domingo, 22 de fevereiro de 2015

Um novo capítulo da Liga Aliança

«Joguei no FC Porto e também sei o que é ser o melhor e ser desvalorizado». O FC Porto escreveu ao final da noite esta frase de Costinha no Facebook. É verdade, Costinha, tu sabes o que isso é. Sabes o que é jogar no FC Porto, ser o melhor e ser desvalorizado (não precisamos que nos valorizem, porque é para isso que os títulos existem). Mas não sabes o que é jogar no FC Porto e ficar de bracinhos cruzados à espera que um treinador e um plantel novos resolvam os problemas de um Campeonato que está, e não vale a pena poupar nas palavras, viciado. 

Quem quiser falar sobre o Apito Dourado, porque diariamente aparecem leitores que têm imensa dificuldade em perceber o que significa «de e para portistas», esteja à vontade para ler o trecho abaixo, porque não é assunto que trate como tabu. O resto pode saltar.
________________________________________________________________________


O Apito Dourado foi um escândalo de corrupção no futebol português. Não no FC Porto, no futebol português. As escutas que vazaram para público foram feitas de forma filtrada. Dois utilizadores anónimos no Youtube largaram as escutas que incriminavam o FC Porto. Nunca se ouviu falar de outras escutas. Até que um dia o jornal Público decide transcrever uma escuta que também mostrava o presidente do Benfica a escolher árbitros (que é feito de quem escreveu a notícia?). Uma escuta que convenientemente nunca caiu no Youtube. Nem outras. Anos depois, numa extrema coincidência, a CMTV consegue em exclusivo novas escutas. Escutas essas que também iam contra o FC Porto. Será que a CMTV teve acesso aos dois utilizadores anónimos do Zimbabué do Youtube? Ou os de Zimbabué é que foram beber à mesma fonte? 

O Apito Dourado foi um caso afunilado, que ignorou a envolvência de outros clubes protagonistas de tráficos de influência e corrupção no futebol português, com o objectivo de acertar no FC Porto. E dito isto, a opinião pouco popular entre portistas: o FC Porto foi punido e bem. As escutas mostram que houve de facto tráfico de influências a anteceder esses jogos. Por isso, considerei justa a punição, opinião que ainda mantinha aquando da absolvição. 

Dito isto, retrospectiva que dá vontade de rir: a corrupção suprema dos últimos 30 anos foram dois jogos contra Estrela da Amadora e Beira-Mar? Um clube que desapareceu, outro que anda a pairar na cova. O máximo que conseguiram arranjar para associar o FC Porto a uma imagem de corrupção que dominou os últimos 30 anos foram 2 jogos contra dois clubes simpáticos, logo numa época em que fomos campeões europeus? É o máximo que conseguiram espremer do Apito Dourado? Falo abertamente do Apito Dourado pois é isto que fica: numa indústria centenária como o futebol, que move milhares e milhões, e como tal nos bastidores as actividades pouco cristalinas se acumulam, o máximo que conseguiram arranjar para associar o FC Porto a corrupção foram jogos contra Beira-Mar e Estrela da Amadora. Durmo bem.

Trecho do texto «José Maria Pedroto e Jorge Nuno Pinto da Costa», de 16-01-2015. 

Então, há provas de que houve manipulação em jogos a envolver 6 pontos, dos quais o FC Porto nem precisava para ser campeão, quer na época em questão (2003-04), quer na época da punição (2007-08). É caso para perguntar: de quantos Apitos Dourados já beneficiou o Benfica com as arbitragens em 2014-15? 

________________________________________________________________________


Costinha, tu soubeste o que era jogar num FC Porto que reagia às injustiças. Um FC Porto inconformado. Que até podia ter o melhor comunicador do mundo a treinar a equipa (José Mourinho), mas que não deixava de ter uma voz de comando entre os responsáveis da direcção. Reagia aos ataques externos, não assistia em silêncio a uma luta desigual, era liderado no dia-a-dia com a garra e determinação dos pergaminhos do clube.

