segunda-feira, 23 de março de 2015

Ao sprint ganhamos nós!

O debate do copo meio cheio/meio vazio ainda dura. E vai variando conforme o optimismo/pessimismo de cada adepto. Como foi dito aqui, nenhuma equipa passa de bestial a besta, mas é perfeitamente admissível e normal passar de bons jogos a um mau jogo. O Bayern Munique que o diga, por exemplo. Mas não podemos ser incoerentes.

Época 2012-13
Não podemos aceitar que o empate contra o Nacional foi bom. Não foi. Semana após semana, Lopetegui e os jogadores seguiram sempre o mesmo discurso: «Temos que ganhar os nossos jogos e fazer o nosso trabalho». O nosso trabalho não foi feito. Depois de 7 vitórias consecutivas, sempre sem sofrer golos, é normal sofrer um deslize, sobretudo num estádio onde é sempre difícil jogar. Mas não queiram fazer deste empate algo de bom, porque a missão carpe omnium não foi cumprida. Era difícil fazer o pleno de pontos desde a derrota com o Marítimo, mas a quebra numa série de vitórias nunca pode ser vista como algo de bom.

No máximo, aceita-se que tenha sido um jogo negativo... numa jornada positiva. Sim, o FC Porto saiu da 26ª jornada com menos um ponto de atraso e a depender matematicamente de si próprio. Mas depois há a análise que fazemos do calendário que resta. Havia quem depositasse grandes esperanças no Braga. Eu não, depositava no Rio Ave, treinado por um dos três melhores treinadores portugueses da liga, uma equipa organizada, com qualidade, preparada e que luta como poucas.

Prova disso é que ninguém falou de uma derrota injusta do Benfica. Foi uma vitória justa do Rio Ave. Ora olhando para as 8 jornadas que faltam, exceptuando o clássico, não vejo nenhuma equipa com condições para tirar pontos ao Benfica como o Rio Ave o fez. É possível que percam pontos? Claramente. Mas aí não vamos ter que esperar apenas por um dia bom do adversário, teremos também que esperar por um dia mau do Benfica. São poucas as equipas que têm capacidade de ganhar a um grande depois de perder dois jogadores (e logo os melhores) por lesão na primeira parte. Mas também não fiquem à espera que todos os adversários contem com um penalty e uma expulsão para ganharem ao Benfica. O Rio Ave teve mérito, mas com uma injeção de sorte, que bem fez por merecer.

Época 2010-11
O Benfica vai disputar 5 jogos na Luz, mais um em Belém, um Barcelos e outro em Guimarães. Ao FC Porto, o que resta fazer é não facilitar, a todo o custo, nas 3 jornadas antes de ir à Luz. Três jornadas, 9 pontos, e de preferência tentar melhorar a diferença de golos (todo o cuidado é pouco). Na Luz, logo veremos qual a abordagem que Lopetegui considerará mais adequada. Não vale a pena estarmos a pensar já que temos que ganhar por 3 quando ainda faltam 3 jornadas até lá.

Dito isto. Jorge Jesus disse em Janeiro: «Somos sempre melhores na segunda volta». Ora o Benfica perdeu 5 pontos na primeira volta e na segunda já lá vão 8. Já não está a correr como ele esperava. Numa altura em que ainda levavam 4 pontos de vantagem na liderança, viu-se adeptos a apertar o treinador, a pegarem-se com o capitão de equipa, a tresandarem a pânico. O empate na Choupana minimizou este receio. Por isso é que o empate, por si só, não pode nunca ser visto como algo positivo.

Mas o Benfica não só está a ser pior na segunda volta como tem todos os motivos para tremer: nas pontas finais, ao sprint, o FC Porto é mais forte. Vamos ver os últimos 8 jogos das últimas épocas.

Época 2007-08: três pontos perdidos já com o título garantido
Época 2008-09: dois pontos perdidos já com o título garantido
2009-10: pleno, perfeito. Mas não chegou para recuperar dos estragos no túnel
2010-11: dois pontos perdidos já com o título ganho
2011-12: dois pontos perdidos, sem prejuízo no título à 28ª jornada
2012-13: último deslize na ilha. De resto, final perfeito
2013-14: a pior época. O título já estava perdido
Excepção feita ao annus horribilis 2013-14, o FC Porto esteve sempre fortíssimo nos finais de época. Tirando a última época, em 48 jogos disputados em finais de temporada, o FC Porto só perdeu um... e tinha que ser contra uma equipa madeirense. Mas não houve prejuízo. E nos poucos empates que houve nessa recta final, nenhum tirou o título ao FC Porto. 

