sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

De Osvaldo a Suk e um salto a Carregosa

Osvaldo foi uma grande jogada de risco na tentativa de ganhar uma solução. Correu mal. Só não sabemos o quão mal correu, pois o FC Porto nunca clarificou o moldes da transferência de Osvaldo.

Vai e não voltes
A única coisa que se soube foi que Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica, afirmou em direto na SIC Notícias que Osvaldo custou 4M€. O FC Porto nunca o desmentiu, e no R&C do primeiro trimestre apresentou despesas não discriminadas com outros jogadores de 8,62M€. Para quem se deu ao trabalho de desmentir os números da transferência do Hernâni, há um ano, numa diferença pouca, e não o faz quando Osvaldo é falado por 4M€, deixa a desejar a nível de coerência.

Osvaldo foi um erro, um playboy que estava mais interessado nas portuenses e no Porto do que no FC Porto. O Tribunal do Dragão escreveu na altura que Osvaldo nunca foi um goleador na carreira, mas havia a expetativa de que conseguisse pelo menos lutar pela titularidade com Aboubakar. Não resultou. E Osvaldo estava a ganhar o dobro de Aboubakar. Não deixa saudades e sai na linha de Pizzi.

Chega então Suk, uma opção muito longe de reunir consenso. Não é melhor do que Aboubakar neste momento e a médio prazo não promete mais do que André Silva. São jogadores diferentes, mas isso não é necessariamente bom.

Já estava contratado antes de Lopetegui ser despedido e entretanto vai chegar um novo treinador (que salvo um volte-face será Sérgio Conceição), o que deixará sempre Suk pendente face à sua integração nos planos do futuro técnico. Mas a maior incógnita prende-se com as caraterísticas de Suk, desadequadas ao modelo que o FC Porto teve nos últimos anos.

Suk é um avançado que faz a diferença quando tem 40 metros à sua frente, quando está num modelo de jogo que lhe permite ter profundidade. Nunca jogou numa equipa como o FC Porto, de posse, que joga com o avançado como apoio e não como referência para o passe longo. Vai acontecer o mesmo que a Hernâni há um ano (com a diferença de que Suk é mais jogador e tem mais provas dadas): ou o seu futebol sofre uma formatação ou vai ter dificuldades em entrar na equipa.

Ainda não sabemos que uso o futuro treinador do FC Porto quererá dar ao ponta-de-lança, mas não será difícil imaginar que manterá o 4x3x3. Suk jogava num esquema e modelo diferente em Setúbal, e é difícil encaixar este tipo de jogadores no mercado de inverno.

Suk até 2020
Suk gosta de tentar a meia distância e de assumir o um para um, mas não está habituado a jogar sem espaço, que é o que vai acontecer no FC Porto. Algo que pode não parecer importante, mas que é, é o facto de Suk ser... sul-coreano. Os futebolistas asiáticos, salvo algumas exceções, são por norma muito humildes, disciplinados, respeitadores, com muita vontade de aprender e trabalhar. São pontos a favor de Suk, pois não têm cá faltado pontas-de-lança com qualidades, que tinham que mudar/evoluir, mas não tiveram humildade para o reconhecer, exemplos vão desde Walter ou Ghilas a Osvaldo.

Suk, que terá custado um pouco mais do que os 1,7M€ noticiados (só se saberá no R&C - e também falta confirmar que foi Alexandre Pinto da Costa, uma vez mais, a lucrar num negócio do FC Porto), não é de todo a solução ideal, mas é ele quem já cá está. Resta desejar boa sorte ao sul-coreano, esperar que lhe deem espaço competitivo já na Taça da Liga e que consiga fazer dois pares de golos importantes na segunda metade da época. E oxalá que no verão não esteja já na lista de emprestáveis.

E por falar em empréstimos. O FC Porto sempre falou dos fundos como sendo importantes para chegar a jogadores mais caros. Tudo bem. Mas os leaks desta sexta-feira mostram que os fundos já servem outro propósito para a SAD, bem mais preocupante.

