sábado, 7 de março de 2015

«Agora gostam do nosso futebol»

Pinto da Costa disse-o e nós concordamos. Tem sido um regalo acompanhar o FC Porto. Uma equipa que luta do primeiro ao último minuto, que sabe o que fazer em cada momento do jogo, que se dedica de corpo e alma a uma luta que sabe que não depende de si própria para vencer. 

2 jogos, 4 golos, 6 pontos
Ao Braga aconteceu o mesmo que ao Sporting: não conseguiu cheirar porque o FC Porto não deixou. O Braga é a equipa mais forte em Portugal nas transições rápidas, mas não conseguiu criar um único lance de perigo. Mérito absoluto para Lopetegui e para os jogadores. O FC Porto age e reage, domina e aniquila. O projecto idealizado no início da época ganha forma.

O FC Porto continua a crescer, mesmo em circunstâncias adversas e que não pode controlar. Percebe-se o receio dos caça-tachos, que são anti-Vieira, pró-Moniz e pró-Rangel até se tornarem vieiristas convictos pelo lugar no poleiro, e do único director de comunicação de um clube a fazer capa de um jornal a choramingar pela arbitragem (numa época em que a única derrota do FC Porto foi, unanimemente, reconhecida como um  roubo em Barcelos, tanto que Bruno Paixão não voltou a apitar o FC Porto - já lá vão mais de 3 anos). E que agora também se torna o único a comprar espaço num jornal estrangeiro para plantar um artigo de (des)opinião. Não tremam, estimados rivais. O Arouca é um docinho (experimentem o pão-de-ló lá do sítio) e está tudo nas vossas mãos. E quanto mais suarem, mais a coisa escorrega.





Casemiro (+) - O melhor jogo pelo FC Porto. Foi perfeito para aquilo que era necessário hoje: alguém que desse dimensão física ao meio-campo, que matasse todos os ataques do Braga pela zona central, que fosse agressivo (no bom sentido) à reacção à perda da bola. No início de construção tem sempre dificuldades (demasiadas, até), mas para destruir o FC Porto não tem como ele no plantel. Volta a sofrer mais faltas do que aquelas que cometeu (sofreu 7, cometeu 2) e foi o jogador com mais recuperações de bola. Às vezes não é preciso um jogador que faça tudo bem, é preciso sim alguém que faça o que é preciso. Feito.

Patrão Marcano
Marcano-Maicon (+) - Um senhor jogador, Iván Marcano. Desde que Lopetegui apostou nesta dupla, o FC Porto não sofreu um único golo (já lá vão 6 jogos), e melhor que isso, quase não permite ocasiões de golo aos adversários. Além das valias defensivas (antecipação, jogo aéreo, velocidade), é o central que melhor constrói e que mais consegue acelerar o jogo. Maicon por vezes (ok, muitas vezes) quer adornar, mas tem estado muito bem. Uma dupla que reclama todo o mérito.

Agir e reagir (+) - Lopetegui deu ao jogo aquilo que o jogo pedia. Começa por arriscar ao retirar Evandro e meter Brahimi a 10. Chega ao golo, então reorganiza a casa, com a entrada de Rúben Neves (excelente entrada). Incansável nas instruções para o posicionamento dos jogadores. Não é alguém que espera que as coisas aconteçam, mas sim que tenta conduzi-las nesse sentido. De repetir os elogios das últimas semanas: o FC Porto é fortíssimo na reacção à perda da bola, na ocupação dos espaços e na pressão. A equipa está top neste capítulo.

Tomou-lhe o gosto (+) - Duas assistências no Bessa, 3 golos ao Sporting e agora mais um golo decisivo. Para um tipo que define mal, isto nos últimos 3 jogos está bastante razoável. Excelente momento de Tello, finalmente numa dinâmica que potencia as suas características (ponta-de-lança a baixar para depois meter a bola entre-linhas).

Outros destaques (+) - Mais um bom jogo de Alex Sandro. Começou por cruzar mal, uma, duas, três vezes, mas subiu de rendimento no decorrer da partida e acaba o jogo com um pulmão impressionante. Herrera tem um papel importante em termos de pressão e equilíbrio no meio-campo, mas revelou muito desacerto no passe e hesita demasiado na hora de rematar. Brahimi bastante melhor após o intervalo, boa entrada de Aboubakar (não se limitou a substituir Jackson - fez o papel dele. Uma coisa não implica a outra, mas felizmente assim foi). Confiança máxima para o Basel.





Bolas paradas, outra vez (-) - Mais uma dezena de cantos onde a equipa não consegue sequer ganhar um lance de cabeça e rematar à baliza. É a maior crítica ao FC Porto de Lopetegui, porque isto é algo que se trabalha e no qual não se vê evolução desde o início da época. Mesmo tendo 4 jogadores fortes no jogo aéreo, um canto raramente tem sido sinal de perigo.

