M€, ou o Rafa por 20M€. Se fosse para perder a cabeça, não iria por aí.

Marc Janko Laurent Depoitre
Co Adriaanse não teve o seu pinheiro e depois acabou por sair. E depois dele sair, o futuro deu razão a Pinto da Costa. Hesselink assinou pelo Celtic no mesmo ano e marcou apenas três golos, apesar de ter tido problemas físicos. E desde então, nunca mais se revelou goleador. E de 2006 em diante, o FC Porto foi tricampeão e ninguém sentiu a falta do pinheiro.

Dez anos depois, Nuno teve o que Co Adriaanse não teve. Pediu um pinheiro e teve-o, apesar do desconhecimento total de Pinto da Costa em relação a Laurent Depoitre. Mas importa colocar desde já a questão: quanto tempo esperou Nuno por este pinheiro?

Desde o início da pré-época, Nuno Espírito Santo tem apostado num esquema que dispensa por completo o pinheiro. Ao ponta-de-lança, no caso André Silva, é pedida maior mobilidade, que descaia muitas vezes para os flancos, que tenha capacidade para levar a bola e encaixar numa transição rápida, seja com bola no espaço ou no pé. Depoitre não corresponde, de todo, a estas caraterísticas.

Depoitre encaixa num esquema que não foi trabalhado pelo FC Porto nos jogos de pré-época. Falta saber porquê. Nuno só se lembrou agora que quer ter soluções numa dinâmica diferente, que implique o tal tanque perto da grande área, ou está desde o início da pré-época à espera que lhe deem esse pinheiro? E Depoitre acaba por ir direto à lista de inscritos da UEFA, sem treinar, empurrando para fora da lista Aboubakar (se sair, o FC Porto necessita de um terceiro avançado - Gonçalo Paciência seria uma boa e pertinente aposta, a nível desportivo e financeiro), que fez toda a pré-época. Tudo soa a má preparação/gestão, ou pelo menos bem tardia. 

Experimentar um esquema com um homem de área, um ponta-de-lança mais fixo, quiçá até enquadrando André Silva para um 4x4x2, deveria ter sido algo preparado desde o início da pré-época. Neste caso, o pinheiro só chega depois de terminada a pré-época - a mesma pré-época que supostamente teria sido iniciada em abril.

Felizmente, numa coincidência tremenda, Luciano D'Onofrio apareceu para - citando o presidente - desbloquear o negócio. Foi uma sorte Nuno Espírito Santo querer um ponta-de-lança que estivesse no raio de ação de D'Onofrio, que todos os defesos vai fazendo negócios com o FC Porto. Salutar coincidência. 

Antes de falar do jogador, podemos já notar um dos padrões deste defeso. João Carlos Teixeira, Felipe e Depoitre foram todos apresentados ao lado de Pinto da Costa. Zé Manuel (para todos os efeitos uma contratação neste defeso) e Alex Telles não. Mas João Carlos, Felipe e Depoitre têm todos algo em comum: Pinto da Costa diz que foram todos contratados mediante a preferência de Nuno Espírito Santo.

Sobre João Carlos, Pinto da Costa disse que foi um dos nomes pedidos por Nuno na primeira reunião de preparação para esta época. Sobre Filipe, disse que Nuno estava sempre a telefonar para saber quando chegava. E agora, sobre Depoitre, diz que nem conhecia o jogador, mas que era um pedido de Nuno. Por outras palavras, se correr bem, Nuno Espírito Santo recolhe o mérito, por ter olho para o jogador; se correr mal, Pinto da Costa já responsabilizou o treinador pelas escolhas. É uma abordagem bem diferente da feita com Lopetegui, na qual Pinto da Costa só falou do subrendimento de Imbula ou Campaña depois de Lopetegui sair. Neste caso, já todos ficam a saber que são pedidos de Nuno Espírito Santo. Qual Mateus 27:24-25.

Pinto da Costa também mostra uma postura diferente da sua última entrevista. «Contratei jogadores que não conhecia, só por causa do parecer dele», disse, sobre Lopetegui, dando depois do exemplo de Campaña e garantindo que não voltaria a contratar jogadores sem os conhecer. Neste caso, assumiu sem rodeios o contrário em relação a Depoitre. 