«Treinador tem competência, rigor, paixão e ambição». Ainda esta semana Pinto da Costa recordou os quatro pilares da sua presidência, falando sobre Lopetegui. O FC Porto até pode ter e manter esses 4 pilares, presidente, mas de que vale se nos responsáveis pelo futebol português não existir o pilar chamado «competência»? Aliás, competência até tem havido muita. Mas não é a servir o mais lícito dos interesses.

O erro faz parte do futebol, como quando foi anulado um golo ao FC Porto em Guimarães, ou quando ficou por marcar um penalty a favor do Braga no Dragão. O que não é normal é um tão regular e habitual acumular de erros, quase todos para o mesmo lado, sobretudo nas alturas em que o rival começa a tremer. Se o FC Porto não fala, ou não quer ou não pode. Verdade é que este silêncio não serve nem defende os interesses do FC Porto, e dentro de duas semanas o estimado Fernando Cerqueira começa a preparar a candidatura para o 14º mandato. A reflexão não deve ser feita apenas pela massa associativa mas sobretudo pelos responsáveis do FC Porto, porque não é a postura - e para mudar de postura não é necessário mudar de protagonistas - dos últimos 18 meses que queremos ou que necessitamos para o próximo triénio.

Não tendo visto, embora lido, o que se passou em Moreira de Cónegos, diz-se que Maxi Pereira, Enzo Pérez, Javi Garcia e tantos outros que atribuíram profissões pouco éticas às mães dos árbitros gozam de um regime de isenção especial, um pouco à imagem de taxas urbanísticas. Se chamar filho da senhora-de-profissão-duvidosa-mas-ninguém-duvida-do-que-ela-faz é tão grave que vale cartão vermelho directo, então porque é que os clubes não são punidos com jogos à porta fechada quando os adeptos chamam em coro filho da senhorita ao árbitro?

André Simões é especial, é o primeiro a receber vermelho directo por isso. Um jogador que curiosamente já assinou por outro clube e que no Moreirense já não tem nada a ganhar, nem a perder, por a manutenção estar garantida. E o Moreirense tem na baliza um jogador que deve ter dificuldade em perceber o que são 90 minutos, pois desde o primeiro minuto andava a pedir cartão, e depois até decide dar um empurrãozinho ao Eliseu. A mostrar as credenciais que justificam este interesse.


«Ah mas o Benfica já desmentiu o Marafona». Claro que sim. E todos sabemos o que vale a palavra do arcanjo.


É o guarda-redes, é o melhor jogador do Moreirense... Bem, mas não se pode dizer que o Moreirense não estivesse já vacinado. É que em jogos anteriores contra o Moreirense, que na primeira volta até esteve a ganhar na Luz, já não foi preciso nem Marafona nem Simões.

O JOGO, 22-11-2014



Mas chega da falar do Moreirense. Jorge Ferreira merece atenção, o cidadão que expulsou Maicon no Dragão. Que tenha um critério disciplinar apertadíssimo, tudo bem, está no seu direito. Desde que o siga e aplique a todos os clubes, nenhum problema. Na verdade é o árbitro que mais jogadores expulsa em Portugal: são já 20. Mas no meio desses cartões todos, o único que expulsou na primeira parte por uma falta a meio-campo foi Maicon e o único por protestos foi André Simões. O Benfica é denominador comum quanto ao benefício.

E agora vamos a uma coincidência maravilhosa: em jogos arbitrados por Jorge Ferreira, o Benfica ganhou sempre. E nos últimos 3 jogos, acabou todos a jogar contra 10 e ganha com erros graves em todos.

Na época passada, num Belenenses x Benfica, Fredy é expulso e o Belenenses perdeu 1x0. Aconteceu isto:


E já esta época, Marinho foi expulso contra a Académica já com o jogo decidido, mas antes acontece isto em Coimbra:


Como não se pode atribuir o (de)mérito todo a Jorge Ferreira, os auxiliares Inácio Pereira e Jorge Oliveira em caso de duvida não tiveram dúvidas: beneficiar a equipa que ataca o Benfica. Mas para a história fica que o Benfica venceu 100% dos jogos arbitrados por Jorge Ferreira, enquanto o FC Porto só venceu metade deles. Cada jogo é um jogo, mas no que toca ao rival cada jogo tem tido muito em comum.

