quarta-feira, 18 de junho de 2014

Rolando, Antero Henrique e a mensagem que não é só para presidentes. Os centrais e um «até já»

«Tudo o que fazemos, tudo o que pensamos fazer, tem uma exclusiva finalidade: servir o FC Porto!» As palavras de Cesário Bonito estão na galeria dos presidentes, mas não são apenas para os presidentes: são para todos aqueles ligados ao FC Porto.

A possibilidade de um
«reforço» inesperado
A saída de Rolando foi atribulada e de pouco valerá recordar toda a polémica em seu redor. Um profissional exemplar e competente, ao longo de quase cinco anos, que desde a conquista da Liga Europa viu a sua situação ser mal gerida por SAD (no que toca a propostas) e treinador (na utilização e na inibição para a mesma).

Disse que «Villas-Boas tem o meu número?». Disse sim. E na mesma intervenção lembrou que tinha contrato com o FC Porto e que a direção é que ia decidir se era altura para ele sair. De Rolando, nunca foi notícia um amuo, nem queixas em redes sociais. Quando foi emprestado ao Nápoles, soltou tudo de uma vez, acusando Vítor Pereira e Antero Henrique de lhe fazerem «a vida negra». Poderia ser evitado? Podia. Mas erros cometem-se sempre: o que importa é saber corrigi-los em prol de interesses superiores: os do FC Porto.

Rolando é um elemento que conhece o balneário, já foi capitão do FC Porto, experiente, com qualidade e foi um dos melhores centrais da Serie A do último ano. Numa altura em que o FC Porto vai necessitar de um ou dois centrais (a continuidade de Abdoulaye não é garantida, Mangala é um caso no mercado ainda por resolver), pode Rolando vir a ser a solução que falta? Pode.

As negociações com o Inter Milão estão num impasse. O clube quer ficar com Rolando e Rolando gostava de ficar em Itália, mas os números em cima da mesa ainda não convenceram o FC Porto a libertar o central, que tem contrato até 2015. Neste momento, as propostas não chegam a um terço do valor pelo qual Rolando podia ter saído em 2011. Quer isto dizer que neste momento, financeiramente, Rolando nunca renderá tanto como desportivamente - um pouco à imagem do que a SAD entende ver em Varela, segundo foi contado recentemente pelo jornal O Jogo.

Um défice de liderança
Qual será a melhor opção para reforçar a defesa? Apostar em mais um central promissor (já há Reyes, que nem titular numa defesa com três centrais, no México, está a conseguir ser) ou num central experiente que é necessário (desde a saída de Otamendi que não há ninguém para esse papel, sendo Maicon uma incógnita neste momento). Para central experiente, Rolando é a melhor solução. Seria necessário renovar, pois só contrato por mais um ano, mas esse seria um obstáculo fácil de superar.

Rolando é oficialmente representado por João Cardoso, o seu empresário de sempre e que considera um pai, mas Peppino Tirri, um empresário italiano com boas relações com Alexandre Pinto da Costa (que está em vias de levar Licá para Itália), tem procuração para o negociar para Itália (à imagem de Jackson Martínez, o capricho de Peter Lim). Da mesa com o Inter ainda não saiu qualquer acordo. A transferência ainda é a prioridade, mas caso esta falhe Rolando deverá ser integrado no plantel.

Alguns adeptos poderão questionar: será possível a integração de Rolando depois de toda a polémica com Antero Henrique? Respondo com outra questão: que melhor prova de uma estrutura unida e a remar para o mesmo lado do que deixar para trás as questões pessoais em prol do FC Porto? Aguardemos o desfecho do caso, certamente resolvido até ao final do mês.