E agora aí temos Depoitre. E não vale de muito aprofundar a análise individual sobre Depoitre. Pois é simples: será tão útil quanto o caudal ofensivo do FC Porto e as bolas que lhe derem na grande área. Depoitre é um jogador limitado tecnicamente, que está na grande área para finalizar, para servir de referência, para arrastar os centrais. Não pode fazer quase nada do que André Silva fez na pré-época, embora não seja tão lento quanto a sua estampa física possa sugerir. O rendimento de Depoitre vai depender da dinâmica do FC Porto, e de uma abordagem totalmente diferente da que foi feita na pré-época. A partir daí pode dar um Vinha, pode dar um Tiago Caeiro, pode dar um Graziano Pellè.

O FC Porto não revelou o custo de Depoitre. Desmentir os 12M€ que a RTBF, a RTP lá do sítio, avançou já seria um bom começo (embora possa enquadrar-se no tão patético que nem merece resposta). Já os valores noticiados em Portugal, 4+2,5 milhões de euros, também parecem francamente elevados. O FC Porto é o primeiro clube a pagar alguma coisa por Depoitre, que nunca foi dado como hipótese concreta para outro clube, tirando os habituais rumores da imprensa inglesa (falaram em Stoke, WBA e Tottenham no início do ano, mas nada durante a pré-época), que quase nunca podem ser levados a sério.

O percurso de Depoitre
Senão vejamos. Do top 10 da liga belga, Depoitre foi o que de mais tempo precisou para marcar, com um golo a cada 207 minutos. Considerando todos os avançados que chegaram à dezena de golos, Depoitre teve mesmo a segunda pior média na relação minuto/golo (pior só Zinho Gano, outro pinheiro).

Depoitre fez a sua melhor época em 2014-15, quando foi essencial para que o Gent conquistasse o primeiro título da sua história. Na altura, o Transfermarkt, o site que muitos usaram para o avaliar em 6,5M€, avaliava-o em 2,5M€. Esta época, Depoitre fez 14 golos na liga belga e um na Champions. Foi isso que justificou que o seu passe valha agora três vezes mais? Certamente que não. Terá sido o único jogo que fez pela Bélgica? Improvável, pois o valor de Licá também não triplicou quando fez o seu único jogo por Portugal. É de facto intrigante avaliar Depoitre em 6,5M€, tendo em conta que o Gent nunca vendeu um jogador por tanto dinheiro.

A valorização de Depoitre, Transfermarkt
Quem não se lembra de Vossen, avançado belga que chegou a ser uma paixão de pré-época de adeptos do FC Porto? Vossen, em três épocas no Genk, fez 78 golos. O dobro dos que Depoitre marcou nos últimos 3 anos. Mais barato, mais experiente, mais qualidade, e que talvez seria mais útil ao FC Porto do que Depoitre. É certo que nenhuma estatística vai abonar a favor de Depoitre, que teve números modestos no Gent e começou a carreira profissional já tarde. Janko, por exemplo, tinha muito mais serviço mostrado e custou 3M€ no mercado de inverno (quando os preços estão mais inflacionados) de 2012 ao FC Porto. E teve logo colocação no fim da época, após ter ajudado a chegar ao título.

André Silva é um jogador que pode envolver-se na construção da equipa. Já Depoitre é um jogador que precisa que construam para ele. Fisicamente é forte, segura bem a bola, é bom de cabeça. Mas não lhe peçam para ganhar uma bola nas costas da defesa, para conduzir um contra-ataque, para se destacar no 1x1. Depoitre está lá para tentar encostar o que lhe derem. Mas isso não pode ser a mesma coisa que jogar exclusivamente para a pontaria de um ponta-de-lança, coisa que o FC Porto não faz desde os tempos de Jardel. Esse não será nunca o caminho.

E agora? Agora é esperar que as bolas cheguem a Depoitre e que chamar-lhe «tronco» seja uma coisa positiva.

PS: Post publicado antes do FC Porto informar que Depoitre não pode jogar o play off da Champions.