Ao sprint, quem manda somos nós. E nos finais de época das temporadas em análise, em 5 jogos contra o Benfica ganhámos todos. Agora o registo do rival.

2007-08: 12 pontos perdidos. Mais que o FC Porto em 6 épocas...
2008-09: 8 pontos perdidos, nova festa antecipada para o FC Porto
2009-10: o melhor fim de época do SLB. Mas perde 3-1 com o FC Porto a jogar com 10
2010-11: conseguiu perder a liga em casa, a cinco jornadas do fim. Mais 12 pontos ao ar
2011-12: foi líder. Acabou a 6 pontos do FC Porto
2012-13: perde cinco pontos, dois deles em casa antes do clássico que Kelvin decidiu
2013-14: já tinha o título ganho. Perde 5 pontos e um clássico
Nas últimas sete épocas, o Benfica só teve um final de temporada tranquilo: 2013-14, aquele em que o FC Porto mais cedo ficou afastado da luta pelo título. De resto, o FC Porto foi sempre mais forte, venceu 5 vezes o Benfica nas pontas finais, recuperou de empates que podiam ser comprometedores e a única derrota que sofreu foi já a feijões. O Benfica não lida bem com a pressão se tiver o FC Porto à perna na fase final da época.

Em modo Tello, no sprint final, somos mais fortes. Somos muito mais fortes. Não temos que fazer história. Basta repeti-la. 

38 comentários:

  1. Lá estás tu a dar-nos esperanças! Por estes lados continuo pessimista!

    ResponderEliminar
  2. A história vale o que vale, para mim vale pouco porque estatisticamente as possibilidades de se repetir diminuem sempre com o tempo. É matemática simples.
    Atendendo às condicionante existentes este ano, mais 3 jogos em Abril num calendário muito mais preenchido, tendo jogos fora mais difíceis, Madeira, Rio Ave, Bayern e Benfica, confiar que a história se repita acho optimismo a mais que pode não ser amigo.

    ResponderEliminar
  3. É um facto que o Porto nas regras finais dos campeonatos consegue superar se a si próprio. Tem sido um dado adquirido ao longo destas últimas épocas. Agora julgo eu e não estando eu a cometer um erro de palmatória, as equipas quer técnica quer de plantel eram superiores a actual. Penso que Villas-Boas é melhor treinador que o actual. Poderemos comparar o João Moutinho com Herrera? O hulk com o brahimi? O Fernando com o Casimiro? O James com o Ruben neves? É evidente que este jogo da Madeira foi um duro golpe para as aspirações do Porto. Foi dado uma motivação extra a dita associação recreativa e cultural do Alto dos Moinhos. São jogos e resultados que não podem acontecer especialmente após o Porto ter feito uma série de 7 jogos sem perder e os quais 4 de elevada dificuldade. Guimarães, Boavista, Braga e Sporting. Esta época já são 5 pontos perdidos na madeira. 5 pontos que nesta altura do campeonato faziam do Porto líder com 2 pontos a mais. Mas tudo é possível tal como foi possível ganhar na luz por 3-1 ou pelos famosos 5-0. Mas esses foram jogos para competições diferentes e não para o campeonato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os 5-0 foram no dragão para o campeonato

      Eliminar
    2. 0-5 para a supertaça

      Eliminar
    3. Exactamente. Era treinador o António Oliveira. Empate nas antas e depois o Porto aplicou chapa 5 na luz

      Eliminar
  4. O essencial nesta recta final passará, igualmente, por mover uma boa base de apoio à equipa e à estrutura! Precisamos de apoio e não de pressão!
    Força Porto! A derrota poderá ser enorme, mas a vontade de vencer supera!

