sábado, 12 de dezembro de 2015

Consequências do pós-Champions

O FC Porto falhou um dos grandes objetivos de época, o apuramento para os 1/8 da Liga dos Campeões. Financeiramente vai abrir um buraco nas contas da SAD, mas não tão grave quanto se poderia prever. Desportivamente, a equipa cai para a Liga Europa, competição em que pode assumir uma meta mais distante, e abateu-se um grande descrédito sobre Julen Lopetegui.

Não por perder em Londres - uma vez mais, é normal, o FC Porto perdeu 15 de 17 jogos em Inglaterra, e os dois que empatou foi com golos ao cair do pano -, mas pela forma como Lopetegui geriu o jogo contra o Dynamo (este sim, era o jogo decisivo, e a derrota foi inadmissível) e pelo 11 que apresentou contra o Chelsea.

Fazer 10 pontos numa fase de grupos da Liga dos Campeões é positivo, e por norma dá para passar. Do ponto de vista global, a pontuação na Champions foi razoável. O problema foi fazer apenas um ponto contra o segundo classificado. Assim torna-se muito difícil traçar o apontamento como meta. Acabou, o FC Porto falhou, é tempo de redefinir objetivos. A Liga Europa não é necessariamente mais fácil desportivamente - se fôssemos aos 1/8 da Champions podíamos defrontar o Gent, na Liga Europa pode calhar o Dortmund -, mas é uma competição que desperta mais expetativas de ir longe.

Para já, importa calcular o efeito que a eliminação terá na contas da SAD. Para já, esperemos que não saiam desculpas de que agora é preciso vender um jogador titular em janeiro. Não é. O FC Porto orçamentou ganhos de 27,437M€ com a UEFA. No primeiro trimestre já entraram 6,544M€. Entretanto a equipa ganhou duas vezes ao Maccabi (3M€). A SAD vai receber receitas de market pool (garantidamente sabe-se que vão entrar pelo menos mais 2,84M€, pois este valor vai direto a um pagamento ao IBD).  Participar nos 16 avos de final da Liga Europa dá 0,5M€. Juntando-se isto ao objetivo de garantir o acesso direto à Champions 2016-17 (ou seja, ganhar o campeonato tem o dobro da importância de ir aos 1/8 da Champions, pois o apuramento renderia apenas 5,5M€), já temos um encaixe de 24,884M€, que ainda pode aumentar mediante a entrada de mais receitas da UEFA. 

Tendo em conta que estavam orçamentados 27,437M€ da UEFA, esta margem está quase alcançada. Mesmo que não entrassem mais receitas (o que pode acontecer na Liga Europa, desde a bilheteira aos direitos televisivos), nada justificaria vender um jogador da equipa titular em janeiro por um buraco de 3M€. Se tivéssemos arranjado patrocinador para as camisolas, por exemplo, estava o problema resolvido. É época após época a pedir a treinador e jogadores para darem à SAD a maior fatia das receitas operacionais. Os atletas e a equipa técnica são pagos para isso, claramente, mas a volatilidade do futebol impede que possamos dar sempre o apuramento para os 1/8 da Champions por garantido. Aliás, nos últimos 5 anos, a equipa falhou 3 vezes o apuramento. Tempo de começar a fazer contas sem dar a receita da UEFA por garantida.

Desportivamente, Pinto da Costa fez o que sempre fez: jamais despediu um treinador por falhar os 1/8 da Champions. Lopetegui não é caso único. Foi assim com Carlos Alberto Silva, Robson, Oliveira, Fernando Santos, Co Adriaanse, Vítor Pereira e Paulo Fonseca. Por isso, quem acha que Pinto da Costa está a gerir de forma diferente o caso Lopetegui, não está: está a fazer exatamente o mesmo que faz há anos. Falhar os 1/8 da Champions nunca deu direito a demissão.

A prioridade é o campeonato, claro. De todos estes treinadores, só Paulo Fonseca acabou por não ser campeão ao serviço do FC Porto. Pinto da Costa não despede treinadores que estão na luta pelo título, nunca. Nem que estão há 27 jogos sem perder no campeonato, como Lopetegui hoje o lembrou, embora isto seja muito relativo - é mais vantajoso ganhar dois jogos e perder um do que ganhar um e empatar dois. A invencibilidade é importante, mas não é a invencibilidade que dá títulos, é o maior número de pontos.

