terça-feira, 22 de julho de 2014

Um recado contranatura e o lançamento de uma campanha solidária

Antero Henrique estava em silêncio praticamente desde a célebre entrevista em que disse que o FC Porto não ia abdicar de ter a melhor equipa para passar a ter a melhor formação. Uma entrevista que servia essencialmente de promoção ao Museu mas em que todos os temas abordados, desde o treinador ao plantel, tiveram tiros ao lado. Nove meses depois, Antero Henrique deixa uma curta frase ao jornal O Jogo: Jackson só sai pela cláusula

Antero deixou recado.
Mas a quem?
Um aviso contranatura, inesperado e sobretudo surpreendente por quem o profere. Desde o início que há um único clube capaz de pagar aquilo que o FC Porto pede por Jackson Martínez (não os 40 milhões da cláusula, porque o FC Porto nunca vendeu um jogador pela cláusula de rescisão, mas sempre acima de 30M): o Valência.

Não é segredo para ninguém que esta negociação só é possível através da dupla Peter Lim-Jorge Mendes. E é aqui que está a surpresa: todos os negócios de Jorge Mendes com o FC Porto são directamente tratados com o presidente, sem interferência de Antero Henrique e de qualquer outro administrador. Jorge Mendes é o único empresário que reporta sempre e apenas directamente a Pinto da Costa. 

É uma surpresa, por isso, que seja Antero Henrique a deixar o recado para o mercado (será mesmo para o mercado?), após 9 meses de quase absoluto silêncio. Sobretudo porque o CEO da SAD era próximo de Luis Manso, o empresário que foi substituído por Luis Henrique Pompeo (próximo de Alexandre Pinto da Costa) na representação de Jackson, que esperou durante mais de 1 ano por uma renovação de contrato prometida que nunca se concretizou.

Entretanto, Jackson pediu mais uma semana de «férias». Ninguém será ingénuo ao ponto de acreditar que isto não tem que ver com o impasse numa possível transferência, até porque foi noticiado publicamente que os mundialistas tiveram férias pré-Mundial de modo a que regressassem aos trabalhos mais cedo. A vontade de Jackson, e é importante recordar isto, não é apenas uma transferência, mas sobretudo ter um contrato melhor. Não é mal pago, e se não fosse o FC Porto talvez ainda estivesse perdido no México, mas se lhe prometeram uma renovação de contrato caso não fosse transferido há que cumprir. Já com mais de um ano de atraso.

Campanha solidária

O Tribunal do Dragão lança hoje uma campanha de solidariedade: vamos doar o dinheiro pelo mecanismo de solidariedade de James Rodríguez a Bruno de Carvalho. De recordar que o presidente do Sporting expressou a sua indignação por, no negócio de 70 milhões de euros com o Mónaco, James ter sido avaliado em 45 milhões de euros e João Moutinho em 25 milhões.

Um apoio à Missão Pavilhão
Recapitulando: James Rodríguez foi o melhor marcador e jogador (para quem tem olhos) do Mundial 2014. Depois de ter sido vendido ao Mónaco por 45 milhões, um ano depois ruma ao Real Madrid por 80 milhões de euros. São 125 milhões de euros no espaço de um ano. Mais, para entrar no Real Madrid, ao que tudo indica vai sair Di Maria, que neste momento tem lugar em qualquer equipa do mundo... menos numa em que haja James Rodríguez, pelos vistos.

Já João Moutinho... Qualquer portista sabe que é um jogador fabuloso. Não necessariamente uma máquina por si só, mas é o jogador que faz funcionar qualquer máquina. Mas tem e sempre teve um problema: não é decisivo. São raros os momentos em que faz um golo que decida um jogo todas as épocas e, para um jogador de 25 milhões, produz pouco ofensivamente. Daí que tenha sido considerado uma das 10 desilusões da época em França pelo L'Equipe. Até Kroos, um jogador superior a Moutinho, não foi vendido por muito mais pelo Bayern, mesmo sendo 4 anos mais novo. Um ano depois, ninguém ousaria pagar 25 milhões de euros por Moutinho ao Mónaco, até porque faz 28 anos este verão.

Com a transferência de James para o Real Madrid, o FC Porto tem a receber 1,2 milhões de euros, por ser um jogador formado no clube. Sugerimos que essa verba seja doada ao presidente do Sporting, como compensação para o péssimo negócio que foi a venda de João Moutinho por parte do FC Porto. Isto segundo a análise de um clube que em toda a sua história só vendeu um jogador por mais de 15 milhões de euros. Os 1,2 milhões podem ajudar o clube dos 3 milhões de adeptos, que em 3 meses para a missão pavilhão vendeu seis mil kits... entre os 250 mil necessários. Quem chega primeiro: a missão pavilhão a 250 mil kits ou o Vieira a 300 mil sócios?

10 comentários:

  1. Nem mais nem menos...Grande post.
    Coitado do bruninho...

    FCP777

    ResponderEliminar
  2. Olá
    Percebe-se agora que, na tal desavença entre Alexandre Pinto da Costa e o empresário de Rolando e a fazer fé no que está transcrito na Blogosfera, Pinto da Costa tenha dito «não querer Anteros na opração»...
    http://comunidade.xl.pt/Record/blogs/bolanaarea/archive/2014/07/19/alex-pinto-da-costa-corre-para-a-cadeira-de-sonho.aspx

    O «vil metal» é terrível......tolda os Homens e quiçá destrói amizades, por muito duradouras que pareçam ser.