24 comentários:

  1. A questão é que este jogador é para o banco. Quem tem um jogador tão técnico e tão bom como André Silva- Dá para qualquer nuance tática-, não vai arriscar num pinheiro que em 90 por cento dos casos, só demonstra realmente as suas qualidades num 4-4-2, com alguém ao lado.~

    O Porto deveria, isso sim, preocupar-se em vender um Herrera que não vale mais de 10 milhões de euros, pelos valores referidos na imprensa-25 milhões-e aproveitar esse dinheiro e comprar Bruno Fernandes e Oliver ou pelo menos um deles.

    Outra contratação ridícula foi a do Telles. Dois titulares para a a la esquerda, quando tem um dos defesas mais promissores de Portugal e talvez da Europa: Rafa Soares. Não entendo.

    E Octávio, parece-me curto para extremo esquerdo. Haverá jogos em que será necessário um jogador do estilo Brahimi(Para mim, um grandíssimo jogador que tem o problema de pensar que inventou o futebol). Assim que, ou Brahimi fica, ou Rafa Silva terá que ser contratado.
    Opinião de alguém que não é Portista.

    ResponderEliminar
  2. Esta pré-época está tão confusa que dar opinião é um desafio para não se cair em contradição.

    Pessoalmente gosto de "pinheiros" fazem falta a qualquer equipa para determinadas situações de jogo, é como o central refinado e o "massa bruta", ou então o extremo desiquilibrador especialista em abrir defesas.

    Parece-me que este plantel tem mais jogadores para actuar com 2 avançados do que propriamente em 433. (A Silva, Depoitre, Bueno, Adrian)

    Do que li sobre ele, acho que podemos contar com um individuo que parte defesas à marreta, limitado tecnicamente, mas que luta imenso procurando estar disponivel para permitir que outros apareçam na área a finalizar, marca 1 golo a cada 3 jogos - estaremos a falar de 10-15 golos por época, não me parece mau e não é tão estático como se possa pensar, caíndo nas alas para criar esses tais espaços.

    Sinceramente, estou agradavelmente curioso.

    Vamos ser francos, não há dinheiro, não virão grandes vedetas, por isso o sucesso poderá passar por ter atletas colectivos, combativos e que façam bom espírito de corpo.

    Acredito muito que o sucesso desta época passe muito por aí.

    Ainda falta o central, venha o Ricardo Carvalho por uma época e ainda falta outro extremo!

    ResponderEliminar
  3. Curioso que a pre época iniciada em abril como diz é muito bem, seja a época mas mal preparada....do ponto de vista desportivo, nem vendas e compras estranhas. Se ficarmos fora da champions vão dizer que foi culpa do sorteio e de uma Roma muito forte mas a culpa...sabemos bem de quem é!

    ResponderEliminar
  4. Também interessa lembrar que este jogador entrou direto na lista da Champions e...está impedido de.jogar contra a Roma porque jogou a pré-eliminatória da Liga Europa. Um erro que mostra a bagunça que vai no FCP? Desde Abril que Nuno prepara a época (alguém duvida?) e dos 3 grandes até me parece que somos os maos atrasados...e a Champions esta aí.
    PdC garantiu que não contratava jogadores que não conhecia e chega Deproit, garantiu vários jogadores na equipa principal e nenhum e só fica um...

    ResponderEliminar
  5. Desde Abril em pré-época...inscrevem um jogador NO LIMITE do prazo..e um dia depois, Nota de Esclarecimento! oiçam..isto não cabe na cabeça de ninguem...

    ResponderEliminar
  6. sou um apreciador do TdD e da maioria dos seus posts.
    tem posto a nu determinadas manobras que infelizmente se revelaram habituais para os lados Dragão, em especial em periodo pre eleições.
    Porem o que e' posto a nu para os portistas, tambem o e' para os rivais, dando lhes gasolina para as maquinas de propaganda nos dizimar.

    nao querendo que o TdD coma e cala o mau que PdC e a sua SAD teem feito nestes ultimos anos, penso que sera tempo de haver umas treguas internas, e começar de vez a apoiar o clube.

    a epoca esta ja ai sexta feira, e precisamos de união, não de inimigos e assobiadores a destabilizar.

    para o fim de Agosto, depois do playoff da champions e ida a alvalade, logo veremos.

    mas para estas proximas 3 semanas, PORTISTAS, união por favor
    Luis Pais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os portistas estão unidos... Basta ver o número de portistas q assistiram ao treino aberto ou ao jogo de apresentação.