    ResponderEliminar
  5. TdD, não acha que o Nacional consegue tirar pontos ao Benfica?
    Eu acredito e explico porquê:
    O Manuel Machado sabe o que faz, detesta o Jesus (incentivo para vencer) e terá duas semanas para preparar bem o jogo, com a vantagem de ter a maioria do plantel (senão todo), enquanto o Benfica cede jogadores para as seleções. O Nacional é bem capaz, por isso, de pontuar na Luz.
    Contra o Belenenses não perdem pontos, dadas as relações. Tenho sérias dúvidas.
    Contra a Académica... Efeito Viterbo!! Desde que entrou ainda não perdeu e quem sabe se o autocarro na Luz não se aguenta (e se tiverem perdidos pontos com o Nacional, a pressão aumenta exponencialmente).
    TdD, sinta-se à vontade para rebater algum argumento que usei e, se assim o desejar (e agradeço desde já), dê a sua opinião.

    Um abraço e obrigado por este grande espaço.
    AD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu a ver que a confiança reina a valer por aqui :). Com estes prognósticos somos campeões com uns 6 pontos de avanço.

      Eliminar
    2. Se assim for vai festejar?!?

      Pedro

      Eliminar
  6. O Manuel Machado perdeu os últimos 6 jogos contra o JJ, em 12 jogos no Estádio da Luz nunca venceu nenhum e o Benfica este ano, na Luz, só perdeu pontos com o Sporting e só sofreu 2 golos (o último em setembro). O Nacional, nas últimas sete visitas à Luz, perdeu sempre.

    Em toda a época, o Nacional só ganhou dois jogos fora de casa (Moreirense e Paços de Ferreira), e esses dois jogos acabaram 3-2. Fora de casa, só por uma vez o Nacional não sofreu golos (Gil Vicente, em novembro).

    Tendo em conta que o Nacional raramente ganha fora de casa, o Benfica raramente sofre golos na Luz e o Nacional sofre golos sempre fora de casa, tudo o que não for uma vitória tranquila do rival será mais que uma grande surpresa.

    Em relação à Académica na altura se verá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pela resposta, TdD.
      Admito que não sabia que o Nacional era tão mau fora de portas. Mas, corrija-me se estiver errado, o Nacional ganhou nova vida em janeiro, depois do mercado, correto?
      Antes do Clássico, a equipa em que acredito mais para lhes tirar pontos é a Académica. Precisa de pontos e, como disse, têm-se aguentado bem.

      Hoje fiquei a saber de algo que me faz acreditar ainda mais no campeonato:
      http://www.ligaportugal.pt/media/6772/reg_competicoes-2014-2015.pdf
      Caso ganhemos 3-1 na Luz, aplica-se a alínea c) e, por isso, em caso de vitória nos outros jogos todos do campeonato, somos campeões, independentemente do que fizer o rival. Convém dizer que a última vez que ganhamos lá 3-1 foi depois de... termos perdido 2-0 no Dragão, para a Taça. Quem sabe se a história não se repete, desta feita para o campeonato...
      Vai ser muito difícil, mas acredito no campeonato. O portismo faz-me acreditar sempre. E nem é uma missão tão impossível como muitos pintam. Confiança total na nossa equipa e no nosso (grande) mister.

      AD

      Eliminar
    2. Esqueci-me de dizer o artigo!! É a alínea c) do artigo 13, na página 16.
      AD

      Eliminar
    3. Quem vai tirar pontos ao slbosta vai ser a Academica.

      Diogo

      Eliminar
  7. Caro TdD,
    É isso mesmo: um jogo negativo numa jornada positiva. Não pode é transformar-se isso num jogo horrível numa jornada catastrófica! Podia ter sido melhor? Claro, muito melhor. Até porque os empates nesta casa são, quase todos, derrotas.
    Mas se vamos jogo a jogo, ponto a ponto, então estamos 3 hoje estávamos a 4 antes. De outra maneira, vamos ter que conversar sobre o empate no dragão com a malta da rotunda. Estaríamos a 1 na mesma, com um grande melão por não termos passado para a frente. Não vale a pena. Estamos mais fortes e mais perto, siga a rusga.

    ResponderEliminar
  8. "Não temos que fazer história. Basta repeti-la. "
    Perfeito!