Conforme O Tribunal do Dragão aqui analisou na altura, o 3º trimestre foi particularmente difícil em termos financeiros para o FC Porto, que teve que recorrer a múltiplas formas de financiamento para pagar todas as despesas correntes (um crédito de 3M€, a 2 meses, com o Banco Carregosa, mais 1,5M€ com o Montepio e um financiamento de 5M€ da - não vale a pena googlarem - For Gool Co Ltd, que tem Herrera como garantia e retorno em caso de transferência). 

É normal para uma SAD, cujas receitas não constantes, ter que recorrer a créditos ao longo do ano para pagar todas as despesas. O que não é normal é ter que ser a Doyen a pedir um empréstimo para o FC Porto.

Com patrocínio da Doyen
Segundo os documentos leakados, o FC Porto começou por pedir um empréstimo de 3M€ à Doyen, que disse não ter fundos para isso. Então a Doyen assegurou as garantias sobre 80% do valor pedido pelo FC Porto ao Banco Carregosa, com a Doyen a entrar em contacto com o banco para que o empréstimo fosse feito. Contratamos jogadores da Doyen, com a Doyen, pagamos relatórios de jogadores, de scouting e de preferência sobre atletas à Doyen, e agora também usamos os connects da Doyen para ter dinheiro líquido.

Isto já não é depender dos fundos para contratar jogadores mais caros. É depender de fundos para conseguir financiamento para pagar salários e despesas correntes. Isto supera o limite do admissível na ligação aos fundos. Mais do que dependência, já começa a ser uma questão de sobrevivência para o FC Porto. Não queremos mais quatro anos disto.

PS: Suk é natural de um país asiático, com quase 50 milhões de habitantes, que tem uma das 15 economias mais ricas do mundo e poucos jogadores nacionais a jogar num clube do calibre do do FC Porto. E ainda assim, a sério que apresentam o rapaz com uma camisola sem patrocinador? Há muita gente a dormir.

PS2: Até domingo Rui Barros será o treinador do FC Porto e é com ele que vamos tentar buscar três pontos a Guimarães. A partir de segunda-feira será tempo de falar do seu sucessor.

27 comentários:

  1. TdD estou chocado! O Sérgio Conceição arranjou confusão em todos, repito TODOS os clubes por onde passou, e digo-os Académica, Olhanense (sou de Loulé e sei coisas dele que não lembram a ninguém) Braga..é absolutamente lamentável esta escolha, longe do dragão era perto demais...e termino como começei, estou chocado....

    ResponderEliminar
  2. O Suk tem de bom o facto de não ser um jogador muito caro e o dinheiro proveniente dos charters de coreanos quase dar para pagar a transferência.
    Acho que o André Silva devia ser emprestado a um clube da primeira liga, o Viória de Guimarães por exemplo

    ResponderEliminar
  3. Para substituto do Lopetegui preferia o professor Jesualdo ou o Zé Peseiro até final da época. Homens já experimentados que tinham a oportunidade de fazer um brilharete (ganhar o campeonato e pelo menos a taça).
    Depois para a nova época apostar num Villas-Boas, Marco Silva ou Leo Jardim e compor o plantel como deve ser.

    ResponderEliminar
  4. Boas TdD,
    Bem como socio e adepto do FCP, o que cada vez me esta a deixar mais preocupado é o buraco "negro" em que o clube esta a entrar.
    Para alem das questões desportivas que nao tem sido animadores, longe disso, a grande preocupação tem que passar pela gestão do clube que poucos falam mas que tem sido cada vez mais em prol de interesses pessoais em vez dos do clube.
    Não estando a favor do Lopettegui, mas enquanto ca esteve foi o unico a dar o peito as balas contra td e todos. Gostava de saber onde andam os membros da sad para defender o nosso clube como antes o faziam? Cada vez mais somos pissados pelos nossos rivais, pela comunicacao socail e etc e a sad nada?
    Tem-se passado coisas muito estranhas no seio do clube que n podem continuar assim, senao depois n ha quem o possa levantar.