Enquanto isto, o jornal Record trouxe-nos uma notícia interessantíssima. Vamos só dar um olhinho na timeline.

14 de Fevereiro: Bruno de Carvalho denuncia a Liga Aliança.
16 de Fevereiro: O Sporting contrata um novo director de comunicação, ex-assessor de José Sócrates.
18 de Fevereiro: A WL Partners, também de um socialista, assume a estratégia de comunicação do Sporting.
21 de Fevereiro: O Record lança uma notícia de trocas de mensagens entre Bruno de Carvalho e Nélio Lucas, da Doyen, a confirmar os pedidos de uma reunião com o presidente do Benfica.

Podíamos dizer que o departamento de comunicação do Sporting já está a trabalhar. Ao publicar a mensagem no Facebook, Bruno de Carvalho denunciou que não é o salvador da integridade e transparência no futebol, pois guardou durante quase 2 anos informações face a propostas de manipulação e corrupção no futebol português, e se as comadres não se chateassem talvez nunca o iria dizer publicamente. Foi o argumento possível depois do discurso lido por Luís Filipe Vieira, que na altura contra-atacou bem.

«Serviço público»
As denúncias de manipulação no futebol português foram varridas pela generalidade para debaixo do tapete. É o belíssimo serviço público da RTP, que entrevistou esta semana Maria José Morgado, mas não houve nem 30 segundos para pedir uma pequenina opinião sobre a actualidade do produto favorito dos contribuintes - o futebol, gostem ou não. Uma pincelada de Rui Santos, meia dúzia de minutos nos debates televisivos e pouco mais. Valha-nos Bernardino Barros, que deu o peito às balas como ainda nenhum dirigente do FC Porto fez esta época - para tantos portistas que se queixam que o Porto Canal não defende suficientemente o FC Porto... Talvez queiram repensar essa opinião.

E chegamos então a esta notícia do Record. Um belo presentinho envenenado, porque isto não vem confirmar a aliança proposta por Luís Filipe Vieira a Bruno de Carvalho. Isto vem é dar um pretexto para uma desculpa, que é esta: «Então é crime um presidente querer reunir-se com outro para falar de transferências de jogadores?» Pois claro que não é!

Esta notícia do Record, um jornal que aposta tudo em proximidade ao Sporting para aumentar as suas vendas (A Bola domina o mercado do Benfica, O Jogo o do FC Porto), não incrimina ninguém. Pelo contrário, lava as mãos! Porque agora pode pensar-se de duas maneiras: a) Bruno de Carvalho mostra, com estas mensagens, que recusou prontamente qualquer proximidade com Vieira para discutir manipulação de resultados; b) Bruno de Carvalho centra toda a polémica em Luís Filipe Vieira, isolando-o nas suspeitas - que nas palavras de Bruno de Carvalho são certezas - de corrupção.

Mas porque não andamos a nanar, há pormenores que fazem toda a diferença. Podemos dividir a mensagem de Bruno de Carvalho no Facebook essencialmente em duas partes.

1. «Ainda me lembro de Luís Filipe Vieira, mal fui eleito, a pedir várias vezes ao seu amigo da Doyen, Nelio Lucas, para me levar a sua casa tomar o pequeno almoço, convite que sempre recusei».
2. «De andar a correr atrás de mim na Liga a tentar convencer-me a fazer uma aliança consigo e que assim poderíamos ir alternando as vitórias no campeonato, pretensão a que nunca anuí».

Onde está o desmentido?
Na primeira parte da informação, é falada a possibilidade de tomar o pequeno-almoço. Tomar o pequeno-almoço com um empresário com fundos de jogadores e um presidente de outro clube não é crime. Aqui não há nada de incriminatório.