    ResponderEliminar
  9. Temos é que ganhar os jogos todos até ir à luz para o campeonato, depois lá é espetar 3 e acabar com esta história toda. A nossa história recente tem-nos ensinado que não há impossiveis, muito menos quando estamos a 3 pontos e dependemos de nós. É preciso ter calma e esta é a pior fase para as equipas de topo, pois está na altura de decidir tudo e as equipas médias e pequenas vão-se matar em todos os jogos, por sua vez, as equipas que já tem tudo decidido vão jogar livres e desinibidas. Vai começar a ser cada vez mais dificil apostar no totobola e não me admirava nada que Gil Vicente, Maritimo, Guimarães ou Nacional pudessem conquistar um pontinho ou coisa que o valha. No futebol o resultado só se faz ao fim e é preciso acreditar até ao último minuto. Dependemos só e apenas de nós, não percebo porque este pessimismo todo. É meu desejo que nos desliguem as luzes e liguem a rega este ano na luz outra vez! Temos uma equipa muito superior ao SLB, mas muito superior!! Pelo menos em termos individuais. 3 batatinhas não é nada impossivel! PORTO! Joel

    ResponderEliminar
  10. Por acaso o jogo que vejo haver mais probabilidades do Benfica perder pontos (além do jogo contra nós), até é o de Barcelos.

    Os jogos da Luz parecem-me ter destino definido, com maior ou menor dificuldade. Contra o Belenenses não acredito muito que percam pontos, até porque devem encher o Restelo, o Belenenses com a troca de treinador ficou ligeiramente mais vulnerável... é complicado. Até porque defensivamente são fraquitos, tem valido muitas vezes o Ventura (que bom ver o seu nome associado à seleção! Não sei qual a opinião do TdD, mas parece-me ter sido um daqueles que tinha um brilhante futuro no FCP, e digo-o desde que ele andava nos juniores, teve o azar do Helton, talvez).
    Contra o VSC também é complicado prever. Não gosto nada do Rui Vitória, mas por vezes consegue montar a equipa de forma coesa e coerente. E é em Guimarães. Só que o VSC está na mó de baixo e não parece que se vá levantar mais esta época.
    Contra o Gil as oisas parecem mais risonhas (para nós). A equipa tem muito mais qualidade desde janeiro, tem uma estratégia muito melhor definida, uma linha defensiva muito mais solidária, tem sido engraçado ver. Além de que o Simy tem calado muita gente (eu incluido). Sendo em Barcelos, e tendo como recordação as últimas temporadas de Benfica e Porto, creio ser aí uma das oportunidades de deslize do Benfica.

    Ainda assim, o nosso maior problema continua a ser... nós próprios. Por muito que seja bonito e apetecível um deslize do Benfica, de nada vale se perdermos pontos entretanto. E aí, pelo que se tem visto esta temporada, já não meto as mãos no fogo. A equipa tanto parece estar a jogar de fato de gala e a dar chocolate, como a seguir tudo é desfeito e começam a jogar pior que a equipa de juniores.

    Mas é esperar para ver, é por isto que o futebol é tão engraçado. Depois da derrota na Madeira estaríamos a lutar pelo 2º lugar, agora andamos rezingões porque só ganhámos 1 ponto ao Benfica.

    Saudações, Tribunal, e continuação do bom trabalho, como sempre.

    ResponderEliminar
  11. OFF-TOPIC

    http://rr.sapo.pt/bolabranca_detalhe.aspx?fid=4&did=182241

    O FC Porto voltou aos trabalhos no Olival, esta terça-feira. Destaque para as ausências de Danilo, Yacine Brahimi, Aboubakar, Quintero, Quaresma, Martins Indi, Herrera, Reyes, Óliver Torres, Rúben Neves e Ricardo, devido aos compromissos das selecções.

    ---------------------------------
    ---------------------------------

    Não estão reunidas as condições ideais de trabalho ao treinador que se vê privado destes jogadores por vários dias que apesar disso são pagos pelo FCPORTO SAD.

    O FCPORTO SAD deve procurar solucionar duma vez por todas este bloqueio que existe e que tanto tem desvalorizado os jogadores como prejudicado desportiva e financeiramente a si próprio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Luís Miguel, já todos aqui perceberam que não concorda com a ida de jogadores às selecções nacionais. Daí a em todos os posts chamar «brincar às selecções» àquilo que é um orgulho para qualquer futebolista (representar o seu país), é ultrapassar o campo da opinião e passar à propaganda.
      Se quiser bloquear a ida de jogadores às selecções, faça-o junto do FC Porto, da FIFA (que paga aos clubes por idas dos jogadores a treinos, concentrações, jogos e europeus/mundiais) ou seja lá onde for. Aqui a sua opinião já foi mais que expressada.