    ResponderEliminar
  5. Apresentar o Suk sem patrocinador? Foi apresentado com o patrocínio da New Balance. a MEO só tem relevância em Portugal, no estrangeiro é irrelevante ainda mais na Coreia do Sul.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas podíamos... e devíamos, na minha opinião, ter encontrado algum patrocínio com relevância nessa região do planeta para enquadrar a contratação (painel, boné, etc, se por motivos contratuais não se pudesse utilizar a camisola).

      Só falta imaginação e um pouco de boa vontade.

      Eliminar
    2. O patrocínio quem o decide são as empresas patrocinadoras, são quem paga. Se não quiserem não há nada que o Porto possa fazer.

      Eliminar
  6. Não são boas noticias as relações entre o clube e os fundos, mas não sabemos a história toda, e até hoje o clube sempre soube viver no limite e com cartas na manga para não ser como dizia o outro "comido de cebolada". Não significa que como adeptos não devemos estar atentos e exigir informação.

    Em relação ao treinador, se é para trazer o Sérgio Conceição realmente o melhor é deixar lá o Rui Barros, absolutamente ridiculo. É claramente a SAD a tirar-se do foco e a entregar mais carne para canhão. Inadmissivel depois de 2 treinadores sem capacidade, recrutar-se um terceiro, as consequências têm que existir, os adeptos têm paciência mas não são seguidistas como alguns acreditam.
    Eu sou um pouco realista e não acredito que a equipa consiga ressurgir com moral e mudar a mentalidade que tem, porque para isso necessita limpar um pouco aquele balneário e trazer gente com vontade de lutar diariamente pelo clube e não pela transferência, mas se isso também pouco interessa para quem dirige, como vai interessar aos jogadores?

    ResponderEliminar
  7. Sergio Conceição?
    Foda-se
    Para isso mais vale desistir já.
    Firmino Alves

    ResponderEliminar
  8. Sérgio será a demonstração que esta SAD não consegue atrair um treinador de futebol. Qual a escola, preparação, currículo, títulos, referências? Nada disso é necessário para ser treinador do Porto neste momento. Cada vez cheira mais a fim de ciclo.

    ResponderEliminar
  9. TdD,

    Alguma notícia quanto a possíveis candidaturas a presidente? Isto para além de Baía e o "desmentir" de Oliveira.

    ResponderEliminar
  10. Bola Branca que costuma saber o que diz, afirma que SC não será o próximo treinador e que estamos divididos entre LJ e MS! Espero que esteja certa e que por uma vez na vida o TdD esteja errado.. :)

    ResponderEliminar
  11. Pelo amor de Deus faça chegar à sad através de si que nós os adeptos do Porto não queremos o Sérgio Conceição como treinador do nosso clube. A sad andará a gozar connosco? O objetivo será o de afundar o clube para sempre? Contratar um treinador por seis meses? Que motivação tem um jogador sabendo que o treinador que vem é só por seis meses? Será que o treinador a prazo consegue impor -se perante o plantel? Ok poderão dizer me que todos os treinadores estão a prazo. Mas Sérgio Conceição? Não brinquem connosco.é preferível continuar com o Rui Barros e no final da época ter um treinador de renome. Agora isto não por favor.o homem como treinador pura e simplesmente não presta. Tdd você acredita que há portista que dizem que se for ele preferem que o Porto não ganhe nada que é para não levarem com ele durante mais dois anos? É triste chegar a este ponto e dizer isto. É minha opinião que até o tribunal do dragão percebe mais de tactica.quanto ao suk desejo lhe a melhor sorte e que nos dê muitas alegrias

    ResponderEliminar
  12. Caro TdD, para alem da falada comissao ao alexandre por mais um craque, tenho ouvido que tb no negocio da Meo veio sacar uma bela quantia...eu ate me custa a acreditar que tal seja possivel, mas com a falta de respeito com o nosso clube e socios que tenho visto ja nem digo nada...em relacao aos adiantamentos da Doyen é mais um ato de uma gestao financeira ruinosa, o negocio da Meo veio adiar o problema, em breve teremos as receitas futuras todas antecipadas (quem vier depois que arrume a casa).