A parte que interessa está logo a seguir. É dito que Vieira andou atrás de Bruno de Carvalho na Liga. E nesta parte, que é a parte da corrupção e manipulação desportiva (o Benfica já teve tempo mais que suficiente para o desmentir, e não o fez), não se fala de Nélio, nem da Doyen. Fala-se dos presidentes de Benfica e Sporting, unicamente.  Então, esta capa do Record não é mais que uma distração, pois nas informações denunciadas por Bruno de Carvalho as acusações de corrupção são centradas unicamente em Luís Filipe Vieira e a Doyen Sports não é envolvida nessa suposta aliança. 

Então, esta notícia do Record lava as mãos de Bruno de Carvalho e isola Luís Filipe Vieira. Mas há uma frase que muda tudo: diz que Nélio Lucas pediu para validar as mensagens em notário. Uma perguntinha: porque havia o responsável da Doyen, que está em litígio com o Sporting, aliar-se numa estratégia de defesa do Sporting contra o Benfica, clube que tem negócios com o fundo em questão?

Cooperação via omissão
Está Nélio Lucas a reforçar a sua estratégia de defesa no caso Rojo, confirmando que Bruno de Carvalho estava em contacto com a Doyen antes da aproximação do Manchester United? Ou este foi o primeiro passo para meterem o FC Porto ao barulho na Liga Aliança? Sim, porque a Doyen Sports, segundo a afirmação de Bruno de Carvalho, não tem absolutamente nada a ver com a proposta de corrupção de Vieira. Mas sabendo-se que a Doyen Sports é parceira do FC Porto em vários jogadores (Ángel, Casemiro, Brahimi...), faz parte do plano meter o FC Porto ao barulho na Liga Aliança em breve? A sopinha foi servida, mas lamento, tem que ser muito melhor temperada para que alguém a engula.

Conclusão, estas mensagens não serviram absolutamente para nada. Nem para ilibar o Sporting, nem para incriminar ainda mais o Benfica. Só serviram para agravar a necessidade e urgência de investigar a manipulação de resultados em 2014-15. E depois do que se passou em Moreira de Cónegos, nem era preciso esta capa do Record para reforçar o quão importante é a Liga, a FPF, o MP ou a CII abrirem imediatamente uma investigação.

Não fiquem calados, portistas. E no caso dos responsáveis do FC Porto, deixem de ficar calados!

23 comentários:

  1. Mais um excelente artigo. Muito obrigado TDD.

    ResponderEliminar
  2. Nós fazemos o nosso papel (ou pelo menos eu faço) e não deixo passar estas roubalheiras calado, seja nas redes sociais, na net ou no meu dia a dia! Agora sejamos honestos, como é possível o clube continuar calado depois de tudo o que se tem visto neste campeonato?? Como??? Toda a gente critica a postura que o clube tem tido, mas o que é certo é que semana após semana continuamos caladinhos sem abrir o bico, ou tomar uma posição de força. A postura guerreira que fez o nosso clube grande, que não levava desaforos de ninguém para casa, infelizmente desapareceu

    ResponderEliminar
  3. Caro TdD, vale a pena lutar contra esta santa aliança quando quem o devia fazer está calado?

    Não cabe ao Presidente ter que vir, semana sim, semana sim, falar da farsa em que se tornou este campeonato sob pena de ninguém o escutar daqui a umas semanas - veja-se o Bruto de Carvalho que já ninguém escuta. Mas temos directores de comunicação que estão mais preocupados em colocar no site comunicados alguns deles a atacar portistas que fazem semanalmente aquilo que deveria competir à SAD,

    Se esta continuar muda e calada não venha depois o presidente chorar que mudou de treinador para mudar de estilo mas que continua com descida de assistências no Dragão. Ninguém quer assistir a jogos de campeonatos viciados e nós, não sendo masoquistas, não temos quem fale institucionalmente contra esta roubalheira. E a ser assim, não contem comigo...

    Ou falamos todos juntos ou nos calamos todos... Não nos peçam é para irmos sozinhos para uma guerra perdida...