      Eliminar
    2. Caro Tribunal do Dragão, identifiquei um problema no FCPORTO SAD que o tem prejudicado e muito ao longo dos anos. Ora, os problemas existem para ser solucionados.

      Certamente que concorda comigo que quando um problema é resolvido a situação tende a melhorar e é apenas isso que pretendo, tanto ao nível desportivo como financeiro.

      Se o FCPORTO SAD conseguir solucionar esse problema antes dos outros clubes mais facilmente tenderá a ganhar uma enorme vantagem competitiva sobre os outros e se, mesmo com este problema, o FCPORTO SAD ganha muito mais do que os outros em Portugal e consegue ganhar aquilo que tem ganho na Europa, imagine quanto mais poderíamos ganhar e quanto mais dinheiro se poderia arrecadar, consolidando o nosso estatuto internacionalmente.

      Imagine o que seria o FCPORTO poder contar mais tempo com jogadores como Hulk, Fernando (este não brincava na selecção), Guarin, Falcao, Mangala e tantos outros.

      Relembro que vários jogadores do FCPORTO não brincavam nem brincam nas selecções e, nem por isso ou, se calhar, por causa disso foram e são grandes e com isso ajudaram a engrandecer o FCPORTO como Artur, Edmilson, Derlei, Jardel (raramente brincava), Helton (raramente brincava), Fabiano, Evandro, Marcano (já não brinca há muito), etc.

      Tribunal do Dragão pode optar por manter a mente fechada como agora ou pode estar aberto à inovação e consequentemente contribuir para a melhoria do FCPORTO.

      Eliminar
    3. Quem o ouvir até pensa que esses jogadores que não "brincavam" na selecção o faziam por convicção...

      Se lhes perguntasse a ver se não queriam jogar pelos respectivos países.

      Eu também gosto mais do futebol de clubes que do de selecções (muito mais até) mas há que ter um pouco de bom senso.

      Eliminar
    4. Existe uma forma bastante simples de não ter jogadores nas seleções: não contratar internacionais (ou jogadores com potencial para). Assim temos um grupo de trabalho completo, todos os dias, enquanto disputamos alegremente o Campeonato Nacional de Seniores...

      Eliminar
    5. José Almeida, pouco importa a convicção, o facto é que não brincavam e estavam concentrados no PORTO e isso beneficiou largamente tanto a eles próprios como ao clube.

      Carlos, muito bem, identificaste um risco, então minimizemos os riscos.

      Vejamos, Hulk quando foi contratado era desconhecido para a maioria dos comuns adeptos (embora não tanto para os "insiders" do futebol, afinal foi contratado pelo FCPORTO SAD) e obviamente não brincava na selecção, Deco, por já jogar em Portigal era conhecido e era outro que não brincava na selecção.

      Caso o FCPORTO SAD tivesse acordado uma cláusula com os jogadores em que não estariam disponíveis para brincar nas selecções será que os seus resultados não seriam ainda melhores para ambos, destaco acordo entre as duas partes nem que para isso o FCPORTO SAD pagasse um extra por esse acordo, afinal seria merecido, pois os jogadores estariam mais disponíveis para a entidade patronal e não estariam sujeitos a viagens cansativas, métodos de treino diferente, lesões, desgaste físico e emocional. Um claro exemplo de como os obstáculos podem ser solucionados.

      Afinal, o extra seria o equivalente à valorização do jogador para o FCPORTO SAD e daria um enorme sinal ao mercado comprador de que os jogadores do FCPORTO estão disponíveis para renunciarem às selecções, ou seja, estariam mais valorizados e assim pagassem mais ao FCPORTO pelos valores de transferência.

      O que é estúpido é pagar milhões em transferências e salários e volta e meia os jogadores irem brincar para as selecções, afinal qual é o interesse do FCPORTO em que o Brahimi, o Aboubakar, o Herrera e outros vão jogar pelas respectivas selecções.