    ResponderEliminar
  13. Se for o Sérgio Conceiçao resigno me este ano e a partir do momento que for apresentado passo só a ver a equipa B e as modalidades! A ser verdade só pode ser um atirar de toalha ao chão da sad e assim sendo já começa a ser erros a mais pa "super estrutura"! Pdc tem de levar um abanão nas eleicoes e ser eleito (sim porque vai se lo porque nao ha candidatos, se a "crise" estala mais cedo...) com menos votos que o normal!
    A ser um treinador para transição que seja o Jesualdo!

    Mais importante agora é domingo ganharmos porque pelo menos hoje a lagartada acabou lhes a mijeira!!

    ResponderEliminar
  14. Será que estamos mesmo dependentes destes fundos?
    Será que não poderá existir outras formas de trazer jogadores para a equipa A?
    Isso seria um bom tópico a ser desenvolvido aqui no Tribunal do Dragão.
    Uma sugestão.

    ResponderEliminar
  15. Caro TdD, não me parece lógico que seja o SC se formos analisar o timing da contratação ( jogo com Guimarães no fim semana) atendendo ao facto que deverá estar no banco com devido respeito não me acredito. No máximo deverá estar em banho Maria no caso da opção principal falhar( convicto que vai ser MS) . Vamos aguardar e esperar uma vitória amanhã que vai ser fundamental para o resto do campeonato. Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  16. O Suk pode estar a afirmar-se como jogador ou simplesmente a atravessar a melhor fase da carreira. A ver vamos.

    Mas onde eu acho que o Porto deveria apostar as fichas era no Diogo Jota. Andam a dormir mais uma vez, parece-me. E depois temos de levar com jogadores da Doyen que custam o quíntuplo e não vêm cá fazer nada.

    ResponderEliminar
  17. O Sérgio Conceição tem a mística do Porto, disso não há dúvidas, mas será que tem os conhecimentos técnicos?

    ResponderEliminar
  18. Boa noite caros (des)Portistas,

    em relação a Suk, é um jogador que apresenta características muito boas e já desde os tempos em que jogava no Marítimo mostrava pormenores de qualidade. Por isso o FCP perdeu uma boa oportunidade de o contratar a custo zero quando terminou contrato com o Al-Ahli (foi o Vítor Pereira que pediu a sua contratação, o que acabou por se concretizar, salvo erro por 3 milhões de euros, quando este jogava no Marítimo). Agora paga-se a transferência e a respectiva comissão...

    Quanto ao Sérgio Conceição, é portista (acho que não estou enganado) e apesar dos atritos com as direcções dos clubes por onde passou, tem cumprido os objectivos. Acho que a sua imagem ficou um pouco manchada pela final da Taça de Portugal perdida para o Sporting (penso que nesse jogo cometeu o erro de tentar dar o prémio carreira ao Alan, o que acabou por correr mal, mas isso são outros assuntos...).

    Relativamente à apresentação do jogador Suk, sem um equipamento com patrocinador, independentemente de ter ocorrido desse modo, acho que a imagem externa do clube tem sido pouco potencializada desde que o FCP ganhou a Liga dos Campeões.

    No que diz respeito à Doyen, são situações que devem ser corrigidas num futuro próximo, actualmente o clube é refém da Doyem, mas com uma melhoria da gestão pode-se, aos poucos, romper estas "obscuras" ligações.

    Para resumir: Acho que Suk pode ser uma agradável surpresa; o André Silva deveria permanecer no plantel principal do FCP (e ter mais minutos); Sérgio Conceição se vier fará com certeza um bom trabalho e a Doyen tem que ser afastada.

    Para finalizar, acho que o FCP apresenta jogadores cujas características são mais indicadas para um 442 do que para um 433. Por vezes penso que estão demasiadamente agarrados ao 433.