    ResponderEliminar
  4. Caro TD, não se chateie, depois da breve comunicação de Pinto da Costa ao Jornal o Jogo...
    É para mim claro, que este andor vermelho é consentido....
    O Silêncio é por demais evidente....
    A ausência de aparições de Vitor Pereira, a escrutinar as arbitragens indicia que está tudo maravilha...
    Eles é que o ganham...
    Os adeptos deviam deixar de comparecer no Dragão.... a ver se a Sad se mexia....
    Eu sei o que André Simões, disse ao árbitro... chamou-lhe ladrão..benfiquista...
    Por um lado percebo, a indignação do sr. Jorge Ferreira, ninguém merece tal insulto....
    Por outro, diz o ditado quem diz a verdade não merece castigo....
    As nomeações são criteriosas e obedecem ao padrão habitual...

    ResponderEliminar
  5. Concordo cm tudo o que referiu menos com o fato de entender que o FCP foi bem punido no AD.
    Juridicamente não se fez prova nenhuma de corrupção, conforme foi provado à exaustão nas várias instâncias de recurso.
    E não se venha argumentar com as escutas, pois que também elas não provam mais que alguma promiscuidade que, não é mais, que o comportamento normal de, todos, os dirigentes desportivos, em especial dos três grandes, onde o FCP não tem a parte de leão de certeza, já que nunca colocou um ponta de lança como o conhecido justiceiro Costa para torcionar a seu contento e proveito as decisões punitórias e persecutórias que se vieram a confirmar e provar no exercicio das suas funções que tiveram exatamente o seu ponto alto na condenação do FCP e subtração de 6 pontos com tentativa de eliminação das competições europeias, e, no conhecido caso do tunel da luz que contribuiu decisivamente para "dar" de mão beijada o título aos vermelhos.
    Vermelhos que sempre puderam exercer a ilegalidade, a coação, coerção e influência com total impunidade, conforme o comprovam os 4 (quatro) casos de doping em jogadores que foram fundamentais para a conquista de títulos nos anos em que foram apanhados, a saber; Hernani, Veloso, Calado e Nuno Assis, e que nunca mais jogaram nada depois do caso.
    Para não falar também da tentativa de coação e constrangimento da autoridade contra o Doping, ou, a cachaçada no fiscal de linha pelo demónio de braga.
    Mais as ajudas e compadrios com a CML
    Tudo fatos que não deram em nada e que, por si só, quase justificariam a utilização das mesmas práticas pelos clubes rivais.

    ResponderEliminar
  6. Encontrei isto no blog http://misticaazulebranca.blogspot.pt/ que certamente não se importa que partilhe connvosco: https://twitter.com/PedroSilva1978/status/569259871905955840.

    ResponderEliminar
  7. O problema é que a direcção do nosso clube continua com uma inércia assustadora e para piorar a situação estamos a permitir que as estruturas dirigentes do futebol gravitem para Lisboa.

    ResponderEliminar
  8. Antes frutinha duas vezes a sujar pano,
    Que colinho a cada semana do ano.

    De meu que minha parte é,
    Já o disse...
    Não há maior tolice
    Que em seca goela faça fé.

    Respondendo ao teu último apelo:
    https://imbictopoema.wordpress.com/2015/02/22/silencios-indecentes/

    Pois não é gabarolice que tenho em mente.
    É mera acusação de silêncio indecente...

    ResponderEliminar
  9. Uma vergonha isto que se anda a passar, o jogo de ontem (a juntar a outros) é mais uma prova da tristeza que é este campeonato. Começo a ficar sériamente desiludido com o silêncio do nosso clube e espero que estejam a preparar e bem uma reacção a isto tudo, mas se isso não for o caso, então, talvez pela primeira vez, fico profundamente desiludido com a nossa direcção.

    ResponderEliminar
  10. BASTA! Amanhã, segunda-feira, vou ligar para o Porto a pedir reembolso do lugar anual se não fizerem URGENTEMENTE algo para combater está pouca vergonha que já se dão ao luxo de nem disfarçar. Eu não vou compactuar monetariamente para ir assistir a jogos que são para um campeonato que já esta viciado, isto leva-me a deixar de ir e de ver futebol. Eu não vejo futebol para isto, para me deixar maluco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida caro Nuno!! Nao nos podemos calar!! e o nosso clube tem de perceber que nós sofremos muito com o que se está a passar e EXIGIMOS que o clube seja defendido!!!