Lopetegui, obviamente, não colocou o lugar à disposição. A notícia lançada serve para tentar fragilizar ainda mais a posição de treinador do FC Porto, ou um mero wishful thinking de alguém. A partir do momento que o fizesse, teria que sair no minuto seguinte. Pinto da Costa não pode repetir o ridículo de 2013-14, que é negar a saída a um treinador que sente que já não tem condições para lutar por títulos no FC Porto. Lopetegui acha que tem. Pinto da Costa acha que Lopetegui tem. São as duas peças-chave em tudo isto, por maior ou menor que seja a contestação dos adeptos.


Se o FC Porto não ganhar na Choupana, obviamente que as coisas começam a arrastar-se para algo insustentável. De qualquer forma, não vale a pena trocar de treinador só por trocar, que é o que muitos sugerem, com escolhas de nomes que não lembram ao Espírito Santo (pun intended).

No dia em que o FC Porto quiser escolher um novo treinador, terá que mudar de perfil. Chega de projetos de apostas de risco. Será necessário um treinador experiente. Habituado a lutar por títulos e a ter vedetas no balneário. Um treinador que saiba que tem que jogar quase sempre contra equipas fechadas, em maus relvados e a deparar-se contra o anti-jogo. Um treinador que saiba potenciar e evoluir jovens e ter que reconstruir a equipa ano após ano. E por fim, um treinador que saiba que vai ser mais criticado por uma derrota do que elogiado por 10 vitórias, um treinador que saiba que vai ter muita gente a não gostar dele - e não só clubes rivais. Quem achar que há alguém deste perfil livre, por aí, telefone ao presidente. A não ser que aproveitem a época festiva para pedir o Ancelotti.

PS: O Tribunal do Dragão assume-se, desde o primeiro dia, como um espaço de «defesa, crítica e análise ao FC Porto». Tudo é passível de ser defendido, tudo é passível de ser criticado, tudo é analisado. Lopetegui é defendido, criticado e analisado. Depois do jogo da Madeira, cá estaremos para realçar o positivo e o negativo. Como sempre.

27 comentários:

  1. Tiveram o Marco Silva que apesar de não entrar no perfil descrito em cima, seria bem melhor treinador para a liga Portuguesa do que o Lopetegui alguma vez conseguirá ser. O Sr. Julen poderá ser um bom treinador para um Valencia, Sevilla ou Athletic, mas nunca será um treinador para o FC Porto. Passado quase 2 anos, desconhece o que é a realidade Portuguesa, depois de ter fundos que muitos treinadores em portugal sonhariam (Paulo Fonseca por exemplo que teve Licás e Josués e o espanhol teve Brahimis e Imbulas) e mesmo assim não consegue ter um fio de jogo definido, uma identidade (a não ser que considerem jogar para os lados e para trás uma identidade). Não me identifico com este Porto nem com este treinador, mas é o que temos de momento e terão sempre o meu apoio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente de acordo e felizmente não sou o único a pensar que o Marco já teria sido uma excelente aposta há mt tempo e não teríamos seguramente passado pelo trauma Paulo Fonseca e Lopetegui...

      Eliminar
    2. Mas o Marco Silva porqu~E??

      QUantos jogos bons fez ele no sporting numa época? 3 ou 4?

      O fitebol dele tem alguma coisa de especial? NÃO! é do mais simples que há.

      Eliminar
  2. Um Favre...ou um Paco Jemez...
    O problema com Julen é que é medíocre como treinador, mas goza duma reputação grande sobretudo em Espanha!