    Relativamente a Bruno de Carvalho, não creio que mereça as linhas que se lhe dedicam....

    Cumprs
    Augusto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pinto da Costa retirou, e bem, Antero do processo Rolando por causa das confusões que houve o ano passado. É uma boa prática que qualquer empresa emprega quando um dos seus negociadores entra em colisão/desavença com a outra parte com quem se pretende negociar. E como decidiu retirar Antero, assumiu ele o processo. Muito bem.
      As coisas azedaram ainda mais, Pinto da Costa tomou posição de força (quer sair arranjem 10M€) e que curiosamente acaba por abonar em favor de Antero.
      Alexandre, porque enfim..., decide entrar de rompante e dizer o que o pai queria dizer, ainda que com outras intenções.
      Antero, muito simplesmente responde agora a Alexandre ainda que, admita eu, seja meio bluff.

      Eliminar
  3. Brahimi vai ser apresentado hoje?
    Nao acredito que JMartinez so saia pela clausula
    30M ja seria muito bem vendido
    Lembrar que Mandzukic custou 22M ao AMadrid
    Mas ficando, JMartinez seria o melhor 'reforco' para esta epoca

    ResponderEliminar
  4. Até a mim me doeu !!!! muito bem

    ResponderEliminar
  5. Antes de mais, esclareço que o TdD me merece total credibilidade. Assim, e porque há horas atrás, um portista preocupado com o rumo que alguns dirigentes pretendem dar ao clube/SAD, me perguntava sobre esta declaração de AH sem eu conseguisse imaginar a maquiavélica intenção que a motivou, gostaria de, enquanto portista adepto/sócio/accionista dizer o seguinte :

    - A guerra civil que AH e AlexPdC decidiram protagonizar, digladiando-se por toda e qualquer comissão como se da última se tratasse, ameaça os legítimos interesses do Fc Porto.

    - Ou PdC aplaca estes ódios e decide remeter estes dois sujeitos para o caixote da irrelevância ou, mais tarde ou mais cedo, irão causar prejuízo desportivo e financeiro que o Fc Porto não pode, muito menos merece, suportar.

    - Desejo que PdC continue a lançar mão dos préstimos de JM que faz-se pagar bem mas pelo menos n se perde em guerras pela comissão capazes de prejudicar o Fc Porto.

    AH não quer saber se esta é a ultima oportunidade de vendermos Jackson por uma soma considerável.

    A AlexPdC pouco importa que Lopetegui tenha afirmado importante a continuidade de Jackson.

    O que ambos querem é repartir a gorda comissão com os seus sócios-empresários. O que ambos querem é ganhar ainda que o Fc Porto perca.

    Nenhum deles cabe no meu Fc Porto e na história longa e bonita do nosso clube não irão passar de um triste e gordo ponto negro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá
      O meu aplauso por este post.
      Subcrevo cada frase...na íntgra.
      ______________________________
      Acredito que Alexandre Pinto da Costa, tal como a irmã e o cunhado, VIVEM DO FCPorto com o total acodo de Pinto da Costa, mesmo que tal facto gere desavenças no seio da SAD e que alguns elementos não tenham outra saída...senão sair....

      Cmprs
      Augusto

      Eliminar
  6. Triste assistir este tipo de guerras na própria casa. Com dirigentes a dar estes tristes exemplos, ah situações que se vão extremar. Uma liderança fraca trás sempre consequências. O PDC sempre foi um grande lider, neste caso devia ter a coragem de afastar quem mete os seus interesses pessoais ah frente do clube.

    ResponderEliminar
  7. Eu só não vos entendo:
    1. AH é vice presidente do FCP, já deu muitos títulos e muito a ganhar ao nosso clube. AH sempre esteve ao lado do Presidente foi-lhe sempre leal e muito provável ai estar como presidente porque AH está a seu lado a muitos anos.
    2. alexpdc que eu saiba não é membro sequer dos órgãos sociais do clube e nada deu ao fcp, ainda me lembro de o ver no bessa a festejar o titulo dos outros... e a arquitectar com o veiga contra o FCP e o próprio pai...
    como é que alguém ainda dá credito a um tipo que não é dirigente do clube e que não devia de estar a falar pelo clube e do clube ... ou isto agora vira monarquia ???
    Enfim que comece o campeonato , porque se o pai não coloca o filho no seu devido lugar isto não vai ser bom para o nosso clube ....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo o desejo e peço que além do filho aproveite a maré e tb coloque ACaldeira e AHenrique nos seus devidos lugares.Bem sei que é utopia mas deixem-me sonhar com algo de bom para o nosso clube!!

      Eliminar

De e para portistas, O Tribunal do Dragão é um espaço de opinião, defesa, crítica e análise ao FC Porto, que aborda a atualidade desportiva e financeira de clube e SAD, bem como do futebol português.

Quem confundir liberdade de expressão com injúria, insulto, mentira ou difamação não passará pelo lápis azul. Todo o spam será apagado. Comentários anónimos são susceptíveis de não serem publicados. Nicknames são permitidos.