      Nas camadas jovens, ainda agora tivemos o exemplo de que o Moreto Cassamá e o Rui Pedro estavam a brincar na selecção sub17, quando poderiam e deveriam estar disponíveis para estar ao serviço do FCPORTO na Youth League, afinal esses jogadores têm contrato de formação com quem? E repara quem ainda nem sequer têm contrato profissional, ou seja, será que eles não têm a consciência de que atingir o futebol profissional é extremamente difícil, pois a concorrência é enorme e devem dar o melhor pelo clube que jogam e assim mais facilmente conseguir ascender ao futebol profissional.

      É que as federações não oferecem contratos aos jogadores, são os clubes/sads que o fazem.

      Por muito bons que os jogadores sejam nas camadas jovens nada está garantido que tenham sucesso ao mais alto nível nos seniores e por isso, renunciar às selecções jovens seria apenas uma atitude lógica, coerente e profissional.

      É que caso não tenham sucesso ao mais alto nível no futebol profissional, sempre podem competir nos escalões inferiores nacionais ou em vez de competir futuramente num dos grandes clubes da Europa podem competir em ligas como as do Luxemburgo, Malta, Indonésia, Vietname, etc, e em último caso, caso não consigam arranjar clube (a concorrência é muita), sempre podem ir bulir para os hipermercados, call-centers, limpeza de ruas, etc.

      Eliminar
    6. O Rui Pedro e o Moreto Cassamá não têm 19 anos têm menos, e por isso os compromissos das suas selecções coincidiram com a Youth League que é sub-19. Se fossem duas competições de seniores obviamente não coincidiriam. Não fique aborrecido com a derrota na Bélgica, o importante é saber que jogadores que poderiam estar a jogar na Youth League já estão algumas etapas do seu crescimento à frente, tal como o Rui Pedro e o Moreto Cassamá, uns a competir na B outros emprestados a clubes da 1ª divisão.

      Desculpe mas a sua teoria é algo absurda. As selecções são um pau de dois bicos para os clubes: existe o risco dos jogadores regressarem lesionados e desgastados das selecções a meio de competições importantes, mas as selecções valorizam imenso os jogadores e são uma montra. Você como adepto só pensa só nos resultados desportivos do clube mas a direcção pensa nos resultados financeiros também. O Deco foi vendido ao Barcelona depois de um Europeu realizado por Portugal. Além disso as selecções dão experiência competitiva e realizam os jogadores, que têm orgulho em vestir as camisolas dos seus países salvo raras excepções. O Danilo está grato ao FC Porto pela chamada à selecção do Brasil, ele entende que noutro clube não teria a visibilidade nem possibilidade de mostrar o seu trabalho e merecer uma chamada à selecção. Ou seja ele joga melhor pelo clube quando tem o objectivo de lutar por um lugar na selecção, por uma chamada. E você quer que o clube funcione de forma oposta? O jogador desmotivava e queria sair rapidamente e o Porto num instante ficava sem jogadores de nível internacional pois nenhum jogador que tivesse potencial e aspirasse a um lugar de selecção queria jogar num clube destes. Ter jogadores internacionais só é bom porque eles dão o máximo no clube para serem chamados à selecção.

      Eliminar
    7. Paulo Monteiro, o Rui Pedro e o Moreto Cassamá têm contratos de formação com o FCPORTO SAD e deveriam estar a esforçar-se para conseguirem ascender à equipa principal. Estar disponível para a equipa que disputou o jogo com o Anderlecht deveria ter sido lógico, básico mesmo. É uma questão de inteligência e de profissionalismo.

      Absurdo é pagar milhões em transferências e salários e depois deixar os jogadores irem brincar nas selecções e, ao contrário, do que pensa, os jogadores desvalorizam-se nas selecções.

      Vejamos, porque um clube iria pagar mais pela transferência e salário sabendo que volta e meia o jogador teria que ir à selecção e que de dois em dois anos iria ver-se privado dos jogadores por sensivelmente um mês para os respectivos TORNEIOS DE VERÃO (vulgo Campeonatos do Mundo, da Europa, Jogos Olímpicos, Cans, Sul-Americano, Euros sub21, Sub20, etc).

      Se acha que as selecções são uma montra, então seguindo a sua lógica os clubes deveriam pagar às Federações pelos jogadores convocados, melhor ainda, uma estratégia lógica, nesse caso, seria os clubes pagarem para as federações escolherem determinados jogadores, pois, segundo a sua lógica, os jogadores valorizam-se nas selecções.