      Não podemos é ignorar o somar de incompetências que são feitas por quem desempenha uma função com a exposição pública de gerir um clube com a grandeza do FCP.

      E as incompetências não são a compra deste ou daquele jogador ou a venda ou a dispensa doutro. Mas sim não conhecer os regulamentos básicos, assumir posições e declarações que afinal não passam de palavras de circunstância.

      Em suma, o bom senso e a lucidez tem que vir de dentro para fora.

      E sexta feira, lá estaremos todos a gritar PORTOOO

      Eliminar
  7. Gostava de saber quanto custaria Moses Simon. Este rapaz tem muito futuro, se Brahimi sair e Rafa custar perto de 20M entao porque nao pescar esta jovem promessa antes que um clube ingles ou alemao o facam.

    ResponderEliminar
  8. mesmo a incompetência tem limites que não se podem deixar ultrapassar, sob pena de deixar de ser incompetência para passar a ser idiotice.
    esta de inscrever um jogador que, afinal, não pode jogar, já só serve para chacota.
    é que de tanta idiotice já deixei de culpar quem lá está para passar a culpar quem não os teve no sítio para se chegar à frente.

    ResponderEliminar
  9. esse tirinho no pé do Depoitre não poder jogar o play-off vem mesmo a calhar. dará para devolver o jogador? claro que não!

    ResponderEliminar
  10. Não faz muito sentido comparar os preços de outros jogadores que o FC Porto já contratou, como o Tribunal do dragão tem feito com Felipe e este avançado.
    Os valores que se estão a praticar hoje em dia são casa vez mais elevados, se é por isso, vamos comparar quanto custou o martial e o Ronaldinho ou o Fenomeno, já para não falar de outros jogadores.. higuain, james, etc.

    ResponderEliminar
  11. A incompetência tem limites.Esta Sad atingiu os limites.A culpa é de todos nós que pactuamos com estas imbecilidades. Tão bem pagos e tão incompetentes. Somos a chacota dos outros,ao que nós chegamos.

    ResponderEliminar
  12. Muita asneira tem sido feita (quem nunca errou que atire a primeira pedra), muito dinheiro tem sido mal empregue, muitas derrotas tem chegado na hora que não deviam,....
    Mas meus amigos, pelo que leio e vejo parece que o meu Porto está em guerra civil! Chega uma hora que a critica em excesso se torna destrutiva. Como pensam que algumas das vossas críticas e comentários nos vão ajudar a vencer, quando até os adversários se passam por portistas para gozarem e ainda deitarem mais fogo para a fogueira? Queremos somar ou dividir? Queremos ganhar ou apenas mostrar que sempre tivemos razão e que estamos sempre certos? É facil bater num homem quando ele está no chão a sangrar e é dificil parar de bater, mas todos sabemos o que é certo. Quando os vossos filhos erram, vocês criticam, mas se passarem a vida a criticar os erros o vosso filho ele vai-se questionar para que quer ele um pai que não ajuda e só sabe destruir. Os assobios não tem nada de construtivo, por isso acho que está na hora de nos unirmos e não de nos separarmos.

    Juntos somos imbatíveis!

    ResponderEliminar
  13. É isto que acontece quando reina a incompetência. Como é possível tentar reforçar o ataque para o playoff com um jogador que não é ilegível para o jogar? É completamente absurdo. E não conhecendo o jogador a fundo, tendo apenas alguns laivos dalguns jogos belgas (especialmente no ano do título), não me parece jogador para estes tais 6.5M. Isto é o que acontece quando não há qualquer tipo de olho para o mercado. Por 6.5M, conseguiria recrutar-se um jogador bem melhor, e, acima de tudo, abaixo dos 27 anos do Depoitre. É imperativo, dado este modelo de negócios, arranjar jogadores que mais tarde se possam vender, e o belga não é um deles.

