quinta-feira, 5 de junho de 2014

Sucesso

«Sucesso.» A palavra é uma amiga íntima do FC Porto, mas dificilmente é mais vezes repetida do que perante a existência de um empréstimo obrigacionista.

Fernando Gomes, atual presidente da FPF, dizia em 2006: «A operação traduziu-se num sucesso absoluto, superou as nossas melhores expectativas.» Em 2009, Pinto da Costa recuperou a mesma expressão, acrescentando: «É notável a confiança que em nós foi depositada. Não é fácil num momento de crise a nível nacional e internacional.»

Avançamos até 2012 e ouvimos Angelino Ferreira: «Esta é uma emissão de sucesso, à semelhança das anteriores lançadas pela F. C. Porto SAD, pelo que podemos dizer que operação foi bem sucedida».

No mais recente empréstimo obrigacionista lançado, que cobre o do triénio 2011-14, o «sucesso» volta a ser a expressão de eleição do presidente, Pinto da Costa.

Quatro empréstimos obrigacionistas consecutivos, quatro vezes um «sucesso». «Sucesso», sim, mas para quem continuará a repetir o modelo - já em 2015, a 30 milhões de euros - e não para quem tarda em apertar o cinto para tentar dispensar - ou reduzir - a necessidade das renovações consecutivas.

1 comentários:

  1. Boa noite caro Juiz,

    Faz hoje precisamente 2 anos desde que iniciou este fantástico blog. O seu primeiro post tinha como título “Sucesso”, algo que curiosamente tem faltado ao FC Porto em diversas vertentes.

    Ao ver o clube que tanto amo chegar a esta situação, sinto vontade de intervir e mudar algo. Sinto que os quatro pilares que sustentaram o nosso Sucesso nos últimos 30 anos não estão a ser totalmente respeitados.

    Por outro lado, tenho total confiança no Futuro do FC Porto quando vejo o apoio incondicional que os nossos adeptos dão ou quando vejo a nossa equipa de sub-19 a conquistar mais um título.

    Tendo em conta o rigor e a inteligência com que O Tribunal analisa as situações do nosso FC Porto, tenho a certeza que você poderia ser uma mais-valia para o clube e uma peça fundamental no regresso às grandes conquistas. Não encontro nenhuma razão para não se candidatar nas próximas eleições – aliás, só consigo encontrar aspetos positivos numa eventual candidatura sua.

    Tendo em conta o número de visualizações que o blog tem, tenho a certeza que grande parte da Nação Portista iria apoia-lo sem hesitações. Eu, pelo menos, iria. E os Portistas estão bem a par da situação do clube e sabem bem que você tem todas as capacidades para se tornar Presidente.

    Caso o que eu esteja a dizer faça algum sentido, disponho-me, desde já, para trabalhar em prol do clube naquilo que for preciso. Tal como você, irei por sempre os interesses do FC Porto à frente dos meus. E, tal como você, sei analisar situações objetivamente e tomar decisões para benefício do clube.

    Até 2020 ainda falta muito, mas tenho consciência que o tempo passa rápido...

    Se eventualmente quiser, pode contactar-me para o meu e-mail: miguelemospereira@gmail.com Caso contrário, continuarei a vir cá ler as suas crónicas.

    Grande Abraço,
    Miguel

    #oPortoSomosNós

    ResponderEliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.