    Cumprimentos a todos os leitores e ao TdD, ficam dadas as minhas opiniões.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi, numa entrevista, o Conceição dizer que era da Académica de Coimbra. Até há lá na cidade um estádio com o seu nome.

      A conferência de imprensa soou a despedida. Resta saber onde acaba a época.

      Eliminar
  19. Meus caros, vamos lá: anos e anos a protestar que não existe mística no Porto, que falta quem sinta o clube, que é só mercenários. Fala-se em Sérgio Conceição que TRANSBORDA mística. Protestam porque vai é enterrar o clube, mais vale desistir já, só ser for para a equipa B, etc etc. Vamos lá caraças...

    ResponderEliminar
  20. Eu nem quero acreditar que o Sérgio C. seja sequer pensado, quanto mais contratado. Por outro lado, não deixa de ser incrível o clube mandar embora o Lopetegui sem ter ninguém em carteira. O que é feito do presidente que antecipava tudo, que nunca era apanhado "descalço", que tudo conseguia prever? Relativamente à apresentação do SUK, não me admira rigorosamente nada, depois de ver a não apresentação do Casillas. Como outros diriam julgo que para nós portistas " o inverno está a chegar"...

    ResponderEliminar
  21. TdD ainda acha que o SC tem fortes possibilidades de ser o próximo treinador do nosso Porto?

    ResponderEliminar
  22. Não sei qual é a fonte do TdD para dizer que Sérgio Conceição será o novo treinador do FCP, mas para mim, acho que nunca teve nos planos. Mesmo antes de nos ter imposto a derrota de ontem em Guimarães que ainda estou a digerir.
    Acredito piamente que o treinador será André Villas-Boas, aposto todas as minhas fichas nisso, o FCP quer, o AVB quer, os adeptos querem e os jogadores sabem que virá para ser uma aposto de futuro e nada de temporário, por isso, acredito que também o queiram. Resta saber é quando, será agora? Será no final da época? Vamos assumir um temporário e indirectamente dizer que esta época já não se acredita? Terá sido por ser requisitado para temporário que o SC ontem falou daquela maneira na flash-interview? Há muitas incertezas, mas uma coisa é certa, esta direção já deu o que tinha para dar, tanto tempo para definir o futuro do clube?! O que é demais é moléstia!! Esta sonolência já enjoa, nós não estávamos habituados a isto!

    ResponderEliminar
  23. Nunca gostei de Lopetegui, da forma como a equipa jogava e da maneira que o plantel era formado (muitos numa posição, poucos noutra...um desiquilíbrio toral). Mesmo antes da saída de Lopetegui, que mais me preocupava e preocupa cada vez mais, é o "desnorte" do nosso FCP. Parece que só chegam jogadores referenciados pelos fundos, parece que os fundos já são importantes também no financiamento do clube para despesas correntes...isto sim, é muito preocupante! Atualmente, vejo que a família Pinto da Costa (e seus ajudantes) anda a servir-se do clube e não a servir o clube. Não existe um plano pensado como antes existia:
    - sai hoje um treinador, mas ontem já se tinha acordo com outro
    - sai hoje um jogador importante, mas o seu substituto já estava preparado: por exemplo, Ricardo Carvalho, Bruno Alves, Lisandro, entre outros, foram preparados e na hora certa estavam prontos. Hoje em dia não há nada, só existe a questão "Quem é que podemos ir buscar à Doyen?"

    É certo que no desporto não se pode vencer sempre, ou pelo menos é muito díficil. Mas caramba, o rigor nunca se pode perder. Começo a pensar que quando Pinto da Costa sair, caso saiam também os seus discípulos, muito se vai descobrir no FCP e iremos ter uma batalha pela frente para voltar a ser um clube vencedor.

    E já agora, para quem tanto critíca a falta do portismo na equipa, que comece é aperceber que esse portismo desapareceu primeiro na liderança. Aquele líder, aquele Presidente...já não temos.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.