    Infelizmente, parece-me que será uma contratação do género que virá para o centro da defesa. Boly, também pelos 6M alegados, não deixa de ser um absurdo também. Há muitos e bons alvos que poderiam ser atacados, mas decidiram um bastante limitado. Deixaram fugir o comboio Gustavo Gomez (este sim, muito bom), e poderiam virar-se para outros alvos que seriam tão capazes de oferecer já solução para o lugar como de garantir um futuro encaixe: Veltman (Ajax) seria o meu preferido, mas centrais como Van Beek, os dois do Hoffenheim - Sule, mais novo, e Schaar, mais experiente mas com apenas 24 anos ainda -, Djilobodji (entretanto adquirido pelo Sunderland por 9M€), Ilori (um dos melhores amigos do JCT, apesar das lesões era excelente também), Rodrigo Caio ou Brooks (Hertha de Berlim, supostamente já apontado ao Porto) teriam sido todos excelentes soluções. Enfim, uma data deles. Esqueçam a ideia de contratar em Portugal nesta altura (e especialmente ao Braga), não há nenhum central com qualidade que possa ser alvo e assumir-se como patrão da nossa defesa.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  14. Rafa já era... A Sad do Fcp é INCOMPETENTE...MAIS NADA

    ResponderEliminar
  15. o nuno terá esperado para ver com quem pode contar no plantel, e consequentemente preencher as lacunas que tenho a certeza estavam identificadas.

    o problema no meu parecer reside no facto desta direção ter perdido capacidade de negociação que não seja através de negócios com amigos para pagar favores de outras épocas.

    e com o desastre da última época, quem quer comprar no FCP? o flop herrera vale nada, só para começar..

    a análise a este jogador e esquema tactico, terá o autor deste post analisado como jogava o gent a época passada, viu jogos, ou leu 2 notícias na bola e 2 vídeos no YouTube e pimba, posta de bacalhau.

    deixem o nuno trabalhar! que com aquele espanhol na baliza e aquela defesa, não vai ser nada fácil + os mexicanos

    ResponderEliminar
  16. Numa época longa, vão haver jogos em que o resultado não está bom a 10m do fim. Penso que qualquer treinador gosta, nessas alturas, de olhar para o banco e ver lá um Depoitre.
    Por outro lado, para um avançado com características similares, temos Gonçalo Paciência, com o bonus de que tem melhor técnica, e sabe jogar bem de costas para a baliza.
    Posto estas duas premissas, parece-me que Gonçalo está já definitivamente apalavrado para o Rio Ave ou equipa afim. Nesse caso, fará sentido (e necessitamos de) um Depoitre.

    A nível de gestão, no comments...

    Quanto a preços, concordo com a opinião do André Filipe. Mais do que a componente desportiva, é uma simples regra económica chamada inflação. Os aumentos das receitas de champions e, principalmente, premiership, fizeram disparar o preço de qualquer manco a jogar na Europa ocidental.
    Sejamos realistas. O nosso argumento negocial para actualmente contratar jogadores, é o algum prestigio e visibilidade que ainda temos na Europa, bem como os exemplos de bons negócios e colocações em clubes de topo feitos no passado. Pois quanto a dinheiro propriamente dito, duvido muito que consigamos competir com um clube do Championship.

    As declarações de Pinto da Costa são o epitáfio da queda de um mito. O Homem que nos anos 80 e 90 ocupava, com um sorriso nos lábios, o primeiro lugar na frente das linhas de batalha, actualmente não passa de um marechal caduco e acobardado, protegendo-se, pronto a distribuir culpas pelos seus lugares tenente, enquanto aguarda impacientemente pelas vitórias que, no seu íntimo, pensa que o voltarão a colocar no pedestal.

    Um final penoso para um dos homens mais importantes da História portista.

    ResponderEliminar
  17. Bom dia a todos.

    então Tribunal, e o €carregadosBenfica e a malinha dos 50000€??????''

    espero um post sobre isto ou será mais uma caso branqueado pela a nossa CSocial

    Saudações Portistas

    11DruL0Vic

    ResponderEliminar
  18. pois, gonçalo tem lugar de caras nos 24, no nosso campeonato este tipo de postes tem sempre utilidade. Parece agora que o problema do porto e claramente antero henriques que nao percebe nada de futebol, o presidente vale pelo que representa e pela historia. A equipa nao esta a jogar mal, nuno parece ter um grupo coeso, vamos ver se ao primeiro desaire nao começa tudo a tremer. Mas dos cancros faltam sair herrera, evandro, talvez marcano e brahimi, aquele jogador dos olimpicos com o numero 1o vale 10 herreras.