    ResponderEliminar
  3. Sim, nesta altura não vale a pena substituir o Lopetegui. O que foi focado no post é essencial: o treinador continua a acreditar que tem condições? Então que continue. Ele é que tem a palavra porque a direcção, já se sabe, não substitui treinadores que estão na luta. E bem. Se o fizesse teríamos sido campeões com o Vítor Pereira no seu último ano? Mas o julgamento final do Lopetegui está para breve. Não passa mais um ano a zeros por muito que a direcção queira a sua continuidade, e acredito que queira porque o Lopetegui para além de treinador (ou mais do que um treinador), é um facilitador de negócios, vá-se lá saber porquê. Não tem a ver com o facto de ser Espanhol porque o Camacho ou o Quique Flores nunca tiveram o impacto nas contratações do Benfica que teve o Lopetegui nas do Porto e acho que é precisamente por causa disto que muitos (ou poucos) adeptos do Porto ainda o defendem. Mas a sua continuidade após mais uma época manca, ou fraca de todo, tornaria a contestação dos adeptos insuportável e com as eleições à porta era um tiro no pé da administração. Agora, imaginemos que o Porto empata na Choupana, perde em Alvalade, é eliminado da Liga Europa...bom, está na hora de substituir o homem e se possível, trazer já o futuro treinador do Porto e começar já a preparar a próxima época. Mas isto são conjecturas. Por enquanto, ele é treinador do Porto e por muito que exaspere os adeptos, ele e a sua equipa têm de ser apoiados.

    ResponderEliminar
  4. Eu gostava de ver o Sergio Oliveira para o ano no Porto com outro treinador. Penso que com ritmo podería ser um número 8/10 de muito valor para o nosso campeonato. Infelizmente não se aposta mais nele.

    ResponderEliminar
  5. Excelente, caro TDD.

    Anibal Silva

    ResponderEliminar
  6. Não é apenas por perder em Londres e tambem por ter perdido em casa com Dinamo é a forma como o fez. Nao ha desculpa de um treinador precisar de ir ganhar um jogo a Londres e não jogar com um ponta de lança, não é possivel ter um treinador desses no banco, desculpe mas não é. Ele não sabe montar equipas, não vale a pena estar com coisas, não sabe, inventa e por norma inventa mal, e por vezes muito mal.
    Por isso eu não quero estar sujeito a mais invenções deste treinador. Chega!
    Ele nao tem o apoio dos adeptos, ninguem pode apoiar um treinador com este tipo de ambição e atitude que demonstra ao por a equipa em campo e da forma como joga, não é treinador para o Porto. Se ele não pôs ainda o lugar á disposição é porque nao tem noção do que é Porto e do ridiculo que faz naquele banco.

    ResponderEliminar
  7. Parto do princípio saber o que escreve no que a contas diz respeito e sendo assim, fico mais tranquilo. Quanto ao futebol dizer isto: esta instabilidade seria muitissimo mais suave se o Presidente descesse do seu pedestal e marcasse presença junto do treinador fora do campo de treinos. Ele sabe perfeitamente que, mesmo não falando ( já era pedir muito...), essa atitude influenciaria os espíritos mais exaltados e ajudaria a conter as maledicências, provindas dos prostíbulos da escrita e da palavra lisboetas. E isto nada teria a ver com desculpas aos erros de Lopetegui/jogadores, antes, permitir estabilidade ao grupo de trabalho e precaver uma eventual debandada dos espectadores no Dragão. Big mistake president, big mistake.

    ResponderEliminar
  8. Boa noite. Nao sabendo o que vai acontecer no resto da epoca, porque podemos ser campeoes ganhar a taca de portugal e fazer um boa campanha na liga europa, tenho pra mim que sair lopetegui a escolha podera ser leonardo jardim ja foi elogiado por sr Jorge Nuno Pinto da Costa e devido a ma temporada do monaco quem sabe

    ResponderEliminar
  9. tudo isso é verdade. mas a equipa com este treinador nao joga pura e simplesmente, os espanhois que vieram nada acrescentaram e sao de media qualidade, este treinador é muito teimoso e percebe pouco de futebol e ainda nao percebeu que nao esta em espanha mas em portugal, talvez seja um compexo basco, lopetegui nao entende o nosso campeonato e dificilmente tera exito, faço o prognostico mais uma epoca sem ganhar nada infelizmente.

    ResponderEliminar
  10. O Vitor Pereira não foi despedido pós eliminação com o Málaga mas teve guia de marcha que depois quiseram corrigir.