      Eliminar
  11. Lanço UM DESAFIO à Blogosfera Portista ( e Foruns) :

    Repitam o que já fizeram ( e teve eco) aquando da "apitadela" , UNAM-SE e denunciem com os dados possíveis ( e são muitos ) esta "brincadeira"

    Se o FCP parece não ter uma estratégia para tal ( nem de forma indireta) então que sejam estas corajosas, diligentes, dedicadas e atentas "organizações" portistas que façam .

    E façam chegar (se possível) tal "trabalho" a tudo que é entidades importantes. E divulguem no.

    E não esqueçam as declarações (as verdadeiramente importantes) do principal dirigente do Sporting...

    ResponderEliminar
  12. Realço a frase que escreveu: "Se o FC Porto não fala, ou não quer ou não pode.". Partindo do princípio que "não quer" não se aplica, pois não faria grande (ou nenhum) sentido, inclino-me para a segunda hipótese. E gostava de saber porque motivo o Porto "não pode" falar.

    Por mais que me procure afastar de teorias da conspiração, um clube que é sistematicamente prejudicado e "não pode" falar, algo de grave se passa...

    ResponderEliminar
  13. O Marafona não foi o único guarda-redes a estar em destaque frente ao Benfica:
    http://portistasanonimos.blogspot.pt/2015/02/a-estranha-danca-dos-guarda-redes.html

    ResponderEliminar
  14. O administrador deste grande espaço por acaso é o nosso grande amigo Miguel Guedes?

    Porque ele acabou por falar em quase tudo deste último post.

    Um bem haja a este grande portista que como nós sofre semana a semana com esta roubalheira de que estamos a ser alvos.

    Cumprimentos portistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também começo a ficar curioso sobre quem é a pessoa por trás do blog, por isso, administrador do TdD desafio-o a revelar-se !
      Este é um espaço que realmente admiro e acho que você seria uma voz ainda melhor para o Porto se se identificasse!
      Finalmente, não creio que seja o Guedes!

      Eliminar
  15. Matéria pública não falta! Matéria de facto também não!
    Alguem com conhecimentos jurídicos, poderia avançar :
    https://simp.pgr.pt/dciap/denuncias/den_criar.php

    ResponderEliminar
  16. Excelente post!
    Por partes:
    1 - silêncio da SAD do Porto é SURREAL! Não nos podemos calar! O treinador é o ÚNICO a falar?? Eu acho que a lógica, a única que consigo imaginar nesta altura, é o Presidente pensar que se falar só prejudica ainda mais o Porto. Pensar que ele falar é pôr ainda mais os árbitros a roubar o Porto e oferecer COLO aos mouros. Só consigo conceber uma hipótese destas! Mas se não fala o Presidente, ALGUÉM da SAD tem de falar! Não pode ser só o treinador e o BBarros no Porto Canal! Estamos perante o maior roubo de sempre!
    2 - Tenho 39 anos, há 30 anos que vejo o Porto ser roubado aqui e ali, ter de jogar mais e melhor pq joga contra tudo e contra todos! Mas NUNCA vi nada como este campeonato!! E o problema é que se agora o Porto até pode fraquejar num jogo ou outro, logo vão aparecer portistas que dizem "ah e tal eles foram beneficiados, mas o Porto também não esteve bem, por isso pronto." ESQUEÇAM ISSO!! Se nao fosse o COLO, o Porto teria margem de erro! Esta equipa muito jovem, poderia errar como é normal que erre aqui e ali! O problema é que o COLO deles nos deixa SEM MARGEM de erro!! São já 13 pontos de COLO! (2 pontos no Bessa, 2 pontos no Estoril, 2 pontos em casa com Rio Ave, 2 pontos em casa com GIl Vicente, 2 pontos no Nacional, 3 pontos em Moreira de Cónegos) Isto para ser conservador, e nao contabilizar o jogo com o Moreirense da 1ª volta!
    3 - Permitam-me uma pequena correcção sem importância. O tribunal do Jogo que apresenta sobre o jogo com o Moreirense da 1ª volta é de 22-09-2014. O jogo foi a 21-09-2014.
    4 - Eu nao me calo nunca! O meu facebook é quase exclusivamente utilizado para dar a conhecer a vergonha da Liga do COLO! Junto-me ao apelo do Tribunal do Dragao! Nao se calem nunca Portistas! A vergonhosa história da Liga do COLO há-de ser para sempre repetida por mim para sempre! Façam o mesmo por favor!!