      Mas insisto, é montra para quem? Para os simples adeptos? Admito que sim, mas os simples adeptos não compram e vendem jogadores, já os "insiders" (dirigentes, treinadores, agestes fifa, empresários, olheiros, etc) os jogadores são bastante conhecidos e desde tenra idade embora não sejam conhecidos do grande público, por exemplo, eu não sigo a liga angolana, japonesa ou colombiana, mas muitos "insiders" conhecem-na.

      E afinal de contas, será que as ligas nacionais e as competições europeias de clubes ou de outros continentes não são montra suficiente?

      Outra coisa, os jogadores são profissionais, espera-se que estejam sempre motivados.

      O Deco foi vendido após ter ganho a Taça Uefa e a Champions League. Quanto a mais é que o FCPORTO SAD poderia ter ganho se Deco não resolvesse brincar na selecção. É uma questão de percepção, a tradição de mais de um século de selecções com os poucos anos em que há televisão e internet generalizada.

      Qual pessoa que siga o Brasileirão, poderia dizer 10 ou 20 jogadores de categoria dessa liga e que mesmo assim estão muito longe de brincarem nas selecções, aliás, o não brincar nas selecções tem ajudado imenso a esses jogadores, não é por acaso que andam dezenas de brasileiros que não brincam nas selecções em várias ligas europeias, ou seja, se têm procura é porque estão a valorizar-se.

      Eliminar
    8. dou graças a deus por nunca ter visto uma opiniao sequer semelhante a esta, por favor nunca ocupe um cargo de minima responsabilidade no clube, ab imo pectore

      Eliminar
    9. Luís Miguel, o seu Portismo está a toldar-lhe a lógica e o bom senso. Isso não faz sentido nem aqui nem na China. O Real Madrid não consegue isso nem está interessado em fazer isso com os seus jogadores e você acredita que o Porto consegue e tem interesse? Além disso para qualquer adepto é um orgulho ver por exemplo uma espinha dorsal da selecção composta por jogadores do seu clube. Não percebo como você sente o contrário.

      Eliminar
    10. Caro Anónimo 26 de março de 2015 às 05:07

      Não foi a rezar que o FCPORTO conseguiu as vitórias e os títulos, mas sim com muito e dedicado trabalho dos dirigentes e treinadores e muito treino dos jogadores.

      Paulo Monteiro, o que não faz sentido é pagar milhões em transferências e salários e depois deixar ir os jogadores às selecções.

      O objectivo dos clubes é vencer, não é fornecer jogadores às selecções e os adeptos ficam mesmo orgulhosos é das vitórias e conquistas dos clubes.

      De qualquer maneira, existem cada vez mais dirigentes e jogadores que começam a acordar para a vida, alguns jogadores renunciam às selecções cada vez mais cedo e a procura por jogadores que não brincam nas selecções é cada vez maior.

      Eliminar
  12. É claro que o resultado da Choupana foi negativo. Se foi fatal para as aspirações do Porto ou não, só o tempo o dirá. Também poderia se dar o caso do Porto ter ganho na Choupana e chegar à Luz e não conseguir bater o Benfica e nunca recuperar do atraso de um ponto até ao fim do campeonato. Por isso quem estava certo era o João Pinto: "prognósticos só no fim". Um ponto de distancia apenas iria colocar muita mais pressão no Benfica, isso sem dúvida, e retirar a obrigação do Porto de bater o Benfica na Luz por números alargados o que contra o catenaccio do Benfica quando joga contra os grandes é tarefa ainda mais difícil - ainda que a jogar em casa esse catenaccio seja ainda mais vergonhoso para os adeptos do Benfica, mas o contra-ataque é o estilo de jogo mais confortável e quiçá eficaz para quem não tem a pressão de vencer, e o Benfica pode dar-se ao luxo de estar a perder 1-0 e continuar a defender. Ficou também a sensação que o Porto falha quando se pode assumir como principal e legítimo candidato ao título. Entretanto o Benfica depois de tanto tempo na liderança poderá depois do desaire do Porto na Choupana sentir-se ainda mais como esse legítimo candidato. No final de contas continuo a achar que se o Porto perder o campeonato iremos chorar sim a derrota com o Benfica no Dragão. Começo a achar que o Lopetegui deveria ter entrado mais cedo no Porto,não no início desta época mas a meio da anterior em vez do Luís Castro, como sucedeu com o Mourinho. Essa meia época tinha sido crucial para ele, para perceber onde estava, conhecer este campeonato, adaptar-se. Acho que o desnorte inicial do Lopetegui, o período de adaptação dele, custou-nos muitos pontos,mais do que os normais e expectáveis. O empate na Choupana é um resultado normal, não é normal é o que ficou para trás. Mas apesar de difícil, ainda é possível, e enquanto for possível, os jogadores do Porto e equipa técnica só têm de acreditar.