    ResponderEliminar
  19. "(...) é que de tanta idiotice já deixei de culpar quem lá está para passar a culpar quem não os teve no sítio para se chegar à frente."

    Ditto.

    PdC e a SAD dão aos olhos externos uma imagem de amadorismo contrária àquela que construiram durante décadas. A minha preocupação são os sinais dados pelo Presidente ao contradizer-se a cada entrevista. Se eu fosse médico não descartaria certas condições próprias da idade, e, não sendo esse o caso, muito preocupado ficaria ao pensar que o Presidente se tornou numa figura meramente decorativa na SAD e Clube e quem manda realmente é o Dr Adelino Caldeira ou o Dr Fernando Gomes.

    Fica a pergunta, desde que foi eleito para administrador da SAD o Antero Henrique nuncam mais foi visto nas habituais fotos dos treinos no Olival nem se houve falar dele em relação a transferências. Terá passado também a figura decorativa ou estará a aguardar melhores resultados para aparecer de novo a prometer memórias futuras?

    ResponderEliminar
  20. Esta é mais uma. Depois das tentativas goradas de contratar o Alex e o Boly ( e, porque nao, o Bruno Alves), esta notícia que o jogador contratado e inscrito à ultima afinal nao pode ser inscrito. Pior que a emenda, o soneto - em comunicado vem o FCP esclarecer que havia divergencias sobre a interpretacao dos regulamentos... alguém acredita? E as desculpas pelas falhas na contratacao dos centrais também deixa muito a desejar. "Exigencias de última hora" podem ser evitadas celebrando o pré-contrato como deve ser, que vincule directamente as partes e nao deixe espaco a "exigencias". Cá para mim contavam é já ter vendido o Indi por esta altura e tiveram que abortar por falta de liquidez. O pior disto tudo sao aqueles portistas que sempre em prol do exito da equipa, pedem uniao em torno da equipa. Os portistas já fecharam demasiados olhos no desastre a época passada e mais vale remar contra a maré agora que naufragar definitivamente a meio desta época....

    ResponderEliminar
  21. É obvio que qualquer grande português precisa de um jogador deste género no campeonato. Ponto. Foi assim com Janko e será assim sempre num futebol ultra defensivo.

    ResponderEliminar
  22. Caros,


    Espero não ser censurado aqui, mas o FC Porto encaixou 260 Mil €, com a transferencia do André Gomes para o Barça, podem-me confirmar? Posso confirmar que o Pai do André é um humilde funcionário da Sogrape, doido Portista, tal como a família. Também acrescento que o André Gomes é um produto inacabado do Projecto 611 que não convirá questionar os seus resultados finais, afinal foram estupendos!


    Estranhamente, ou não, noutros blogs do FC Porto, há censura quando se aborda o Projecto 611 do benfiquista de Vinhais (o Vara não vos diz nada?), esse projecto extraordinário fez jorrar talento da Formação? E foram cumpridos os objectivos minímos de tal projecto? (André Gomes gerou mais de 200 Mil Euros, nem tudo é mau)!

    O filho do GNR de Vinhais, controla alguma blogosfera Portista? Para quê? Porquê? Abomino o "pidesco" made in GNR!

    Bom, eu não gosto aqui, ou em lado algum de ser vitima do "lápis azul", e privarem-me do direito de resposta, quando a elevação e a educação estão presentes nos meus comentários!

    Termino, e finalizo, também não gosto que sigam a linha Editorial da Bolha, e sobretudo, critiquem de forma construtiva, para unir e jamais dividir a família Portista!

    PT

    ResponderEliminar
  23. O clube acomodou-se bastante a estrutura do fcporto não percebeu que os Sul-americanos já não vendem qualidade a preços baixos,o comprar barato e vender caro já não existe,o Porto devia seguir o exemplo do vitória de setubal de pegar excedentaruos de outros clubes por empréstimos e construir uma boa equipe

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.