segunda-feira, 9 de junho de 2014

Rolando: lei Webster não é hipótese

O título é chamativo, mas não passará de um falso alarme.
Lealdade ao presidente
fala mais alto.

O Jornal de Notícias traz à capa na sua edição de 9 de junho que Rolando «vai rescindir com o FC Porto para ficar no Inter». Um título que sugere que a lei Webster é hipótese para o futuro do central. Nada mais errado.

Rolando aguarda pacientemente a conclusão das negociações entre Inter e FC Porto, à espera do ok para permanecer em Milão. Uma rescisão à Paulo Assunção está descartada pelo atleta que, diga-se, contratualmente o poderia fazer. Mas não o fará.

«Pinto da Costa é um senhor, um gentleman. Com a ajuda dele o FC Porto ainda conseguiu ser campeão. Com um presidente como Pinto da Costa, não que seja fácil ser campeão, o FC Porto está sempre um passo à frente dos adversários», disse Rolando à Antena 1, numa recente entrevista. Palavras de quem admira o presidente e de quem não colocaria em causa um negócio cujo encaixe será precioso ainda para 2013-14.

Mas precioso, precioso, seria que Rolando tivesse a oportunidade de render em campo, visto que financeiramente a hipótese de render o triplo do que o que poderá render agora foi, literalmente, vetada anteriormente. Um tema para um futuro próximo.

0 comentários:

Enviar um comentário

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.