    ResponderEliminar
  11. "No dia em que o FC Porto quiser escolher um novo treinador, terá que mudar de perfil. Chega de projetos de apostas de risco. Será necessário um treinador experiente. Habituado a lutar por títulos e a ter vedetas no balneário. Um treinador que saiba que tem que jogar quase sempre contra equipas fechadas, em maus relvados e a deparar-se contra o anti-jogo. Um treinador que saiba potenciar e evoluir jovens e ter que reconstruir a equipa ano após ano. E por fim, um treinador que saiba que vai ser mais criticado por uma derrota do que elogiado por 10 vitórias, um treinador que saiba que vai ter muita gente a não gostar dele - e não só clubes rivais. Quem achar que há alguém deste perfil livre, por aí, telefone ao presidente. A não ser que aproveitem a época festiva para pedir o Ancelotti."

    Quadratura do circulo.

    ResponderEliminar
  12. Já ficava satisfeito se a SAD ( principalmente) e os adeptos se convencessem que um treinador estrangeiro é uma tremenda asneira.

    Os Bons treinadores estrangeiros sao poucos e a procura é muita e paga MUITO.

    Já ficava contente com um Portugues que conhecesse bem o futebol portugues, o país (centralista) e preferencialmente o FCP por dentro.
    E claro competencia e alguma experiencia.

    ResponderEliminar
  13. Penso que há um erro na contas da UEFA já que os 12M da entrada na Champions caíram no ano passado. Temos de retirar esse valor aos anunciados 24,844M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes 12M€ referem-se ao prémio de apuramento de 2016-17 (e não o de 2015-16, que entrou em 2014-15), com o qual a SAD já está a contar.

      Eliminar
  14. Não consigo partilhar desse optimismo sobre a situação financeira.

    Na época passada não saiu ninguém porque se atingiu os oitavos. Em 13/14 foi vendido o Otamendi e o Lucho e ficaria surpreendido se não saísse ninguém em Janeiro.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  15. A derrota no Chelsea começou pelo treinador mas quem jogou foram os jogadores. A derrota com o Kiev começou pelos jogadores e acabou nas substituições do treinador. Há muito tempo que o Porto joga "à Barcelona" mas sem Messi, Iniesta Xavi etc. Parece andebol e detesto. Que adianta ter a bola em frente à area e invariavelmente meter a bola nos flancos e não centrar ou centrar sem ninguém bom a cabecear? (Só Varela sabe centrar...)
    Em Londres o pensamento foi: Bom...isto está difícil... vamos tentar aguentar 60 minutos o 0-0 e depois metemos a Aboubakar e seja o que Deus quiser! Santa paciência!Para grandes males...grandes remédios! O que aconteceria se o Porto marcasse o primeiro golo? Assim...aos sessenta já estava o resultado feito. Rui Faria não queres ser treinador principal? "Mais vale ser rei um minuto que príncipe toda a vida" (adaptado)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só Varela sabe centrar???... Se leu o comentário do próprio Aboubakar a seguir ao jogo, foi ele quem disse ao treinador que estava em fracas condições de ser utilizado, e com Osvaldo lesionado...

      Eliminar
  16. este espaco por si so ja é diferente de muitos que titulam o jornal a bola de travessa da queimada e bem,mas no blog dele nao permite opinioes contrarias a sua,o que parece usar o mesmo lema desse jornal,tudo a favor do slb,tudo contra o Porto.cump

    ResponderEliminar
  17. De facto com este espanhol espera-nos mais um ano a zero. Ele não inspira confiança pois anda sempre a inventar.Ver o Porto é como jogar no euro milhões nunca se sabe o que vem a seguir.

    ResponderEliminar
  18. O marco silva nao e esse que precisava de nao perder por 0-2 e o looser do wenger foi la e espetou lhe com 3 na peida? Sera que sentiu a falta do manto protetor? Num me fodam e deixem de promover a mediocridade.

    ResponderEliminar
  19. Paco Jémez sería treinador perfeito pelo Porto, é um técnico que aposta pelo futebol bonito e tene caráter necessário para dar desempenho à uma equipe jovem e talentoso como os dragões. Saludos desde España para los portistas,sois el mejor equipo de Portugal.

    ResponderEliminar
  20. Assim de repente, treinador com essas características, livre, só me ocorrem 2 nomes estrangeiros. Um deles, era o que eu já queria que tivesse sido a nossa escolha em vez de Lopetegui: Marcelo Bielsa.
    O outro poderia ser nesta altura Lucien Favre

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.