Uma porta sempre aberta
Rolando, como possível resposta à dificultada contratação de Balanta, não disfarça um problema: o FC Porto, uma das melhores escolas de centrais na Europa, tem um défice nos seus quadros para esta posição, que afecta inclusive os escalões de formação. O dinamarquês Malte Johansen é hipótese, mas para os sub-19. O chileno Igor Lichnovsky tem feito correr tinta, com vista a um ingresso na equipa B. E há ainda uma grande incógnita no defeso: o jovem Pedro Monteiro, que se juntou à carteira de António Araújo (por estes dias no Brasil - país de onde vão chegar mais atletas para ingressar nos sub-19 do FC Porto, juntando-se ao compatriota Elvis) e está entre Braga e Pedroso. Três boas apostas, caso se confirmem, e o central Júnior Pius promete dar que falar na equipa B já na próxima época.

Equipa B essa que, ouviu o Tribunal do Dragão, já não contará com Nuno Capucho (inicialmente apontado como adjunto de Luís Castro), de saída para o Minho, após sete anos a trabalhar na formação do clube. Pode acompanhar a nova geração de bons treinadores na sua linha (Pedro Emanuel, Nuno Espírito Santo, Sérgio Conceição) e merece a oportunidade a solo, após uma exemplar dedicação ao clube. Boa sorte, que esta porta fica aberta. Mais saídas dos quadros técnicos a confirmar nos próximos dias.

16 comentários:

  1. O Capucho está de saida para o Minho ?

    Vai treinar o Guimarães é isso ?

    Boa sorte Capucho!

    ResponderEliminar
  2. Regresso de Rolando seria uma situação win-win, mas se possível vender Abdoulaye e trazer Balanta, Dória ou Manolas , era perfeito!

    ResponderEliminar
  3. O Dossier contratações "sonantes", só depois da venda dalguns titulares ?
    O avançado, só depois da venda de Jackson se concretizar ? Raul Jimenez ou Michy são possibilidades ? O Redes que se fala, é desejo pessoal do treinador ?
    Rolando aceitaria voltar ? Como se tem visto no Mundial, Herrera é um bom jogador, será que não é precipitado, julgar os jogadores pela última época, tendo em conta que nenhum brilhou, ou se destacou? Até Jackson, apesar dos golos foi alvo de muita crítica! Digo isto, não para defender Abdoulayes, Licás e afins, mas porque o contexto era muito complicado e parece-me que o treinador não sendo o principal culpado, era um fator determinante! Alguma luz de esperança na opinião do autor do blog ? Ou há condicionantes bastante fortes...
    Os sinais do eterno rival, é que o buraco financeiro é bastante maior do que o aparente.. e os clubes portugueses têm estado acima da realidade do país...
    Costumo ler o Blog do Vila pouca, mas depois duma época frustrante... qualquer indício de boas notícias e elas não têm sido muitas, apenas uma febre nos jornais, por qualquer jogador excedentário que jogue na liga espanhola.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde, caro autor do blog. Nota-se uma clara tendência para "empurrar" todos os excedentários da liga espanhola para o FCP, mas as notícias não têm sido animadoras...
    Embora perceba, algumas movimentações para contratar Evandro, Opare ( alternativa para as laterais), Sami ( penso que tenha sido oportunidade) e até Ricardo ( Helton deverá demorar a regressar... A ausência de contratações deverá estar "presa" pelas vendas mais que "confirmadas" de Jackson e Mangala ( possivelmente) ? Mas atendendo ao que temos visto no Mundial, com alguns jogadores muito criticados, a demonstrarem o seu REAL valor, ( Herrera) será que a fraca época da equipa não terá condicionado o desempenho e a demonstração do valor dos atletas ? Abdoulaye, Reyes, Herrera, Defour, Licá e afins não poderão ser melhores do que demonstraram, devido ao "fraco " treinador escolhido ? Outro aspeto preocupante é que cunho vai ter Lopetegui na equipa se até esta altura, parece-me que os seus desejos de jogadores estão por concretizar! Qualquer luzinha que possa tranquilizar um adepto preocupado e frustrado com a fraca temporada passada, era muito bem vinda !

    ResponderEliminar
  5. Tudo se resume a aguardar que as coisas aconteçam e, depois sim, fazer a devida avaliação. Condicionantes existe e sempre existiu, o desafio é contorná-las e superá-las.