A rever (-) - Percebe-se algum nervosismo inicial (o FC Porto tinha de perceber se o Braga ia pressionar alto ou não, se ia subir a linha defensiva, se ia jogar com o triângulo invertido no meio-campo, etc. - demora sempre algum tempo a encaixar), mas a quantidade de passes falhados nos primeiros 15/20 minutos foi comprometedora. A partir daqui foi sempre a crescer, mas nunca podemos subestimar a importância de marcar cedo (coisa que não tem sido fácil de fazer). Brahimi, na primeira parte, e Quaresma demasiado inconsequentes. É básico, e eles sabem-lo: se estão rodeados por 2 ou 3, não é para fintar, é para passar, porque se estão a arrastar marcações é sinal que têm colegas soltos. Colocar mais gente nas zonas de finalização e ser mais assertivo nos remates não fazia mal nenhum (em boa verdade, Matheus só fez uma ou duas defesas).

Se perdemos um soldado (Jackson), outro se erguerá (Aboubakar), pois a guerra continua. 10 finais, 30 pontos. Até ao fim.

PS: Os portistas sabem que ninguém tem pior perder que Sérgio Conceição. Sempre foi assim. Não é defeito, é feitio. Estamos a falar de alguém que se chateou por não ter sido titular no jogo de homenagem ao Deco. Mas essa «certeza absoluta que é penalty claro» precisa de ser revista. Jorge Sousa, que já tinha feito uma arbitragem quase perfeita no último FC Porto x Benfica, confirma que é provavelmente o melhor árbitro português no activo.

O Jogo, 07-03-2015

16 comentários:

  1. O colectivo está a jogar de forma fantástica. Individualmente, difícil de escolher o melhor em campo entre Marcano, Casemiro (tanta porrada leve este rapaz) e Tello. Escolhi o Marcano por um motivo simples: era o mais desconhecido dos três. Comprado discretamente, por um valor também discreto, parecia destinado a concorrer com o Reyes pelo banco de suplentes. De Espanha diziam que a sua melhor época até tinha sido como lateral esquerdo e não a central. E veja-se só que senhor central é este Marcano...

    ResponderEliminar
  2. TD metam também análise dos lances dos outros jornais como a A Bola e o Record. Não que eu duvide da análise do O Jogo, é que quando partilho isto os benfiquistas e sportinguistas vêm sempre dizer que neste site só mostram a análise que convém ao Porto. Grande vitória do FCP, Marcano pra mim foi o melhor jogador, é acertivo na defesa e sabe sair a jogar, melhor defesa deste campeonato, prefiria que o Indi estivesse no lugar do Maicon, também é bom no passe, e não compromete tanto como este. Mas se esta dupla resulta entao sigaaa!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Preocupadíssimo com o que adeptos de outros clubes dizem, não haja dúvida. Mas respondendo concretamente à questão, A Bola e o Record não fazem análises aos casos de arbitragem com ex-árbitros. Diferentes sujeitos (não necessariamente qualificados) para diferentes decisões com diferentes equipas. Não faz sentido tomar o que dizem A Bola ou o Record como critério, pois para esses mesmos jornais não há critério.

      Eliminar
    2. Nunca estou preocupado com o que os rivais dizem, simplesmente nao queria dar hipóteses de dizerem que nós temos medo de mostrar o que os outros jornais dizem, mas foi muito bem respondida e concordo inteiramente.

      Eliminar
  3. Gostava só de dar uma palmada nas costas ao tribunal sobre o aparte para com o Sérgio: para quem, como eu, sempre foi um fã dele como jogador sabe que isto não tem nada a ver com o respeito que o Sérgio tem ou deixa de ter para com o FCP (esse dá para vê-lo na forma sempre respeitosa e carinhosa com que ele se dirige ao nosso presidente), mas sim mais com o seu carácter, que quando era aplicado em campo me fazia rejubilar de prazer.

    P.S.
    Eu sei que não tem muito que ver com este post, mas é uma forma rápida de colocar esta questão ao Tribunal: descobri este blog há pouco tempo, mas já sou um leitor diário assíduo e não me deixa de assombrar a qualidade dos vossos artigos, e mais que isso, a capacidade de arquivista e detalhe das vossas intervenções. Há posts aqui que claramente requereram horas de trabalho a quem os escreveu, um bem haja. Dito isto, há quanto tempo existe este blog? E mais do que isso, se como suspeito existir há mais tempo do que aquele que os arquivos do blogspot permitem auferir, há algum sítio onde os possa adquirir?

    Saudações portistas,

    J. Silva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O blog existe desde Junho. Não há outro arquivo.

      Eliminar
  4. Não concordo nada com dois pontos: Casemiro e mérito total do Porto na ausência de possibilidades de golo do Braga por transição rápida.
    Primeiro, sobre o Casemiro, é ridículo como jogo após jogo se expõe os centrais a situações de tanto risco. Ainda para mais quando o Fabiano se sente tão desconfortável com a bola nos pés (cada vez menos, ainda assim, acredito que aquele lance contra o Estoril tenha aberto os olhos do Brasileiro). Casemiro não baixa, não define e ainda é um obstáculo do Herrera e Oliver (agora Evandro) quando baixam no terreno, que têm de o contornar variadas vezes.
    Ainda assim, é verdade que ontem esteve bastante bem a destruir. Apesar de, lá está, por vezes ser ele a corrigir o próprio erro.