    ResponderEliminar
  17. Descobri este blog não há muito tempo e desde então que o visito diariamente.
    Obrigado pela grande qualidade dos artigos, escrita inteligente, objectiva e sem fanatismos.

    Não tenho por hábito apontar críticas alheias quando os resultados não são os mais animadores (felizmente, também não tenho por hábito que os resultados não sejam animadores em primeiro lugar, mas, e como diria Pinto da Costa: perder, às vezes acontece), prefiro sim criticar aquilo que é da nossa responsabilidade e que, na minha opinião, precisa de ser corrigido. (Não percebo onde é que Herrera e Casemiro entram no modelo de Lopetegui. Não percebo o fanatismo à volta de Quaresma (sim ama o clube e isso é importante, no entanto contem o número de lances desperdiçados por decisões mal tomadas).

    Não tenho problemas em admitir eventuais erros de arbitragem que sejam a nosso favor (jogo com o Braga no Dragão por exemplo), da mesma forma como aceito que por vezes estes erros ocorrem em favor dos nossos rivais. Erros acontecem sempre e, normalmente, são em favor dos 3 grandes.

    No entanto, é impossível ficar indiferente a esta viciação de resultados totalmente descarada que tem acontecido este ano! Não me lembro, sinceramente, de nada assim. Tem sido todos os fins-de-semana indisfarçavelmente. A diferença de tratamento de jogadores/treinadores/directores é gritante. Lembro-me de estar na Mata Real no Paços vs Benfica e de ver Paulo Fonseca a ser expulso por protestos, enquanto Jorge Jesus dava indicações ao pé da linha de meio campo. Enquanto Manuel Mota (4º árbitro) assistia a tudo sem fazer nada. Incrível.

    Em caso de dúvida, a decisão cai sempre para o mesmo lado. E mesmo quando não há dúvidas e o jogo está complicado nunca falta o cartão exagerado, ou o fora-de-jogo inexistente, ou o penalti por marcar. Tem sido isto. Todas as semanas.

    Só espero que espaços como este possam denunciar o que tem acontecido, uma vez que o clube, oficialmente, continua estranhamente silencioso.

    ResponderEliminar
  18. Pois, mas mesmo com toda a roubalheira deste ano, isso por si só não explica tudo. O Porto tem de se queixar de si próprio este ano. Muitos pontos esbanjados. Bastava o Porto ter ganho ao Benfica no Dragão e agora estaríamos só a um ponto da liderança - até podia empatar um destes jogos desta sequência de jogos difícil que continuava a depender de si próprio. Mas não foi capaz de vencer ao Benfica. E ainda por cima com dois golos tão infantis e concedidos. Agora,claro, a roubalheira faz toda a diferença. Porque precisamos de uma escorregadela do Benfica como de pão para a boca. Eu acho que o Lopetegui evoluiu muito e agora merece todos os elogios. Mas no início é inegável que subestimou o campeonato Português e se calhar sobrevalorizou o seu próprio plantel. E isso pode custar-lhe e custar-nos a nós Portistas, o título e até uma época sem títulos. Se no final o Porto tiver vencido só a taça da liga, do ponto de vista do adepto,com este plantel, há-de ser uma época de falhanço, ainda que para a direcção esta época já seja bem sucedida porque o apuramento para a Champions não está ameaçado e a campanha na Champions já é positiva ($). Mas será difícil a estrutura explicar aos adeptos porque quer manter um treinador que ganhou apenas a taça da liga (na pior das hipóteses, nada). Mas o Porto acabou de ganhar ao Boavista.Vamos continuar a acreditar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há um senão no seu comentário e tem a ver com o jogo com o Benfica.
      Se, como eu, foi ao estádio terá de reconhecer que podíamos estar a jogar contra eles até hoje, que não ganhávamos.
      O campeonato, em condições normais, sem "colinhos", como os que tem havido descaradamente, estaria muito mais equilibrado e até porventura o Sporting e o Braga poderiam estar com esperanças de um lugar no pódio. Mas assim não!!!
      Da forma como os resultados estão a ser manipulados - estranho ninguém apresentar queixa na procuradoria da republica com base nas declarações de BdC (nem a SAD do Porto!!) - como dizia, com os resultados a ser assim manipulados, é mais fácil ganhar a liga dos campeões do que o nosso campeonato..
      O que mais dói, é a passividade dos nossos dirigentes, os da Sad e os do Clube!