    ResponderEliminar
  13. Foi mau sim mas não foi péssimo. Continuo a pensar que, se ganharmos os nossos jogos, seremos campeões.

    ResponderEliminar
  14. Nem Hitchcock idealizaria tamanho suspense neste campeonato....

    ResponderEliminar
  15. Estou quase sempre 90 % de acordos com as opiniões daqui do Tribunal, mas desta vez, desculpem dizer desta maneira, mas não entro no barco. Não me interpretem mal, quem me dera e desejo acima de tudo que todos estes dados se concretizem mais uma vez..mas como todos sabemos..este não é um campeonato "normal". Muito simplesmente nós tinhamos que ganhar aquele jogo, tinhamos! Ate podia ter nevado, desse por onde desse, tinhamos que ganhar. O clube do regime, eu duvido que va perder mais algum ponto, sem ser no classico claro; nas ultimas quatro jornadas vai jogar contra clubes que não apresentam qualquer perigo, e a ida a Guimarães que podia apresentar algum perigo..ve-se o estado em que o Vitoria está a jogar actualmente. A mnha unica infima esperança ( se bem que já é mais sonho do que qualquer aspecto baseado na realidade ), é que o regime empate pelo menos um dos jogos ate ao classico; ou contra o Nacional, ou contra Academica..mas são ambos em casa deles, por isso..

    ResponderEliminar
  16. pois ter pedido com o maritimo e empatar agora com o nacional, mostrou uma coisa falta de estofo de campeao no treinador, na equipa e em muitos jogadores. Noutras epocas de saudosa memoria nao desperdiçavamos estes pontos . Se encostavamos eles perdiam mais pontos com os nervos, assim estao tranquilos e depois nao vejo a equipa a ganhar na luz, a equipa como joga tem dificuldade em jogar fora. Sera que o sporting e o basileia ambos em casa foram mesmo exceçoes a regra? falta algo a esta equipa e a este treinador, vamos ver pode ser que aconteça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério? Mas mesmo a sério? Vê os jogos só depois de saber os resultados e, mesmo assim, apenas aqueles que não ganhamos? Não tem visto muita bola este ano, pois não? Fique pois ciente que já fizemos bem melhor que contra o Basileia, por exemplo. Experimente ver, verá que vai gostar.

      Eliminar
  17. se me permitem o comentario do sr luis miguel referente as seleçoes nao tem cabimento nenhum sendo ate despropositado e ofensivo em relaçao a Portugal e aos outros paises. Parece que esta a ( brincar ) aos comentadores e com toda a gente.

    ResponderEliminar
  18. Neste momento o 2 - 0 é "suficiente" para sermos campeões.
    os critérios de desempate são estes:

    a. Número de pontos alcançados pelos clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si realizaram;
    (esperemos que aqui hája pelo menos um empate)

    b. Maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;
    ( Neste momento o benfica tem + 50 e nós mais + 47. Uma vitória por 2 de diferença põe o benfica com + 48 e a nós com + 49)

    c. Maior número de golos marcados no campo do adversário, nos jogos que realizaram entre si;
    (aqui funciona como uma eliminatória europeia, o 3-1 é para nós)

    d. Maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição;
    Caso fique tudo empatado, (pontos, e 2 - 0) é o golaverage que interessa. Aqui temos vantagem minima.

    e. Maior número de vitórias em toda a competição;
    (Aqui já temos poucas hipoteses, pois eles tem mais 2 vitórias)

    f. Maior número de golos marcados

    ResponderEliminar
  19. a. (...)

    b. Maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;
    (0-2; ?-?)

    c. (...)

    d. Maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição;
    ( "Neste momento o benfica tem + 50 e nós mais + 47. Uma vitória por 2 de diferença põe o benfica com + 48 e a nós com + 49")

    e. (...)

    f. (...)

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.