    Por outro lado, é óbvio que houve mérito na limitação da maior arma do Braga. Ainda assim, o Braga esteve muito abaixo daquilo que pode fazer. Muito mérito do Porto, mas não total, que também houve bastante aselhice na saída do Braga.

    Só gostava de referir uma última coisa, sobre o Jackson. Mais uma lesão, que não li ainda se é grave ou não, mas que aparece sensivelmente no mesmo período da lesão... do Helton. Pelo menos que signifique que o Aboubakar aparece em grande e o Gonçalito também tem umas aparições de bom nível.

    De qualquer forma, mais um excelente texto. Obrigado pelo contributo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em relação aos nossos adversário serem fracos, não leve a sério o que a CS quer parecer.

      Se vir bem os nossos jogos repara que estamos fortíssimos no momento de perda de bola. Não necessariamente numa pressão asfixiante sobre a defesa adversária (por vezes sim), mas mais na ocupação rápida dos espaços, o que impede os adversários de progredir e obriga ao erro.

      Basileia (fora), Sporting, e Braga (fora), três equipas diferentes, fortes e que não tiveram oportunidades de golo à exceção do golo do Basileia.

      Por último, na minha opinião, este "ciclo complicado" que começou frente ao V.Guimarães só termina no domingo frente ao Arouca. É uma jornada pós-Champions, com um adversário teoricamente mais acessível, mas não podemos facilitar em nenhum jogo.

      Eliminar
    2. Não desvalorizei em nenhum momento a equipa do Braga. Aliás, é uma das equipas em melhor momento, apesar do futebol um pouco às 3 pancadas.

      O que quis dizer é que a reação à perda de bola pareceu melhor devido à lentidão de processos do Braga.

      Mas concordo em absoluto que vimos de uma boa série de jogos e resultados, com boas exibições e intensidades elevadas à mistura. Muito honestamente, não estava à espera de uma resposta tão boa. Quer por parte do Lopetegui (a qem reconheço qualidades e boas ideias mas parece que falha sempre alguma coisa), quer por parte da equipa. Encararam muito bem este ciclo.

      E por falar em ciclo, não concordo que acabe em Arouca. Acaba no último dia da época. Até lá é para ganhar todos os jogos, caso contrário é ridículo pensar-se em ser campeão. Mas concordo com esse ponto de vista, é um jogo sempre complicado devido à diferença de ambientes e intensidade. Diria que é um bom jogo para lançar o Gonçalo Paciência, talvez. Mas a seu tempo uma análise mais condigna será feita.

      Eliminar
  5. Como jogou o Evandro?
    Não vi o jogo!

    ResponderEliminar
  6. Foi um jogo razoavel. Muito bom do ponto de vista defensivo e de cobertura de espaços. Estamos muitos fortes a defender e vai ser dificil alguma equipa nos ganhar assim. Porém, para o ano temos que corrigir a posição de GR e de central, neste caso Maicon.
    Gosto do Maicon, tem muito potencial, é um bom central, mas tem diarreias cerebrais em quase todos os jogos que um jogador de uma equipa como o FCP não pode ter. Fica desconcentrado de repente e falha passes perigosos pondo assim em risco a nossa baliza. Inadmissivel e acontece em quase todos os jogos. Fabiano, por sua vez, acho que não tem qualidade para o FCP. É GR de equipa pequena. Muito forte quando tem muito trabalho, fraco quando tem pouco. Muitas falhas tecnicas. Só ontem foram 2 que poderiam ter tido consequencias muito graves. Talvez Helton não seja a solução, Gudino? Experimentar na pré época talvez.

    Tello muito bem a finalizar, Marcano imperial. Pena a lesão do Jackson, mas o Aboubakar vai corresponder.

    Joel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Fabiano está a beneficiar de um processo defensivo muito sólido e por isso não tem sofrido golos. Mas a intranquilidade com que aborda cada lance é gritante. Acredito que o Porto terá um novo guarda-redes na próxima época, até lá, todo o apoio possível a Fabiano.

      Eliminar
  7. http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT76303

    Com esta petição contra o RS , elevai achar que em Braga houve penalty???

    ResponderEliminar
  8. Tal como já comentei, Lopetegui foi a melhor contratação desta época, se vamos ou não ser campeões num ano em que se está a fazer o possivel para forjar um, não sei, mas tenho a certeza de sê-lo se este projecto for concluido. Jackson, recupera bem e volta com saúde, ninguém merece estas coisas, mas tu muito menos.

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.