      Eliminar
    2. Mas eu não me refiro à falta de concretização do ataque. E não acredito no argumento de que há jogos em que se podia estar a jogar um dia inteiro que uma das equipas não marcava. Uma das equipas não marca nesses jogos por mais que produzam ofensivamente por causa da ansiedade e o que provoca essa ansiedade é o passar do tempo. O tempo é amigo de quem defende e inimigo de quem ataca. O passar do tempo motiva e concentra os jogadores que defendem e desmotiva e desconcentra (e desconcerta) quem ataca. Ora, se o jogo tivesse pelo menos o dobro do tempo, essa ansiedade desaparecia. Ontem no Bessa a equipa não foi ansiosa: marcou. E eu estava com muito medo deste jogo. Equipa desfalcada, adversário historicamente difícil.

      Mas o nosso problema no jogo com o Benfica não nasceu na falta de concretização. Nasceu no péssimo desempenho defensivo. Podemos-nos questionar se essa ansiedade atacante existiria por exemplo se não estivéssemos em desvantagem de dois golos. Por sua vez também podemos questionar se o Porto teria tanto volume atacante se o Benfica não tivesse uma vantagem confortável de dois golos que lhe permitisse recuar a equipa e esperar apenas por um corredor aberto para matar o jogo (como fez o Sporting na taça). Óbvio que o empate beneficiava mais o Benfica na altura mas se nada tivesse sido diferente desde aí e se o jogo tivesse terminado empatado, agora estaríamos a um ponto do Benfica. Nada mau. No meu comentário acima até me enganei, se o Porto tivesse ganho o jogo não estaria em segundo, estaria em primeiro. Mas nesse jogo sofremos dois ridículos, em duas oportunidades fraquinhas até do adversário. Já não tínhamos sofrido um golo do mesmo local e da mesma maneira que foi marcado o 1º golo, no jogo do minuto 92? Quantos lances daqueles faz o Benfica? Mas qual é, ou foi, então o problema do Porto esta época? A defesa. De que serve o tikitaka e o volume ofensivo e encostar o adversário ás cordas se ao adversário basta um, dois, três lances para marcar? Foi assim com o Benfica, foi assim com o Marítimo que fez um remate apenas em todo o jogo e levou 3 pontos, foi assim com o Basileia que fez um remate e conseguiu um empate. Estamos todos contentes com a exibição de Basileia porque foi para a Champions e é uma eliminatória, porque se fosse para o campeonato eram mais dois pontos a voar. A defesa do Porto fica muito exposta em alguns jogos e isso tem de ser visto porque senão o nosso futebol vistoso e ofensivo de posse vai sempre esbarrar contra o futebol directo de outras equipas.

      Eliminar
  19. Mais um excelente artigo.
    Tudo aquilo que nós gostamos queremos defender, o FCPORTO é mais uma das muitas coisas que gosto e uma forma de defender é acreditar sempre no nosso clube e mostrar a nossa revolta assistindo sempre as exibições do nosso Porto. Somos nós adeptos que moldamos toda a imagem do nosso clube guerreiro, para além de vir do nosso presidente, da SAD o tentar defender os interesses do clube, também tem que vir dos adeptos e ano após ano, o FCPORTO não tem tido aqueles adeptos como no tempo do vilas boas, mourinho, onde todos iam ao estádio e criavam a verdadeira imagem da Invicta. Saudações a todos os verdadeiros Portistas #somosporto

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.