    Herrera é um dos casos de jogadores que podem e vão render mais do que na última época. Mas é inegável que o plantel precisa de 4 ou 5 jogadores (dependendo do número de saídas) de qualidade superior que têm que ser acrescentados. O problema é que o FC Porto, sendo um clube vendedor e dependente de vendas, não pode controlar os ritmos do mercado. Os números são públicos e podem ser consultados por qualquer adepto.

    Esta semana deve haver novidades nesse sentido, mas o defeso ainda vai ser longo. Resta aguardar. O eterno rival está a resolver os problemas deles, preocupemo-nos em resolver os nossos.

    ResponderEliminar
  6. Paulo Sérgio, acrescente-se que quem deve tranquilizar os adeptos é o FC Porto, não bloggers. A não ser que alguém acumule as funções de administrador com as de blogger, o que aqui não é o caso. Portanto, como deve calcular, não podem ser feitas promessas em nome da SAD. Aguardemos!

    ResponderEliminar
  7. Caro Tribunal do Dragão

    A sangria nos quadros técnicos da formação é para continuar por opção do clube?
    Vão chegar elementos novos para a formação a nível técnico e organizativo?
    Em relação ao Rolando se fosse caso único ficava bem contente, quando um DG assume protagonismo negativo na relação com um atleta mau será o futuro. Que me lembre nunca ouvi um jogador criticar Reinaldo Teles, Teles Roxo, Pôncio Monteiro ou JNPC mas o Rolando não foi o primeiro nem foi o ultimo que criticou o DG.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  8. Mas o silêncio não ajuda, nem o Presidente aparece para restaurar alguma tranquilidade

    ResponderEliminar
  9. Estive a ler o R&c do clube, nos próximos 9 meses temos empréstimos a vencer totalizando 81 milhões que temos de fazer? Digam-me que não é assim! Se assim for o clube não poderá pensar em reforços, mas sim em inverter uma gestão acima do possível!

    ResponderEliminar
  10. Estive a ler o R&c do clube, nos próximos 9 meses temos empréstimos a vencer totalizando 81 milhões que temos de fazer? Digam-me que não é assim! Se assim for o clube não poderá pensar em reforços, mas sim em inverter uma gestão acima do possível!

    ResponderEliminar
  11. Caro Tribunal... irá Capucho para casa?

    ResponderEliminar
  12. Com Navas, Manolas e Oliver Torres já ficávamos bem servidos, ficava a faltar um Suso ou um Tello.

    ResponderEliminar
  13. Tens boa pontaria, Pedro SD. Vamos aguardar mais um pouco.
    Há mexidas a decorrer nos quadros da formação e no plantel principal.

    ResponderEliminar
  14. Mas alguém confirma o comentário acima ? De que nos próximos 9 meses, são empréstimos a vencer, tendo que realizar 81 milhões de euros ? Já vi essa análise em vários foruns relativos ao clube e nas análise ao R&C. Custa-me a acreditar em tal gestão danosa. Quanto aos rumores, espero bem que haja reforços de qualidade, porque para consumo Interno a equipa poderá servir, mas para a Europa é muito curta e que Lopetegui além de apostar numa ideia de jogo para o clube capaz, aposte na formação, já que na Equipa B há jogadores com potencial, para apostar neles...

    ResponderEliminar
  15. Carissimo Tribunal, para alé dos nomes que o Pedro SD referiu não fica afaltar um trinco e um Pontal de Lança? Será que a vinda do Oliver Torres, não está relacionada com Jorge Mendes, é que ele o ano passado comprou 25% do passe por 5 Milhões?

    ResponderEliminar
  16. Em relação ao Oliver Torres há algum fundo de verdade? Se possivelmente vier, será por emprestimo sem opção de compra? Há alguma informação sobre isso?
    Em relação à defesa, há alguma possibilidade de vir Manolas e Balanta?

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.